slide1 l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
PowerPoint Presentation
Download Presentation

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 20

- PowerPoint PPT Presentation


  • 212 Views
  • Uploaded on

CRASE (preposição + artigo feminino definido) redução da expressão à moda de. NÃO SE USA: *antes de palavras masculinas *diante de nomes de parentesco, precedidos de pronome possessivo *diante de nomes próprios que não admitem artigo *em locuções coma repetição da mesma palavra

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about '' - Olivia


Download Now An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1
CRASE
  • (preposição + artigo feminino definido)
  • redução da expressão à moda de.

NÃO SE USA:

*antes de palavras masculinas

*diante de nomes de parentesco, precedidos de pronome possessivo

*diante de nomes próprios que não admitem artigo

*em locuções coma repetição da mesma palavra

*diante do substantivo terra, em oposição a bordo, a mar

*diante de artigos indefinidos e pronomes interrogativos pessoais (todos de tratamento, exceto senhora e senhorita).

*diante de verbos

coloca o dos pronomes obl quos tonos
COLOCAÇÃO DOS PRONOMES OBLÍQUOS ÁTONOS

Relembrando ... (pronomes pessoais)

Denotam diretamente uma das três pessoas do discurso.

- Retos

A- quem fala: eu, nós

B- com quem se fala: tu, vós

C- de quem se fala: ele, eles

Oblíquos átonos: me; te; se, o, a, lhe; nos; vos; se, os, as, lhes;

  • ÊNCLISE (verbo, imperativo afirmativo e gerúndio)
  • PRÓCLISE (negativas, pronomes relativos, conjunções: subordinativas ou coordenativas alternativas, advérbios, pronomes indefinidos, palavra “só”, orações interrogativas)
  • MESÓCLISE (futuro do presente e do pretérito)
adv rbio
ADVÉRBIO
  • É a palavra que modifica o sentido do verbo, do adjetivo e do próprio advérbio.

Ex:

Paulo jogou Paulo jogou bem

Paulo jogou bem Paulo jogou muito bem

  • A maioria modifica o verbo - (acrescentando uma circunstância), os de intensidade é que podem modificar adjetivos e advérbios.
  • Na oração, assume a função sintática de adjunto adverbial

LOCUÇÃO ADVERBIAL

Normalmente expressa por preposição + substantivo, com valor e emprego de advérbio.

EX: sem jeito, às pressas, de graça, com carinho, com jeito...

classifica o dos adv rbios
CLASSIFICAÇÃO DOS ADVÉRBIOS
  • De acordo com as circunstâncias ou a idéia acessória que exprimem, podem ser:
  • De afirmação: sim, deveras, incontestavelmente, realmente, efetivamente;
  • De dúvida: talvez, acaso, porventura, certamente, provavelmente, decerto;
  • De intensidade: muito, pouco, bastante, mais, menos, tão, meio, todo, completamente, bem, mal, quase, como (ex: como comem!)...;
  • De lugar: abaixo, acima, lá, ali, aqui, atrás, onde, ...;
  • De modo: depressa, devagar, como, alerta, calmamente, livremente, (quase todos advérbios terminados em “mente”);
  • De negação: não, tampouco (também não);
  • De tempo: agora, hoje, amanhã, nunca, sempre, já, afinal, cedo, tarde, hora, raramente, logo, então, breve...
adv rbios interrogativos
ADVÉRBIOS INTERROGATIVOS
  • São as palavras “onde, aonde, donde, quando, como, por que” nas interrogações diretas ou indiretas, referentes às circunstâncias de lugar, tempo, modo e causa. EX:
  • Interrogação direta Interrogativa indireta
  • Como aprendeu? Perguntei como aprendeu.
  • Onde mora? Indaguei onde morava.
  • Aonde vai? Perguntei aonde ia.
  • Quando voltas? Pergunto quando voltas.
graus dos adv rbios
GRAUS DOS ADVÉRBIOS
  • Variam os de modo, tempo, lugar e intensidade, assim como os adjetivos e substantivos.
  • COMPARATIVO:

A- de igualdade: o rapaz falava tão baixo quanto o pai.

B- de superioridade: o rapaz falava mais baixo que o pai.

C- de inferioridade: o rapaz falava menos baixo que o pai.

