REDAÇÃO E GRAMÁTICA PROFª. ALIETE - PowerPoint PPT Presentation

reda o e gram tica prof aliete n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
REDAÇÃO E GRAMÁTICA PROFª. ALIETE PowerPoint Presentation
Download Presentation
REDAÇÃO E GRAMÁTICA PROFª. ALIETE

play fullscreen
1 / 22
REDAÇÃO E GRAMÁTICA PROFª. ALIETE
108 Views
Download Presentation
brenna
Download Presentation

REDAÇÃO E GRAMÁTICA PROFª. ALIETE

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. REDAÇÃO E GRAMÁTICAPROFª. ALIETE

  2. Os gêneros: semelhanças e diferenças

  3. OS PRONOMES DE TRATAMENTO

  4. I. Pronome 1. NUNCA trabalhe o pronome na forma em que se encontra. Sempre o desdobre em outra expressão ao dizer a frase de outra forma, mas sem alteração de sentido.

  5. “Um dia, meu pai tomou-me pela mão, minha mãe beijou-me a testa, molhando-me de lágrimas os cabelos e eu parti.” tomou-me pela mão

  6. “Um dia, meu pai tomou-me pela mão, minha mãe beijou-me a testa, molhando-me de lágrimas os cabelos e eu parti.” “tomou-me pela mão” tomar = V.T.D. me = eu = O.D.

  7. “Um dia, meu pai tomou-me pela mão, minha mãe beijou-me a testa, molhando-me de lágrimas os cabelos e eu parti.” minha mãe beijou-me a testa,

  8. “Um dia, meu pai tomou-me pela mão, minha mãe beijou-me a testa, molhando-me de lágrimas os cabelos e eu parti.” “minha mãe beijou-me a testa” beijou a minha testa minha = adj. adn. = me

  9. “Um dia, meu pai tomou-me pela mão, minha mãe beijou-me a testa, molhando-me de lágrimas os cabelos e eu parti.” molhando-me de lágrimas os cabelos e eu parti.”

  10. “Um dia, meu pai tomou-me pela mão, minha mãe beijou-me a testa, molhando-me de lágrimas os cabelos e eu parti.” “molhando-me de lágrimas os cabelos” molhando os meus cabelos de lágrimas meus = Adj. Adn. = me

  11. O ou LHE? O = Se puder passar o verbo para a passiva e o “O” for transformado em sujeito LHE = se não puder. “Se Miguel estivesse aqui, garanto que você não deixava o tiziu fugir. Você assustou ele falando alto...Miguel te quebrava a cara.” Se Miguel estivesse aqui, garanto que você não deixava que ele fugisse. Você o assustou falando alto...Miguel te quebrava a cara.

  12. O ou LHE? O = Se puder passar o verbo para a passiva e o “O” for transformado em sujeito LHE = se não puder. Se Miguel estivesse aqui, garanto que você não o (sujeito = ele = o tiziu)deixava fugir. Você o (o.d.) assustou falando alto...Miguel te quebrava a cara.

  13. ME, TE, NOS, VOS = podem ser preposicionados ou não (se forem relação de posse = Adj. Adn.) – olha-se a que se ligam. ‘“Aí vêm! disse-me meu pai; vão desfilar por diante da princesa.’ A princesa imperial, Regente nessa época, achava-se à direita em gracioso palanque de sarrafos.” . “Meu pai prendia-me solidamente o pulso, que me não extraviasse.”

  14. ME, TE, NOS, VOS = podem ser preposicionados ou não (se forem relação de posse = Adj. Adn.) – olha-se a que se ligam. ‘“Aí vêm! disse-me meu pai; vão desfilar por diante da princesa.’ A princesa imperial, Regente nessa época, achava-se à direita em gracioso palanque de sarrafos.” “Aí vêm! Disse (V.T.I) meu pai a mim (O.I.); vão desfilar por diante da princesa.” A princesa imperial, Regente nessa época, achava-se à direita em gracioso palanque de sarrafos. .

  15. ME, TE, NOS, VOS = podem ser preposicionados ou não (se forem relação de posse = Adj. Adn.) – olha-se a que se ligam. “Meu pai prendia-me solidamente o pulso, que me não extraviasse.” Meu pai prendia(V.T.D.) solidamente o meu (Adj. Adn.)pulso, a fim de que (eu) não extraviasse eu mesmo. (O.D.)

  16. VOZ ATIVA/PASSIVA. 1. VTD+SE+SUJ= Voz Pass. Sint. SE = Part. Apass. Tinha-se insultado o carro. 2. VTD+OD=Voz Ativa Os cachorros estúpidos da fazenda tinham insultado o carro. 3. V Aux.(ser, ficar ou estar) + VTD (part.) = Voz Pass. Analítica O carro tinha sido insultado pelos cachorros estúpidos da fazenda.

