bio tica e deontologia l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
BIOÉTICA E DEONTOLOGIA PowerPoint Presentation
Download Presentation
BIOÉTICA E DEONTOLOGIA

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 28

BIOÉTICA E DEONTOLOGIA - PowerPoint PPT Presentation


  • 925 Views
  • Uploaded on

BIOÉTICA E DEONTOLOGIA. Enfª ELIANE VELAME SANTOS.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'BIOÉTICA E DEONTOLOGIA' - emily


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
bio tica e deontologia

BIOÉTICA E DEONTOLOGIA

Enfª ELIANE VELAME SANTOS

“Vigie seus pensamentos, porque eles se tornarão palavras; Vigie suas palavras, porque elas se tornarão atos; Vigie seus atos, porque eles se tornarão seus hábitos; Vigie seus hábitos, porque eles se tornarão seu caráter;Vigie seu caráter, porque ele será seu destino.” Autor Desconhecido

slide2

“Vigie seus pensamentos, porque eles se tornarão palavras; Vigie suas palavras, porque elas se tornarão atos; Vigie seus atos, porque eles se tornarão seus hábitos; Vigie seus hábitos, porque eles se tornarão seu caráter;Vigie seu caráter, porque ele será seu destino.”Autor Desconhecido

considera es sobre tica e moral
Considerações Sobre Ética e Moral

1. BREVE HISTÓRICO

Do Grego antigo êthos que significava assentamento, vida comum, caráter.

Outros significados na Grécia ethos hábitos, temperamento, costume.

Sócrates, Platão e Aristóteles: São responsáveis por uma incurável analise e reflexão sobre o agir do homem.

breve hist rico
Breve Histórico
  • Platão (427-347) Parte da idéia de que todos os homens buscam a felicidade.
  • Aristóteles- Via a ética como a ciência que estuda as virtudes humanas.
  • Em Roma a palavra ethos encontra uma palavra análoga latina. Mos,morissignificando hábito, costume, caráter, comportamento, natureza interior, lei, etc.
defini o de termos
Definição de termos
  • Comportamento Moral

Questão de ordem prática. “O que fazer” em cada situação concreta. É capacidade de agir segundo a consciência bem informada e de tomar decisões concretas, com uma atitude íntegra, visão clara e muito discernimento. Moralidade: comprometimento pessoal da pessoa com os valores, que frequentemente são influenciados por normas e expectativas pessoais.

  • Ética: reflexão sobre esse comportamento.Estudo filosófico da moralidade, em que alguém apóia. Na teoria formal são regras, princípios ou código de conduta para determinar o curso “certo’’ da ação.
defini o de termos6
Definição de termos
  • Ética: reflexão sobre esse comportamento.Estudo filosófico da moralidade, em que alguém apóia. Na teoria formal são regras, princípios ou código de conduta para determinar o curso “certo’’ da ação.

“Em essência, ética é o estudo mais formal, sistemático, de crenças morais, enquanto que moralidade é a aderência aos valores pessoais informais.”

defini o de termos7
Definição de termos
  • Moral estabelece regras que são assumidas pelas pessoas, como uma forma de garantir seu bem viver “História de vida”
  • Conhecimento Ético refere-se ao conhecimento de normas e padrões profissionais de conduta.
defini o de termos8
Definição de termos
  • Pensamento Crítico é tanto uma atitude quanto um processo de raciocínio envolvendo várias habilidades intelectuais-uma atividade mental propositada na qual idéias são produzidas e avaliadas e julgamentos são feitos.
defini o de termos9
Definição de termos
  • Valores

“Algo que nos é transmitido desde cedo pela família” Permissão (ou não), que está dentro de nós e que “aprovam” ou “reprovam” nossas ações e condutas.

  • Autoritarismo

Demonstração de poder por conta de um cargo. Impor regras arbitrárias.

defini o de termos10
Definição de termos
  • Preconceito

“discriminar os que são diferentes de nós”. Conceito antecipado, isto é, uma opinião formada sobre algo ou alguém, sem um fundamento aceitável.

  • Cidadania

“Exercício do direito” É a possibilidade de os cidadãos exercerem seus direitos civis e políticos, nos diversos espaços e momentos de suas vidas.

defini o de termos11
Definição de termos
  • Autonomia Profissional

É a capacidade de ser o seu próprio legislador, conduzir a si mesmo, e decidir sem se demitir. É a base que fundamenta a responsabilidade ética

fundamentos da tica
Fundamentos da Ética
  • Consciência
  • Valores
  • Liberdade
valida o das reivindica es morais
Autonomia

Beneficência

Confidencialidade

Duplo efeito

Fidelidade

justiça

Não-maleficência

Paternalismo

Respeito às pessoas

Santificação da vida

Veracidade

Validação das Reivindicações Morais

Princípios Éticos Comuns

slide14

Modelos Éticos

  • Ética não-normativa Metaética

Ética Descritiva

Ética descritiva Ética Normativa Geral

Ética Aplicada

modelos ticos
Modelos Éticos

Metaética

Está relacionada à natureza do questionamento ético. Ela pesquisa as conexões entre conduta humana e moralidade, crenças e realidade; teorias éticas, conduta, princípios e regras; geralmente é da competência de eticistas profissionais. É o estudo da base teórica da ética.

modelos ticos16
Modelos Éticos

Ética Descritiva

Concentra-se em julgamentos morais realizados e desempenhados, e, freqüentemente é estudada no âmbito da sociologia, da psicologia e da antropologia; em outras palavras, ela descreve o comportamento

Ética Normativa Geral

Refere-se à identificação do curso de comportamento moralmente correto em resposta à questão “o que devo fazer?” Sua ênfase é o que devemos fazer, ser ou apreciar no âmbito de problemas globais.

modelos ticos17
Modelos Éticos

Ética Aplicada

Aplica padrões de comportamento e valor a situações específicas. Envolve recomendações morais, julgamentos e avaliações; sua ênfase é o que devemos fazer, ser ou apreciar em situações específicas. É a que mais nos interessa aqui.

