os mu ulmanos na pen nsula ib rica quem eram n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
OS MUÇULMANOS NA PENÍNSULA IBÉRICA       Quem eram? PowerPoint Presentation
Download Presentation
OS MUÇULMANOS NA PENÍNSULA IBÉRICA       Quem eram?

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 15

OS MUÇULMANOS NA PENÍNSULA IBÉRICA       Quem eram? - PowerPoint PPT Presentation


  • 127 Views
  • Uploaded on

OS MUÇULMANOS NA PENÍNSULA IBÉRICA       Quem eram?.   No século VII, apareceu uma nova religião na Península da Arábia. O islamismo. Os Árabes converteram-se a essa nova religião pregada por Maomé.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'OS MUÇULMANOS NA PENÍNSULA IBÉRICA       Quem eram?' - kimn


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
os mu ulmanos na pen nsula ib rica quem eram

OS MUÇULMANOS NA PENÍNSULA IBÉRICA      Quem eram?

  No século VII, apareceu uma nova religião na Península da Arábia.

O islamismo. Os Árabes converteram-se a essa nova religião pregada por Maomé.

         Ele pedia aos crentes – os muçulmanos – que espalhassem a sua mensagem aos outros povos.

         Para pregar a sua religião e para aproveitarem as riquezas de novas terras, os muçulmanos conquistaram muitos territórios.

quando chegaram peninsula ib rica
Quandochegaram á Peninsula Ibérica?
  • No ano de 711, atravessando o estreito de Gibraltar, chegou à Península Ibérica um povo vindo do norte de África. Os Muçulmanos.
  • Tarik, chefe dos exércitos muçulmanos, vence os cristãos da Península, os Visigodos, na batalha de Guadalete. Os chefes cristãos fogem para o norte e refugiam-se nas Astúrias, zona da cordilheira Cantábrica que estudaste. Aí ficarão mais seguros enquanto prossegue a conquista muçulmana.
refugio dos crist os
Refugio dos Cristãos
  • O avanço dos mouros, nome por que também eram conhecidos entre nós, foi rápido. Mas no da Península Ibérica tornou-se mais difícil vencer os cristãos que se refugiaram nas montanhas das Astúrias. Também se tornou difícil defender e manter os territórios conquistados, pois os cristãos organizaram-se para o contra-ataque. A reconquista de terras aos muçulmanos foi feita com avanços e recuos e demorou quase oito séculos no Sul da Península Ibérica.
conviv ncia entre mu ulmanos e crist os
CONVIVÊNCIA ENTRE MUÇULMANOS E CRISTÃOS
  • Cristãos e Muçulmanos não estavam sempre em guerra. Houve períodos de paz em que mouros e cristãos conviveram e se respeitaram.
  • Contribuiu para essa convivência a tolerância religiosa e o respeito pelos costumes e tradições praticados tanto pelos Cristãos como pelos Muçulmanos.
heran a mu ulmana
HERANÇA MUÇULMANA
  • Os Muçulmanos estiveram cerca de 800 anos na Península Ibérica e por isso influenciaram muito a população local. Muitos dos habitantes da Península Ibérica chegaram mesmo a converter-se à religião islâmica, a falar o idioma (língua) árabe e a aceitar totalmente os seus costumes.
  • A influência muçulmana foi muito forte nas terras a sul do Tejo, por essa zona ter sido reconquistada mais tarde. Aí se formaram grandes e populosas cidades muçulmanas como Córdova, Granada, Lisboa, Mértola ou Silves. Os seus habitantes viviam em ruas tortas e estreitas, com escadinhas, casas muito juntas e quase sem aberturas para o exterior. Em Portugal, toda a zona do Algarve e Baixo Alentejo ainda hoje revela fortes marcas da influência muçulmana
influencia rabe em portugal
InfluenciaÁrabeem Portugal

