Novos Enfoques - PowerPoint PPT Presentation

novos enfoques n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Novos Enfoques PowerPoint Presentation
Download Presentation
Novos Enfoques

play fullscreen
1 / 176
Novos Enfoques
227 Views
Download Presentation
Download Presentation

Novos Enfoques

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Novos Enfoques • Qualidade Total: • “Agir de forma planejada e sistêmica para implantar e implementar um ambiente no qual o aprimoramento seja contínuo e em que todas as relações fornecedores/clientes da organização, sejam elas internas ou externas, exista satisfação mútua.” (ISO 9000) • Reengenharia: • “A Reengenharia é o repensar fundamental e a reestruturação radical dos processos empresariais que visam alcançar drásticas melhorias em indicadores críticos e contemporâneos de desempenho, tais como custos, qualidade, atendimento e velocidade. Esta definição encerra quatro palavras-chaves: fundamental, radical, drástica e processos.” (Hammer e Champy, 1994)

  2. Novos Enfoques • Readministração: • Forma de gerir as organizações contemporâneas, de tal sorte que consigamos organizações • Eficientes • produtivas • Eficazes: • que atinjam os resultados • Efetivas: • responsabilidade pública • ética em seu desempenho • Relevantes: • indivíduos satisfeitos e recompensados com e pelo que fazem (Caravantes e Bjur, 1995)

  3. Administração Japonesa – Ênfase na Competitividade SHEWHART DEMING MODELO JAPONÊS DE ADMINISTRAÇÃO SISTEMA TOYOTA DE PRODUÇÃO FORD TAYLOR E OUTROS DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA CULTURA JAPONESA ORIENTADA PARA O TRABALHO DE GRUPO E A ECONOMIA DE RECURSOS

  4. Organização da Produção: Modelo de Gestão Japonês 1. Emprego vitalício 2. Sindicalismo corporativo 3. Recrutamento e Promoção 4. CCQ: pequeno grupo que, voluntariamente, executa atividades para melhorar a qualidade e aumentar a produtividade da empresa. 5. Carreira: integração, treinamento e job rotation. 6. Kaizen 7. Just-in-time (JIT) e kanban pré-requisitos para implantação: tecnologia de grupo, lay-out celular e mão de obra polivalente. 8. Conceito “5S” - housekeeping Seiri - senso de utilização Seiton - senso de ordenação Seiso - limpeza Seiketsu - saúde (higiêne) Shistsuke- disciplina

  5. FABRICAÇÃO COM QUALIDADE ELIMINAÇÃO DE DESPERDÍCIOS RACIONALIZAÇÃO DA FORÇA DE TRABALHO PRODUÇÃO FLEXÍVEL FAZER CERTO DA PRIMEIRA VEZ CORRIGIR CAUSAS FUNDAMENTAIS DOS ERROS UTILIZAR CÍRCULOS DA QUALIDADE JUST IN TIME Administração Japonesa • O sistema Toyota de Produção • Eliminação de desperdício (produção enxuta) • Fabricação com Qualidade

  6. “Pode-se começar varrendo”Kaoru Ishikawa UMA GRANDE FAXINA, NO SENTIDO FÍSICO E MENTAL

  7. RESULTADO: QUALIDADE DE VIDA CARACTERÍSTICAS DO 5S SIMPLES fácil, prático, todos conhecem PROFUNDO ambiente físico, lógico e social NATURAL aprender praticando

  8. JAPÃO BRASIL SIGNIFICADOS DO 5S SEIRI Senso de Utilização SEITON Senso de Ordenação SEISOU Senso de Limpeza SEIKETSU Senso de Saúde SHITSUKE Senso de Autodisciplina

  9. DEFINIÇÃO DE SENSO “Faculdade de apreciar, de julgar, entendimento; Faculdade de sentir; sentido” Fonte: Novo Dicionário Aurélio O MAIOR DOS DESAFIOS É DESENVOLVER NAS PESSOAS OS CINCO SENSOS.

