Download
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
TES PowerPoint Presentation

TES

81 Views Download Presentation
Download Presentation

TES

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. TES O que é? É uma informação que é utilizada em toda sistemática e controle utilizados na escrituração e cálculo de impostos, taxas e contribuições estão diretamente vinculados a este processo. Sua configuração (significa dizer conjunto de dados com determinados valores) acarretará na geração de informações fiscais em diversos módulos como, por exemplo: FATURAMENTO, COMPRAS, ESTOQUE E CUSTOS, etc.. Por essa razão, sua configuração exige muita atenção e cuidado.

  2. TES O que é? por meio de um TES é possível: - calcular os tributos pertinentes ao documento registrado (entrada ou saída), bem como, definir sua escrituração nos Livros Fiscais de ISS, ICMS e IPI (integração com o ambiente SIGAFIS - Livros Fiscais); - controlar a entrada e saída de produtos/valores no estoque (integração com os ambientes: SIGAEST - Estoque e Custos, SIGAFAT - Faturamento e SIGACOM - Compras);

  3. TES O que é? por meio de uma TES é possível: - incluir automaticamente títulos na carteira a receber (vendas/saída) e na carteira a pagar (compras/entradas) (integração com os ambientes SIGAFAT – Faturamento e SIGACOM - Compras); - registrar automaticamente os ativos imobilizados, a partir dos documentos de entrada referentes à compra de ativo fixo (integração com ambiente Ativo Fixo);

  4. TES O que é? por meio de um TES é possível: - registrar a amarração "Cliente x Produto/Equipamentos" quando saída de um documento fiscal (integração com o ambiente SIGATEC - Field Service); - agregar despesas ao custo do projeto ou as receitas recebidas no projeto (integração com o ambiente SIGAPMS -  Gestão de Projetos); - calcular os tributos relacionados aos documentos de transporte e, quando necessário, calcular os impostos pertinentes ao frete do autônomo (integração com o ambiente SIGATMS - Gestão de Transportes).

  5. TES O que é? Basicamente sua configuração é: - é formado por um código definido pelo usuário (segundo determinada especificação) - um CFOP - Código Fiscal de Operações e Prestação (pré-definido tabela 13 do sistema) - e as diversas “configurações” que podem ocorrer para cada CFOP, com incidência ou não de tributos. (diversos TES podem utilizar o mesmo CFOP)

  6. TES O que é? Configuração: - Pasta 1 – Adm / Fin / Custo - Pasta 2 – Impostos - Pasta 3 – Outros - As informações registradas em cada pasta concorrem para um TES, desta forma basta que uma desta informação possa ter mais de um valor para que seja criado um novo TES.

  7. TES O que é? Configuração – Pasta 1 – Admin/Fin / Custo: - Código do Tipo: Identifica o TES. Por definição código menor ou igual a 500 significa ser de Entrada, acima de 500 significa ser de Saída. - Tipo de TES: Se é de Entrada ou Saída (de acordo com Código do Tipo) - Cred. ICMS: Serve para cálculo de custo. Se igual a “Sim” significa que será considerado crédito de ICMS na hora do cálculo do custo. - Cred. IPI: é o mesmo raciocínio que adotado acima. Se igual a “Sim” significa que será considerado crédito de IPI na hora de cálculo do custo.

  8. TES O que é? Configuração – Pasta 1 – Admin/Fin / Custo: - Gera Dupl: Se igual a “Sim” vai gerar obrigação/direito no Contas a Pagar ou no Contas a Receber - Atu. Estoque: Se igual a “Sim” o estoque será atualizado. - Poder Terc: Se igual a “Remessa” significa dizer que vai controlar todo produto que é enviado a terceiros. Se igual a “Devolução” significa dizer que vai controlar todo produto que é recebido de terceiros. - Atu.Pr.Compr: Se igual a “Sim” significa que o preço de compra será atualizado com o valor da ultima compra.

  9. TES O que é? Configuração – Pasta 1 – Admin/Fin / Custo: - Atual. Ativo: Se igual a “Sim” indica se o Ativo Imobilizado deve ser atualizado quando da entrada da Nota Fiscal. - Crd.ICMS ST: Indica que tratamento será dado ao ICMS Substituição Tributária. São opções deste campo – Credita, Retido ST, Debita, Subst. Trib. A opção Retido ST é a opção padrão. - TES Devol: Indica que Tes deve ser utilizada para o caso de devolução ou retorno de materiais. - Qtd. Zerada: Quando se tratar de um documento que atualize estoque esta informação é para indicar se a quantidade pode ou não ser informada.

