sexualidade e afetividade na depend ncia quimica l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
SEXUALIDADE E AFETIVIDADE NA DEPENDÊNCIA QUIMICA PowerPoint Presentation
Download Presentation
SEXUALIDADE E AFETIVIDADE NA DEPENDÊNCIA QUIMICA

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 14

SEXUALIDADE E AFETIVIDADE NA DEPENDÊNCIA QUIMICA - PowerPoint PPT Presentation


  • 702 Views
  • Uploaded on

SEXUALIDADE E AFETIVIDADE NA DEPENDÊNCIA QUIMICA. Juliana Almeida Psicóloga UNIAD SBC. Marina Rodrigues Terapeuta Ocupacional UNIAD SBC. Definições. Sexo : relaciona-se as características biológicas que definem seres humanos como homem ou mulher.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'SEXUALIDADE E AFETIVIDADE NA DEPENDÊNCIA QUIMICA' - Jimmy


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
sexualidade e afetividade na depend ncia quimica

SEXUALIDADE E AFETIVIDADE NA DEPENDÊNCIA QUIMICA

Juliana Almeida

Psicóloga

UNIAD SBC

Marina Rodrigues

Terapeuta Ocupacional

UNIAD SBC

defini es
Definições
  • Sexo: relaciona-se as características biológicas que definem seres humanos como homem ou mulher.
  • Sexualidade é um aspecto central do ser humano durante a vida. Abrange sexo, identidade e papéis do gênero, orientação sexual, erotismo, prazer, intimidade e reprodução. A sexualidade é experienciada e expressada em: pensamentos, fantasias, desejos, opiniões, atitudes, valores, comportamentos, práticas, papéis e relacionamentos. A sexualidade é influenciada pela interação de fatores biológicos, psicológicos, sociais, econômicos, políticos, cultural, éticos, legais, históricos e religiosos e espirituais.
defini es3
Definições
  • Saúde sexual: é um estado de bem estar físico, emocional, mental e social relacionado a sexualidade. Não é meramente a ausência da doença, disfunção ou enfermidade. A saúde sexual pode ser influenciada por aspectos relacionados ao comportamento sexual, atitudes e fatores de sociedade (risco biológico e predisposição genética).
afetividade
Afetividade

A afetividade compreende o estado de humor ou ânimo, os sentimentos, as emoções e as paixões e reflete sempre a capacidade de experimentar sentimentos e emoções. É ela quem determina a atitude geral de pessoas diante de qualquer experiência, promove impulsos motivacionais e inibidores, e percebe os fatos de maneira agradável ou sofrível. É uma dinâmica profunda e completa que liga uma pessoa a outra, na descoberta dos sentimentos de relação afetiva.

sexualidade
Sexualidade

O mundo moderno preconiza que o ser humano logre uma melhor qualidade de vida. A sexualidade humana está embutida nessa melhoria porque, sem sombra de dúvida, é uma das maiores, senão a maior fonte de prazer da espécie humana.

sexualidade6
Sexualidade

A sexualidade não cumpre apenas a função social de reprodução da espécie, mas também da busca de prazer pessoal. A sexualidade deve ser compreendida em todas as suas esferas, biológica, psicológica e social. Nela há a necessidade de receber e expressar afeto, e o contato que todas as pessoas possuem e que traz sensações prazerosas. Não é apenas sexo ou ato sexual, mas é toque, abraço, gesto, carinho e troca afetiva. Embasa o bem-estar do indivíduo, tanto do ponto de vista físico quanto psicológico, este é o sentido da sexualidade.

a depend ncia qu mica
A Dependência Química

Infelizmente, muitas substâncias que influenciam a sexualidade humana diminuem, em vez de intensificarem, o desejo e o prazer sexual, especialmente, quando ingeridas em doses acentuadas e de forma contínua.

depend ncia qu mica feminina e sexualidade
Dependência Química Feminina e Sexualidade

Dificuldades de ordem sexual são freqüentes causas de desenvolvimento de dependências, tendo em vista o efeito relaxante e desinibidor de determinadas substâncias psicoativas sobre o comportamento.

