slide1 l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
SE AS CRÍTICAS DIRIGIDAS A VOCÊ SÃO VERDADEIRAS, NÃO RECLAME; SE NÃO SÃO, NÃO LIGUE PARA ELAS. PowerPoint Presentation
Download Presentation
SE AS CRÍTICAS DIRIGIDAS A VOCÊ SÃO VERDADEIRAS, NÃO RECLAME; SE NÃO SÃO, NÃO LIGUE PARA ELAS.

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 40

SE AS CRÍTICAS DIRIGIDAS A VOCÊ SÃO VERDADEIRAS, NÃO RECLAME; SE NÃO SÃO, NÃO LIGUE PARA ELAS. - PowerPoint PPT Presentation


  • 121 Views
  • Uploaded on

SE AS CRÍTICAS DIRIGIDAS A VOCÊ SÃO VERDADEIRAS, NÃO RECLAME; SE NÃO SÃO, NÃO LIGUE PARA ELAS. Chico Xavier. DR. SADI POLETTO CREMERS 11385 OTORRINOLARINGOLOGIA REG. ORL 2297 MEDICINA DO TRABALHO REG. SSMT 16318 sadi@poletto.med.br

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'SE AS CRÍTICAS DIRIGIDAS A VOCÊ SÃO VERDADEIRAS, NÃO RECLAME; SE NÃO SÃO, NÃO LIGUE PARA ELAS.' - fareeda


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide2

SE AS CRÍTICAS DIRIGIDAS

A VOCÊ SÃO VERDADEIRAS,

NÃO RECLAME;

SE NÃO SÃO,

NÃO LIGUE PARA ELAS.

Chico Xavier

slide3

DR. SADI POLETTO

CREMERS 11385

OTORRINOLARINGOLOGIA

REG. ORL 2297

MEDICINA DO TRABALHO

REG. SSMT 16318

sadi@poletto.med.br

slide4

COMO ANALISAR

UMA

AUDIOMETRIA

slide6

BIGORNA

MARTELO

ESTRIBO

TÍMPANO

OUVIDO

INTERNO

C.A.E.

slide7

BATERIA AUDIOLÓGICA BÁSICA:

AUDIOMETRIA TONAL LIMINAR

(VA – VO)

LOGOAUDIOMETRIA

IMITANCIOMETRIA ACÚSTICA

slide8

CONSIDERAÇÕES INICIAIS:

EQUIPAMENTO

LOCAL

EXECUÇÃO

slide9

EQUIPAMENTO:

AUDIÔMETRO

IMITANCIÔMETRO

slide10

AFERIÇÃO ACÚSTICA ANUAL

(ISO 8253-1)

CALIBRAÇÃO ACÚSTICA

CADA 5 ANOS

(ISO 8253-1)

AFERIÇÃO BIOLÓGICA.

slide11

LOCAL:

CABINE AUDIOMÉTRICA

FIXA – MÓVEL

(ISO 8253-1) - 1989

slide12

EXECUÇÃO:

FONOAUDIÓLOGO

MÉDICO

slide13

OBJETIVO DO EXAME:

MENSURAÇAO E REGISTRO DO

NÍVEL MAIS BAIXO DE INTENSIDADE,

EM DECIBÉIS, OUVIDO EM CADA

FREQÜÊNCIA, DETERMINANDO

O LIMIAR DE AUDIBILIDADE.

slide14

ENFOQUE DO EXAME:

CRITÉRIO CLÍNICO

PORTARIA No. 19

(09/04/1998) – MTE

slide15

CRITERIO CLÍNICO

(ANSI – 69) IN: PAPARELA VOL II pág. 1204

ATÉ 20 dB  NORMAL

ATÉ 40 dB  LEVE

ATÉ 60 dB  MODERADA

ATÉ 80 dB  SEVERA

ACIMA DE 80 dB  PROFUNDA

slide16

PORTARIA No. 19/98

MTE

Princípios e Procedimentos Básicos:

Audiometria de referência e seqüencial

para expostos a níveis que ultrapassam

os limites de tolerância do anexo 1 e 2

da NR-15, independente

do uso do protetor auditivo

slide17

ANAMNESE CLÍNICO-OCUPACIONAL.

EXAME OTOLÓGICO.

EXAME AUDIOMÉTRICO REALIZADO SEGUNDO OS TERMOS PREVISTOS NA NORMA TÉCNICA.

OUTROS EXAMES AUDIOLÓGICOS COMPLEMENTARES SOLICITADOS A CRITÉRIO MÉDICO.

slide18

PERIODICIDADA DOS EXAMES: NO MÍNIMO:

          • -ADMISSIONAL
          • -SEIS MESES APÓS
          • -ANUAL
          • -DEMISSÃO
  • 135 DIAS – RISCO 1 E 2
  • 90 DIAS - RISCO 3 E 4
slide19

REGISTRO DOS EXAMES:

NOME - IDADE -NÚMERO DE DOCUMENTO

NOME DA EMPRESA - FUNÇÃO

TEMPO DE REPOUSO AUDITIVO

DADOS DO AUDIÔMETRO

TRAÇADO AUDIOMÉTRICO (MODELO ANEXO 1)

RESPONSÁVEL PELO EXAME ( CONSELHO REGIONAL)

ASSINATURA DO RESPONSÁVEL

slide20

Direita

Esquerda

<

>

X

Sem Mascaramento

slide21

Direita

Esquerda

<

>

X

i

i

i

i

Ausência de resposta no

limite do audiômetro

slide22

Direita

Esquerda

Com Mascaramento

slide23

Direita

Esquerda

i

i

i

i

Ausência de resposta no

limite do audiômetro com mascaramento

slide25

CONDIÇÕES PARA O EXAME:

REPOUSO AUDITIVO DE 14 HORAS

(NIOSH – 1998 RECOMENDA FAZER NO FINAL

DA JORNADA DE TRABALHO)

SE DIFERENÇA DE 10 dB(A) FAZER EM COM REPOUSO

INSPEÇÃO DO MEATO AUDITIVO EXTERNO

slide26

TEMPOARY THRESHOLD SHIFT – 103 dB(A)/2h

Fonte: Patologia do Trabalho – René Mendes 2a. Ed. – pág. 1263

slide27

EXAME DE REFERÊNCIA:

QUANDO NÃO HÁ EXAME PRÉVIO

QUANDO O SEQÜENCIAL ESTIVER ALTERADO

PASSANDO A SER O DE REFERÊNCIA

slide28

INTERPRETAÇÃO :

NORMAL  = OU < 25 dB(A)

(Todas as Freqüências)

slide30

SUGESTIVO DE DESENCADEAMENTO

REFERÊNCIA: Exame Normal  = < 25 dB(A)

SEQÜENCIAL: Exame Normal ou Alterado

Média de 3, 4, 6 KHz: PIORA = > 10 dB(A)

Piora Isolada em 3, 4, 6 KHz: = > 15 dB(A)

slide31

Audiometria Normal

Desencadeamento

slide32

INTERPRETAÇÃO :

SUGESTIVO DE

PAINPSE  > 25 dB(A)

(Freqüências de 3, 4, 6 KHz)

slide38

Exame de Referência

Hipoacusia Neurossensorial

slide40

DADOS A CONSIDERAR

  • ANALISAR O TIPO DE PERDA
  • DEFINIR SE HÁ CARACTERISTICAS
  • DE PAINPSE.
  • 3. ANALISAR SE HÁ PROGRESSÃO DA PERDA
  • EM EXAME SEQÜENCIAL.
  • 4. DEFINIR A APTIDÃO PARA A ATIVIDADE...