vivendo como seres imortais n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Vivendo como Seres Imortais PowerPoint Presentation
Download Presentation
Vivendo como Seres Imortais

Loading in 2 Seconds...

  share
play fullscreen
1 / 26
Download Presentation

Vivendo como Seres Imortais - PowerPoint PPT Presentation

zia-larson
65 Views
Download Presentation

Vivendo como Seres Imortais

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Vivendo como Seres Imortais Salvador, Abril de 2013

  2. Somos imortais? Sim Não 

  3. Somos imortais? Sim Não 

  4. Era uma vez um médium chamado Francisco Cândido Xavier, em uma viagem de avião...

  5. Vivemos como espíritos Imortais? 0 10 Não, de forma alguma Sim, totalmente

  6. De que vale reconhecermo-nos a nós mesmos como espíritos imortais? Queremos mudar? Dispomo-nos a empreender?

  7. O Reino de Deus Voltou Pilatos ao pretório, chamou Jesus e perguntou-lhe: ‘És o rei dos judeus?’ [...] ‘O meu reino não é deste mundo [...] o meu reino ainda não é aqui’. Inquiriu Pilatos: ‘És, pois, rei?’ Tornou Jesus: ‘Tu o dizes, sou rei; não nasci e não vim a este mundo senão para dar testemunho da verdade. Aquele que é da verdade escuta a minha voz’. João, 18: 33;36;37

  8. O Reino de Deus Em que sentido se devem entender estas palavras do Cristo: ‘Meu reino não é deste mundo’? Respondendo assim, o Cristo falava em sentido figurado. Queria dizer que o seu reinado se exerce unicamente sobre os corações puros e desinteressados. Ele está onde quer que domine o amor do bem. Ávidos, porém, das coisas deste mundo e apegadosaos bens da Terra, os homens com ele não estão.” OLE, Questão 1 018

  9. O Reino de Mamon [...] Cuidado e cautela com toda a cobiça. Ainda que alguém viva em abundância, sua vida não depende dos seus bens. E propôs a seguinte parábola: Um homem rico possuía um campo que lhe produzira colheita extraordinária. [...]

  10. O Reino de Mamon [...] Ao que ele se pôs a pensar: ‘O que farei, já que não tenho onde guardar a minha colheita? Isto é o que farei: demolirei os meus celeiros e construirei outros maiores, onde porei toda a minha colheita e todos os meus bens. E direi à minha alma: tens de reserva muitos bens para longos anos; repousa, come, bebe, goza’. [...]

  11. O Reino de Mamon [...] Deus, porém, lhe disse: ‘Insensato! Esta noite mesmo exigir-te-ão a alma; e as coisas que acumulaste, de que servirão?’ Assim acontece a quem acumula tesouros para si próprio e não é rico aos olhos de Deus. Lucas, 12: 15-21

  12. Primeira Diretriz Não acumuleis para vós tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem os destroem, onde os ladrões penetram e roubam. Acumulai para vós tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem os destroem, onde os ladrões não penetram nem os roubam. Pois onde está o vosso tesouro aí também está o vosso coração. Mateus, 6: 19-21 Acumular tesouros no céu é fazer o melhor, aqui e agora. É priorizar o que importa.

  13. O Sono da Carne Em seguida, foi ter com os discípulos e os encontrou dormindo. [...] Quando voltou, outra vez os encontrou dormindo; estavam com os olhos carregados. Mateus, 26: 40;43

  14. O Sono da Carne: Vícios Capitais Acídia Avareza Gula Inveja Ira Luxúria Vaidade Cf. o conceito espírita de ‘paixões’, seja, a exacerbação e a perversão dos instintos. OLE, questões 908-912

  15. O Sono da Carne : Alienação Imediatismo Individualismo Hedonismo Consumismo

  16. O Sono da Carne : Narcisismo Poder Narcisismo Sexo Dinheiro

  17. O Sono da Carne : Fetiches

  18. Segunda Diretriz Vigiai e orai para não cairdes em tentação; o espírito está pronto, mas a carne é fraca. Mateus, 26: 41 Vigiar e orar significar estar acordado para a vida do Espírito, em pensamentos, palavras e atos.

  19. Modo Ser e Modo Ter Viver por “processos e atividades”, e não por coisas: Processos e atividades não podem se possuídos; só podem ser vividos (Erich Fromm, Ter ou Ser, p.39). Os bens só são importantes na medida em que concorrem para a concretização de atividades e processos construtivos. A vocação histórica e ontológica do ser humano é a do ser mais. Paulo Freire, Pedagogia do Oprimido, p.47

  20. Vida Nova Somos um número cada vez maior de pessoas a viverem por mais tempo e melhor; evidentemente ameaçadas de tédio, de medo do vazio e, ainda evidentemente, tentadas a escapar disso por meio do frenesi consumista. Se não quisermos esgotar rapidamente os recursos do planeta, será preciso privilegiar, tanto quanto possível, outras formas de satisfação, outras fontes de prazer, insistindo, sobretudo, na aquisição do saber e desenvolvendo uma crescente vida interior. [...]

  21. Vida Nova [...] Podemos procurar satisfazer as necessidades e os prazeres da existência consumindo mais, porém isso tem um peso sobre os recursos do Planeta e suscita tensões destruidoras. Mas podemos também satisfazê-las de outra forma, privilegiando a aprendizagem em todas as idades da vida, incentivando todos os nossos contemporâneos ao estudo das línguas, à paixão pelas disciplinas artísticas, a uma maior intimidade com as diversas ciências, [...]

  22. Vida Nova [...] O conhecimento é um universo incomensurável, podemos dele consumir sem economia, pela vida inteira, e nunca vamos esgotá-lo. Melhor ainda: quanto mais consumimos, menos esgotamos o planeta. Amin Maalouf, O Mundo em Desajuste

  23. Advertência [...] Ai dos que fecham os olhos à luz! Preparam para si mesmos longos séculos de trevas e decepções. Ai dos que fazem dos bens deste mundo a fonte de todas as suas alegrias! Terão que sofrer privações muito mais numerosas do que os gozos de que desfrutaram! [...]

  24. Advertência [...] Ai, sobretudo, dos egoístas! Não acharão quem os ajude a carregar o fardo de suas misérias.” SÃO LUÍS O Livro dos Espíritos, questão 1.019 Onde estiver o teu tesouro, aí também estará o teu coração. Mateus, 6: 21

  25. Em Síntese Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. João 14: 27 Amai-vos e instruí-vos. O Espírito de Verdade

  26. Que vida queremos? Grato pela atenção.