Realização:
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 26

Realização: Participação: PowerPoint PPT Presentation


  • 53 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Realização: Participação:. CC Waldyr Benits, Ph.D. Chefe do Departamento de Engenharia de Sistemas. Ano: 2010. Extrato do Regulamento do CASNAV Portaria n° 51/EMA, de 4 de março de 2009. REGULAMENTO DO CENTRO DE ANÁLISES DE SISTEMAS NAVAIS CAPÍTULO II Da Missão

Download Presentation

Realização: Participação:

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Realiza o participa o

Realização:

Participação:


Cc waldyr benits ph d chefe do departamento de engenharia de sistemas

CC Waldyr Benits, Ph.D.

Chefe do Departamento de Engenharia de Sistemas

Ano: 2010


Extrato do regulamento do casnav portaria n 51 ema de 4 de mar o de 2009

Extrato do Regulamento do CASNAVPortaria n° 51/EMA, de 4 de março de 2009

  • REGULAMENTO DO CENTRO DE ANÁLISES DE SISTEMAS NAVAIS

  • CAPÍTULO II

  • Da Missão

  • Art. 2o O CASNAV tem o propósito de contribuir para o aprimoramento do processo decisório e do emprego de meios e sistemas da Marinha do Brasil (MB).

  • Art. 3o Para a consecução de seu propósito, cabem ao CASNAV as seguintes tarefas:

  • realizar a avaliação operacional de sistemas e meios navais;

  • pesquisar e desenvolver procedimentos e táticas de emprego para os sistemas e meios navais;

  • projetar e desenvolver sistemas de informação para apoio à decisão;

  • prestar assessoria técnica para a tomada de decisão aos diversos níveis de direção da MB;

  • pesquisar e desenvolver algoritmos e sistemas aplicáveis à segurança da informação;

  • prover apoio tecnológico às atividades de manutenção de sistemas digitais operativos; e

  • prover orientação técnica em suas áreas de competência, de acordo com as normas em vigor.


Realiza o participa o

Departamento de Engenharia de Sistemas

CASNAV-20

Divisão de Desenvolvimento de Sistemas

CASNAV-21

Divisão de Pesquisa Operacional

CASNAV-22

Divisão de Gestão da Informação

CASNAV-23

Divisão de Planejamento e Controle de Projetos

CASNAV-24

Divisão de Criptologia

CASNAV-25

CASNAV-20ORGANOGRAMA


Objetivo

OBJETIVO

  • Apresentar as principais desafios dentro das áreas de interesse do CASNAV a fim de identificar possíveis parcerias


Reas de interesse dos casnav

Áreas de Interesse dos CASNAV

  • Vulnerabilidades em Sistemas Digitais;

  • Criptografia;

  • Modelagem e Otimização de Sistemas e Emprego de Meios;

  • Desenvolvimento de Procedimentos e Táticas;

  • AO de Meios e Sistemas Militares;

  • Simuladores;

  • Fusão de Dados;

  • Sensoriamento Remoto;

  • Banco de Dados (GIS) para Georeferenciamento;

  • SAD para Comando e Controle (C2), Salvaguarda da Vida Humana no Mar e Acompanhamento do Tráfego Marítimo;

  • Engenharia de SW;

  • Gestão Eletrônica de Dados (GED); e

  • Gestão Arquivística de Dados.


Realiza o participa o

  • Principais Desafios


Desafios em criptografia e vulnerabilidades em sistemas digitais

Desafios em Criptografia e Vulnerabilidades em Sistemas Digitais

  • Criptografia:

    • Implementação otimizada de sistemas criptográficos, com possibilidade de emprego em diferentes plataformas;

    • Projeto de Algoritmos baseados em Curvas Hiperelípticas;

  • Análise Criptográfica:

    • Criptoanálises: Algébrica, Linear e Diferencial;

    • Segurança Demonstrável;

  • Verificação de Vulnerabilidades:

    • Customização de Ferramentas para homologação de sistemas criptográficos proprietários ou de domínio público, usados na MB.


Principais projetos em andamento 2010 2011

Principais projetos em andamento 2010-2011

  • Realização de testes estatísticos para verificação de aleatoriedade;

  • Desenvolvimento de Algoritmo de criptografia baseado em curvas elípticas;

  • Desenvolvimento de Gerador de números aleatórios;

  • Projeto de Assinador digital compatível com ICP-Brasil;

  • Desenvolvimento, implementação, teste e homologação de sistemas criptográficos proprietários ou de domínio público adquiridos para uso na MB;

  • Desenvolvimento, especificação e implementação de um Assinador/Verificador digital, usando curvas elípticas sobre corpos primos.


Ponto de contato

Ponto de Contato

  • CC(T) William Augusto Rodrigues de Souza


Desafios em avalia o operacional

Desafios em Avaliação Operacional

- Agregar/aplicar conhecimento técnico-acadêmico nas áreas de interesse:

  • Estatística (clássica, não-paramétrica e bayesiana);

  • Desenho e Análise de Experimentos;

  • Análises (séries temporais, variância, multivariada); e

  • Mineração de dados.

