Custos de produ o de curto e longo prazo produtividade dos factores de produ o inputs
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 30

UNIDADE 5 PowerPoint PPT Presentation


  • 94 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

. Custos de produção de curto e longo prazo . Produtividade dos factores de produção (inputs). UNIDADE 5. Curvas de custo total de curto e de longo prazo. Uma empresa tem diferentes custos totais de curto prazo , derivado de cada circunstancia de curto prazo .

Download Presentation

UNIDADE 5

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Custos de produ o de curto e longo prazo produtividade dos factores de produ o inputs

. Custos de produção de curto e longo prazo

. Produtividade dos factores de produção (inputs)

UNIDADE 5

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Curvas de custo total de curto e de longo prazo

Curvas de custo total de curto e de longoprazo

  • Uma empresa tem diferentescustostotais de curtoprazo, derivado de cadacircunstancia de curtoprazo.

  • Suponhaqueumaempresapode-se encontrarnuma das seguintessituações de curtoprazo: x2 = x2¢ou x2 = x2¢¢ x2¢ < x2¢¢ < x2¢¢¢.ou x2 = x2¢¢¢. Emque x2, x’2, x’’2 ou x’’’2 é a quantidade de investimentofixo

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Unidade 5

cs(q;x2¢)

F¢ = w2x2¢

F¢¢ = w2x2¢¢

Uma maior quantidade de input fixo

aumenta o custo fixo da empresa.

cs(q;x2¢¢)

F¢¢

y

0

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Unidade 5

cs(q;x2¢)

F¢ = w2x2¢

F¢¢ = w2x2¢¢

Uma maior quantidade de input fixo

aumenta o custo fixo da empresa.

cs(q;x2¢¢)

Porque é que uma maior quantidade de input fixo

reduz o declive da curva de custo total da empresa?

F¢¢

y

0

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Curvas de custo total de curto e de longo prazo1

Curvas de custo total de curto e de longoprazo

P1 é a produtividade física marginal

do input variável 1, deste modo, uma

Unidade extra do input 1 dá um output extra

de P1 unidades.

Por outro lado, a quantidade de input 1

necessario à produção de uma unidade extra de output

é de

Cada unidade de input custa w1.

Então o custo extra necessário a uma

unidade de output

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Curvas de custo total de curto e de longo prazo2

Curvas de custo total de curto e de longoprazo

É o declive da curva de custo total

Se o input 2 é complementar ao input 1

entao P1 será maior para um x2 maior.

E cmrg é mais pequeno também para um x2 maior.

Isto é, uma curva de custo total de curto

Prazo inicia-se num ponto mais elevado

E tem um declive menor se x2 for maior.

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Unidade 5

cs(q;x2¢)

F¢ =w2x2¢

F¢¢ = w2x2¢¢

F¢¢¢ = w2x2¢¢¢

cs(q;x2¢¢)

cs(q;x2¢¢¢)

F¢¢¢

F¢¢

y

0

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Curvas de custo total de curto e de longo prazo3

Curvas de custo total de curto e de longo prazo

  • A empresa tem três curvas de custo total de curto prazo.

  • No longo prazo a empresa é livre de esclher entre as três situações,isto é,é livre de escolher x2 igual a x2¢, x2¢¢, ou x2¢¢¢.

  • Como proceder à escolha?

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Unidade 5

Para 0 £ q £ q¢, escolher x2 = ?.

cs(q;x2¢)

Para q¢£ q £ q¢¢, escolher x2 = ?.

Para y¢¢< y, escolher x2 = ?.

cs(q;x2¢¢)

cs(q;x2¢¢¢)

F¢¢¢

F¢¢

q¢¢

0

y

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Unidade 5

Para 0 £ q £ q¢, escolher x2 = x2¢.

cs(q;x2¢)

Para q¢£ q £ q¢¢, escolher x2 = x2¢¢.

For q¢¢< q, escolher x2 = x2¢¢¢.

cs(q;x2¢¢)

cs(q;x2¢¢¢)

F¢¢¢

F¢¢

y¢¢

0

y

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Unidade 5

Para 0 £ q £ q¢, escolher x2 = x2¢.

cs(q;x2¢)

Para q¢£ q £ q¢¢, escolher x2 = x2¢¢.

Para q¢¢< q, escolher x2 = x2¢¢¢.

cs(q;x2¢¢)

cs(q;x2¢¢¢)

c(q), é a curva

De custo de

Longo prazo.

F¢¢¢

F¢¢

q¢¢

0

q

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Curvas de custo total de curto e de longo prazo4

Curvas de custo total de curto e de longo prazo

  • A curva de custo total de longo prazo consiste nos intervalos de menor custo das curvas de custo total de curto prazo. Então, a curva de custo total de longo prazo é o envelope mais baixo da curvas de custo de curto prazo.

