Comiss o de psicologia escolar educacional
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 25

Comissão de Psicologia Escolar/Educacional PowerPoint PPT Presentation


  • 77 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Comissão de Psicologia Escolar/Educacional. Maria Elizabeth Nickel Haro (CRP-08/00211)  Adriana Araújo Nagal (CRP-08/05366) Bárbara Olsen (CRP-08/15059) Maria Eliane Lutfi (CRP-08/00470) Sara Waenga (CRP-08/12199) Theresinha Vian Rambo (CRP-08/12200).

Download Presentation

Comissão de Psicologia Escolar/Educacional

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Comiss o de psicologia escolar educacional

Comissão de Psicologia Escolar/Educacional

Maria Elizabeth NickelHaro (CRP-08/00211) 

Adriana Araújo Nagal (CRP-08/05366)

Bárbara Olsen (CRP-08/15059)

Maria Eliane Lutfi (CRP-08/00470)

Sara Waenga (CRP-08/12199)

TheresinhaVianRambo (CRP-08/12200)


Psic logos no brasil dados de 2007

PSICÓLOGOS NO BRASIL - DADOS DE 2007

Total:176.000

34% trabalhando em Psicologia

Média de 10% trabalha em Psicologia Escolar

3% faz cursos de pós graduação em Psicologia Escolar


Psicologia escolar no paran dados de 2007

Psicologia Escolar no Paraná Dados de 2007


Presen a de comiss o de educa o nos crps

Presença de Comissão de Educação nos CRPs


Leis de inser o do psic logo na escola

LEIS DE INSERÇÃO DO PSICÓLOGO NA ESCOLA


Paran lei n 15075 04 05 2006

PARANÁ - LEI Nº 15075 - 04/05/2006

Publicado no Diário Oficial Nº 7219 de 05/05/2006

Súmula: Autoriza a implantação do Programa de Atendimento Psicopedagógico e social em todas as unidades escolares que integram a Rede de Ensino Público, conforme especifica.A Assembléia Legislativa do Estado do Paraná decretou e eu sanciono a seguinte lei:Art. 1º. Fica autorizado ao Governo do Estado a implantação do Programa de Atendimento Psicopedagógico e social em todas as unidades escolares que integram a Rede de Ensino Público, do ensino fundamental e médio, no Estado do Paraná.Art. 2º. Cada Unidade de Ensino Fundamental e Médio que integra a Rede Pública Estadual deverá contar com equipe interprofissional habilitada a prestar atendimento psicopedagógico e social ao estudante matriculado, e dar suporte técnico à direção e aos professores.§ 1º. A equipe interprofissional referida no "caput" deverá estar composta por, no mínimo, um(a) psicólogo(a), um(a) pedagogo(a) e um(a) assistente social.§ 2º. A equipe interprofissional prestará atendimento preventivo ou terapêutico ao estudante, conforme a situação ou caso detectado no dia-a-dia da Unidade de Ensino.§ 3º. A equipe interprofissional dará orientação aos pais, familiares ou responsáveis pelos estudantes, sempre que necessário ou sempre que solicitado a fazê-lo.Art. 3º. Para cumprimento do artigo anterior, o Governo do Estado poderá firmar convênios com Faculdades e Universidades, para a contratação de pessoal técnico.Art. 4º. Fica o Poder Executivo autorizado a proceder os ajustes administrativos e orçamentários necessários ao cumprimento dos dispositivos desta lei.Art. 5º. Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação, surtindo efeitos práticos no ano letivo seguinte.PALÁCIO DO GOVERNO EM CURITIBA, em 04 de maio de 2006.Roberto RequiãoGovernador do EstadoMauricio Requião de Mello e SilvaSecretário de Estado da EducaçãoRafael IatauroChefe da Casa Civil


Comiss o de psicologia escolar educacional

a participação efetiva da Psicologia na EducaçãoPrincípios-gerais que devem ser considerados como essenciais para qualquerproposição de ação legislativa/executiva:


Temas mais frequentes entre os psic logos escolares educacionais no paran

TEMAS MAIS FREQUENTES ENTRE OS PSICÓLOGOS ESCOLARES/EDUCACIONAIS NO PARANÁ

  • Necessidade de definição do papel do psicólogo escolar/educacional – para os profissionais e nas escolas

  • Necessidade de aproximação entre as academias e a realidade da escola brasileira