  10. TES O que é? Configuração – Pasta 1 – Admin/Fin / Custo: - Custo Dev: Ao tratar de uma devolução (entrada) se ela deve ser valori- zada. - Bloqueado: Vai informar se o Tes esta bloqueado para uso. - Finalidade: É como o Tes é descrito para melhor classificação do docu- mento de entrada/saida. Ex: Compra Material Consumo dentro estado com IPI - PIS Z.Franca: Indica se a base para o cálculo do PIS terá desconto da Zona Franca.

  11. TES O que é? Configuração – Pasta 1 – Admin/Fin / Custo: - Desme.IT.ATF: Trata de como deve registrar a quantidade de ativo. Se igual a “Sim” o sistema ira registrar tantos itens quanto for a quantidade na Nota Fiscal. Se igual a “Não” sera criado um único item no ativo com quantidade igual a da Nota Fiscal. - Transf. Filial: Informa se esta Tes é utilizada na transferência entre filiais. Auxilia na validação da nota fiscal de entrada e no proces- so de custo.

  12. TES O que é? Configuração – Pasta 2 – Impostos: - Calcula ICMS: Se igual a “Sim” vai calcular ICMS, se “Não” não vai calcular - Calcula IPI: Se igual a “Sim” para incidir o IPI, se “N” não incidira. Se igual a “R” deve ser usado para comerciante não atacadista. - Cod. Fiscal: O código fiscal é o conhecido CFOP. Ele deve ser associado ao Tes levando em conta o código. Tes de entrada implica em CFOP com inicio em 1, 2 e 3. Se for de saída o inicio é 5, 6 e 7. - Txt Padrão: É o texto a ser utilizado na impressão de nota fiscal de saída.

  13. TES O que é? Configuração – Pasta 2 – Impostos: - %Red.doICMS: Percentual da base ICMS para redução do cálculo ICMS - %Red.doIPI: Percentual da base IPI para redução do cálculo do IPI - L.Fisc.ICMS: Para livro ICMS. “T” para tributado, “I” para isento “O” para outros, “Z” para ICMS zerado. “N” não entra no livro. - L.Fisc.IPI: O mesmo que para ICMS.

  14. TES O que é? Configuração – Pasta 2 – Impostos: - Destaca IPI: Vai destacar IPI na Nota Fiscal use “Sim” - IPI na base: Incidência de IPI na base de ICMS. “Sim” para incidir - Calc.Dif.ICM: Diferença de complemento de ICMS para compra de Material de Consumo. - CalcIPI FRE: Valor do Frete Incide sobre cálculo do IPI

  15. TES O que é? Configuração – Pasta 2 – Impostos: - Calculo ISS: Incide ISS sobre a movimentação. - L.Fiscal ISS: Para livro fiscal. “T” – tributado, “I” – isento, “O” – outras, “N” não lança nos livros - Nr. Livro: A que Livro Fiscal este Tes concorre - Mat. Consumo: Identifica se o Tes se refere a um Material de Consumo. “S”-sim, “N”-não, “O”- outros

  16. TES O que é? Configuração – Pasta 2 – Impostos: - Formula: Tabela que contem mensagem a ser impressa em “Observa- ções” do livro Registro de Entradas e Saidas. - Agrega Valor: Como tratar o valor do item com relação ao valor total do documento. As opções escolhidas tem comportamento diferente ao agregar o valor da mercadoria ao valor total do documento. - Agrega Solid: Usado para cálculo de ICMS Solidário. - L.Fisc. CIAP: Informa ao sistema o controle sobre Credito sobre ICMS do Ativo Permanente (Fixo). “Sim” – para controlar.

  17. TES O que é? Configuração – Pasta 2 – Impostos: - Desp.Ac.IPI: As despesas acessórias irão compor base de cálculo de de IPI - Form Livro: Não utilizada, só para impostos variáveis. - IPI Bruto: A base de IPI considera o valor bruto ou valor liquido do documento - BS ICMS ST: Considera valor bruto ou liquido para base de cálculo de ICMS Substituição Tributária.

  18. TES O que é? Configuração – Pasta 2 – Impostos: - %Red.ICMS ST: Se houver base reduzida informa o percentual para cálculo do ICMS Substituto. - %Red. do ISS: Caso exista base reduzida informa o percentual da base reduzida. - Desp.AC.ICMS: Despesas acessórias compõe base de ICMS - Sit.Trib.ICM: Qual é o tipo de tributação (tabela) de ICMS

  19. TES O que é? Configuração – Pasta 2 – Impostos: - PIS/COFINS: Define se o item da nota gera PIS e Cofins, ou se só PIS, ou se só Cofins ou nenhum dos dois. - Cred. PIS/COF: PIS e Cofins calculados no sistema devem ser creditados ou debitados nas movimentações de entrada e saída. - %Base PIS: Percentual de redução da base do PIS. O valor informado é aplicado ao valor informado no cadastro de Produto. - %Base COF: Percentual de redução da base do Cofins. O valor informado é aplicado ao valor informado no cadastro de Produto.

