slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
1 - Amazônico 2 - Cerrado 3 - Mares de Morros 4 - Caatinga 5 - Araucária 6 - Pradarias Faixas de Transição 7 - Trans PowerPoint Presentation
Download Presentation
1 - Amazônico 2 - Cerrado 3 - Mares de Morros 4 - Caatinga 5 - Araucária 6 - Pradarias Faixas de Transição 7 - Trans

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 49

1 - Amazônico 2 - Cerrado 3 - Mares de Morros 4 - Caatinga 5 - Araucária 6 - Pradarias Faixas de Transição 7 - Trans - PowerPoint PPT Presentation


  • 196 Views
  • Uploaded on

DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS DO BRASIL. 1 - Amazônico 2 - Cerrado 3 - Mares de Morros 4 - Caatinga 5 - Araucária 6 - Pradarias Faixas de Transição 7 - Transição não diferenciada. DOMÍNIO AMAZÔNICO

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about '1 - Amazônico 2 - Cerrado 3 - Mares de Morros 4 - Caatinga 5 - Araucária 6 - Pradarias Faixas de Transição 7 - Trans' - kenyon


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS DO BRASIL

1 - Amazônico

2 - Cerrado

3 - Mares de Morros

4 - Caatinga

5 - Araucária

6 - Pradarias

Faixas de Transição

7 - Transição não diferenciada

slide3

DOMÍNIO AMAZÔNICO

Apresenta-se nas regiões de floresta Amazônica, essa é composta por matas fechadas e densas, formadas por árvores de grande, médio e pequeno porte, classificado em mata de várzea, mata de terra firme e igapó. A diversidade da vegetação é proveniente do clima quente e úmido e elevados índices pluviométricos que ocorrem de forma regular durante grande parte do ano. O relevo apresentado se restringe basicamente à planície e depressões.

slide4

DOMÍNIO DA CAATINGA

Ocorre no oeste do Nordeste e norte de Minas Gerais, a cobertura vegetal é composta por espécies da flora resistentes à falta de água. O clima é semi-árido, possui como principal característica a longa estiagem e chuvas irregulares no decorrer do ano. As altitudes variam de 200 a 800 metros acima do nível do mar, compostos por duas unidades de relevo: depressões e planaltos.

slide5

DOMÍNIO DO CERRADO

Predomina no centro-oeste do Brasil no qual encontra os estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, a vegetação é composta por árvores tortuosas de pequeno porte, raízes profundas, cascas e folhas grossas, apesar disso, o cerrado demonstra outras variações ou classificações denominadas de subsistemas (cerrado comum, cerradão, campo limpo, campo sujo, subsistema de matas, de veredas e ambientes alagadiços). O clima é o tropical sub-úmido com duas estações bem definidas, uma seca e uma chuvosa. O relevo desse domínio é composto por planaltos e chapadas.

slide6

DOMÍNIO DOS MARES DE MORROS

A paisagem é formada por relevo acidentado, ou seja, há uma grande incidência de planaltos, serras e morros que sofreram desgastes erosivos, esse relevo abrange a floresta tropical (Floresta Atlântica), essa, em seu estágio natural, se apresentava desde o Rio Grande do Sul ao Rio Grande do Norte, quanto ao clima é o tropical úmido, as chuvas são regulares e bem distribuídas no decorrer do ano.

slide7

Domínio das AraucáriasRestringe-se aos estados da Região Sul do Brasil, essa vegetação é encontrada principalmente em planaltos mais elevados. A cobertura vegetal é formada por pinheiro-do-paraná, além da erva-mate e o cedro. O clima predominante é o subtropical, ou seja, uma transição entre o clima tropical e o temperado, com verões quentes e invernos rigorosos, apresenta as menores temperaturas do país e, em determinadas localidades, ocorre precipitação de neve.

slide8

DOMÍNIO DAS PRADARIAS

É formado por vegetações (herbáceas) rasteiras e gramíneas, relevo relativamente plano, suavemente ondulado. O clima é o mesmo do Domínio das Araucárias.