  17. Pronome relativo ocupa o lugar do nome que o antecede. Coloque o nome no lugar dele para saber qual a função sintática que esse pronome ocupa. “Não paga gorjeta aos meninos /que abrem porteiras nas fazendas...” Os meninos abrem porteiras nas fazendas. Sujeito = que . CUJO= sempre entre dois nomes, NUNCA admite artigo antes ou depois dele. Dá relação de posse e pode ser adjunto adnominal ou complemento nominal. “— Todo o poder aos cachorros! — prosseguiu veemente o Poodle branco, /cujo focinho lembrava vagamente o de Jane Fonda, e que era tido, entre o Posto 6 e o Posto 4, como o líder inconteste do Dog-Power”. O focinho do Poodle brancolembrava vagamente o de Jane Fonda. (Adjunto adnominal) “Em honra ao bicho fera Que ela mordeu o couro da borracha e ele não morreu...” Emhonra ao bicho fera cujo couro da borracha ela mordeu e ele não morreu.

  18. O/QUE; AO/QUE; DO/QUE, NO QUE, O QUE e PELO/QUE, AO SEREM SUBSTI-TUÍDOS respectivamente por: a aquilo o qual, daquilo o qual, naquilo o qual, aquilo o qual e por aquilo o qual, serão um pronome demonstrativo(aquilo) preposicionado ou não e um pronome relativo(o qual). Assim, poderão iniciar uma oração adj. restritiva, não podendo ser virgulada. O pronome aquilo pode também ser aquele e suas variações: aquela, aquelas. “Contou tudo o/ que estava acontecendo.” O = aquilo = objeto direto Aquilo estava acontecendo. = sujeito

  19. Pontuação • Não se separam SUJEITO e PREDICADO, nem NOME e VERBO de seus complementos por vírgulas. • “Quem ama cuida.” 2. Separam-se informações adicionais por vírgula, travessão e parênteses. “Ele estava, na verdade, abrindo caminho às suas ideias.” 3. As explicações e explicitações pode vir antes de dois pontos, travessão ou vírgula. “Manoel Simplício é como todos: Brando no olhar e no sorrir...” 4. As orações adjetivas explicativas apresentam vírgula(s); as restritivas, não. “Os funcionários que fizeram hora extra receberão aumento.” 5. Uma elipse pode ser marcada por vírgula. Eu tinha onze anos; Joel, (tinha) treze. 6. Ponto-e-vírgula: em enumerações extensas e detalhadas, em oposição de ideias e em uma pausa diferenciada da marcada por vírgula. “Temos hoje o bolsa-família, que auxilia as famílias carentes; o bolsa-escola, que auxilia os alunos carentes, dividida em PROUNI e outros programas; o bolsa; o bolsa isto; o bolsa aquilo...”

  20. CONJUNÇÃO: 1. Com exceção das alternativas, NUNCA uma coordenada sindética inicia um período composto. “Não conta histórias. Mas assiste televisão.” 2. PORQUANTO (PORQUE) e NA MEDIDA QUE são causais, CONQUANTO é concessiva. Não conta histórias na medida que assiste à televisão Não conta histórias conquanto assista à televisão 3. O pronome QUE será relativo ao ser substituído por QUAL = Oração Subordinada Adjetiva. Não conta histórias a que assiste na televisão 4. A conjunção QUE será integrante ao se substituir a oração em que se situa por ISTO = Oração Subordinada Substantiva Não conta que assistehistórias na televisão 5. Interprete as ideias das orações e observe a oração em que se encontra a oração.

  21. Verbo 1.Pretérito perfeito= narração 2. Pretérito imperfeito e presente do Indicativo = descrição. “Tinha cabelos encaracolados, encanecidos nas têmporas, usava trim, desodorante, fazia a barba com gilete ou aparelho elétrico, sorria, fumava cigarros king-size, bebia uísque, roncava, assobiava, tossia, piscava os olhos” 3. Observe se é precedido de preposição/locução prepositiva(oração reduzida) ou conjunção/locução conjuntiva(oração desdobrada), além da informação que ele possa passar (modalização ou aspecto). “Quando receber (Futuro do Subjuntivo) o dinheiro do Arlindo, pago os débitos e pronto.” Ao receber (Infinitivo pessoal) o dinheiro do Arlindo, pago os débitos e pronto.” “Vender (Infinitivo impessoal)café a prazo nesta situação é perigoso, Quim!” 3. Observe o aspecto dos verbos: “Há homens que não podem viver fora de seu meio.” “como se eu... eu pudesse censurá-los em alguma coisa.” “pode ser que as coisas melhorem.”

  22. Observações finais • Um sujeito JAMAIS é preposicionado. • Este é o momento propício de o governo tomar as providências cabíveis... • 2. Para saber se usa crase, observe se o nome ou verbo anterior pede preposição e o complemento se usa com artigo A ou AS. (Em horas sempre se usa o artigo) • Dirijo-me a /? V. Exª... = Dirijo-me a V. Exª...mas • Dirijo-me a/aà Srtª... = Dirijo-me a/aà Srtª... • Assistimos ?/a cena... = Assistimos a cena... mas • Assistimos a/a cena...= Assistimos à cena... • 3. Cuidado com o que o enunciador quer dizer (regência e concordância). • O espetáculo foi assistido por apenas duas pessoas. (conforme a norma culta, disse-se que duas pessoas ajudaram no processo de organização do espetáculo.) • 4. Obedeça às margens e às instruções das capas e dos enunciados da questão.