  20. TES O que é? Configuração – Pasta 2 – Impostos: - IPI s/N.Trib: Se haverá IPI sobre não tributados. - ICM Diferido: Se o ICMS neste Tes deve ser tratado como diferido. 1 – ICMS calculado e diferido, 2 – Não há calculo, 3 – ICMS é calculado e reduzido, 4 – Calculado, redu- zido do ICMS a recolher e somado ao total do título - Trf. Deb/Cred: Para tratamento de nota de transferência de ICMS. - Icms Observ: Valor do ICMS será lançado na coluna Observaçoes dos relatorios Regime de Processamento de Dados modelos P1, P1a,P2 e P2a

  21. TES O que é? Configuração – Pasta 2 – Impostos: - Solid Obs: Valor do ICMS Solidario será lançado na coluna Observações dos relatórios Regime de Processamento de Dados modelos P1, P1a,P2 e P2a - Perc.ICM Dif: Percentual de ICMS Diferido (valor a ser recolhido na ope- ração posterior) - Pgto Imposto: Informe natureza imposto ISS – dentro e fora municipio, suspenso - Aplic. Credit: Um item com este Tes será creditado do custo do produto ou creditado e incluido na apuração do PIS/Cofins

  22. TES O que é? Configuração – Pasta 2 – Impostos: - Cont.Seg.Soc.: Se nesta movimentação incide Funrural. - IPI na BC: IPI compõe base de cálculo IR, PIS e Cofins. - Cred. Pr. ST: Percentual de Credito Presumido de Substituição Tributária. Ver decreto 44.147/2005 (MG) - Agr. COFINS: Trata do valor do item no valor total do documento. 1 – agrega valor, 2 – não agrega, C - valor da merca- doria não tem valor Cofins, os dois valores são agregados

  23. TES O que é? Configuração – Pasta 2 – Impostos: - Cod.Trib. IPI: Informe Código de Tributação de IPI (tabela) - COFINS Bruto: O valor de Cofins é calculado pelo valor bruto ou liquido - %B.C. Cofins: Percentual da base utilizada para credito do Cofins - ICMS s/ST: Informe “Sim” para que o valor do ICMS seja incluído na base de cálculo do ICMS/ST

  24. TES O que é? Configuração – Pasta 2 – Impostos: - LF ICMS-ST: “N” caso o tratamento dado ao ICMS/ST seja o comumente usado. “I”- isenta, “O”- outras, “T”-tributadas - Mkp ICM Comp: “Sim” para que margem de lucro do produto seja considera- da para calculo do ICMS complementar. Neste caso o ICMS solidário não será calculado - Agr PIS: Trata do valor do item com relação ao valor total do documento. “1” – agrega valor ao item total, “2” – não agrega valor ao item total, “p”- valor da mercadoria não tem PIS, assim tanto o valor da mercadoria e do PIS agregam o valor total. - Frete Aut.: Valor do frete autônomo deve incidir sobre “1” – ICMS da opera- ção própria, “2” – ICMS/ST, “3” – calcular ICMS/ST separadamente

  25. TES O que é? Configuração – Pasta 2 – Impostos: - Desp.Ac. ICM: Tratamento de despesas acessórias na redução da base de cálculo do ICMS. “1”-aplica redução ICMS, “2”- não aplica redução, “3”- não incide na base do ICMS. - % Cr Prs Ele: Percentual Crédito Presumido nas operações de saída com ICMS destacado. Produtos industrializados com componen- tes adquiridos no exterior e destinado a fabricação de pro dutos de informática - COFINS Z.F.: “Sim” para considere o desconto da Zona Franca na base de cálculo do Cofins - PIS Bruto: “Sim” para que o calculo do PIS seja feito pelo valor bruto, caso contrário será feito pelo valor liquido.

  26. TES O que é? Configuração – Pasta 2 – Impostos: - %B Cred. PIS: Percentual da base para crédito do PIS - Crd. Transp: Percentual Crédito Presumido referente ao serviço de transporte a ser aplicado sobre o valor do ICMS devido na prestação. - ST. Atac/Var: O default (recomendado) é “Não” para que o cálculo do ICMS/ST seja feito pela margem informada no campo B1_PICMENT. Se “Sim” o calculo é feito de forma diferenciada para empresas Atacadistas e Varejistas do estado do Ceará. - Aplica Marg: Como default aplique “Não”.

