georreferenciamento n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Georreferenciamento PowerPoint Presentation
Download Presentation
Georreferenciamento

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 37

Georreferenciamento - PowerPoint PPT Presentation


  • 246 Views
  • Uploaded on

Georreferenciamento. “Questões controvertidas na prática registral ”. Certidão de Legitimidade de Origem. BREVE HISTÓRICO. Certidão de Legitimidade de Origem. Certidão de Legitimidade de Origem. Certidão de Legitimidade de Origem. Certidão de Legitimidade de Origem.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Georreferenciamento' - frye


Download Now An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
georreferenciamento

Georreferenciamento

“Questões controvertidas na prática registral”

certid o de legitimidade de origem5
Certidão de Legitimidade de Origem
  • PGE/INTERMAT/INCRA:
    • Proteção do Patrimônio Público
    • Serviço Estatal
  • REGISTROS IMOBILIÁRIOS:
    • É o estado realizando a administração pública de interesses privados;
    • Serviço também revestido de estatalidade (CF/1988, art. 37 = princípios da administração pública);
certid o de legitimidade de origem6
Certidão deLegitimidade de Origem

O Procedimento:

  • Georreferenciamento é modalidade de retificação;
  • Demanda exercício cognitivo;
  • Há necessidade de instrução sumaríssima / conciliação (LRP, art. 212 a 214);
  • Poder-dever do registrador = Sob pena de Prevaricar(CF/88, art.37).

(Obs:Já solicitei cartografia do Centro de Imagens e Informações Geográficas do Exército-CIGEX).

certid o de legitimidade de origem7
Certidão deLegitimidade de Origem

CGJ/MT:

  • Coje/CGJ-MT: Órgão Censor, Orientador e Fiscalizador;
  • Normatiza, mas sem exceder nem reduzir os limites da legislação;
  • Regulamentando ou não, a legislação já cuidou de outorgar competência ao Registrador para instrução célere em retificações;
  • Desnecessária, n/caso, a discussão s/competência legislativa acerca de Registros Públicos.
certid o de legitimidade de origem8
Certidão deLegitimidade de Origem

“Inconsistências e equívocos entre a situação da titulação originária e a matrícula imobiliária”

certid o de legitimidade de origem10
Certidão deLegitimidade de Origem

A matrícula:

Fernandes de Alencar

AQUINO DE ARRUDA

Terras devolutas

Manoel Gregório

José de Lara

certid o de legitimidade de origem11
Certidão deLegitimidade de Origem

A Certidão/Geo:

MANOELINO BERTOLDO

MANOELINO BERTOLDO

certid o de legitimidade de origem12
Certidão deLegitimidade de Origem

Fernandes de Alencar

O confronto:

Terras devolutas

Manoel Gregório

José de Lara

certid o de legitimidade de origem13
Certidão deLegitimidade de Origem

Os limites: Matrícula x C.L.O.

Na titulação de origem: Na Cert. Legitimidade:

Manoel Gregório Benedito Aguiar

Manoel A. de Arruda João Nunes

José de Lara Adão Leôncio

Fernandes Alencar Maria Marcos

João Garcia da Silva Laudelina Neves

Estrada vicinal Tibéria Lemes

Obs: Distância entre as titulações: +ou- 30Km.

certid o de legitimidade de origem14
Certidão deLegitimidade de Origem

Mosaico baseado em carta topográfica do Intermat:

Legenda:

Titulação de origem

Origem dada pelo Intermat

certid o de legitimidade de origem16
Certidão deLegitimidade de Origem

A matrícula:

1.999,00ha

certid o de legitimidade de origem17
Certidão deLegitimidade de Origem

O georreferenciamento:

Obs: ≠ de área

em -331,9766ha

(-16,61%).

1.667,0234ha

certid o de legitimidade de origem18
Certidão de Legitimidade de Origem

O confronto:

R. Legal

e APP

certid o de legitimidade de origem19
Certidão deLegitimidade de Origem
  • A Certidão de Legitimidade ratifica o Geo, informando que a localização do imóvel georreferenciado coincide com a de sua titulação originária;
  • E pela Nota Técnica do Incra, a cartografia se ajusta à legislação georreferenciadora ... (“Não teria havido acréscimo de até 10% e a retificação seria intramuros.”);
  • Infração à Lei Ambiental (Art. 16, Lei Federal n. 4.771/1965).
  • Obs: Desvio padrão (0,50m) x alteração de medida perimetral;
  • Nota técnica do Incra (10%);
certid o de legitimidade de origem20
Certidão deLegitimidade de Origem

“O defeito que se verificar no procedimentode registro, conduz à sua nulidade, pleno iure, independentemente de ação direta.”