Portas islâmicas da mesquita de Mértola Pátio de influência árabe, em Lisboa

heran a rabe
HerançaÁrabe
  • As casas tinham terraços, pátios interiores e eram caiadas de branco.
  • No Algarve podemos ver ainda hoje casas com características herdadas dos mouros:
  • terraços (chamados açoteias) onde a chuva pouco intensa é conduzida para depósitos ou cisternas, paredes caiadas de branco que reflecte o sol e torna as casas mais frescas.
  • As portas e janelas não são largas, pelo mesmo motivo. São casas adaptadas ao clima.
slide9

Chaminésalgarvias

  • Terraços de Olhão
engenhos e constru es ligados gua
ENGENHOS E CONSTRUÇÕES LIGADOS À ÁGUA
  • A agricultura também beneficiou muito com a presença dos Muçulmanos. Com as novas Para a captar e elevar, paraa distribuir,paraa reter, paraa guardarcomoforçamotriz
  • Com as novas técnicas de regadio puderam cultivar legumes e plantar árvores de fruto. Além de darem a conhecer processos de rega até aí desconhecidos – a nora, a picota, açude – também  generalizaram o uso de moinhos de vento.
desenvolveram a agricultura
Desenvolveram a Agricultura
  • Cultivaram novas plantas que ainda hoje vemos nos nossos campos: laranjeira, limoeiro, amendoeira, figueira, alfarrobeira, meloeiro e provavelmente arroz.Também desenvolveram o cultivo da oliveira.
  • Ficaram célebres os grandes pomares que plantaram no Algarve, os figos e uvas de Évora e as enormes maçãs de Sintra.
desenvolvimento
Desenvolvimento

Os muçulmanos trouxeram para a Península novos conhecimentos de Medicina, Navegação, Astronomiae Matemática, muito evoluídos para a época.

Das viagens ao Oriente trouxeram muitas notícias, que se tornaram úteis quando os Portugueses no século XV, partiram para a descoberta de novas terras.

Os Árabes também divulgaram a bússola e instrumentos de orientação pelos astros, como o astrolábio utilizados nos Descobrimentos Portugueses. Até a caravela, o barco usado nas viagens de descoberta, tem influências do carib árabe.

estudo das ci ncias
Estudo das Ciências
  • Além da Astronomia também desenvolveram a Geografia, traçando mapas e fazendo relatos das terras por onde viajavam.
  • Também os algarismos que hoje utilizamos e que substituíram a numeração romana, foram trazidos para a Península Ibérica pelos Muçulmanos.
  • Deram a conhecer o fabrico do papel e da pólvora.
a influ ncia rabe na l ngua portuguesa
A influênciaÀrabenaLíngua Portuguesa
  • Há também na língua portuguesa cerca de 600 palavras que são de origem árabe. Algumas delas são fáceis de identificar porque começam por al. O nome de muitas terras portuguesas é também de origem árabe, como por exemplo: Silves, Loulé, Tavira, Évora, etc.
  • As palavras de origem árabe começam geralmente com o artigo definido al (por exemplo, almofada, de al + mohada), sendo, às vezes, o l assimilado pela consoante seguinte (azeitona, al + ceitun). Além destes substantivos, o árabe deixou também alguns adjetivos (mesquinho, baldio) e uma preposição (até).
algumas palavras portuguesas de origem rabe
Algumas palavras portuguesas de origem árabe
  • Algarve
  • azeite
  • arroz
  • algarismo
  • limão
  • açude
  • azeitona
  • alfinete
  • almofada
  • almoxarife
  • javali
  • arsenal
  • alcachofra
  • tapete
  • alface
  • alfaiate
  • laranja
  • açucar
  • almirante
  • abóbora
  • alicerce
  • alicate
  • azulejo
  • alfândega
  • acepipe
  • refém
  • aldeia

Ferreira

oxalá

almocreve

algodão

alferes

arrabalde

alcântara

açucena