Encontros t cnicos cobertura l.jpg
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 32

ENCONTROS TÉCNICOS COBERTURA PowerPoint PPT Presentation


  • 47 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

ENCONTROS TÉCNICOS COBERTURA. DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS HILTON HOTEL 27/09/2001. Miguel Roberto Soares Silva Trevizan & Associados Corretora de Seguros. ME APRESENTO. MIGUEL ROBERTO SOARES SILVA. Sou caipira de Itatinga.

Download Presentation

ENCONTROS TÉCNICOS COBERTURA

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Encontros t cnicos cobertura l.jpg

ENCONTROS TÉCNICOSCOBERTURA

DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS HILTON HOTEL27/09/2001

Miguel Roberto Soares Silva

Trevizan & Associados

Corretora de Seguros


Miguel roberto soares silva l.jpg

ME APRESENTO

MIGUEL ROBERTO SOARES SILVA

  • Sou caipira de Itatinga

  • Dia 16/08/2001 completei 40 anos trabalhando com seguro incêndio.

  • 7 anos em seguradora

  • 33 anos na corretagem de seguros

2


Do seguro inc ndio aos multiriscos l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

Iniciei-me em seguro no ano de 1961 como office boy.

  • Comecei na carteira incêndio e nunca mais saí.

Miguel Roberto Soares Silva

3


Do seguro inc ndio aos multiriscos4 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

  • Em 1983 escrevi o único Material Didático existente no Brasil sobre tarifação individual e descontos no seguro incêndio

  • No ano de 1984 constituí a minha própria corretora de seguros

Miguel Roberto Soares Silva

4


Do seguro inc ndio aos multiriscos5 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

  • Minha carteira chegou a ser composta de 95% de Seguro Incêndio

  • Hoje Multirisco e Riscos Nomeados representam apenas 28%

  • Não perdi clientes, apenas aumentei, os prêmios é que reduziram

Miguel Roberto Soares Silva

5


Do seguro inc ndio aos multiriscos6 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

  • Por que lhes faço este histórico?

  • Para lhes mostrar que há 40 anos vivo seguro incêndio e faz 17 anos que ministro esta matéria na Funenseg

  • Portanto tenho um pouco de bagagem para lhes falar

  • Miguel Roberto Soares Silva

6


Nosso tema l.jpg

DOSEGURO INCÊNDIO

AOSMULTIRISCOS

NOSSO TEMA É:

VAMOS A ELE:

Miguel Roberto Soares Silva

7


Do seguro inc ndio aos multiriscos8 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

  • Eu lhes pergunto:

  • O que é Seguro Incêndio?

  • Muito bem, vamos a outra pergunta.

Miguel Roberto Soares Silva

8


Do seguro inc ndio aos multiriscos9 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

  • O que é Seguro Multirisco?

  • E Seguro Multi Risco?

  • E SeguroMultirrisco?

  • E Seguro Multi-risco?

Miguel Roberto Soares Silva

9


Do seguro inc ndio aos multiriscos10 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

  • Vejam como a confusão já começa com o nome

  • Multirisco, Multirrisco,

  • Multi-Risco ou Multi Risco

  • Imaginem o resto!

  • Eu adotei Multirisco B P 2

Miguel Roberto Soares Silva

10


Do seguro inc ndio aos multiriscos11 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

  • Sou saudosista sim, porque nos tempos da TSIB tínhamos técnica de seguros

  • Tínhamos que fazer gerenciamento de risco para determinar as taxas corretamente

  • As coberturas eram claras e bem definidas

  • Alguém vai dizer: naquela época havia rateio!Sim, havia para quem fazia seguro mal feito.

Miguel Roberto Soares Silva

11


Do seguro inc ndio aos multiriscos12 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

  • A concorrência era mais saudável, reduzia-se o prêmio conforme a segurança do risco.

  • Fechava o seguro o Corretor que melhor assessoria prestava ao cliente.

  • Hoje o comercial da Seguradora lhe pergunta:

  • Miguel, quanto você quer que de o prêmio para fechar o seguro?

