slide1
Download
Skip this Video
Download Presentation
Experi??ncias em Rede

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 45

Experi??ncias em Rede - PowerPoint PPT Presentation


  • 415 Views
  • Uploaded on

Experiências em Rede

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Experi??ncias em Rede' - guest3172


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1
Experiências em Rede.

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide2
Experiências em Rede.

Já todos conhecemos e utilizamos com frequência o Google. O Google é o motor de pesquisa mais conhecido e utilizado por todo o mundo. Na verdade, oferece tantas outras potencialidades que inconscientemente deixamos passar ao lado. E se pensamos que o Google serve apenas como motor de pesquisa estamos muito enganados.

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide3
Experiências em Rede.

O Igoogle trata-se de uma página Google personalizada, isto é. Quando acedemos ao Google deparamo-nos com este ecrã. No Igoogle encontramos quase o mesmo ecrã, com a diferença que podemos personalizá-lo com várias aplicações. Personalizei o “meu Igoogle”, como podem ver na imagem.

Tenho que dizer que fiquei bastante surpreendida pelo que experienciei hoje, aliás até me sinto um bocado “tonta” porque todo este tempo tive o Google standard como página inicial, enquanto poderia ter esta página personalizada que oferece não só a mesma coisa, como tantas outras. Aliás, agora já não preciso de ir procurar o site do Instituto Meteorológico ou aceder a um site de Jogos para jogar, posso fazer isso tudo num só momento, numa só página.

(Clicar na imagem para ampliar)

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide5
Experiências em Rede.

O Blogger é outra ferramenta oferecida pelo Google. Como o nome deixa perceber trata-se de uma plataforma onde qualquer pessoa associado, isto é que tenha uma conta no Google, pode criar um blogue para tudo e mais alguma coisa. É uma ferramenta que uso pois tenho um blogue e é talvez uma das que mais potencial tem, inclusive em contexto educativo.

Aliás, no semestre passado, durante a elaboração do jogo educativo para esta mesma disciplina tive a ideia de criar um blogue com vista não só a promover o resultado final (jogo) mas também partilhar toda a informação que tínhamos sobre o tema. Muitos de nós, pelo menos comigo já sucedeu esta situação, ao pesquisarmos algo para um trabalho fomos direccionados a um blogue que continha informação que nos interessava. Desde conteúdo pessoal ou informativo, é uma ferramenta poderosa de partilha de informações.

(Clicar na imagem para ampliar)

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide7
Experiências em Rede.

O nome não deixa muitas dúvidas. Trata-se de um motor de busca de direcciona o utilizador para literatura escolar, isto é, trabalhos escolares, teses, livros, artigos, etc. Permite pesquisar várias fontes, permite o acesso a material escolar concreto, etc. Como estudante, considero esta ferramenta muito importante e pode ser de grande ajuda.

(Clicar na imagem para ampliar)

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide9
Experiências em Rede.

Ferramenta que permite efectuar a tradução de palavras, frases, textos em 50 idiomas disponíveis. É uma das ferramentas Google que mais uso e dá muito jeito principalmente se não temos acesso a um dicionário físico, e tem a vantagem de conter 50 idiomas e tenho a certeza que é bem melhor que possuir 50 dicionários em casa.

(Clicar na imagem para ampliar)

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide11
Experiências em Rede.

Permite a pesquisa integral de livros, para isso basta indicar o que se deseja pesquisar no motor de pesquisa; permite a consulta de livros on-line e caso seja possível existe a opção de transferência/download em formato PDF do conteúdo. Caso estejamos interessados num livro existe a opção comprar ou requisitar, que indica onde o utilizador pode comprar o livro. Para além de tudo isto, dá-nos a hipótese de criarmos a nossa biblioteca.

Pelo que pude perceber a biblioteca funciona como os Favoritos do nosso computador. Quando acedemos à ferramenta, na nossa Biblioteca irão constar todos os livros que seleccionámos para tal, exactamente como quando visitamos uma página Web do nosso interesses adicionamos aos favoritos do computador, podemos fazer a mesma coisa com os livros.