  • Educação inclusiva

  • Avaliação

  • Número de alunos atendidos por psicólogo

  • Remuneração

  • Jornada de trabalho

  • Necessidade de delimitação de ações para o psicólogo que atua numa única escola e para o que atua em várias escolas (sugestões, parâmetros)


Perfil do psic logo escolar educacional crepop

PERFIL DO PSICÓLOGO ESCOLAR/EDUCACIONAL (CREPOP)

320 respondentes da pesquisa, sendo 54 do Paraná

Atividades desenvolvidas:

  • Avaliação psicológica

  • Atendimento clínico aos alunos

  • Apoio a famílias e professores

    Pontos ressaltados:

  • Concursos públicos enfatizam conhecimento clínico e psicodiagnóstico

  • Atenção centrada no aluno, sua individualidade e subjetividade x conjunto das relações da comunidade escolar

  • Pouca densidade teórica na formação

  • Pequena produção de trabalhos

  • Baixa inserção nas políticas públicas (desconhecimento)

  • Baixo interesse profissional pela área e baixa oferta de formação

    Sugestões:

  • Diálogo com a academia sobre a formação e a produção teórica no campo

  • Aproximação com gestores públicos para esclarecimento quanto à psicologia escolar/educacional


Papel do psic logo escolar educacional

O psicólogo escolar planeja e desenvolve atividades com alunos, professores e administração.

Age em parceria com a direção da escola, famílias e profissionais que trabalham com a criança fora do ambiente escolar.

Dentro de uma perspectiva ampla, o Psicólogo escolar atua em duas frentes: prevenção e intervenção. Desta forma, contribui para o desenvolvimento cognitivo, social e humano de toda a comunidade educativa.

Papel do Psicólogo Escolar/Educacional

ISPA 2007 Colloquium


O que uma atua o profissional adequada

O que é uma atuação profissional adequada?


Comiss o de psicologia escolar educacional

  • Trabalhos preventivos em sala de aula : auto-estima, socialização,cidadania, hábitos de estudo, habilidades sociais.

  • Acompanhamento / coordenação do apoio a alunos com dificuldades de aprendizagem e/ou comportamento;

  • Desenvolvimento e execução de projetos preventivos específicos que envolvam temas como: adolescência, educação sexual, dependência química, educação para o consumo, direitos e deveres.

  • Orientações

  • Investigação para possíveis encaminhamentos

  • Avaliações para intervenções preventivas


Comiss o de psicologia escolar educacional

  • Apoio e orientação ao professor na compreensão e busca de soluções em sala de aula

  • Apoio e orientação ao professor no processo de inclusão

  • Mediação de conflitos

  • Desenvolvimento e fortalecimento do trabalho individual e de equipe

  • Apoio, direcionamento e orientação para intercâmbio e valorização profissional;

  • Desenvolvimento de relações interpessoais


Comiss o de psicologia escolar educacional

  • Apoio e participação na elaboração do projeto político pedagógico;

  • Discussão e elaboração de projetos de abrangência institucional;

  • Atuação interdisciplinar na identificação e encaminhamento de alunos para atendimentos especializados

  • Reuniões permanentes para busca de soluções


Comiss o de psicologia escolar educacional

  • Proposição e elaboração de projetos que envolvam a comunidade

  • Orientação preventiva a pais e familiares

  • Orientações em casos de dificuldades

  • Formação de grupos de estudo que envolvam família e escola – estabelecimento de parceria

  • Palestras de orientação com temas específicos


Comiss o de psicologia escolar educacional

  • Relacionamento interpessoal;

  • Habilidades para interação com os alunos;

  • Motivação

  • Prevenção de stress;


Comiss o de psicologia escolar educacional

  • Definição do papel do psicólogo

  • Prioridades

  • Metas

  • Planejamento

  • Agenda

  • Registros


Jornadas

Jornadas

Objetivo das Jornadas:

Possibilitar o intercâmbio de conhecimentos e práticas no contexto abrangente da Psicologia Escolar/ Educacional a fim de criar e recriar novas formas de ação e atuação do profissional.

Locais:

  • 29 /05/2009: Foz do Iguaçu

  • 03/07/2009: Norte Pioneiro

  • 07/08/2009: Campos Gerais

  • 28/08/ 2009 : Umuarama

  • 11/09/2009: Litoral

  • 02/10/de 2009: Londrina

  • 16/10/2009 : Sudoeste


  • Login