slide9

Faixa de Transição (Pantanal)

Apresenta características variadas, desde aspecto da caatinga até a floresta amazônica, o relevo que predomina são as planícies que se alagam nos períodos chuvosos. O clima desse domínio é o tropical com um período de seca e outro chuvoso.

slide10

Abrange predominantemente os estados do Maranhão e Ceará, Rio Grande do Norte e Tocantins. Está numa zona de transição entre os ecossistemas da Floresta Amazônica e da caatinga. É classificada como uma formação florestal, mas, na realidade, constitui uma formação vegetal secundária, por seu acentuado desmatamento. Nesse ecossistema predominam dois tipos de palmeira muito importantes para a economia local:

  • Babaçu, de cuja amêndoa se extrai o óleo; as folhas são usadas para a cobertura de casas e o palmito como alimento para o gado. Um rico artesanato emprega suas fibras para confeccionar esteiras, cestos e bolsas. Da casca do côco, podem ser retirados o alcatrão e o acetato.
  • Carnaúba, cujo produto mais conhecido é a cera. Como tudo dessa palmeira pode ser aproveitado (folhas, caule, fibras), o nordestino denominou-a “árvore da providência”.
slide11

FAIXA DE TRANSIÇÃO

MATA DOS COCAIS

EXTRATIVISMO VEGETAL

slide13

MANGUES

HALÓFILAS, RAÍZES EXPOSTAS

slide14

"As espécies desta formação vegetal apresentam raízes que funcionam como escoras. O emaranhado de raízes reduz a velocidade das correntes marinhas, criando um depósito de lama e argila, fundamental para a reprodução da vida marinha."

MANGUEZAIS

slide17

A Mata Atlântica, que originalmente se estendia por todo o litoral brasileiro, do Ceará ao Rio Grande do Sul, ostenta hoje o triste título de uma das florestas mais devastadas do mundo. Com mais de 1 milhão de quilômetros quadrados, hoje restam apenas 5% da vegetação original, como mostram as figuras.

slide19

As agressões ambientais à Baía da Guanabara, de 1500 até os dias de hoje, têm acarretado sérios danos a seus ecossistemas, como representado nos mapas.

slide20

O Complexo do Pantanal é cortado por uma densa rede hidrográfica. Por sua rica biodiversidade foi declarado Reserva da Biosfera pela UNESCO. Muitas das ameaças à integridade ecológica do Pantanal estão nas regiões que o cercam.Duas atividades praticadas nas regiões circunvizinhas que ameaçam o equilíbrio ecológico do Pantanal, o garimpo e a atividade agrícola,

slide21

A figura abaixo representa características fisionômicas marcantes de um dos domínios morfoclimáticos brasileiros.

C

E

R

R

A

D

O

slide22

A ilustração a seguir corresponde a um dos vinte e cinco "hot spots" de biodiversidade, ou seja, os ecossistemas mais ameaçados do planeta. Das 10 mil espécies de plantas que compõem sua vegetação, 4.400 são endêmicas (que só existem naquele local)São exemplos de impactos ambientais causados por atividades econômicas que têm colocado sob a ameaça este importante domínio natural: Destruição de matas ciliares e morte de espécies animais devido a queimadas e implantação de projetos agropecuários baseados na monocultura de grãos.

slide23

A vegetação é reflexo das condições naturais, principalmente do solo e do clima do lugar onde ocorre. O Brasil, por contar com grande diversidade climática, apresenta várias formações vegetais. Tem desde densas florestas latifoliadas tropicais, que ocupam mais da metade de seu território, até formações xerófitas, como a caatinga