  • SUPERLATIVO:

A- absoluto analítico: O rapaz falava muito baixo.

B- absoluto analítico: O rapaz falava baixíssimo.

slide7
OBSERVAÇÕES

- Empregam-se as formas melhor e pior no lugar de mais bem e mais mal.

EX: Você me conhece melhor do que ela.

- Junto a adjetivos, usam-se mais bem e mais mal, quando há comparação.

EX: Ela era mais bem remunerada do que nós.

palavras e locu es denotativas
PALAVRAS E LOCUÇÕES DENOTATIVAS
  • A Nomenclatura Gramatical Brasileira classifica à parte certas palavras e locuções. Não podem ser consideradas advérbios por não se referirem a verbo, a adjetivo ou a advérbio. Exprimem:
  • afetividade: felizmente, infelizmente, ainda bem.
  • Designação: Eis o anel que perdi.
  • Exclusão: exclusive, menos, exceto, fora, senão. “Todos voltaram, menos ele”.
  • Inclusão: inclusive, também, mesmo,ainda, até, além disso. “Aqui falta tudo, até água”.
  • Limitação: só, apenas, somente, unicamente. “Apenas um aluno foi bem”.
  • Realce: lá, só, é que, embora. “ Vá embora”; “Eu sei lá o que ela pretende?”. “É isso mesmo!”.
  • Retificação: aliás, ou melhor, isto é.
  • Explanação: isto é, a saber, por exemplo: “Os elementos do mundo físico são quatro, a saber: terra, água, fogo e ar”.
  • Situação: afinal, agora, então, mas. “Afinal, quem tem razão?”; Posso falar isso; agora, fazer eu não faça.” “Então, o que achou do filme?”.
verbo
VERBO
  • É a palavra que exprime ação, estado, fato ou fenômeno. É indispensável na organização do período.
  • Dentre as classes de palavras, é a mais rica em flexões. Reveste diferentes formas para indicar as pessoas do discurso. Ao conjunto ordenado de flexões ou formas de um verbo dá-se o nome de conjugação.
1 pessoa e n mero
1- PESSOA E NÚMERO
  • O verbo varia para indicar número e pessoa. Ex: eu penso/ nós pensamos.

2- TEMPOS VERBAIS

Situam o fato ou a ação verbal dentro de determinado momento (durante o tempo de comunicação, antes ou depois). São três:

  • Presente
  • Pretérito (= passado): imperfeito (va), perfeito (ou), mais-que-perfeito (ara)
  • Futuro: do presente (ará), de pretérito (ria).
slide11
3- MODOS DO VERBO

Indicam as diferentes maneiras de um fato se realizar. São eles:

  • Indicativo: exprime um fato certo, positivo.

EX: Vou hoje. Saíram cedo.

  • Imperativo: exprime ordem, proibição, conselho, pedido.

EX: Volte logo. Não fiquem aqui.

  • Subjuntivo: Enuncia um fato possível, duvidoso, hipotético. (QUE - presente, SE – pret. imperfeito, QUANDO – futuro do presente)

EX: É possível que chova.

Se você trabalhasse, não passaria fome.

slide13
4- FORMAS NOMINAIS

Além dos três modos, existem as formas nominais que enunciam simplesmente um fato, de maneira vaga, imprecisa, impessoal.

  • Infinitivo (r)

Pessoal – tem sujeito

(Para sermos vencedores é preciso lutar. [Sujeito nós])

Impessoal- não tem sujeito

(Ser ou não ser, eis a questão)

  • Gerúndio (ndo)
  • Particípio (do)

OBS: Formas nominais pois, sem considerar sua significação verbal, podem desempenhar as funções próprias de substantivos ou adjetivos.

Ex: o andar, água fervendo, tempo perdido...

slide14
6- VOZ

Quanto à voz, os verbos classificam-se em:

  • Ativos: o sujeito faz a ação;
  • Passivos: o predicado vira o sujeito da oração (executa a ação);
  • Reflexivos: o sujeito faz e recebe a ação, ao mesmo tempo.

AOS VERBOS QUE NÃO SÃO NENHUM DOS TRÊS, ALGUNS GRAMÁTICOS CHAMAM DE NEUTROS.

EX: O vinho é bom. Aqui chove muito.