(LRP, art. 214, caput)

Exemplos (vícios do ato jurídico registrário):

= Imóvel de matrícula “x”, com escritura registrada na matrícula “Y”;

= Acrescentar à matrícula, pela retificação, área não titulada, ou titulada a terceiros; etc.

certid o de legitimidade de origem21
Certidão deLegitimidade de Origem

Conclusão:

  • O REGISTRADOR pode e deve, na qualificação, solicitar informação ou certidão necessária p/sua convicção (Livre Convencimento Motivado), sem depender de regulamentação da CGJ/MT;
  • Neste procedimento (administrativo), se o REGISTRADOR assim não puder proceder, também não poderá o JUIZ (porque então impõe-se a via contenciosa/ordinária/jurisdicionalizada);

(Nota: A averbação da C.L.O. carece de amparo legal).

falsas declara es constantes da cartografia
Falsas declaraçõesconstantes da cartografia
  • A Responsabilidade
  • Procedimento a ser adotado
falsas declara es constantes da cartografia1
Falsas declaraçõesconstantes da cartografia
  • Os Serviços Extrajudiciais não têm incumbência legal para o exercício de trabalho investigatório;
  • Pela informação inexata, omissa, inverídica, respondem o RT/Requerente – Art. 213, §14, LRP (fato típico = Inserir falsa Decl. em Doc. Público);
  • LNR = Art. 37: O Juiz, nos papéis de que conhecer, verificando a prática de crime, deve encaminhar ao MP p/providências.
falsas declara es constantes da cartografia2
Falsas declaraçõesconstantes da cartografia
  • Constatada séria irregularidade na cartografia georreferenciada, ao SUSCITAR DÚVIDA haverá cumprimento do dever de zelo para com o Serviço (LNR, art. 30);
  • = Atenção para o disposto no Art. 37, LNR, aqui antes já referido;
  • = Serviço Público: dever de obediência aos Princípios Constitucionais da Administração Pública (CF/1988, art.37).
retifica o extramuros
Retificação Extramuros(?)

“Um desafio aos Registradores”

retifica o extramuros1
Retificação Extramuros(?)
  • Qualquer medição fora dos limites da matrícula não pode ser acomodada dentro do procedimento de retificação (A Nota Técnica Incra/DFG n. 01/2010 é ilegal).
  • A retificação é procedimento utilizável apenas para ajustar domínio intramuros.
  • Afora este conceito, configura “acréscimo” indevido de área não titulada (ou titulada a terceiros) ou “deslocamento de título”;
retifica o extramuros2
Retificação Extramuros(?)

Narciso Orlandi

“É dependente de prévia declaração judicial a aquisição do domínio do imóvel agregado à área titulada.”

(Ação Declaratória de Domínio por Acessão)

retifica o extramuros3
Retificação Extramuros(?)

Helvécio Duia Castello

“A retificação administrativa direta, realizada no próprio Serviço Registral, continua partindo de um conceito fundamental: só pode ser intramuros.”

retifica o extramuros4
Retificação Extramuros(?)

Contrapontos: Retificação/Usucapião

  • Na retificação não se questiona lapso prescricional (fundamental para a Usucapião);
  • Não existe “usucapião extrajudicial” em nosso ordenamento jurídico;
  • A retificação não é modo de aquisição da propriedade (nem figura nas hipóteses do 1.238 usque 1.240, do CC/2002).
memorial georreferenciado e a descri o tabular
Memorial Georreferenciado e a Descrição tabular

“A perfeita identidade entre ambos”

memorial georreferenciado e a descri o tabular1
Memorial Georreferenciado e a Descrição tabular
  • O memorial georreferenciado terá perfeita identidade com a descrição tabular não porque tenha exata simetria com o polígono e demais característicos do imóvel(impossível), mas porque observa os limites dados na matrícula.
  • É este o fundamento da retificação intramuros, onde, qualquer que seja a medida encontrada, não significará nem acréscimo nem diminuição de área.
memorial georreferenciado e a descri o tabular2
Memorial Georreferenciado e a Descrição tabular

“Exemplo de cartografia ajustada aos limites matriciais”

memorial georreferenciado e a descri o tabular3
Memorial Georreferenciado e a Descrição tabular

As divergências:

  • Não são excesso de área;
  • Não são exclusão de área;
  • Observa-se as indicações

da matrícula.

matrícula

Georreferenciamento

Rio Novo

Rodovia

memorial georreferenciado e a descri o tabular4
Memorial Georreferenciado e a Descrição tabular

Conclusões:

  • É possível a retificação com base em memorial georreferenciado, mas ainda não certificado, para imóvel ainda não sujeito a este procedimento. Após a retificação, apenas averbar a futura certificação (Dec.4449/2002, art. 9º, §9º);
  • E caso ocorra idêntica descrição, por ser originalmente simplificada (Ex.: Matrícula = georreferenciamento, com apenas 4 linhas perimetrais secas, ângulos retos), vejo ser necessária a averbação do memorial certificado, com abertura de nova matrícula.
slide37

Fim

Rogério Vilela.

1º SRI de Comodoro, Agosto/2011