1 - Floresta Amazônica

2 - Floresta de Araucária

3 - Floresta Atlântica

4 - Cerrado

5 - Caatinga

( ) Clima Tropical Típico

( ) Clima Equatorial Úmido

( ) Clima Tropical Litorâneo Úmido

( ) Clima Subtropical

( ) Clima Tropical Semi-árido

slide24

A observação das figuras e seus conhecimentos sobre a Amazônia brasileira permitem afirmar que a criação de unidades de conservação, conhecidas como reservas extrativistas representa uma possibilidade dos grupos economicamente minoritários sobreviverem ao avanço do capital, na região AMAZÔNICA

slide25

A imagem expressa uma situação que evidencia a ocorrência de um impacto ambiental negativo. Esse impacto tem origem nas obras de engenharia e nos desmatamentos que, oriundos da atuação da sociedade no ambiente urbano, afligem a população.

slide29

Dentre as áreas brasileiras atualmente mais sujeitas ao processo esquematizado, citam-se:

a) o sul de MG e cerrados do Centro Oeste.

b) a caatinga do NE e a Mata Atlântica.

c) o sudoeste do RS e porções da Amazônia.

d) a caatinga do NE e sul de MG.

e) o sudoeste do RS e a Mata Atlântica.

slide30

As letras A, B, C e D do quadro correspondem, respectivamente, a:a) Mata de Araucária; tropical; floresta latifoliada; planaltos com coxilhas.b) Amazônia; tropical de altitude; floresta caducifólia; planaltos tabuliformes.c) Mata de Araucária; semi-árido; florestas tropicais; planícies onduladas e planícies deprimidas alagáveis.d) Pradarias; tropical e semi-árido; manguezais; serras.e) Pradarias; equatorial úmido; floresta caducifólia; planícies.

slide32

Observe os perfis de solo 1, 2 e 3, característicos de três dos domínios morfoclimáticos existentes no Brasil. Eles são, respectivamente, representações esquemáticas de solos dos domínios morfoclimáticos

a) amazônico, da caatinga e dos mares de morro.

b) amazônico, dos mares de morro e do cerrado.

c) da caatinga, do cerrado e amazônico.

d) do cerrado, da caatinga e amazônico.

e) do cerrado, amazônico e da caatinga.

slide33

No Brasil, a mata dos Pinhais cobria originalmente uma área superior a 100 mil km£ ou 100 milhões de hectares. Atualmente, calcula-se que sobraram apenas cerca de 300km£ ou 300 mil hectares desse domínio vegetal, ou seja, apenas 0,3% da cobertura original.

slide35

A caatinga, que em tupi-guarani significa "mata branca", é um ecossistema e, como tal, possui relações de interdependência entre os diferentes elementos que a constituem.-

slide37

a) 1 - A (Caatinga);

2 - B (mares de morros florestais)

b) No perfil "A" existe pouca matéria orgânica e nível mis baixo de decomposição de rochas, devido à baixa umidade.

O perfil "B" possui mais matéria orgânica. A maior umidade favorece o desenvolvimento da vegetação, bem como sua decomposição.

slide38

a) Denominação: Mares de morros

Estrutura Geológica: cristalina;

Características Climato-Botânicas Originais: clima tropical/floresta latifoliada.

b) Denominação: Mares de morros;

Estrutura Geológica: sedimentar;

Características Climato-Botânicas Originais: clima tropical/cerrado.

slide39

No trajeto destacado no mapa, predominavam, até fins do século XIX, diferentes tipos de vegetação original.

Assinale a alternativa que indica a seqüência correta, segundo a direção NO-SE.

slide45

Observe o desenho que mostra a região Nordeste, num "corte" leste-oeste (NE-N), evidenciando o tipo de vegetação mais, ou menos, exuberante, de acordo com a quantidade de chuva que cai na região.

slide48

Os degraus de cortes, realizados para a criação de superfícies planas necessárias à construção de moradias e arruamento, modificam a geometria e a declividade das vertentes, expondo o solo aos efeitos da ação direta dos agentes climáticos.

slide49

FALÉSIAS

EROSÃO MARINHA

EROSÃO EÓLICA