prof aguinaldo r pinto l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Prof. Aguinaldo R. Pinto PowerPoint Presentation
Download Presentation
Prof. Aguinaldo R. Pinto

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 54

Prof. Aguinaldo R. Pinto - PowerPoint PPT Presentation


  • 560 Views
  • Uploaded on

Prof. Aguinaldo R. Pinto. Laboratório de Imunologia Aplicada www.lia.ufsc.br pintoar@ccb.ufsc.br Fone 3721.5206. MIP 5211 - Imunologia. 09:10-11:50 Aula prática 09:10-10:00 Aula teórica 10:00-11:50. MIP 5211 - Imunologia. Avaliações

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Prof. Aguinaldo R. Pinto' - emily


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
prof aguinaldo r pinto

Prof. Aguinaldo R. Pinto

Laboratório de Imunologia Aplicada

www.lia.ufsc.br

pintoar@ccb.ufsc.br

Fone 3721.5206

Prof. Aguinaldo R. Pinto

mip 5211 imunologia

MIP 5211 - Imunologia

09:10-11:50

Aula prática 09:10-10:00

Aula teórica 10:00-11:50

Prof. Aguinaldo R. Pinto

mip 5211 imunologia3

MIP 5211 - Imunologia

Avaliações

3 provas dissertativas ou múltipla escolha, com conteúdo teórico e das aulas práticas

Nota final: média aritimética

P I e P II (peso 2)

P III (peso 1)

Prova substitutiva (matéria toda!!!)

Prof. Aguinaldo R. Pinto

slide4

14/09 1ª AVALIAÇÃO

19/10 2ª AVALIAÇÃO

07/12 3ªAVALIAÇÃO

07/12 Prova Substitutiva

MIP 5211 - Imunologia

Prof. Aguinaldo R. Pinto

slide8

O que eu espero de vocês: RESPONSABILIDADE

  • QUE CHEGUEM NO HORÁRIO!
  • QUE DESLIGUEM OS CELULARES DURANTE AS AULAS!
  • QUE PARTICIPEM ATIVAMENTE DAS AULAS, INTERROMPENDO-AS SEMPRE QUE TIVEREM DÚVIDAS!
  • QUE AVISEM COM ANTECEDÊNCIA QUANDO QUISEREM ALTERAR O CRONOGRAMA!
  • QUE NÃO “COLEM” NAS PROVAS!
  • QUE FAÇAM SUGESTÕES PARA MELHORAR O CURSO!
  • QUE SEJAM FELIZES!

Prof. Aguinaldo R. Pinto

slide9

O que é Imunologia?

Prof. Aguinaldo R. Pinto

slide10

Células e órgãos especializados em defesa

Resposta imune Inata

Resposta imune específica

Prof. Aguinaldo R. Pinto

imunologia

Ciência Moderna Folclore antigo

Imunologia
  • Biologia dos linfócitos
    • Reconhecimento do próprio x não próprio (self x non-self)
    • Reconhecimento celular
    • Organização gênica

Prof. Aguinaldo R. Pinto

hist ria da imunologia
História da Imunologia

“Aqueles que sentiam mais pena pelos doentes e pelos que morriam eram aqueles que haviam tido a praga eles próprios e não haviam morrido dela. ....eles se sentiam seguros, uma vez que ninguém adquiriu a mesma doença duas vezes, ou, se adquiriu, o segundo ataque nunca foi fatal. Estas pessoas se sentiam afortunadas .................... e imaginavam que elas poderiam nunca morrer de nenhuma outra doença no futuro.”

Tucídides, A guerra do Peloponeso, 430 a.C.

Prof. Aguinaldo R. Pinto

hist ria da imunologia14
História da Imunologia

Prof. Aguinaldo R. Pinto

hist ria da imunologia16
HISTÓRIA DA IMUNOLOGIA

Robert Kock - Teoria dos Germes - 1877

Prof. Aguinaldo R. Pinto

hist ria da imunologia17
HISTÓRIA DA IMUNOLOGIA

Louis Pasteur

1879-1881

Bactérias que causam cólera em galinhas

Vacinas atenuadas contra cólera, antrax e raiva

Prof. Aguinaldo R. Pinto

hist ria da imunologia19
HISTÓRIA DA IMUNOLOGIA

Elie Metchnikoff

1883

Teoria dos fagócitos

Fagocitose

Imunidade celular

Prof. Aguinaldo R. Pinto

hist ria da imunologia20
HISTÓRIA DA IMUNOLOGIA

Behring e Kitasato

1890

Antitoxina da difteria

Imunidade humoral

Prof. Aguinaldo R. Pinto

slide21

Celularistas

Humoralistas

X

PAUL EHRLICH, 1854-1915

LOUIS PASTEUR, 1822-1895

Alemanha

França

Prof. Aguinaldo R. Pinto

hist ria da imunologia22
HISTÓRIA DA IMUNOLOGIA

Paul Ehrlich

1898

Primeira teoria de formação dos anticorpos

(Teoria da cadeia lateral)

Prof. Aguinaldo R. Pinto

teoria da cadeia lateral ehrlich 1898
Teoria da Cadeia Lateral – Ehrlich - 1898

O microrganismo se ligava a receptores pré-formados em células, levando então essa célula a produzir mais receptores (anticorpos), portanto a especificidade era determinada antes do encontro com o patógeno.

