ADMINISTRAÇÃO DE NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS
Sponsored Links
This presentation is the property of its rightful owner.
1 / 24

ADMINISTRAÇÃO DE NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS ÉRICA ROMERO PowerPoint PPT Presentation


  • 160 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

ADMINISTRAÇÃO DE NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS ÉRICA ROMERO. EMENTA: Conceitos dos negócios agropecuários nos ambientes rural, industrial, comercial e de serviços, seus processos e objetivos. FUNDAMENTOS DO AGRONEGÓCIO Introdução ao negócio. Conceitos importantes em agronegócio.

Download Presentation

ADMINISTRAÇÃO DE NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS ÉRICA ROMERO

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


ADMINISTRAÇÃO DE NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS

ÉRICA ROMERO


EMENTA:

Conceitos dos negócios agropecuários nos ambientes rural, industrial, comercial e de serviços, seus processos e objetivos.


FUNDAMENTOS DO AGRONEGÓCIO

Introdução ao negócio.

Conceitos importantes em agronegócio.

Cadeias agroindustriais.

Segmentos dos sistemas agroindustriais.

Política agrícola brasileira.

Desenvolvimento agrícola sustentável.

Agronegócio cooperativo.

Política agrícola brasileira.


GESTÃO DE OPERAÇÕES NO AGRONEGÓCIO

Produção agrícola, pecuária e silvicultura.

Tipos de culturas.

Gestão pecuária.

Extrativismo e Silvicultura.

Industrialização e manufatura de produtos agropecuários.

Custos no agronegócio.

Gestão de materiais e insumos no agronegócio.

Logística na cadeia agroindustrial.

Verticalizações e integrações agroindustriais.

Qualidade no agronegócio.


GESTÃO DE MARKETING E RECURSOS HUMANOS NO AGRONEGÓCIO

Legislação trabalhista no agronegócio

Função de recursos humanos na gestão da cadeia agroindustrial

Planejamento estratégico de recursos humanos no agronegócio

Composto de marketing no agronegócio

Prospecção de mercado no agronegócio

Segmentação de mercado de produtos agroindustriais

Comercialização de produtos agroindustriais

Promoção de vendas de produtos da cadeia agroindustrial

Planejamento estratégico de marketing no agronegócio


GESTÃO FINANCEIRA NO AGRONEGÓCIO

Gestão de investimentos no agronegócio

Modalidades de financiamento do agronegócio

Mercado de capitais e sua importância para o agronegócio

Mecanismos de proteção de preços no agronegócio (hedge)

Mecanismo de formação de preços de produtos agrícolas

Gestão de capital de giro no agronegócio

Contabilidade e controladoria no agronegócio


REFERÊNCIAS BÁSICAS

ARAUJO, M. J. Fundamentos de agronegócio. São Paulo: Atlas, 2008.

BATALHA, M. O. (Coordenador). Gestão Agroindustrial Vol. I. São Paulo: Atlas, 2008.

BATALHA, M.O. (coord.). Gestão agroindustrial: GEPAI: grupo de estudos e pesquisas agroindustriais. v.2. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2001.


CAIXETA-FILHO, Jose Vicente (Org.). Transporte e logística em sistemas agroindustriais. Sao Paulo: Atlas, 2001.

FARINA, E. (coord.). Estudos de caso em agribusiness. São Paulo: Pioneira, 1997.

MEGIDO, Jose Luiz Tejon, XAVIER, Coriolano. Marketing & agribusiness. Sao Paulo: Atlas, 1995.

STADUTO, Jefferson Andronio Ramundo (Org.). Agronegócio e desenvolvimento regional: reflexões sobre a competitividade das cadeias de produção paranaense. Cascavel: EDUNIOESTE, 2007.

ZYLBERSZTAJN, D. (org.). Economia e gestão dos negócios agroalimentares: indústria de alimentos, indústria de insumos, produção agropecuária, distribuição. São Paulo: Pioneira, 2003.


  • Conceito de agronegócio.

  • Propriedades auto-suficientes.

  • População rural passa de 70% para 30%.

  • O avanço tecnológico.

  • As propriedades rurais: perdem sua auto-suficiência, dependem de insumos externos, especializam-se em determinadas atividades, geram excedentes, recebem informações externas, necessitam de infra-estrutura

  • externa como estradas, portos, pesquisa, tecnologia.


O conceito do setor primário ou de “agropecuária” perdeu seu sentido.

Porque?

Jonh Davis e Ray Goldberg (Harvard) em 1957 lançaram um conceito para entender a nova realidade da agricultura, criando o termo agribusiness.

“... Conjunto de todas as operações e transações envolvidas desde a fabricação dos insumos agropecuários, das operações de produção nas unidades agropecuárias, até o processamento, distribuição e consumo dos produtos agropecuários in natura ou industrializados.”


  • Chegou ao Brasil em na década de 1980.

  • Surgiram a Associação Brasileira de Agribusiness (Abag) e o Programa de estudos dos Negócios do Sistema Agroindustrial (Pensa/USP).

  • Primeira obra publicada em 1990 pelo engenheiro agrônomo Ney Bittencour de Araújo sob o título Complexo Agroindustrial: o agribusiness brasileiro.

  • Somente na metade da década de 1990, o termo agronegócios começa a ser aceito e adotado.

  • Começam a surgir cursos superiores de agronegócios.


  • CARACTERÍSTICAS DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA.

  • Sazonalidade da produção.