  10. SEIRI – SENSO DE UTILIZAÇÃO Sentido Adotado • Evitar excessos e desperdícios de qualquer natureza • Utilizar os recursos de acordo com a necessidade, especificação e adequação • Manter, no local de trabalho, somente objetos e dados necessários

  11. Necessários para o meu trabalho Aplicar o Senso de Ordenação Classificar todos os objetos e recursos Desnecessários para o meu trabalho Colocar à disposição SEIRI– SENSO DE UTILIZAÇÃO Como fazer

  12. SEIRI – SENSO DE UTILIZAÇÃO Benefícios • Liberação de espaços • Reaproveitamento e / ou melhor aproveitamento de recursos • Combate ao excesso de burocracia • Diminuição de custos

  13. SEITON – SENSO DE ORDENAÇÃO Sentido adotado • Ter um sistema para guardar e localizar rapidamente aquilo que se utiliza • Ter um layout funcional e prático • Utilizar comunicação visual

  14. SEITON – SENSO DE ORDENAÇÃO Como fazer • Estabelecer o local onde vão ficar os recursos • Identificar, de forma clara, esses locais e recursos

  15. Usado Constantemente Ao alcance das mãos Usado Ocasionalmente Próximo ao local de Trabalho Usado Raramente Fora do Local de Trabalho SEITON – SENSO DE ORDENAÇÃO Como fazer

  16. SEITON – SENSO DE ORDENAÇÃO Benefícios • Economia de tempo • Diminuição do cansaço físico • Melhoria do fluxo de pessoas e materiais • Maior facilidade para encontrar objetos e informações

  17. SEISOU – SENSO DE LIMPEZA O que é sujeira ?

  18. SEISOU – SENSO DE LIMPEZA Sentido adotado • Eliminar todo e qualquer traço de sujeira, agindo na causa fundamental

  19. SEISOU – SENSO DE LIMPEZA Como fazer • Educar para não sujar • Limpar o que está sujo • Inspecionar enquanto limpa • Descobrir e eliminar as fontes de sujeira • Distribuir amplamente recipientes de coleta de lixo

  20. SEISOU – SENSO DE LIMPEZA Benefícios • Bem-estar pessoal • Conservação de equipamentos • Prevenção de acidentes • Sentimento de excelência transmitido aos clientes

  21. O QUE É SAÚDE ? “Do latim Salute, Salvação, Conservação da Vida” Fonte: Novo Dicionário Aurélio Definição da OMS: “Saúde é um estado de completo bem estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doença ou enfermidade”

  22. SEIKETSU – SENSO DE SAÚDE Sentido adotado • Manter condições de trabalho, físicas e mentais, favoráveis à saúde

  23. SEIKETSU – SENSO DE SAÚDE Como alcançar • Praticar os sensos • Identificar e eliminar fontes de risco e de insalubridade • Cuidar do corpo e da mente • Estimular um clima de confiança, amizade e solidariedade • Embelezar o local de trabalho • Manter excelentes condições de higiene nas áreas comuns

  24. SEIKETSU – SENSO DE SAÚDE Benefícios • Local de trabalho agradável • Redução de acidentes e doenças • Empregados saudáveis e bem dispostos

  25. SHITSUKE – SENSO DE AUTODISCIPLINA Sentido adotado • Estar comprometido com: • Padrões éticos • Padrões técnicos • Buscar melhorias, sempre!

  26. COMO ESTIMULAR O SENSO DE AUTODISCIPLINA • Compartilhar visão, missão, etc... • Reconhecer o esforço e incentivar a criatividade • Melhorar as comunicações em geral • Atribuir responsabilidades e dar autoridade • Educar-se e educar continuamente, sem tréguas • Ter paciência e persistência na educação e treinamento

  27. SHITSUKE – SENSO DE AUTODISCIPLINA Benefícios • Previsibilidade dos resultados • Auto-inspeção e autocontrole • Melhoria contínua em nível pessoal e organizacional

  28. Utilização Ordenação Auto Disciplina Limpeza Saúde VISÃO SISTÊMICA DOS CINCO SENSOS

  29. BENEFÍCIOS DO 5S Características comportamentais: • Promover a participação em todos os níveis da organização • Desenvolver equipes e lideranças • Incentivar a criatividade • Melhorar o ambiente do trabalho • Reduzir absenteísmo e rotatividade de pessoal • Aprender a mudar • Preparar o ambiente para a qualidade total: produtividade, qualidade e sobrevivência

  30. IMPLANTAÇÃO DO 5S: Considerações iniciais • O papel da administração: o “dono” do processo deve entender a essência do 5s e comprometer-se com palavras e atitudes

  31. Preparando a Implantação do 5S • Sensibilização; • Definição do Gestor ou Equipe de Coordenação; • Anúncio oficial; • Treinamento do gestor ou Equipe de Coordenação; Elaboração do Plano de Implantação; • Treinamento da média-gerência; • Formação dos comitês locais; • Treinamento dos comitês locais.