Miguel Roberto Soares Silva

12


Do seguro inc ndio aos multiriscos13 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

  • O conceito de Rateio hoje, é outro despropósito.

  • Antes, seguro a 1º Risco Absoluto era aquele que não precisava levantar o valor em risco, portanto não havia Rateio.

  • Hoje tem Multirisco que é uma verdadeira “arapuca”. Emite-se uma apólice a 1º Risco Absoluto. Pela lógica não há necessidade de se apurar o valor em risco. Mas...

Miguel Roberto Soares Silva

13


Do seguro inc ndio aos multiriscos14 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

  • Toda vez que a Importância Segurada for inferior à 50% do valor em risco o segurado estará sujeito a Rateio.

  • Vejam o que se lê nas entrelinhas:

  • Meu Deus do Céu, é a 1º Risco Absoluto ou a Risco Total ou Proporcional?

  • Nenhum dos dois, é híbrido!

  • Começa com o nome de 1º Risco Absoluto, passa para 1º Risco Relativo e é liquidado a Risco Total. B P3

14

Miguel Roberto Soares Silva


Do seguro inc ndio aos multiriscos15 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

  • Vocês vão dizer: o Multirisco veio para facilitar a administração, agora emite-se uma única apólice para cobrir um “monte” de eventos.

  • Eu lhes respondo com uma pergunta:

  • Se veio para simplificar, porque as seguradoras levam de 15 à 20 dias ou mais para fornecer uma proposta?

  • B P 4

Miguel Roberto Soares Silva

15


Do seguro inc ndio aos multiriscos16 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

No seguro Incêndio você sabia o que garantia, cada cláusula, que incluía na apólice. Hoje?

V a m o s v e r ?

Miguel Roberto Soares Silva

16


Do seguro inc ndio aos multiriscos17 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

  • Danos elétricos era Danos elétricos

  • Hoje você inclui a cobertura de danos elétricos, mas ela não cobre equipamentos de baixa voltagem. É outra cláusula cobrindo a mesma coisa com outro nome

  • Você inclui a cobertura de danos elétricos, e vai ver que não cobre equipamentos de alta voltagem. É outra cláusula com outro nome cobrindo a mesma coisa.

  • Tem mais, a taxa é a mesma! B P 5

Miguel Roberto Soares Silva

17


Do seguro inc ndio aos multiriscos18 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

  • Miguel você é antigo, fala em Importância segurada, hoje éLMI – Limite Máximo de Indenização.

  • Aqui está outra pegadinha que os corretores precisam tomar cuidado.

  • A importância segurada sempre foi o limite máximo de indenização. E hoje como é?

Miguel Roberto Soares Silva

18


Do seguro inc ndio aos multiriscos19 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

  • Vejamos um exemplo prático:

  • Imp. Segurada Incêndio ............ R$ 300.000,00

  • Imp. Segurada Lucros Cessantes R$ 50.000,00

  • Queimou tudo, o estabelecimento parou 100%

  • Quanto ele vai receber?

  • Errou quem disse R$ 350.000,00

Miguel Roberto Soares Silva

19


Do seguro inc ndio aos multiriscos20 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

  • O LMI – Limite Máximo de Indenização da apólice está limitado à cobertura básica.

  • Portanto o segurado vai receber apenas:

R$ 300.000,00

  • O Segurado dançou, tem a cobertura para Lucros Cessantes mas está limitado ao LMI.

Miguel Roberto Soares Silva

20


Do seguro inc ndio aos multiriscos21 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

  • Eu citei apenas

  • Danos Elétricos e L M I

  • Porém as pegadinhas não param por aí não, tem muito mais.

  • B P 3

Miguel Roberto Soares Silva

21


Do seguro inc ndio aos multiriscos22 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

  • Temos o sistema de Vida e Acidentes Pessoais de determinada seguradora que emite a proposta assim:

  • Prezado João

  • É com imenso prazer que apresentamos o resumo do resultado do estudo personalizado do plano 9 conjugado

  • C/IPA 200% (MN + IPA 200% + IPD)

  • que você acaba de solicitar B P 6

Miguel Roberto Soares Silva

22


Do seguro inc ndio aos multiriscos23 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

  • Eu disse: Esqueça

?