  • A produção agropecuária depende das condições climáticas de cada região, apresentando períodos de safra e de entressafra. Enquanto pelo lado do consumo não ocorre grandes variações.Por isso ocorrem:

  • Variações nos preços: mais elevados na entressafra e mais baixos nas safras;

  • Necessidade de infra-estrutura de estocagem e conservação;

  • Períodos de maior demanda por insumos e fatores de produção.


INFLUÊNCIA DE FATORES BIOLÓGICOS: DOENÇAS E PRAGAS

Os produtos agropecuários estão sujeitos ao ataque de pragas e doenças que diminuem a quantidade produzida e a qualidade dos produtos, ou podem até mesmo levar a perda total da produção (exclusão comercial).

PERECIBILIDADE RÁPIDA

Mesmo após a colheita, a atividade biológica dos produtos agropecuários continua em ação. Com isso, a vida útil desses produtos tende a ser diminuída de forma acelerada. Sendo necessário o desenvolvimento de tecnologias de conservação, armazenamento adequado, embalagens, logística eficiente.


O agronegócio é um sistema?

Engloba os setores “antes da porteira”, “dentro da porteira” e “após a porteira”.

Ou “ a montante da produção agropecuária”, “produção agropecuária” e “a jusante da produção agropecuária”.

os setores antes da porteira é composto por fornecedores de insumos e serviços como: máquinas, implementos, defensivos, fertilizantes, medicamentos, sementes, tecnologia, financiamento.


Dentro da porteira: é o conjunto de atividades desenvolvidas dentro das unidades produtivas agropecuárias, que envolve preparo e manejo de solos, tratos culturais, criações e outras.

Depois da porteira: refere-se as atividades de armazenamento, beneficiamento, industrialização, embalagens, distribuição, consumo de produtos alimentares, fibras e produtos energéticos provenientes de biomassa.


  • O agronegócio envolve as seguintes funções:

  • suprimentos à produção agropecuária;

  • produção agropecuária;

  • transformação;

  • acondicionamento;

  • armazenamento;

  • distribuição;

  • consumo;

  • serviços complementares (publicidade, bolsa de mercadorias, políticas públicas etc).


Cadeia produtiva.

Na década de 1960, surge na França o conceito de filière (fileira=cadeia)aplicado ao agronegócio.]

Filière são sucessões de atividades ligadas verticalmente, necessárias à produção de um ou mais produtos correlacionados.


  • ANTES DA PORTEIRA:

  • INSUMOS AGROPECUÁRIOS: máquinas, equipamentos, implementos e complementos; água, energia; corretivos de solos; sêmen e óvulos; hormônios; rações; sal comum e os sais minerais; vacinas; antibióticos.

  • INTER-RELAÇÃO DE PRODUTORES DE INSUMOS COM AGROPECUARISTAS.

  • Oligopólios e monopólios.

  • Poucos vendedores ou apenas um vendedor.

  • Os agentes econômicos antes da porteira são formadores de preços e os agropecuaristas são tomadores de preços.


  • SERVIÇOS AGROPECUÁRIOS:

  • Pesquisa : Embrapa, SEAB, Universidades, Laboratórios, Crédito e financiamento, Defesa agropecuária, Órgãos ambientais (IAP), Meios de comunicação (internet) etc.

  • DENTRO DA PORTEIRA.

  • Sistemas de criação : intensivos; extensivos e semi-intensivos.

  • Bom manejo: exige investimento de capital, inteligência e trabalho, procedimentos técnicos, organização, previsão de gastos, coordenação e controle total de todo o processo de produção.


  • AS PRINCIPAIS QUESTÕES COMUNS AO SETOR RURAL

  • A produção agropecuária é realizada em condições de risco eincerteza tanto de clima quanto de mercado;

  • 2. A produtividade e os preços dos produtos são instáveis, por isso a renda do produtor é variável;

  • 3. Nem sempre é fácil substituir as atividades existentes e aquelas em andamento;

  • 4. O setor industrial e comercial possuem maior poder de barganha do que o produtor individualmente;


  • O produto agropecuário não possui distinção de marca, pois a produção é homogênea;

  • A produção agrícola é de difícil planejamento e controle;

  • Os preços dos produtos agropecuários tendem a ser menores na época da safra e maiores na época da entressafra;

  • 8. O processo produtivo não pode ser paralisado;


  • As opções de produção e de cultivo tendem a concentrar-se em determinadas regiões, em função do clima, da infra-estrutura existente e das condições de mercado;

  • 10. Os produtos agropecuários são perecíveis, volumosos e produzidos na forma bruta. No caso dos animais se não forem comercializados imediatamente após estarem “prontos” vão consumir mais, acumulando prejuízos ao produtor;


  • O produtor rural individualmente não consegue impor seu preço ao mercado;

  • A venda direta do produtor ao consumidor é limitada;

  • O que é Gestão Rural.

  • É a maneira mais eficiente de usar os recursos humanos, naturais e financeiros na propriedade rural


  • Para que serve a Gestão Rural.

  • Planejar, acompanhar e controlar uma propriedade rural;

  • Ajustar as tecnologias aos objetivos do produtor e de sua família;

  • Aumentar a renda do produtor na propriedade;

  • Diminuir os riscos de produção, mercado e trabalho;

  • Garantir um bom padrão de vida ao produtor e à sua família;

  • Preservar os recursos naturais ( solos, águas, vegetais);

  • O que é possível gerenciar.

  • Produção (agrícola, animal e florestal)

  • Finanças

  • Comercialização

  • Capital humano

  • Recursos naturais.


  • Login