custos para tomada de decis o n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Custos para Tomada de Decisão PowerPoint Presentation
Download Presentation
Custos para Tomada de Decisão

Loading in 2 Seconds...

  share
play fullscreen
1 / 23
iain

Custos para Tomada de Decisão - PowerPoint PPT Presentation

113 Views
Download Presentation
Custos para Tomada de Decisão
An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author. While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Custos para Tomada de Decisão

  2. Custos para Tomada de Decisão Análise do Ponto de Equilíbrio – Break-Even Point Conceituação de BEP • Agora iremos conhecer uma das mais importantes ferramentas de Gestão de Negócios. Muito útil para a tomada de decisões fundamentais para a empresa, tanto no âmbito da gestão operacional quanto financeira. • A análise do Ponto de Equilíbrio é a verificação do ponto onde as receitas são iguais aos gastos. Em outras palavras, é através da análise do ponto de equilíbrio que se pode perceber qual é o mínimo que a empresa precisa vender para cobrir todos os seus gastos. Sendo assim, podemos dizer que é o ponto de atividades da empresa em que não há lucro, mas também não se tem prejuízo

  3. Custos para Tomada de Decisão • Admitindo a hipótese de termos aumento da venda de unidades de um determinado produto ao longo do tempo, teríamos a RT (Receita Total) crescendo em função desta quantidade vendida. • Sabemos também que alguns gastos são fixos, ou seja, não variam em função da quantidade produzida ou vendida. E que outros são variáveis, pois quanto maior for a quantidade produzida (vendida), maior será a necessidade de materiais diretos e tempo da mão-de-obra diretamente envolvida com a produção.

  4. Custos para Tomada de Decisão

  5. Custos para Tomada de Decisão • O gráfico mostra que, naturalmente, as receitas devem crescer mais que os gastos, levando a empresa, pelo crescimento nas vendas, a ter lucro. No entanto, sabemos que nem sempre se consegue vender o suficiente para pagar todos os gastos da empresa. Sendo assim, saber quanto é necessário vender para atingir este equilíbrio entre receitas e gastos é ferramenta gerencial da maior importância. • Sabemos que: • No ponto de Equilíbrio (BEP) - RT = GT Se - RT = PVu x Q E - GT = GFt + (CVu x Q)

  6. Custos para Tomada de Decisão • Qtde (BEP) = ____GFt__________ sendo: (PVu – Cvu) • RT = Receita Total obtida com as vendas • GT = Gasto Total ( gasto fixo total + custo variável total) • PVu = Preço de Venda a Vista de cada unidade • CVu = Custo Variável unitário • Q = Quantidade a ser produzida (e vendida) • GFt = Gasto Fixo TotalQtde (BEP) = Quantidade a vender para atingir o BEP. • Se considerarmos que:  • Pvu – Cvu = Mcu (Margem de Contribuição Unitária), ou seja, valor com o qual cada unidade vendida contribui para o pagamento dos gastos fixos, teremos como resultado: • Qtde (BEP) = GFt / Mcu

  7. Custos para Tomada de Decisão • Não podemos nos esquecer de considerar os impostos e comissões, no cálculo do BEP, visto que os mesmos fazem parte do PVV mínimo. Com a inclusão destes itens, já podemos calcular a quantidade mínima que necessitamos vender para atingir o BEP: Qtde (BEP) = _GFt______________ (PVu – Cvu + imp + com) • GFt = R$ 110.000,00 • PVu = R$ 86,00 • CVu = R$ 25,00 • Impostos = 23,44 (27,25%) • Comissões = R$ 1,72 (2,0%) • Qtde (BEP) = _110.000,00______________ (86,00 – (25,00 + 23,44 + 1,72) • Qtde (BEP) = 3.069,20 ou arredondando 3.069 unid/ano

  8. Custos para Tomada de Decisão Análise de Sensibilidade, Margem de Contribuição e Relação C x V x L • Considerando que os custos fossem 78% das receitas líquidas, um erro de 5 % na administração dos custos poderia significar uma redução próxima de 30 % do resultado líquido da empresa.