  • Os Valores em Risco são diferentes;

  • Os LMIs são diferentes;

  • As Coberturas Acessórias são diferentes;

  • As franquias são diferentes.

  • A pessoa olhou para mim e disse:

“ Não vou mais fazer seguro, se tiver sinistro vão me pagar com dinheiro diferente.” B P 7

Miguel Roberto Soares Silva

23


Do seguro inc ndio aos multiriscos24 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

Sinistros versus Apagões

  • O Evanildo me pediu para dar a minha opinião sobre os sinistros em conseqüência dos apagões.

  • Com base na TSIB – Tarifa de Seguro Incêndio do Brasil eu lhes digo que não tem cobertura.

  • Com base nos Multiriscos eu lhes digo que não sei, tendendo ao não tem cobertura

Miguel Roberto Soares Silva

24


Do seguro inc ndio aos multiriscos25 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

Sinistros versus Apagões

  • Vocês sabiam que existe produto no mercado que não cobre Danos Elétricos em conseqüência de queda de raio?

Vamos analisar juntos esta situação:

B P 9

Miguel Roberto Soares Silva

25


Do seguro inc ndio aos multiriscos26 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

Sinistros versus Apagões

  • O Seguro é BILATERAL, por criar obrigações recíprocas, de um lado, o pagamento do prêmio; do outro, a indenização do dano.

  • BOA FÉ, este deve ser um elemento essencial em todos os contratos. Em seguro, porém, adquire especial importância, porque nele, mais que em qualquer outro, torna-se indispensável que as partes confiem nos dizeres e declarações feitas.

Miguel Roberto Soares Silva

26


Do seguro inc ndio aos multiriscos27 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

Sinistros versus Apagões

  • Aleatório, por depender de acontecimento incerto e futuro, ou melhor de data incerta.

  • Solene, pois requer, para ter existência, a emissão da Proposta e da Apólice.

Continuemos

Miguel Roberto Soares Silva

27


Do seguro inc ndio aos multiriscos28 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

Sinistros versus Apagões

  • Se os apagões forem comunicados com antecedência pelas concessionárias:

  • A possibilidade do evento passa a ser com hora marcada e portanto não há cobertura, cabendo ao segurado se precaver.

  • Neste caso onde está a imprevisibilidade do evento que é a base do seguro?

Miguel Roberto Soares Silva

28


Do seguro inc ndio aos multiriscos29 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

Sinistros versus Apagões

  • Não devemos confundir os apagões com os Blackout que tem ocorrido.Neste caso se o segurado tiver cobertura para Danos Elétricos, deve ser indenizado.

  • Se colocarmos cláusula excluindo o evento entende-se que as apólices em vigor possuem cobertura.

Miguel Roberto Soares Silva

29


Do seguro inc ndio aos multiriscos30 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

Sinistros versus Apagões

  • Existem técnicos alegando que o apagão é certo porém o dano é incerto.

  • Se o segurado sabe da possibilidade do dano e não se previne, a seguradora poderá alegar negligência conseqüentemente sem cobertura. B P 10

Miguel Roberto Soares Silva

30


Do seguro inc ndio aos multiriscos31 l.jpg

“DO SEGURO INCÊNDIO AOS MULTIRISCOS”

  • O nosso tema é longo e polêmico porém o nosso tempo é curto.

  • Agradeço o Jornal Cobertura pela oportunidade de estar aqui e a vocês que me ouviram.

OBRIGADO

Miguel Roberto Soares Silva

31


Encontros t cnicos cobertura32 l.jpg

ENCONTROS TÉCNICOSCOBERTURA

Miguel Roberto Soares Silva

Trevizan & Associados

Corretora de Seguros

Tel. 5181-4999

E-Mail: [email protected]

32


  • Login