(Clicar na imagem para ampliar)

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide13
Experiências em Rede.

Eis uma das ferramentas que não tinha conhecimento logo, nunca tinha experimentado. Possibilita criar e partilhar documentos em rede, tal como fazemos no Microsoft Word ou no Excel, mas a diferença é que não consiste num programa mas sim numa ferramenta on-line.

Podemos trabalhar documentos, fazer apresentações de slides, trabalhar em folha de cálculo com quase todas as mesmas opções que com o Office. Pelo menos as necessárias. Pode ser bastante útil para quem não tem o Microsoft Office instalado.

(Clicar nas imagens para ampliar)

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide15
Experiências em Rede.

Já utilizei esta ferramenta muitas vezes para descobrir como me deslocar para um lugar. Por exemplo, se quisermos saber o caminho do Hospital Santa Maria até à Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação, basta inserir a localização e são-nos apresentadas várias formas de irmos, inclusive de carro, de transportes públicos ou a pé.

(Clicar na imagem para ampliar)

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide17
Experiências em Rede.

O Flickr faz parte do Yahoo, que também como o Google apresenta uma lista de aplicações e ferramentas online. As suas funções são partilhar e gerir fotografias. O utilizador ao aceder ao Flickr pode fazer o upload de fotos ou vídeos e enviar por e-mail; permite editar as fotografias tal como podemos fazer com um programa de edição mas com opções bem mais simples; permite organizar álbuns de fotos e criar livros de fotos, cartões, etc, através de parecerias com outras ferramentas.

A partir do nosso perfil personalizável podemos fazer o upload das fotos ou vídeos. Uma das vantagens é que ao fazermos upload podemos optar por partilhar ou não os ficheiros que estamos a fazer o upload através da opção “privado” e “público”. Para além das descrições que podemos adicionar aos ficheiros e colocá-los em determinados álbuns.

(Clicar na imagem para ampliar)

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide19
Experiências em Rede.

O Facebook é uma rede social parecida com o Hi5 ou com o Orkut que permite a comunicação e interacção entre as pessoas. Cada pessoa pode criar a sua página pessoal da qual podem constar fotografias, vídeos, notas, lista de eventos; cada utilizador pode actualizar o seu estado de forma a que todos os outros saibam o que está a fazer num dado momento, por exemplo.

O Facebook estabelece uma conexão mundial e é a maior rede social com 300 milhões de utilizadores em todo o mundo. Tem outras funcionalidades como Chat e procura de “amigos” por todo o mundo. O Facebook foi criado por um estudante universitário, à cinco anos atrás. Foi criado com o objectivo deste poder comunicar com a família, sendo agora uma rede social que gera lucros surpreendentes. Uma das vantagens não é apenas a possibilidade de comunicação mas a privacidade que possibilita ao utilizador de partilhar ou não partilhar o seu perfil.

(Clicar na imagem para ampliar)

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide21
Experiências em Rede.

Acho que todos conhecemos e já utilizámos o youtube não só como entretenimento mas também para trabalharmos. Com o youtube podemos, através da nossa conta, fazer o upload de vídeos e partilhá-los com quem quisermos, e por sua vez, podemos ter acesso a vídeos de outros utilizadores; é permitido avaliar e comentar os vídeos disponíveis, bem como adicionar vídeos aos nossos favoritos.

(Clicar na imagem para ampliar)

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide23
Experiências em Rede.

Esta ferramenta tem como principal objectivo criar uma comunidade de partilha de material, neste caso vídeos de carácter instrutivo/educativo. No TeacherTube, pelo que pude entender, docentes podem partilhar vídeos até mesmo para que os estudantes possam ter acesso.

