slide1 l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Um combustível novo e inovador PowerPoint Presentation
Download Presentation
Um combustível novo e inovador

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 19

Um combustível novo e inovador - PowerPoint PPT Presentation


  • 134 Views
  • Uploaded on

Um combustível novo e inovador. Dr. Eduardo Cavalcanti/SECTI Seminario de Produção de Biodiesel – MCT/RBTB Rio de Janeiro 28 de julho 2005. Programa RioBiodiesel Objetivos .

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

Um combustível novo e inovador


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Um combustível novo e inovador

Dr. Eduardo Cavalcanti/SECTI

Seminario de Produção de Biodiesel – MCT/RBTB

Rio de Janeiro 28 de julho 2005

slide2

Programa RioBiodiesel

Objetivos

Implantar experimentalmente o ciclo completo de produção, comercialização e utilização com qualidade assegurada do biodiesel na matriz de combustíveis do Estado do Rio de Janeiro

slide4

Condições favoráveis do

Estado do Rio de Janeiro

  • Pioneirismo e apoio recursos estaduais SECTI/FAPERJ desde 1999 – IVIG/COPPE - FAPERJ
  • Grande concentração de atividades de P&D&I
slide5

Produção de Biodiesel no ERJ

  • Domínio da tecnologia de reciclagem de óleos usados
  • Domínio da tecnologia de fabricação de biodiesel a partir de:
  • gorduras e óleos vegetais e animais
  • gorduras e óleos residuais (fritura usados, sebo, borras, etc.)
  • sanitários
  • resíduos industriais
  • ambientais agro
  • urbanos
  • Multiplicidade de matérias primas e de rotas
  • Patenteamento de processos
  • ambientais ( tais como esgotos e rejeitos industriais (multiplicidade de matérias primas)
slide6

Produção de Biodiesel no ERJ

  • Grupos de Pesquisa Envolvidos
  • EQ/UFRJ
  • COPPE/UFRJ
  • UFF
  • IME
  • INT
  • UENF
  • ambientais ( tais como esgotos e rejeitos industriais (multiplicidade de matérias primas)
slide7

Produção de Biodiesel – EQ/UFRJ

Laboratório Greentec

Escola Nacional de Química

UFRJ

Prof. Donato Aranda,Ph.D e Equipe

slide8
Patentes – Produção de Biodiesel

Processo Catalítico para Esterificação de Ácidos Graxos presentes na Borra Ácida da Palma utilizando Catalisadores Sólidos Ácidos (PI 0301103-8)

Processo para Produção de Biodiesel a partir da Esterificação de Ácidos Graxos Livres (PI 0500417-9)

Processo para Extração e Esterificação Catalítica de Ácidos Graxos presente em Resíduos (PI 0301254-9)

Produção de Biodiesel – EQ/UFRJ

slide9
Agropalma (Licença de Patente e Assistência Técnica);

Dedini Indústrias de Base (Plantas Contínuas de Transesterificação);

Sud-Chemie (Catalisadores Heterogêneos para Transesterificação);

CBMM (Catalisadores Heterogêneos para Esterificação);

Capital Technologies (Reatores Microondas para Biodiesel).

Produção de Biodiesel – EQ/UFRJ

Convênios

planta da agropalma bel m pa abril 2005
Planta da Agropalma, Belém-PAAbril/2005

Patente:D. A. G. Aranda and O. A. C. Antunes; PI0301103-8, 2003.

D. A. G. Aranda and O. A. C. Antunes, WO2004096962, 2004.

Planta Construída pela Dedini Industrias de Base

slide11

COPPE/UFRJ

  • Planta c/ 3 reatores: (2 x 200 l + 1 de 800 l): capacidade total de produção: 1200 l/dia
  • Transesterificação metanólica/etanólica a partir de óleos residuais, borras, óleos vegetais, escuma de esgoto e gordura animal
coppe ufrj mat rias primas
Matérias-primas rurais – Óleos vegetais

Matérias-primas residuais –

Óleos Vegetais residuais

Ácidos Graxos residuais

Gorduras Animais residuais

COPPE/UFRJ - Matérias Primas
coppe ufrj
A partir destas matérias-primas, podemos separar em três

grandes grupos de produção de biodiesel á luz das suas

caraterísticas:

Óleos Vegetais Novos e Óleos Vegetais Residuais com

até 4,0% de acidez

Transesterificação;

Catálise Básica – Hidróxido de Potássio ou Sódio;

Rota Metílica ou Etílica;

2) Óleos Vegetais com acidez acima de 4,0%

Transesterificação;

Catálise ácida – ácido clorídrico, ácido sulfúrico,

ácido p-tolueno sulfônico ou ácido metil sulfônico;

Rota metílica ou etílica

COPPE/UFRJ
coppe ufrj14
3) Ácidos Graxos e Gorduras animais residuais

Esterificação

Catálise ácida – ácido clorídrico, ácido sulfúrico, ácido p-tolueno sulfônico ou ácido

metil sulfônico

Rota metílica

COPPE/UFRJ
slide15
UFF

Produção de Óleo Combustível e Carvão a partir de Biomassa – Processo CBT (LTC)

Processo CBT: Pirólise Termo Catalítica (380º C)

Instituição: Universidade Federal Fluminense

Universidade de Giessen

Coordenação: Prof. Raimundo Damasceno (UFF),

Prof. Gilberto Romeiro (UFF)

Prof Ernst Stadlbauer (Uni. Giessen)

slide16
UFF

Pelo processo proposto de CBT, biomassas (resíduos agrícolas,

lodo de ETEs, borras, tortas etc)

são convertidas em um combustível líquido,

cuja faixa de hidrocarbonetos é semelhante ao do óleo diesel e

em carvão.Rendimento médio (biomassa seca): 40-60% carvão 10-30% bio-óleo

Alguns exemplos de biomassas já estudadas no Brasil:

casca de coco, bagaço de cana, borra de café solúvel,

casca de cacau e lodos de ETEs

uff vantagens cbt
UFF/ Vantagens CBT
  • Custo energético menor em comparação com os demais processos pirolíticos
  • Matérias-primas de baixo ou sem valor comercial
  • Não formação de dioxinas, furanos, ...
  • Processo imobilizador de carbono (seqüestro de carbono)
  • Produtos estratégicos para o Pais: óleo e carvão
  • Fração líquida condensável é um óleo semelhante ao diesel de petróleo
uff vantagens cbt18
UFF/ Vantagens CBT
  • Agregar valor aos sub-produtos e rejeitos sem valor comercial: restos agrícolas, borras, tortas, etc gerados ao longo da cadeia de produção do biodiesel
  • Produzir mais combustível a partir dos restos agrícolas
  • Eliminar ou reduzir drasticamente o passivo ambiental do Programa do Biodiesel
  • 10% do óleo da CBT (de lodos de ETES) são triglicerídios que podem ser convertidos em biodiesel
informa es adicionais
Programa RioBiodiesel

Dr. Eduardo Cavalcanti (Coordenador)e-mail:ecavalcanti@secti.rj.gov.br

Dra. Vera Maria Bini (Coordenadora Adjunta)

E-mail:vera@sede.rj.gov.br

Regina Braga

E-mail:antunes@secti.rj.gov.br

Rua da Ajuda no5 -10o andarCentro – Rio de JaneiroTels. 2299-4131/4115/4101 Fax: 22994100

Informações adicionais