Direito Constitucional – A.C. - PowerPoint PPT Presentation

ford
direito constitucional a c n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Direito Constitucional – A.C. PowerPoint Presentation
Download Presentation
Direito Constitucional – A.C.

play fullscreen
1 / 14
Download Presentation
Direito Constitucional – A.C.
262 Views
Download Presentation

Direito Constitucional – A.C.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Direito Constitucional – A.C. Aula 01 - Direitos e garantias fundamentais.

  2. Bibliografia básica • LENZA, Pedro. Direito Constitucional Esquematizado. São Paulo: Método. • MENDES, Gilmar. COELHO, Inocêncio. Branco, Paulo. Curso de Direito Constitucional. São Paulo: Saraiva. • MORAES, Alexandre de. Direito Constitucional. São Paulo: Atlas. • SILVA, José Afonso da. Curso de Direito Constitucional Positivo. São Paulo: Malheiros.

  3. Teoria geral dos direitos e garantias fundamentais • Conceito: Conjunto de noções, idéias, classificações e distinções relativas às liberdades públicas. • Fundamento: CF/88, logo no preâmbulo. PREÂMBULO Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembléia Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança...

  4. Teoria geral dos direitos e garantias fundamentais • Desenvolveu-se lentamente este tema ético-político-jurídico do saber humano. • Tem seu ápice no cristianismo, em Gálatas, 3:28: “Não há judeu nem grego, não há varão nem mulher, pois todos vós sois um em Cristo Jesus” (Robert Alexy. Derechos fundamentales y Estado constitucional democrático, p. 32).

  5. Teoria geral dos direitos e garantias fundamentais • Críticas terminológicas: embora conhecidos por direitos humanos fundamentais, direitos humanos, direitos do homem, direitos individuais, direitos públicos subjetivos, direitos naturais, é recomendável usar “liberdades públicas em sentido amplo”, que se projetam em três dimensões: • civil: direitos da pessoa humana; • política: participação na ordem democrática; • econômico-social: direitos econômicos e sociais.

  6. Teoria geral dos direitos e garantias fundamentais • Natureza jurídica: normas constitucionais positivas (derivam da prescrição do constituinte). • Aplicabilidade: na medida do possível, têm aplicação direta e integral, independendo de providência legislativa ulterior para serem imediatamente aplicadas. Mas são normas de eficácia plena ou contida? • Art. 5º, § 1º, da CF: “As normas definidoras de direitos e garantias fundamentais têm aplicação imediata”. Contudo, somente terão aplicação imediata se, e somente se, a CF não exigir a feitura de leis para sua implementação. Portanto, são normas de eficácia contida.

  7. Finalidades dos direitos fundamentais • Defesa: permissão de ingressar em juízo para proteger bens lesados, restringindo o Poder Público de invadir a esfera privada dos indivíduos. • Instrumentalização: consagram princípios informadores da ordem jurídica (legalidade, isonomia, devido processo legal...) e fornecem mecanismos de tutela (habeas corpus, mandado de segurança, ação popular...).

  8. Finalidades dos direitos fundamentais • A finalidade instrumental permite que o particular reivindique do Estado: • Cumprimento de prestações sociais (saúde, educação, lazer, moradia); • Proteção contra atos de terceiros (segurança, inviolabilidade de domicílio, dados informáticos, direito de reunião...); • Tutela contra discriminações (igualdade, racismo, religião, distinções de sexo, origem, cor...). Estado, FAÇA! Estado, ME PROTEJA! Estado, PUNA QUEM DISCRIMINA!

  9. Gerações dos direitos fundamentais • A jurisprudência do STF explica as gerações (critério adotado pela FGV no Exame da OAB): • Enquanto os direitos de 1ª GERAÇÃO (direitos civis e políticos)– que compreendem as liberdades clássicas, negativas ou formais – realçam o princípio da liberdade e • os direitos de 2ª GERAÇÃO (direitos econômicos, sociais e culturais)– que se identificam com as liberdade positivas, reais ou concretas – acentuam o princípio da igualdade, • os direitos de 3ª GERAÇÃO, que materializam poderes de titularidade coletiva, atribuídos genericamente a todas as formações sociais, consagram o princípio da solidariedade e constituem um momento importante no processo de desenvolvimento, expansão e reconhecimento dos direitos humanos, • caracterizados, enquanto valores fundamentais indisponíveis, pela nota de uma essencial inexauribilidade(STF, Pleno, MS 22.164/SP, Rel. Min. Celso de Mello).

  10. Gerações dos direitos fundamentais TEMPO

  11. Gerações dos direitos fundamentais TEMPO

  12. Questão Com relaçãoaoschamados “direitoseconômicos, sociaiseculturais”, écorretoafirmarque (A) sãodireitoshumanos de segundageração, oquesignificaquenãosãojuridicamenteexigíveis, diferentemente do queocorre com osdireitoscivisepolíticos. (B) sãoprevistos, no âmbito do sistemainteramericano, no texto original da Convenção Americana sobreDireitosHumanos (Pacto de San José da Costa Rica). (C) formam, juntamente com osdireitoscivisepolíticos, um conjuntoindivisível de direitosfundamentais, entre osquaisnãoháqualquerrelaçãohierárquica. (D) incluemodireitoàparticipação no processoeleitoral, àeducação, àalimentaçãoeàprevidência social.

  13. Diferença entre direitos e garantiasClassificação • Direitos são bens e vantagens. • Garantias são ferramentas para exercício dos direitos.

  14. Abrangência dos direitos e garantias fundamentais • Na CF/88, estão assim divididos: • Direitos individuais e coletivos: art. 5º; • Direitos sociais: arts. 6º e 193 e s.; • Direitos de nacionalidade: art. 12; • Direitos políticos: arts. 14 a 16; • Direitos dos partidos políticos: art.17.