Ética Profissional

Conjunto de normas morais pelas quais o indivíduo deve orientar seu comportamento profissional, mantendo desta forma uma linha de conduta, procurando com isto promover um ajustamento técnico adequado ao ambiente de trabalho.

surgimento da bio tica
Surgimento da Bioética
  • A Bioética surge com o avanço das ciências biomédicas que trouxeram questões relacionadas com a vida.

Fertilização in vitro

Bancos de esperma

Transplantes de órgãos, entre outros

  • Bioética (bios=vida;ética=ethos) suas reflexões baseiam-se em princípios como: autonomia, beneficência, justiça e respeito à vida.
surgimento da bio tica19
Surgimento da Bioética

a)“A Bioética estuda a moralidade da conduta humana, no campo das ciências da vida. Inclui a ética médica, mas vai além dos problemas clássicos da medicina, a partir do momento que leva em consideração os problemas éticos levantados pelas ciências biológicas, os quais não são primeiramente de ordem médica”. (A. Vargas)

referencial ao pensamento bio tico
Referencial ao Pensamento Bioético

b) “Mecanismo de coordenação e instrumento de reflexão para orientar o saber biomédico e tecnológico, em função de uma proteção cada vez mais responsável da vida humana” (David Roy).

c) “Bioética é o estudo sistemático da conduta humana no âmbito das ciências da vida e da saúde, enquanto esta conduta é examinada à luz de valores e princípios morais”.( Enccyclopedia ofBioethics,v.1.p. XIX).

an lise cr tica sobre os postulados de bio tica
Análise Crítica Sobre os Postulados de Bioética
  • Por muito tempo os cientistas e estudiosos pregarão premissas de definições e aplicação de conceitos autoritários agregados a uma ou outra profissão, sem se preocuparem em admitir que os problemas circundantes do ser humano são de alçada mista.É necessário pois que as profissões se unam, no sentido de apaziguar a “fúria da descoberta científica ”versus o “respeito da natureza humana”
an lise cr tica sobre os postulados de bio tica22
Análise Crítica Sobre os Postulados de Bioética
  • Surgem interrogações em uma época em que a ciência ultrapassa as fronteiras da vida e a bioética discute os limites da aplicação da tecnociência à vida.
  • O que é certo ou errado à luz da bioética?
  • O que fazer? Como pensar? O que são direitos do paciente? Qual o conteúdo do conceito de cidadania em saúde?
  • O que é morrer com dignidade?
an lise cr tica sobre os postulados de bio tica23
Análise Crítica Sobre os Postulados de Bioética
  • Alguns valores de diversos campos são discutíveis:
  • Valores culturais, religiosos, profissionais, científico.
  • É interessante pensar que a estratégia mais adequada para tratar estas questões, segundo a bioética, está na abordagem interdisciplinar.
an lise cr tica sobre os postulados de bio tica24
Análise Crítica Sobre os Postulados de Bioética
  • Segundo Durand (1995), devemos, necessariamente, considerar a pessoa como um todo, incluindo a sociedade que a envolve, enfatizando a necessidade de diálogo interpessoal, respeitando os valores de cada indivíduo, levando em conta suas relações com o mundo jurídico, que cada vez mais regula as ações dos profissionais de saúde em relação à seus pacientes.
referencial ao pensamento deontol gico
Referencial ao Pensamento Deontológico
  • Etimologicamente, deontologia provém do grego déon, déontos (dever) e logos (tratado), sendo qualificada como ciência foco de estudo de deveres de um determinado grupo profissional.
dinamicidade deontol gica
Dinamicidade Deontológica
  • A Deontologia, por ter o homem como centro de estudos, é dinâmica.
  • “ a Deontologia é uma ciência que analisa os deveres profissionais de um grupo tendo por base os valores aceitos, mas formando um conjunto com outras disciplinas e não existindo isoladamente.” (Gelain,1987:7)
bibliografia
Bibliografia
  • FONTINELE, Klinger Júnior. Ética e Bioética em Enfermagem.
  • KAWAMOTO, Emília Emi & IKEDA, Julia Fortes. Fundamentos de Enfermagem. São Paulo: EPU, 1986.
  • CAMARGO, Marculino. Fundamentos de ética geral e profissional.- Petrópolis, RJ: Vozes, 1999.
bibliografia28
Bibliografia
  • FRANCO, Elaine dos Santos. Legislação em Enfermagem: atos normativos e do exercício e do ensino de enfermagem - São Paulo: Editora Atheneu. 2000.
  • IBIAPINA, Sergio Ferreira Costa. Iniciação à Bioética- Brasília: Conselho federal de Medicina,1998.