Jason Simth, ele próprio educador, foi quem criou esta plataforma; é em muito semelhante ao Youtube mas enquanto o Youtube é destinado a todo o tipo de vídeos seja qual for o seu conteúdo, o TeacherTube destina-se apenas a material educativo para uso de professores e estudantes, com vista à aprendizagem. Para utilizar esta ferramenta, como na maior parte das ferramentas que tenho estado a experimentar, é necessário criar uma conta. Após esse passo o processo de upload de vídeos é simples, e também nesta plataforma o utilizador ao visualizar conteúdos de outros utilizadores pode comentar e partilhar ideias e experiências. É assim, não só uma forma de ter acesso a material educativo mas também existe a possibilidade de comunicarem e aprenderem uns com os outros.

(Clicar na imagem para ampliar)

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide24
Pesquisar ->

Vídeos | documentos | áudio | fotos

slide25
Experiências em Rede.

Mais uma ferramenta de comunicação entre utilizadores, mas com algumas inovações relativamente às restantes ferramentas que tenho experimentado. “Digg” em inglês significa algo de que gostamos; com o Digg o utilizador faz parte do conteúdo da rede na medida em que participa ao descobrir, seleccionar, partilhar e discutir as notícias ou vídeos ou imagens do seu interesse. Funciona da seguinte maneira: imaginemos que encontrei um vídeo que achei bastante interessante e quero partilhá-lo; basta adicionar esse vídeo aos meus favoritos e a partir daí todos os utilizadores do Digg poderão ver que adicionei esse vídeo aos meus favoritos e quem sabe não o acham também interessante. Quanto mais “Diggs” esse vídeo tiver mais popular é e pode até vir a fazer parte do top 10, mas se não tiver popularidade suficiente eventualmente acabará noutra secção. Se eu quiser descobrir coisas novas, quem sabe possa encontrar algo que goste, basta ir à secção “Upcoming” onde estão as notícias, vídeos ou imagens mais recentes. Dar um “Digg” é a mesma coisa que avaliar positivamente e “Bury” também serve como indicador mas para conteúdos piores. Não pode faltar a opção de partilha e para isso podemos convidar amigos para virem explorar esta ferramenta; outra das funções desta ferramenta é a discussão dos conteúdos através de comentários.

(Clicar na imagem para ampliar)

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide27
Experiências em Rede.

Esta ferramenta já é do nosso conhecimento uma vez que a Escola 2.0 faz parte dela. Trata-se de uma plataforma social online que permite criar redes “Ning” como é o caso da Escola 2.0 criada pelo professor Fernando Costa com o intuito de criar um espaço destinado a todos os que querem saber mais sobre tecnologias. Basicamente possibilita que criemos uma rede social do nosso interesse da qual outros utilizadores poderão fazer parte. No nosso perfil Ning podemos ver os nossos amigos, as redes sociais a que pertencemos, etc.

Fundada em 2004 por GinaBianchini e MarcAndreessen já conta com mais de 1.5 milhões de redes criadas e 33 milhões de utilizadores registados.

Na imagem está a escola 2.0 da qual todos nós fazemos parte. Cada utilizador tem o seu perfil onde pode dizer o que quiser, como um cartão de visita; a escola 2.0 tem funcionalidades como: upload de fotografias e vídeos, fórum de discussão, criação de grupos, blogue, lista de eventos, notas e sala de chat. É um espaço onde pessoas nele inscritas por um interesse comum podem comunicar e partilhar o que quiserem.

(Clicar na imagem para ampliar)

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide29
Experiências em Rede.