De acordo com EDWARDS et al., 2005 a disfunção sexual pode contribuir para a cronicidade do consumo de substâncias psicoativas em mulheres e inclusive podem estar associados a comportamentos sexuais de risco, predispondo-as a HIV/AIDS e a Doenças Sexualmente Transmissíveis - DST

depend ncia qu mica masculina e sexualidade
Dependência Química Masculina e Sexualidade

No universo masculino,a sexualidade ocupa, nas mais diversas culturas, uma importância ímpar, pois, desde a mais tenra idade, o homem é levado ao culto do seu genital, estando isso vinculado aos conceitos de força, poder, magia e virilidade. (Andrade-Silva, 1999).

O desempenho sexual, para o homem, tem um duplo papel: serve de canal através do qual se extravasa uma série de tensões latentes e, ao mesmo tempo, garante o atestado viril.

As substâncias psicoativas podem afetar vários aspectos do comportamento sexual masculino: algumas alterando o desejo, enquanto outras afetam a resposta fisiológica manifesta nos órgãos genitais: ereção, orgasmo e ejaculação

grupo de sexualidade e afetividade
Grupo de Sexualidade e Afetividade

Por quê???

O efeito das drogas sobre a sexualidade sempre gerou curiosidade entre as pessoas.

O consumo de álcool e de outras drogas aumenta a freqüência de parceiros sexuais causais e a chance de uma pratica sexual de risco, isto é, sem medidas de proteção, como a camisinha.

grupo de sexualidade e afetividade12
Grupo de Sexualidade e Afetividade

O que é discutido???

  • Dinâmica “Seqüência de Palavras”
  • O que é uma Relação Sexual Satisfatória e o que são Disfunções Sexual
  • O que é Transtorno Sexual
  • Compulsão Sexual
  • DST – AIDS
  • Camisinha
  • Métodos Contraceptivos
  • Planejamento familiar
  • Gravidez Indesejada
  • Órgãos reprodutores
  • Ciclo Mestrual
  • Hormônios (masculino e feminino)
refer ncias
Referências

Andrade-Silva, M.C. Identidade de gênero e expressão sexual masculina e feminina. Scientia Sexualis, Rio de Janeiro, v. 3(2): 80-88, dez. 1997.

Edwards, Marshall & Cook. Mulheres com problemas relacionados ao consumo de álcool. In: Edwards, Marshall & Cook. O tratamento do Alcoolismo. Porto Alegre: Artmed; 2005. Página 155.

Freitas, J.D. Sexualidade, drogas e melancolia: uma abordagem multidisciplinar. Universidade de Fortaleza.

Figlie, N.B., Melo, D.G., Payá, R. Dinâmicas de Grupo aplicadas no tratamento da dependência quimíca: manual teórico e prático. São Paulo: Roca, 2004.

Kahhale EMP. Subsídios para reflexão sobre sexualidade na adolescência. In: Bock, AMB, Gonçalves MGM, Furtado O, (organizadores). Psicologia sócio-histórica (uma perspectiva crítica em psicologia). São Paulo: Cortez; 2001. p. 179-191.

.

refer ncias14
Referências

Sawaya BB. O sofrimento ético-político como categoria de análise da dialética exclusão/inclusão. In: Acosta AR, Vitale MAF. Família: Redes, Laços e Políticas Públicas.São Paulo, IEE/PUCSP; 2003.

Site do Kamasutra, disponivel em http://www.kamasutra.blog.br/2007/08/15/definicao-de-sexo-e-sexualidade-was/. Acessado em 25 de setembro de 2009.

Site do Kamasutra, disponivel em http://www.kamasutra.blog.br/2007/08/14/drogas-e-a-respostas-sexual-humana/>. Acessado em 25 de setembro de 2009

Site Álcool e Drogas sem Distorção. Disponivel em http://apps.einstein.br/alcooledrogas/novosite/atualizacoes/ac_099.htm. Acessado em 19 de setembro de 2009.