7-VERBOS AUXILIARES

Se juntam com a uma forma nominal de outro verbo para construir os tempos compostos da voz ativa, voz passiva e as locuções verbais. Os principais são: ter, haver, ser e estar.

tempos compostos
TEMPOS COMPOSTOS
  • Tempos compostos da voz ativa

São formados pelos auxiliares ter e haver, seguido do verbo no particípio.

Ex: Tenhotrabalhado muito (pret. Perfeito do indicativo).

Havíamos saído cedo.(pret. + perf. do indicativo).

  • Tempos compostos da voz passiva

Formam-se com os auxiliares ter (ou haver) e ser, seguido do verbo no particípio.

Ex: Tenho sido maltratado por ele. (pret. Perfeito do indicat.)

Os dois tinham (haviam) sido vistos no cinema. (pret. + perf. do indicativo).

  • Locuções verbais

Conjunção composta ou conjunção perifrástica.

Verbo auxiliar seguido do verbo no gerúndio ou infinitivo.

Ex: Tenho de ir hoje.

Estava lendo o jornal. Não podia atender.

slide16
8-CONJUGAÇÕES

Os verbos se agrupam em três conjugações, conforme a terminação do infinitivo.

  • 1ª conjugação: terminam em “ar”: cantar, falar, amar...

Vogal temática (VT): A

  • 2ª conjugação: terminam em “er”: bater, comer, ver, por (poer – do latim ponere)...

VT: E

  • 3ª conjugação: terminam em “ir”: partir, abrir, rir, ...

VT: I

Tema:Ao radical acrescido de vogal temática chama-se tema.

OBS: A nossa língua possuí aproximadamente 11.000 verbos, dos quais mais de 10.000 são da 1ª conjugação.

Hoje, é a única conjugação prolífica. EX: televisionar, teleguiar, agilizar, globalizar, etc.

slide17
9-ELEMENTOS ESTRUTURAIS DO VERBO

Num verbo devemos distinguir o radical, que é o elemento básico, normalmente invariável, e a terminação, que varia para indicar o tempo e o modo, a pessoa e a número.

Na terminação temos:

  • Vogal temática: caracteriza a conjugação
  • Desinência modo-temporal: indica o modo e o tempo do verbo. EX: andáSSEmos, o elemento SSE denota o pretérito imperfeito do subjuntivo.
  • Desinência número-pessoal: a flexão “mos” de “partimos”, por exemplo, configura a primeira pessoa do plural.

Formas rizotônicas: apresentam a vogal tônica no radical: pul-o, vend-es, part-o e;

Formas arrizotônicas:a vogal tônica fica fora do radical: pul-ava, vend-ia, part-imos.

slide18
9- MODO IMPERATIVO

Exemplos de Machado de Assis:

“Anda, aprende, tola!” – imperativo afirmativo

“Não te assustes, disse ela.” – imperativo negativo

IMPERATIVO AFIRMATIVO

É derivado dos dois presentes:

  • Do presente do indicativo: são retiradas as 2ªs pessoas (tu e vós) menos o S;
  • Do presente do subjuntivo: são retiradas as demais pessoas, sem qualquer alteração

IMPERATIVO NEGATIVO

É retirado do presente do subjuntivo, sem qualquer alteração

slide19
10- CLASSIFICAÇÃO DOS VERBOS

Quanto a conjugação, dividem-se em:

  • Verbo regular: não apresenta nenhuma modificação no radical ou desinência.

EX: cantar, bater, partir, etc.

  • Verbo irregular: apresenta modificação no radical ou na flexão.

EX: dar, trazer, dizer, ir, ouvir, etc.

Verbo anômalo: é o verbo irregular que apresenta, em sua conjugação, radicais primários diferentes. Ex: ser e ir.

  • Verbo defectivo: Não possuem a conjugação completa, não sendo usados em certos modos, tempos ou pessoas: abolir, demolir, reaver, precaver, etc.
  • Verbo abundante: apresentam mais de uma forma. EX: pagado e pago, benzido e bento, elegido e eleito.
conjuga es lousa
CONJUGAÇÕES – LOUSA

Verbos regulares: cantar, bater, partir.

Verbos irregulares: dar, dizer, fazer, pôr (poer), ir, vir.