Principalmente ao serviço de profissionais tem mais de 47 milhões de utilizadores em mais de 200 países; é uma rede interligada de profissionais experientes de todo o mundo. É uma forma de encontrar e de se apresentar ou até mesmo colaborar com outros profissionais qualificados. O perfil de um utilizador LinkedIn apresenta a experiência profissional, formação e referências, estabelecendo conexões com pessoas da sua confiança com o objectivo prioritário de incrementar a produção do utilizador, isto é, torná-lo mais produtivo. A confiança destas interacções profissionais deve-se ao facto de o LinkedIn permitir que um utilizador que se queira associar a outro utilizador, consiga ver que pessoas esse utilizador conhece e se realmente pode ajudá-lo nos seus objectivos.  Por exemplo: quero abrir um negócio e preciso de uma empresa de marketing; através dos contactos do linkedIn posso conhecer as pessoas certas que me podem indicar empresas de marketing que, pelo que pude perceber, fazem parte dos seus contactos.

É, assim, uma forma de aproveitarmos da melhor forma os nossos contactos e os contactos dos nossos contactos e assim adiante, de forma a atingir os nossos objectivos profissionais. Mas o potencial desta rede não é evidente apenas para procurar mas também para ser procurado. Isto é, o utilizador pode dar informações sobre a sua actividade profissional e caso algum utilizador esteja à procura de alguém que encaixe no seu perfil, pode ser uma excelente oportunidade de negócio.

(Clicar na imagem para ampliar)

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide30
Opções de contacto

Informações profissionais do utilizador

Perfil onde o utilizador pode disponibilizar outras informações sobre si.

slide31
Experiências em Rede.

É mais uma das mais utilizadas redes sociais que permite criar um perfil online, comunicar com pessoas de todo o mundo, partilhar fotos, interesses. O primeiro passo é criar uma conta de utilizador e a partir daí temos à nossa disposição variadas opções. O perfil pode ser personalizado com temas e informações pessoais sobre o utilizador; constam também do perfil os comentários de outros utilizadores e a lista de amigos.

. O utilizador do MySpace pode fazer o upload de fotos e se quiser pode permitir que outros utilizadores as vejam e comentem; podemos enviar uma mensagem privada, adicionar como amigo, enviar uma mensagem instantânea, adicionar o contacto a um grupo, enviar o perfil a um amigo, adicionar aos favoritos, bloquear ou classificar o perfil de um utilizador, que pode estar apetrechado com aplicações de música por exemplo; para aqueles que dominam alguma linguagem informática podem modificar o seu perfil.

(Clicar na imagem para ampliar)

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide33
Experiências em Rede.

Ferramenta de hospedagem de ficheiros que permite a partilha de apresentações Powerpoint, documentos de Word e documentos em formato PDF. No “MySlidespace”, ou seja, na nossa página do Slideshare estão informações sobre nós, os ficheiros dos quais fizemos upload, os nossos favoritos, uma caixa de comentários, opção de convidar amigos, criar grupo, criar evento, obter uma widget ou fazer uma lista de contactos. Ao fazermos o upload de, por exemplo, uma apresentação powerpoint podemos optar por torná-la pública ou privada, bem como adicionar um título, uma descrição e tags, adicionar a uma categoria, e por fim publicar.

(Clicar na imagem para ampliar)

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide34
Informações do utilizador

Apresentação Powerpoint da qual fiz upload para a minha conta do SlideShare.

slide35
Experiências em Rede.

É uma rede social que permite aos seus utilizadores fazerem tag’s, guardarem, gerirem e partilhar páginas Web a partir de uma plataforma central. Isto é, um utilizador registado do Delicious pode guardar nos seus favoritos as páginas Web que lhe interessem e aceder a elas de qualquer parte; como as páginas Web ficam guardadas nos favoritos da rede e não no computador, o utilizador não tem que aceder a essas páginas unicamente se estiver no seu computador. O utilizador pode ainda partilhar os seus favoritos com outros utilizadores, e estes podem também fazer tag’s dessas páginas caso lhes interesse.

É assim que se cria então a secção das páginas mais populares, que são as que mais tag’s têm. Resumindo, não só funciona como plataforma online onde podemos guardar as nossas páginas favoritas e aceder a elas em qualquer lugar, a partir de qualquer computador, mas também ao funcionar como uma rede social, permite-nos ver as páginas favoritas de outros utilizadores e quem sabe encontrar páginas do nosso interesse.

