Download
minist rio p blico estadual caop cidadania grupo de estudos sobre sa de p blica n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Ministério Público Estadual CAOP Cidadania Grupo de Estudos sobre Saúde Pública PowerPoint Presentation
Download Presentation
Ministério Público Estadual CAOP Cidadania Grupo de Estudos sobre Saúde Pública

Ministério Público Estadual CAOP Cidadania Grupo de Estudos sobre Saúde Pública

104 Views Download Presentation
Download Presentation

Ministério Público Estadual CAOP Cidadania Grupo de Estudos sobre Saúde Pública

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. MinistérioPúblicoEstadualCAOP CidadaniaGrupo de EstudossobreSaúdePública O papel do Estado e dos Municípios na atenção ao pré-natal, ao parto, ao puerpério e ao recém nascido

  2. O fenômenodamortalidadematerna e neonatal • Situando o tema; • Prioridade mundial e compromissos políticos x realidade; • Situação do RN – números e percentual de evitabilidade;

  3. Legislação – tutelajurídica do direito de parir e nascerdignamente • - CF/88:arts. 196 a 200 e 227; • - Lei 8.069/90:arts. 7º a 10 e art. 229 (direito à vida e à saúde; assistência à gestante, parturiente, puérpera e nutriz; teste do pezinho, etc.); • - Lei 8.080/90 e Decreto 7.508/11: divisão de responsabilidades sanitárias entre os entes da Federação; • - Lei 9.263/96: planejamento familiar; • - Portaria MS 1.399/99: competências da União, estados, municípios e Distrito Federal, na área de epidemiologia e controle de doenças; • - Portaria MS 569/2000: Programa de Humanização do Pré-natal e Nascimento; • - Portaria MS 693/2000: norma de orientação para implantação do Método Canguru; • - Resolução CFM 1.601/2000: responsabilidade médica no fornecimento da Declaração de Óbito; • - Portaria MS 822/2001: Programa Nacional de Triagem Neonatal; • - Portaria MS 653/2003: notificação compulsória do óbito materno; • - Portaria SAS 756/2004: normas para o processo de habilitação do Hospital Amigo da Criança integrante do SUS; • - Lei 11.108/2005 e Portaria MS 2.418/2005: garantia da gestante à presença de acompanhante durante o trabalho de parto, o parto e o pós parto imediato;

  4. Legislação – tutelajurídica do direito de parir e nascerdignamente • - Portaria 1.067/2005: Política Nacional de Atenção Obstétrica e Neonatal; • - Lei 11.634/2007: direito da gestante ao conhecimento e vinculação à maternidade onde receberá assistência no âmbito do Sistema Único de Saúde; • - RDC ANVISA Nº 36/2008: Regulamento Técnico dos Serviços de Atenção Obstétrica e Neonatal; • - Portaria MS 1.119/2008: vigilância do óbito materno; • - Portaria MS 2.800/2008: Rede Norte-Nordeste de Saúde Perinatal; • - Lei Complementar 398/2009: Teste do Olhinho; • - Portaria SVS 116/2009: coleta de dados, fluxo e periodicidade de envio das informações sobre óbitos e nascidos vivos para os Sistemas de Informações em Saúde sob gestão da Secretaria de Vigilância em Saúde; • - Lei Federal 12.303/2010 e Lei Estadual 8.863/2006: teste da orelhinha (exame de emissões otoacústicas evocadas); • - Portaria MS 72/2010: vigilância do óbito infantil e fetal;

  5. Parâmetrosdaatençãoaopré-natal • Captação precoce das gestantes com realização da primeira consulta de pré-natal até 120 dias da gestação; • Realização de, no mínimo, seis consultas de pré-natal; • Realização de anamnese e exame clínico, escuta da mulher, atividades educativas, estímulo ao parto normal, etc.

  6. Parâmetrosdaatençãoaopré-natal • Exames laboratoriais obrigatórios: • ABO-Rh; • Dosagem de Hemoglobina (Hb) e Hematócrito (HT); • Glicemia de jejum; • VDRL,; • Urina tipo 1; • Testagem anti-HIV; • Sorologia para hepatite B (HBsAg); • Sorologia para toxoplasmose (IgM).