  9. Margem de Contribuição - Noções • A Margem de Contribuição Unitária (MCu) resulta da confrontação entre o Preço de Venda e o Custo Variável Unitário; • Corresponde ao valor com o qual contribui cada unidade vendida para a cobertura dos Custos Fixos, Despesas e Lucro, quando do seu preço de venda se abatem os custos variáveis; • Esta MC pode resultar maior ou menor, dependendo de maior ou menor PV e maior ou menor CVu. • Sendo assim a Margem de Contribuição Total (MCt) de um produto resulta da multiplicação de sua MCu pelo respectivo volume de vendas. • Quando se considera uma empresa como um todo, a MCt resulta da soma das MCt por produto.

  10. Margem de Contribuição - Noções

  11. Margem de Contribuição - Noções A Margem de Contribuição pode fornecer à administração algumas informações importantes: • Se a empresa estiver dando prejuízo, o índice indicará quanto o prejuízo aumentará ou diminuirá em função das variações em vendas; • O índice também poderá indicar qual a dependência do volume de vendas da empresa para obter o lucro desejado.

  12. Margem de Contribuição - Noções

  13. Margem de Contribuição – Adm. Custos Variáveis

  14. Margem de Contribuição – Primeiras Conclusões • Índices altos exigem pequenos aumentos nos volumes de vendas para produzir aumentos significativos nos lucros.  No entanto, com as quedas nas vendas, os efeitos sobre os resultados são maiores; • Índices baixos exigem grandes aumentos nos volumes de vendas para produzir aumentos significativos nos lucros.No entanto, com as quedas nas vendas, os efeitos sobre os resultados são menores

  15. Margem de Contribuição – Adm. Custos Fixos 10.000

  16. Margem de Contribuição – Exercício

  17. M. Contribuição – Conclusões a partir do modelo A partir deste modelo, tem-se uma ferramenta de tomada de decisões vitais para a empresa, como por exemplo : • Qual a sensibilidade do negócio às variações nos preços de matérias primas, nos custos de funcionários e alugueis e nas quantidades vendidas ? • Deve-se contratar mais funcionários para atender mais clientes ou este aumento dos custos fixos não será coberto pelos lucros marginais ? • Deve-se aumentar a área de produção ou o aumento do aluguel poderia de um local maior poderia inviabilizar o negócio ?

  18. M. Contribuição – Conclusões a partir do modelo • Deve-se reorganizar o layout para utilizar uma área menor, ou esta mudança não seria significativa nos resultados ? • Qual o impacto de um aumento de 10% no preço da matéria-prima principal do negócio ? • Qual o impacto imediato nas variações de volume de vendas no meu negócio ? • ... entre outras ...

  19. Custo Volume Lucro 533 400 320 267 229

  20. Custo Volume Lucro CUSTO x VOLUME x LUCRO – Análise • O exemplo mostra que o lucro se torna nulo com a redução de 10% no preço de venda e aumenta 100% com o acréscimo de 10%. • O ponto de equilíbrio se torna mais alto com a redução do preço de venda. • Na variação do volume de vendas, o lucro se torna nulo com a redução de 20% e aumenta 100% com o acréscimo de 20% no volume. • No exemplo anterior, para a mesma variação de lucro somente a metade do percentual na variação do preço fazia o mesmo efeito. • O ponto de equilíbrio permanece o mesmo porque os custos e despesas variáveis se modificam na mesma proporção.

  21. Custo Volume Lucro - Análise 229 267 320 400 533

  22. Custo Volume Lucro – Ex. Fixação

  23. Custo Volume Lucro CUSTO x VOLUME x LUCRO – Conclusões • Os exemplos mostram os efeitos provocados pelas variações no preço de venda e nos custos fixos sobre o lucro. • Tais efeitos justificam os cuidados que devem ser tomados na administração da força de vendas, bem como os critérios que devem ser adotados na elaboração de promoções, ou mesmo no reajuste de preços ao consumidor.