riscos e cat strofes naturais n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Riscos e Catástrofes Naturais PowerPoint Presentation
Download Presentation
Riscos e Catástrofes Naturais

Loading in 2 Seconds...

  share
play fullscreen
1 / 14
Download Presentation

Riscos e Catástrofes Naturais - PowerPoint PPT Presentation

charleen
395 Views
Download Presentation

Riscos e Catástrofes Naturais

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Riscos e Catástrofes Naturais

  2. Risco natural: • Perigo que ameaça um grupo humano devido a um fenómeno natural. Catástrofe natural: • Fenómeno natural que causa vítimas e estragos avultados, em áreas habitadas.

  3. Riscos naturais: • Furacões; • Tufões ou ciclones; • Secas; • Cheias e inundações; • Vagas de calor ou de frio; • Sismos; • Tsunamis; • Erupções vulcânicas; • Deslizamentos de terras em vertentes; • Avalanchas.

  4. Riscos naturais associados aos fenómenos atmosféricos: • Tempestades; • Furacões; • Tornados; • Vagas de calor ou de frio. Riscos naturais associados à água: • Inundações; • Cheias; • Secas.

  5. Riscos naturais associados aos oceanos: • Tsunamis. Riscos naturais associados aos declives: • Deslizamentos ou derrocadas; • Avalanchas. Riscos naturais associados aos movimentos internos da Terra: • Sismos; • Vulcões.

  6. Tempestades: • Fenómenos atmosféricos caracterizados pela agitação do ar (ventos fortes) e associados a precipitação abundante e trovoadas; • Designações dos ventos fortes: - vendaval, ciclone, furacão, tufão e tornado.

  7. Secas: • Relacionam-se com períodos em que a precipitação é reduzida ou nula; • Podem provocar a morte da vegetação, dos animais e dos humanos, e, por fim, a desertificação; • Facilitam a propagação de incêndios; • A desflorestação, o pastoreio excessivo e a agricultura intensiva podem estar na sua origem.

  8. Inundações e cheias: • Devem-se principalmente a precipitação abundante; • Também podem resultar de uma forte maré, de uma vaga oceânica, de uma ruptura de canalizações ou de um dique e do transbordar de uma barragem.

  9. Movimento das vertentes: • Relaciona-se com a gravidade, períodos de elevada precipitação, vibrações de um sismo, actividades humanas mal planeadas e deficiente cobertura vegetal; • As avalanchas (deslizamento repentino de terrenos cobertos por neve) são um risco natural associado ao movimento das vertentes.

  10. Vagas de frio e de calor: • Fenómenos meteorológicos relacionados com as mudanças climáticas; • Podem provocar perda de vidas humanas (sem-abrigo, idosos crianças, …).

  11. Sismos, vulcões, maremotos e tsunamis: • Erupções vulcânicas: relacionadas com as áreas onde as placas tectónicas apresentam linhas de fractura; • Sismos: causados por movimentos das placas tectónicas ou erupções vulcânicas; • Maremotos e tsunamis: acontecem quando o epicentro de um sismo se localiza no mar.

  12. Riscos naturais que mais afectam Portugal continental: • Tempestades; • Inundações; • Deslizamentos ou derrocadas; • Secas; • Vagas de calor e de frio.

  13. Riscos naturais que mais afectam as Regiões Autónomas: • Erupções vulcânicas; • Sismos; • Derrocadas.

  14. O papel da Protecção Civil: • Analisar as situações de risco; • Avaliar as catástrofes ocorridas; • Analisar como os riscos afectariam a população; • Estabelecer medidas de prevenção e planeamento do território, para minimizar os riscos; • Avisar a população no caso de risco iminente; • Prestar auxílio à população em caso de catástrofe.