    - Desenvolver competências/conhecimento em:

  • Modelagem e Simulação gráfica (2D e 3D);

  • Meta-heurísticas (GRASP, Algoritmos genéticos, otimização extrema, busca etc);

  • Sistemas Inteligentes/Inteligência Computacional (Aprendizado de máquina, Sistemas Fuzzy, redes neurais artificiais, árvore de decisão etc);

  • Análise Envoltória de dados; e

  • Auxílio multicritério à decisão


Principais projetos em andamento 2010 20111

Principais projetos em andamento 2010-2011

  • Avaliação Operacional dos seguintes meios e sistemas:

    • Corveta Barroso;

    • Aeronave SH-70;

    • Navio Patrulha Classe Macaé.


Ponto de contato1

Ponto de Contato

  • CC Marco Antonio da Costa Vieira


Desafios em simuladores

Desafios em Simuladores

  • Metodologias para definição e testes de conceitos operacionais apoiadas em simulações analíticas e computacionais;

  • Interoperabilidade de simuladores, com enfoque em "Battle Labs";

  • Multi-Agent Based Simulation;

  • Metodologias de modelagem para simulações distribuídas;

  • Simulações 3D e georreferenciadas;

  • Técnicas para garantia de consistência de modelos em situação de escassez de recursos;

  • Overview sobre modelos e padrões abertos de modelo de ambiente e modelos físicos;

  • Otimização de Processos apoiada em simulações;

  • Aprofundamento sobre tecnologia HLA, domínio da tecnologia a partir do pórtico HLA ou outro framework no padrão aberto.


Principais projetos em andamento 2010 20112

Principais projetos em andamento 2010-2011

  • Levantamento inicial dos requisitos de alto nível do programa de construção do novo simulador de manobra de navios mercantes do CIAGA.


Ponto de contato2

Ponto de Contato

  • CC Pier-Giovanni Taranti

  • CC(T) Antonio Anddre Serpa da Silva


Desafios em fus o de dados

Desafios em Fusão de Dados

  • - Fusão de dados de sensores e aplicação de etapas de KDD;

  • - Tratamentos possíveis para sobrecarga de dados;

  • - Utilização de sobreposição.


Principais projetos em andamento 2010 20113

Principais projetos em andamento 2010-2011

  • Sistema de Monitoramento da Amazônia Azul e Frota Mercante nacional (MAZFM)

    • Desenvolvimento módulos de software para ampliar as funcionalidades dos atuais sistemas de monitoração do tráfego aquaviário (MAZFM – SAR);

    • Desenvolver um Módulo de Visualização, Qualidade de Serviço e Monitoração para o Centro Regional de Dados para o Sistema LRIT (MAZFM – CERDAIM);

    • Desenvolver um Framework para Apresentação Gráfica de Dados Geográficos, sobre mapas em interfaces web (MAZFM – GEONAV)


Pontos de contato

Pontos de Contato

  • CC Pier-Giovanni Taranti

  • CC(T) Carla Patrícia de Mello Lage


Desafios em gest o arquiv stica de dados

Desafios em Gestão Arquivística de Dados

  • Garantir o armazenamento de informações digitais por centenas de anos:

    • Resistência a mudança de hardware/software e sistema operacional;

    • Armazenamento de grande quantidade de dados (> 100 PB).

  • Criptografia:

    • Garantir que um documento cifrado possa ser decifrado independente do prazo de arquivamento (>100 anos).

  • Assinatura Digital:

    • Garantir que um documento digitalmente assinado mantenha sua assinatura válida independente do prazo de arquivamento (>100 anos).


Gest o arquiv stica de dados

Gestão Arquivística de Dados

  • Gestão do Conhecimento:

    • Garantir que uma determinada pesquisa atenda ao específico solicitante com a necessária eficiência.

  • Auto-classificação:

    • Garantir que cada documento se auto-classifique conforme:

      • assunto;

      • prazos de arquivamento (corrente, intermediária, permanente/eliminação);

      • sigilo (secreto, confidencial e não-sigiloso).


Principais projetos em andamento 2010 20114

Principais projetos em andamento 2010-2011

  • Sistema informatizado de Gestão Arquivística (CONARQ);

  • Sistema de gestão de Saúde da Marinha.


Pontos de contato1

Pontos de Contato

  • TSIII Rigoleta Dutra Mediano Dias

  • CC(T) Aparecida Nunes da Silva

  • CMG (RM1-IM) Nilmar de Carvalho Saisse


Demais reas interesse

Demais Áreas Interesse

  • Além das áreas anteriormente citadas, embora não haja desafios a propor, o CASNAV possui interesse nas seguintes áreas:

  • Sensoriamento Remoto;

  • Georeferenciamento;

  • SAD para Comando e Controle (C2), Salvaguarda da Vida Humana no Mar e Acompanhamento do Tráfego Marítimo;

  • Engenharia de SW;

  • Gestão Eletrônica de Documentos.


Participa o da uff

Participação da UFF

PROFESSORES:

  • Desenvolvimento de projetos em conjunto para obter recursos FINEP;

  • Bolsas;

  • Cursos, Resolução de Problemas, Desenvolvimento de metodologias e sistemas aplicados aos problemas.

    ALUNOS:

  • Participação como estagiário nos projetos desenvolvidos pelo CASNAV projetos;

  • Bolsas;

  • Possibilidade de contratação.


Realiza o participa o

Ano: 2010


  • Login