Ecossistemas Aquáticos:
Download
1 / 36

Ecossistemas Aquáticos: - PowerPoint PPT Presentation


  • 97 Views
  • Uploaded on

Ecossistemas Aquáticos:. Em relação a disposição de luz a divisão é:. Região fótica : luz abundante, permitindo a realização da fotossíntese. Região disfótica : faixa intermediaria, com pequena disponibilidade de luz.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' Ecossistemas Aquáticos:' - noura


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

Em relação a disposição de luz a divisão é:

Região fótica: luz abundante, permitindo a realização da

fotossíntese.

Região disfótica: faixa intermediaria, com pequena

disponibilidade de luz.

Região afótica: completamente escura.


Os organismos aquáticos dividem-se em:

Plâncton: formado pelos organismos da superfície. Há duas divisões:

Fitoplâncton: constituído por organismos autótrofos, base das

cadeias alimentares

Zooplâncton: formado por organismos heterótrofos, protozoários,

larvas de vários animais e pequenos crustáceos.


Nécton: representa os animais que se deslocam ativamente, golfinhos, peixes, tartarugas e baleias.


Bentos: compreende os habitantes do fundo das águas.

Alguns fixos como esponjas, corais, anêmonas e certas

algas. Outros que se deslocam no fundo do mas como

lagostas, estrelas do mar e polvos, ou vivem em buracos

na areia como alguns moluscos.



Água parada ou lênticas (lagos e lagoas).

Águas corrente ou lóticas (rios e corredeiras).

Ob. Esse tipo de ecossistema é importante, pois modera as temperaturas nas terras vizinhas e supre os mares com nutrientes.


Os lagos são divididos em três regiões

Região litoral: junto a margem é a área mais produtiva devido

a elevada incidência de luze aos nutrientes recebidos da orla.

Região limnética: região afastada da borda, ocupada por

fitoplâncton, zooplâncton e peixes.

Região profunda: abaixo da região limnética, sem luz, onde os organismos depende os alimento oriundo das outras zonas.


Estuário:

Região onde os rios desembocam nos mares, são ambientes

de transição (ECÓTONO).

Nesse ambiente há grande variação de salinidade devido às

marés e o fluxo de água dos rios.

É um ambiente de grande produtividade.

É um berçário de muitas espécies, como crustáceos e peixes.

Em suas margens podem-se encontrar manguezais.


Ecossistemas marinhos:

Luz, concentração de oxigênio e nutrientes são fatores que

sofrem maior variação.

Esses fatores dependem da profundidade e da movimentação

da água.

Ventos, correntes e marés, são responsáveis pela

movimentação das águas.


Há duas regiões principais:

Domínio pelágico: que corresponde às águas.

Domínio bentônico: que corresponde o fundo oceânico.


Grandes Ecossistemas do Brasil

  • Pampas

  • Mata de araucária

  • Manguezais

  • Cerrado.

  • Floresta amazônica

  • Mata atlântica.

  • Caatinga.

  • Mata dos cocais.

  • Pantanal.


Pampas

Localização: ocorrem no Rio Grande do Sul, estendendo-se

pela Argentina e pelo Uruguai.

Características:

a pluviosidade não é elevada, predomínio de gramíneas e

florestas de galeria junto das margens dos rios.


Mata de Araucárias.

Localização: Distribuída em locais subtropicais, em parte de

Santa Catarina e do Parané, também encontrada

em elevações do sul de Minas, em São Paulo e

no Rio Grande do Sul.

Características: predomínio de Pinheiro-do-paraná (Araucária)


Manguezais.

Localização: encontrado desde o Amapá até Santa Catarina,

nos estuários de vários rios.

Características:

Solos alagados e instáveis, ricos em matéria orgânica e pouco

oxigenados. Algumas plantas possuem raízes respiratórias

(pneumáticas) e outras tem raízes-escora. São ares de

reprodução de diversas espécies marinhas e extremamente

afetadas pela ocupação humana.


Cerrados.

Localização: parte central do Brasil, nos estados de

Mato Grosso, Mato grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais e

parte de São Paulo.

Características:

Correspondem a 25% do território nacional, apresentam solo

pobre em nutrientes e rico em alumínio. Notam-se gramíneas,

arbustos e árvores retorcidas, esparsamente distribuídas.


Floresta Amazônica.

Localização: abrangendo os Estados do Amazonas, Amapá,

Mato Grosso, oeste do Maranhão, Pará,

Rondônia, Roraima e Tocantins.

Características:

mais ou menos 40% do território nacional, com elevada

pluviosidade e temperatura, condições que favorecem o

desenvolvimento de grande quantidade de vida, sendo a

região que apresenta a maior biodiversidade do planeta.

Há três tipos de vegetação: matas da terra firme, matas

de várzea e matas de igapós.


Mata Atlântica.

Localização: cobre uma faixa que vai do Piauí ao Rio Grande

do Sul, estendendo-se até a Argentina

e o Paraguai.

Características:

concentram 110 milhões de habitantes, vegetação pluvial

tropical bastante densa, semelhante a floresta amazônica.

Há arbustos, epífitas e lianas. O interior das matas recebe

pouca luz. É considerada a segunda maior biodiversidade do

planeta.


Caatinga.

Localização: Estende-se pelos estados do Maranhão, Piauí,

Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Sergipe,

Alagoas, Bahia e norte de Minas Gerais.

Características: A caatinga ocupa cerca de 7% do território

brasileiro. A caatinga tem uma fisionomia de deserto, com

índices pluviométricos muito baixos, as chuvas ocorrem no

inverno e possui elevada temperatura. O solo é relativamente

fértil, porem superficial, não armazenando água.

Os rios em geral são intermitentes. O solo seco resulta em

vegetação esparsa.


Mata dos Cocais.

Localização: entre a floresta amazônica e a caatinga, nos estados do Piauí e do Maranhão, com algumas áreas no Ceará e Rio Grande do Norte.

Características: as palmeiras mais abundantes são o

babaçu e a carnaúbas.


Pantanal.

Localização: ocupa boa parte dos estados de Mato Grosso e

Mato Grosso do Sul, estendendo-se ate o Paraguai e a

Bolívia, e é cortado pelos rios da bacia do Paraguai.

Características: No período das chuvas a água enche lagoas

e banhados, deixando enorme área alagada. Na seca, a água

fica restrita aos leitos dos rios e de algumas lagoas e banhados.

Existem terras mais altas, com formações vegetais diversas,

como campos, cerrados, caatinga e florestas.


ad