(Clicar na imagem para ampliar)

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide36
Motor de procura

Páginas mais marcadas para os Favoritos (+ populares)

slide37
Experiências em Rede.

Criado por Jack Dorsey com o objectivo deste saber o que os seus amigos estavam a fazer, é basicamente esse o conceito do Twitter, uma rede social que permite comunicar com amigos, familiares ou colegas. O utilizador registado tem direito à sua página pessoal personalizável a nível estético, de conteúdo e de privacidade, na qual informa o que está fazer e sabe aquilo que os seus “amigos” estão a fazer; permite também o acesso através de telemóvel.

(Clicar na imagem para ampliar)

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide38
Encontrar amigos

Fotografia do utilizador

Estados que vão sendo actualizados

Perfil do utilizador

slide39
Experiências em Rede.

É uma plataforma que notifica os seus utilizadores registados quando alguma página Web ou blogue é actualizado. Ferramenta de hospedagem de blogues; pelo que percebi as notificações de novidades de páginas Web ou de blogues só servem para as páginas ou blogues que estejam registados para esse serviço. Caso eu tenha um blogue posso “ping” no Weblogs, isto é, uma forma de comunicar as novidades do meu blogue à rede e assim outros utilizadores podem visualizar e vice-versa.

(Clicar na imagem para ampliar)

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide41
Experiências em Rede.

Rede social com o principal objectivo de ligar pessoas por todo o mundo. Cada utilizador registado tem direito a um perfil também personalizável com máscaras ou através de códigos CSS. Um hi5 standard apresenta a fotografia do utilizador, os detalhes pessoais, as estatísticas do seu hi5 (número de visitas, numero de comentários, etc), as actualizações, o estado (o que está a fazer), o “sobre mim” e os “interesses” do utilizador, os grupos a que pertence, os seus álbuns de fotografias, os amigos em comum, o top dos melhores amigos, os comentários ao perfil por parte de outros utilizadores, um diário e as aplicações e jogos que este entender.

O utilizador pode ainda adicionar vídeos, imagens ou leitores de música ao seu perfil. Permite comunicar com amigos e conhecer pessoas novas, ter acesso ao perfil de outros utilizadores, dependendo dos critérios de privacidade de cada um, visualizar fotografias e comentar. Caso o utilizador ache que esteja perante conteúdos impróprios pode bloquear o utilizador, o que impede o utilizador bloqueado de aceder ao perfil do primeiro, ou pode reportar abuso; nesse caso o Hi5 encerra o hi5 responsabilizado e inicia um processo de apuramento, em que determina se a queixa tem ou não fundamento.

(Clicar na imagem para ampliar)

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

slide42
Pedidos de amizade, comentários às fotos ou ao perfil, notificações, etc, por aceitar

Estados actualizados recentemente

Actualizações dos amigos

Aniversários dos amigos

slide43
Experiências em Rede.

O que entendi por Wiki é que trata-se de uma plataforma que possui bases de dados editados pelos utilizadores; por exemplo a Wikipédia (enciclopédia), Wikiquote (citações), Wikinotícias, Wikiversidade (criação e uso de matérias de aprendizagem de forma livre no processo educativo), Wikicionário, Wikisource (biblioteca), Wikilivros, Wikiespecies, Wikimedia (arquivos multimédia), são exemplos de wikis cridas. Tratam-se de espaços online criados pelos utilizadores que editam e publicam os artigos que deles constam de forma livre. Esta característica importante leva a uma das desvantagens deste tipo de organização: uma vez que são os utilizadores que fornecem os conteúdos que são disponibilizados nas wiki, não é possível assegurar a sua fidelidade e veracidade. . Conta com mais de 40 idiomas e ainda oferece um espaço para as notícias mais importantes na sua página inicial.

(Clicar na imagem para ampliar)

Ana Filipa Carreira Antunes – Tecnologias Educativas II

ad