  7. Parâmetrosdaatençãoaopré-natal • Exames de imagem; • Classificação do risco gestacional e garantia de vínculo e acesso à unidade de referência para atendimento ambulatorial e/ou hospitalar especializado; • Registro em prontuário e cartão da gestante e alimentação do SISPRENATAL;

  8. Parâmetrosdaatençãoaopré-natal • Requisitos mínimos para o desenvolvimento das ações de atenção ao pré-natal: • Recursos humanos; • Área física adequada; • Equipamentos e instrumental mínimo; • Apoio laboratorial para a UBS.

  9. Parâmetrosdaatençãoaopré-natal • * Medicamentos essenciais (não podem faltar nas unidades de saúde que fazem atenção pré-natal): • Antiácidos; • Antieméticos; • Sulfato ferroso; • Ácido fólico; • Dimeticona; • Supositório de glicerina; • Hioscina; • Analgésicos; • Antibióticos; • Anti-hipertensivos; • Anticonvulsivantes; • Cremes vaginais.

  10. Atençãoaopuerpério • Atenção à mulher e ao recém-nascido na primeira semana após o parto (VISITA DOMICILIAR); • Ações da “Primeira Semana de Saúde Integral”; • Realização da consulta puerperal (entre 30 e 42 dias após o parto).

  11. Parâmetrosdaatençãoaoparto • Garantia do direito da gestante a presença de acompanhante – Lei nº 11.108/2005, Portaria MS 2.418/2005 e item 9.1 da RDC 36 da ANVISA; • Garantia do direito da gestante ao conhecimento e à vinculação à maternidade onde receberá assistência no âmbito do SUS – Lei nº 11.634/2007; • Pactuaçãoadequada (checar CNES, PPI e volume de encaminhamentoparamunicípiospólo); • Transporteseguro; • UTI’s neonatais;

  12. Parâmetrosdaatençãoaoparto • Medicamentos essenciais relacionados ao parto: • Sulfato de magnésio; • Corticóide; • Surfactantepulmonar; • Hidralazina; • Metildopa; • Nifedipina; • Vitamina K.

  13. Parâmetrosdaatençãoaoparto • Exames / procedimentos obrigatórios na hora do parto: a) HIV; b) VDRL; c) aplicação da imunoglobulina Rogan na mãe até 72h depois do parto, se for o caso; • Equipe multiprofissional para o parto: doulas; obstetra; enfermeiro(a) obstétrico(a); pediatra ou profissional capacitado em reanimação neonatal; • Adequação das maternidades à RDC 36 da ANVISA: Regulamento Técnico dos Serviços de Atenção Obstétrica e Neonatal.

  14. Atençãoaorecém-nascido • Presença obrigatória de pediatra ou de outro profissional capacitado em reanimação neonatal na sala de parto; • Teste do pezinho (triagem neonatal): art. 10 c/c o art. 229, da Lei nº 8.069/90; • Teste do olhinho (teste do reflexo vermelho); Lei Complementar Estadual 398/2009. • * Teste da orelhinha (triagem auditiva neonatal ou emissões otoacústicas evocadas): Lei Federal nº 12.303/2010

  15. Atençãoaorecém-nascido • Alojamento conjunto mãe/bebê; • Acesso a Banco de leite; • Vacinas: a) antes de sair da maternidade - BCG, para neurotuberculose, e Anti Hepatite B (1ª dose); b) com 1 mês de idade - 2ª dose da Anti Hepatite; c) aos 6 meses - 3ª dose da Anti Hepatite; d) 2 meses de vida – início dos demais esquemas de vacinação na UBS(poliomielite, tétano, coqueluche, difteria, tetravalente e tríplice viral);

  16. Atençãoaorecém-nascido • Neonato e HIV; • Cartão da Criança e a Declaração de Nascido Vivo.