  32. Lançamento do 5S • Definição do dia de lançamento; • Programação de atividades e eventos; • Definição e instalação de áreas de descarte; • Treinamento e apresentação do Programa; • Descarte de materiais; • Providência de preparativos; • Realização do Lançamento; • Avaliação do 5S após o lançamento.

  33. Desenvolvimento do 5S • Definição de formulários e critérios de avaliação; • Realização do diagnóstico (registro fotográfico ou filmagem das áreas para comparação do antes e depois) • Avaliação do padrão de 5S; • Elaboração de planos de ação; • Táticas para execução; • Execução e dificuldades de cada S.

  34. Manutenção do 5S • Avaliação; • Reconhecimento; • Campanhas; • Divulgação; • Controle visual; • Motivação visual.

  35. CHECK LIST PARA AVALIAÇÃO INTERNA AUDITORIA: é uma atividade formal e documentada, executada por pessoal habilitado (auditor), que não tenha responsabilidade direta na execução do serviço em avaliação e que, se baseando em evidências objetivas e regras preestabelecidas, fornece subsídio para verificação do Programa 5S da empresa. A execução por pessoal que não tenha responsabilidade direta na realização do serviço em verificação torna-se necessária para obter-se a independência, a imparcialidade e a credibilidade para a atividade. AUDITORIAS INTERNAS: avaliação do Programa 5S realizada por auditores internos, ou seja, colaboradores da empresa. AUDITORIAS EXTERNAS: avaliação do Programa 5S realizada por auditores externos, ou seja, pessoal contratado pela empresa para execução da auditoria.

  36. Aplicabilidade Todos esses princípios podem e devem ser aplicados em seu trabalho, em sua residência, em sua vida estudantil, enfim, o ideal é que você pratique esses princípios em qualquer lugar que esteja, com quem você esteja, afinal isto também é um "marketing" pessoal. Você deverá escolher o ritmo de mudanças que melhor se adequa às suas necessidades. É importante ter em mente a essência de cada fase, ou seja, mais do que um programa de qualidade, o 5S deve ser encarado como uma filosofia de vida.

  37. Exemplo de folha de auditoria

  38. FATORES DE SUCESSO • um bom planejamento antes de sua execução, • treinamentos, • auditorias periódicas e imparciais para garantir a manutenção do programa, • a participação de todos, o que pode ser incentivado com concursos, premiações individuais ou coletivas e reconhecimento com gratificações, brindes ou homenagens.

  39. Para refletir... Se você continuar a fazer sempre o que fez, continuará obtendo sempre o que obteve. Para conseguir um resultado diferente você terá de fazer algo diferente...

  40. Exemplo de 5s1

  41. Exemplo de 5s2 DEPOIS ANTES

  42. TRABALHO OBJETIVOS DO PROGRAMA 5S • Fácil! • Rápido! • Barato! • Seguro! • Simples! • Feliz!

  43. Act Plan Check O PDCA é um método para a “prática do controle” Atuar Corretivamente Diretriz de Controle Metas Métodos Do Verificar os Resultados Treinamento e Execução

  44. CICLO PDCA

  45. O Ciclo P-D-C-A A P Definir objetivo Definir método Atuar corretivamente Definir recursos Educar e treinar Medir/ Avaliar/ Comparar Executar C D

  46. O Ciclo PDCAManutenção e Melhorias META: Faixa de valores MÉTODO: Procedimentos-padrão de operação Act Plan PLANO Check Do Manutenção

  47. O Ciclo PDCAManutenção e Melhorias META: Valor definido MÉTODO: Procedimento próprio Act Plan PLANO Check Do Melhoria

  48. Melhoria Contínua Padrão Padrão Plano A A A C C D D C D MELHOR (Item de Controle) Método de Solução de Problemas O caminho do sucesso para obter melhorias contínuas nos processos é o de conjugar os dois tipos de gerenciamento: manutenção e melhorias TEMPO

  49. CICLO P.D.C.A O Ciclo P.D.C.A foi desenvolvido por Shewhart e Deming e pode ser considerado como o método mais geral para se trabalhar com qualidade. Fazer qualidade é girar continuamente o Ciclo P.D.C.A. . É o caminho mais seguro, racional e barato para executar os processos.