Regula o nervosa da circula o
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 19

Regulação Nervosa da Circulação PowerPoint PPT Presentation


  • 76 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Regulação Nervosa da Circulação. Sistema Nervoso Autônomo. Gabriela Costa de Andrade. Sistema Nervoso Autônomo. Simpático – mais importante Parassimpático – controle da função cardíaca. SNA Simpático.

Download Presentation

Regulação Nervosa da Circulação

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Regula o nervosa da circula o

Regulação Nervosa da Circulação

Sistema Nervoso Autônomo

Gabriela Costa de Andrade


Sistema nervoso aut nomo

Sistema Nervoso Autônomo

  • Simpático – mais importante

  • Parassimpático – controle da função cardíaca


Sna simp tico

SNA Simpático

Fibras nervosas vasomotoras simpáticas saem da medula espinhal, passam para cadeias simpáticas e daí seguem para a circulação: através de nervos simpáticos que inervam principalmente a vasculatura das vísceras intestinais e do coração ou para segmentos periféricos dos nervos espinhais, distribuídos para a vasculatura periférica.


Inerva o simp tica dos vasos sangu neos

Inervação Simpática dos Vasos Sanguíneos

  • Todos os vasos, exceto capilares, esfíncteres pré-capilares e metarteríolas são inervados por fibras nervosas simpáticas.


Controle da fun o card aca

Controle da Função Cardíaca


Sistema vasoconstritor simp tico

Sistema Vasoconstritor Simpático

  • Efeito vasoconstritor simpatico é maior

    nos rins, intestinos, baço e pele.

  • É menor no músculo esquelético e

    Cérebro.

  • A norepinefrina é a substância

    transmissora da vasoconstrição simpática.


Centro vasomotor

Centro Vasomotor

Impulsos parassimpáticos para o coração – nervos vagos

Impulsos simpáticos para artérias, arteríolas e veias – medula espinhal e nervos simpáticos periféricos


Regula o nervosa da circula o

Área vasoconstritora bilateral - excita neurónios vasoconstritores pré-ganglionares do simpático

Área vasodilatadora bilateral - inibe área vasoconstritora

Área sensorial bilateral – controla as áreas

vasocontritora e vasodilatadora através dos nervos vago e glossofaríngeo principalmente


T nus vasoconstritor simp tico

Tônus Vasoconstritor Simpático

  • A área vasocontritora do centro vasomotor emite impulsos continuamente para os vasos, provocando sua despolarização contínua.

  • Esses impulsos mantêm o estado parcial de contração dos vasos sanguíneos – tônus vasomotor.


Controle da atividade card aca pelo centro vasomotor

Controle da Atividade Cardíaca pelo Centro Vasomotor

  • Porções laterais – fibras nervosas simpáticas – elevar frequência cardíaca.

  • Porção medial – parassimpático – diminuir frequência cardíaca.


Controle do centro vasomotor por centros nervosos superiores

Controle do Centro vasomotor por Centros Nervosos Superiores

  • Neurônios na Substância reticular da ponte, do mesencéfalo e do diencéfalo

  • Hipotálamo

  • Partes do córtex cerebral


Sistema vasodilatador simp tico

Sistema Vasodilatador Simpático

  • Os nervos simpáticos para os músculos esqueléticos contêm fibras vasodilatadoras, além das vasoconstritoras.

  • Área principal do cérebro que controla esse sistema: hipotálamo anterior.

  • Possível insignificância do sistema vasodilatador.


Desmaio emocional s ncope vasovagal

Desmaio emocional – Síncope Vasovagal

  • Distúrbios emocionais que causam desmaios.

  • Sistema vasodilatador ativado e centro cardioinibitório transmite fortes sinais para o coração → queda da frequência cardíaca e da pressão arterial → perda da consciência.


Controle r pido da press o arterial

Controle Rápido da Pressão Arterial

  • Capacidade do SNA de aumentar a pressão arterial rapidamente.

  • Funções vasoconstritoras e cardioinibidoras do simpático são estimuladas e funçoes do parassimpático são inibidas.


Sistema barorreceptor

Sistema Barorreceptor


Outros exemplos do controle da press o arterial

Outros exemplos do Controle da Pressão Arterial

  • Quimiorreceptores carotídeos e aórticos

  • Reflexos atriais e das artérias pulmonares

  • “Reflexo de Volume” dos rins

  • Reflexo de Bainbridge

  • Resposta isquêmica do SNC


Refer ncia

Referência

  • GUYTON, Arthur C. Tratado de fisiologia Médica. 11 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.


  • Login