Prof. Aguinaldo R. Pinto

hist ria da imunologia25
HISTÓRIA DA IMUNOLOGIA

Karl Landsteiner

1900

Grupos sanguíneos

Anticorpos naturais

Transfusão sanguínea

Prof. Aguinaldo R. Pinto

hist ria da imunologia26
HISTÓRIA DA IMUNOLOGIA

Burnet

1949-1953

Teoria da Seleção Clonal: linfócitos existem antes do contato com o antígeno e são específicos

Prof. Aguinaldo R. Pinto

hist ria da imunologia27
HISTÓRIA DA IMUNOLOGIA

Zinkernagel

1974

descoberta da especificidade das respostas imunes mediadas por células T (restrição das células T)

Prof. Aguinaldo R. Pinto

hist ria da imunologia28
HISTÓRIA DA IMUNOLOGIA

Tonegawa

1978

descoberta do mecanismo genético (recombinação somática) que produz a imensa variabilidade das imunoglobulinas

Prof. Aguinaldo R. Pinto

imunologia30
Imunologia

Definição: estudo do sistema imune (SI) e dos mecanismos que os seres humanos e outros animais usam para defender seus corpos da invasão de microorganimos

Prof. Aguinaldo R. Pinto

introdu o
Introdução
  • Imunidade = resistência a infecções

latim immunis (Senado romano)

  • Células, tecidos e moléculas que medeiam resistência = sistema imune
  • Reação coordenada destas = a resposta imune.

Prof. Aguinaldo R. Pinto

introdu o32
Introdução
  • Imunologia = estudo do SI e suas respostas.
    • Idéia simples: o sistema imune é para prevenir infecções e erradicar infecções estabelecidas.
  • Regulação e homeostase serão discutidas ao longo deste curso.

Prof. Aguinaldo R. Pinto

introdu o33
Introdução
  • SI se baseia no reconhecimento do self x non-self
  • Este reconhecimento também tem sido observado em outros sitemas
    • Colônias de esponjas
    • Polinização

Prof. Aguinaldo R. Pinto

por que importante
Por que é importante?
  • O SI é essencial à vida:
    • A falta ou deficiência dele levam à doença ou morte

Prof. Aguinaldo R. Pinto

por que importante35
Por que é importante?

Vacinas

Prof. Aguinaldo R. Pinto

por que importante37
Por que é importante?
  • Aparecimento da AIDS nos anos oitenta
  • A resposta imune é a principal barreira ao sucesso do transplante de órgãos.
  • Tratamento de cânceres estimulando respostas imunes.
  • Respostas imunes anormais

Prof. Aguinaldo R. Pinto

por que importante38
Por que é importante?
  • Por todas estas razões, o campo de imunologia capturou a atenção de clínicos, cientistas e do público geral.

Prof. Aguinaldo R. Pinto

slide39

Quem são os invasores?

Prof. Aguinaldo R. Pinto

slide40

Quem são os invasores?

BACTÉRIAS

Prof. Aguinaldo R. Pinto

slide41

Quem são os invasores?

BACTÉRIAS

Prof. Aguinaldo R. Pinto

slide42

Quem são os invasores?

BACTÉRIAS

Prof. Aguinaldo R. Pinto

slide43

Quem são os invasores?

33% - Tuberculose

75% - Toxoplasmose

45 a 65% - EBV

Prof. Aguinaldo R. Pinto

slide44

Qual a maior fonte de substâncias estranhas que entramos em contato diariamente?

Prof. Aguinaldo R. Pinto

slide45

Por que Acs nem sempre protegem?

Prof. Aguinaldo R. Pinto

slide46

Malária, Chagas, Leishmaniose

AIDS, Herpes

Lepra, Sífilis

Esquistossomose

Por que não conseguimos produzir vacinas eficazes?

Candidíase

Prof. Aguinaldo R. Pinto

slide49

Por que o feto não é rejeitado?

Prof. Aguinaldo R. Pinto

slide50

Como as emoções influenciam

o sistema imune?

Prof. Aguinaldo R. Pinto

slide51

Como as emoções influenciam

o sistema imune?

Prof. Aguinaldo R. Pinto

slide53

Resposta imune = PROTEÇÃO contra microrganismos invasores

  • PROBLEMAS IMUNOLÓGICOS
  • Quem são os microrganismos invasores?
  • Por que Acs nem sempre protegem?
  • Por que não conseguimos produzir novas vacinas?
  • Por que fazemos respostas inapropriadas (alergias)?
  • Por que temos doenças auto-imunes?
  • Por que rejeitamos transplantes de órgãos?
  • Por que nosso estado emocional pode influenciar a R.I.?

Prof. Aguinaldo R. Pinto

slide54

CANSEI!

Prof. Aguinaldo R. Pinto