  27. TES O que é? Configuração – Pasta 2 – Impostos: - % Est Cr/Deb: Percentual de estorno de crédito/débito na aquisição ou venda do produto. Exige seja feito um cálculo de proporcionalidade. - Bas. Funfural: Se “1”- produto rural vai utilizar o valor da mercadoria na composição da base (recomendado/default). Se “2”- a composição da base será feita pelo valor da mer- cadoria e despesas acessórias. - Gera IPI Obs: “Não” para quando a gravação das informações do IPI na observação devam ser desconsideradas. - Marg. Solid : Informa como proceder com relação a aplicação da margem de lucro do ICMS retido, podendo sobrepor as configurações normais nas situações quando a margem será aplicada.

  28. TES O que é? Configuração – Pasta 2 – Impostos: - Duplicata ST: Valor default como “Não” - Agr Vlr Mun: Deve ser informada somente quando a unidade da federação exigir. Trata do calculo valor adicionado por município, sendo utilizado para cálculos de in- dices de participação. - CI. Fundersul: Diz respeito a operações relacionadas a Fundersul, Fundo de desenvolvimento do sistema rodoviário do Mato Grosso do Sul - PS/CF Import: Se informado “Sim” será feito o cálculo do PIS/COFINS Importação conforme estabelecido em IN SRF

  29. TES O que é? Configuração – Pasta 2 – Impostos: - Paut. ICMS PP: O default utilizado é “Sim” utilizando o conceito de ICMS de pauta onde se o preço for menor que o valor da pauta a base do ICMS será o valor da pauta. Se maior que o valor da pauta o valor da base do ICMS será o preço

  30. TES O que é? Configuração – Pasta 3 – Outros: - Tp Reg: Indica tipo de regime de apuração de PIS/Cofins referente ao tipo de entrada e saída. “1” – não cumulativo, “2” – cumulativo e “3”- ambos - Antecip ICMS: Indica se operação será tratada como Antecipação Tributária de ICMS. “1-Sim” – indica como antecipação. - Benefic DUB: Espécie do benefício utilizado no DUB – ICMS - Mov. Fisica: .

  31. TES O que é? Configuração – Pasta 3 – Outros: - Cod Detalhe: Código detalhamento dos valores de saída isentas ou não tributadas de mercadorias e serviços (GIA-MT) - Red Carg. Trib: Se igual a “Sim” – aplica redução carga tributária. - Oper. Sucata: Se a operação realizada é referente a sucata. - Desc Condici: Se a operação relativa a este Tes tem desconto condicional informar “Sim”.

  32. TES O que é? Configuração – Pasta 3 – Outros: - Num/Ano DUB: Identificação do ato legal e ano de publicação usado no DUB- ICMS. - Cod CFPS: Código Fiscal de prestação de serviço. - % Red. Antec.: Percentual de redução da antecipação do ICMS. - % Cr Pre Sim: Percentual a ser aplicado no cálculo do crédito presumido do Simples Nacional. Ver decreto 1036 de 28/01/08

  33. TES O que é? Configuração – Pasta 3 – Outros: - PIS/COF ST: Informe se deve ser efetuado o cálculo do PIS/PASEP e da Cofins Substituição Tributária nas NF com este tipo de saída e entrada. - Isen FECP: “Sim” para operação isenta de FECP. - Apl. Red. Prop: . - Rem. Fat. Ant: Se “Sim” a operação é uma remessa de faturamento anteci- pado.

  34. TES O que é? Configuração – Pasta 3 – Outros: - % Crd Out GO: Percentual de Crédito Autorgado concedido no cálculo do ICMS próprio de operações realizadas em Minas Gerais - Sit. Trib. Cof: . - PS/CF ST BC: PIS e Cofins de ST deve compor base de cálculo do ICMS de Substituição Tributária. - Irrf/Icm Ret: Valor de ICMS retido compõe base de cálculo do IRFF Retido. Só se aplica a empresa pública.

  35. TES O que é? Configuração – Pasta 3 – Outros: - Sit. Trib. PIS: . - Crd Pres PE: . - ICMS 271: Só utilizado pelo estado de São Paulo. - Trf transito: Informa se este Tes é utilizado na transferência de saldos para armazem de trânsito. Ver parametro MV_Locatran

  36. TES O que é? Configuração – Pasta 3 – Outros: - Csll/Icm Ret: O valor do ICMS Retido vai compor base de cálculo da CSll retida. Utilizado somente por empresas públicas. - % Cr. Acu ICMS: Utilizado pelo Estado da Bahia.