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Curvas de custo total de curto e de longo prazo5

Curvas de custo total de curto e de longo prazo

  • Se o input se encontrar disponível em quantidades contínuas então haverá uma infinidade de curvas de custo de curto prazo mas no longo prazo a curva d ecusto total será também o envelope mais baixo de todas as curvas de custo de curto prazo.

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Unidade 5

cs(q;x2¢)

cs(q;x2¢¢)

cs(q;q2¢¢¢)

c(q)

F¢¢¢

F¢¢

0

q

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Curvas de custo total m dio no curto e no longo prazo

Curvas de custo total médio no curto e no longo prazo

  • Para qualquer nível de produção q, a curva de custo total dá nos sempre o custo de produção total mais baixo em todos os períodos.

  • Do mesmo modo, a curva de custo total médio dá nos sempre o custo de produção médio mais baixo em todos os períodos.

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Unidade 5

€/unidade output

CMs(q;x2¢)

CMs(q;x2¢¢)

CMs(q;x2¢¢¢)

y

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Curvas de custo total m dio no curto e no longo prazo1

Curvas de custo total médio no curto e no longo prazo

  • A curva de custo total médio de longo prazo deve ser a curva envelope dos custos totais médios de produção mais baixos no curto prazo.

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Unidade 5

€/unidade output

ACs(q;x2¢¢¢)

ACs(q;x2¢)

ACs(q;x2¢¢)

AC(q)

  • A curva de custo total médio de longoprazodeveser a curva envelope

    dos custostotaismédios de produçãomaisbaixos no curtoprazo.

y

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Unidade 5

Custos de produção de longo

prazo

CTM de longo prazo não são mais

Do que “envelopes”

De todas as curvas CTM

De curto prazo.

Custos unitários

Produção

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Curvas de custo marginal no curto e no longo prazo

Curvas de custo marginal no curto e no longo prazo

  • Questão: Será que a curva de custo marginal de longo prazo será a o envelope mais baixo de todas as curvas de custo marginal?

  • Resposta: Não.

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Unidade 5

€/unidade output

CMs(q;x2¢¢¢)

CMs(q;x2¢)

CMs(q;x2¢¢)

y

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Unidade 5

cmrgs(q;x2¢)

€/unidade output

cmrgs(q;x2¢¢)

CMs(q;x2¢¢¢)

cmrgs(q;x2¢)

CMs(q;x2¢¢)

cmrgs(q;x2¢¢¢)

y

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Unidade 5

MCs(q;x2¢)

€/unidade output

ACs(q;x2¢¢¢)

MCs(q;x2¢¢)

ACs(q;x2¢)

ACs(q;x2¢¢)

AC(q)

MCs(q;x2¢¢¢)

y

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Unidade 5

cmrgs(q;x2¢)

€/unidade produção

cmrgs(y;x2¢¢)

CMs(q;x2¢¢¢)

CMs(q;x2¢)

CMs(q;x2¢¢)

cmrgs(y;x2¢¢¢)

cmrg(q), é a curva de custo

Marginal no longo prazo

y

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Curvas de custo marginal no curto e no longo prazo1

Curvas de custo marginal no curto e no longo prazo

  • Para qualquer nível de produção (output) q > 0, o custo marginal de produção de longo prazo é o custo marginal de produção escolhido pela empresa no curto prazo.

  • Isto será sempre verdade, não importa quantos periodos de curto prazo existirão e em que circunstâncias eles possam ocorrer.

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Curvas de custo marginal no curto e no longo prazo2

Curvas de custo marginal no curto e no longo prazo

  • Deste modo,em situação de continuidade, onde x2 pode ser fixado com um valor de 0 ou superior, a relação entre o custo marginal de longo prazo e todos os custos marginais de curto prazo é…

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Curvas de custo marginal no curto e no longo prazo3

Curvas de custo marginal no curto e no longo prazo

€/unidade output

CMCPs

CM(Q)

y

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Curvas de custo marginal no curto e no longo prazo4

Curvas de custo marginal no curto e no longo prazo

€/output unit

cmrgCPs

CM(y)

q

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Unidade 5

Produção média

E marginal

Quantity of labor

Custos

Quantidade de produção

Produtividade e a curva de custos

Prod Med

Prod Marg

Cm

CVM

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


Exercicio

Exercicio

Fernando tem umaoficina de reparaçãoautomóvel. As condições de custo da suaoficinasãodefinidaspelafunção:

Complete o seguinte:

Custosvariáveistotais:?.

Custosfixostotais :?.

Custosvariáveismédios:? .

Custosfixosmédios:?.

Custosmédiostotais:?.

Custosmarginais:?.

Economia I Contabilidade Carlos Arriaga


  • Login