slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Aglomerantes minerais PowerPoint Presentation
Download Presentation
Aglomerantes minerais

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 29

Aglomerantes minerais - PowerPoint PPT Presentation


  • 126 Views
  • Uploaded on

Universidade Paulista - UNIP. Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas - ICET. Campus de Araçatuba-SP. ENGENHARIA CIVIL. Aglomerantes minerais. Materiais de Construção Civil. Prof. Netúlio Alarcón Fioratti. Introdução ao estudo. Unir ou aglomerar outros materiais. Colas; Cimento;

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Aglomerantes minerais' - yukio


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Universidade Paulista - UNIP

Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas - ICET

Campus de Araçatuba-SP

ENGENHARIA CIVIL

Aglomerantes minerais

Materiais de Construção Civil

Prof. Netúlio Alarcón Fioratti

introdu o ao estudo
Introdução ao estudo
  • Unir ou aglomerar outros materiais.
    • Colas;
    • Cimento;
    • Asfalto; e
    • Argila.
  • Primeiros aglomerantes:
    • Barro e
    • Betume.
introdu o ao estudo1
Introdução ao estudo

Atividade

X

Inatividade química

slide4

Argila

+

Água

=

Plasticidade

Ganho de resistência e retração

Água

Introdução ao estudo

Cozimento

Irreversível

slide5

Água e fogo

causava

transformações

irreversíveis.

Introdução ao estudo

Que salto!?

Como o gesso e a cal eram produzidos?

Surgimento dos aglomerantes químicos, como o gesso e a cal aérea (?).

conceitos novos
Conceitos novos
  • Aéreo.

Dependem do ar para dar pega e não resistem à ação de dissolução da água.

conceitos novos1
Conceitos novos

Dão pega mesmo sob a água e tem resistência à ação de dissolução desta.

  • Hidráulico.
conceitos novos2
Conceitos novos

Materiais que não possuem propriedades aglomerantes, porém quando adicionada à cal em presença de umidade tornam-se aglomerantes idráulicos.

  • Pozolana.
conceitos novos3
Conceitos novos

Processo químico que confere ganho de resistência ao aglomerante.

  • Pega.
slide10

Cinza vulcânica de Pozzouli

Romanos

+

Cal

Mantinha resistência à dissolução da água a longo prazo

Argamassa que ganhava resistência mesmo submersa

Uma historinha

Descobriram as pozolanas e o primeiro aglomerante hidráulico

slide11

De onde vem a cal

Algumas jazidas de calcário

Ditas impuras por conter teores de argila

Produziam

cales também

hidráulicas!!

Calcário argiloso

Continuando a historinha

Surgiu a

“cal hidráulica natural”.

slide12

Vicat percebeu que o que conferia hidraulicidade aos aglomerantes era a presença conjunta do calcário e da argila no cozimento.

Um aglomerante com duas matérias primas no cozimento é dito “artificial”

Continuando a historinha

“cal hidráulica artificial”

“cimento de pega rápida”

“cimento de pega normal”

slide13

Para produzir um aglomerante hidráulico é só misturar argila e calcário e cozinhar.

Então qual é a diferença entre a “cal hidráulica artificial”, o “cimento de pega rápida” e o “cimento de pega normal”?

A temperatura

de queima e

o teor de argila.

Questão interessante

slide14

Calcário e argila

Cal hidráulica

Cozidos à 900ºC

Cozidos até fusão

Nódulos chamados de “clínker”

Sendo assim:

Moídos finamente apresentam reação mais lenta e melhor eficiência.

Teor de argila regula o tempo de pega

Falaremos mais tarde sobre isso

aspectos relevantes
Aspectos relevantes
  • Boa resistência mecânica.
  • Duráveis.
  • Econômicos.
  • Fácil manuseio.
  • Boas propriedades ao conjunto

Importância do tempo de pega.

aglomerantes a reos cal
Aglomerantes aéreos: CAL

CaCO3

CaCO3+MgCO3

Materiais calcáreos

Ou dolomita

Cal

< 900ºC

CaCO3+ calor →

Calcinação

CaO + CO2

Cal virgem

Extinção

CaO + H2O →

Ca(OH)2 + calor

Ca(OH)2 + CO2→

CaCO3 + H2O

Cal hidratada ou extinta

Recarbonatação

slide17

Cal cálcica

Cal magnesiana

CaO

MgO

CaO + MgO

Ciclo rápido

Ciclo lento

Esperado ciclo lento

E se tiver MgCO3?

Esperar um tempo mínimo de repouso da cal em extinção

Fissuração no local (liberação de energia na extinção)

Se a cal for aplicada sem estar extinta

slide18

Extinção rápida

Muita água

< 5 min

CAL

Extinção

Água aos poucos

Extinção média

5 < t < 30 min

Quantidade mínima

Extinção lenta

> 30 min

slide19

Umidade

Cal virgem

Armazenamento

Cal hidratada

CO2

Cuidados

28 dias

Tempo de cura

Baixa quantidade e acesso lento do CO2

Espessura do reboco

slide20

Impurezas

Argila

Retração ao secar

No geral

Sem ação aglomerante

Enfraquecendo a argamassa

Favorece difusão do CO2

Diminui a retração

Resistência e estrutura da massa

Cuidados

A areia enfraquece a argamassa?

Não, se usada corretamente

aglomerantes a reos gesso
Aglomerantes aéreos: GESSO

CaSO4•2H2O

Gesso

Gipsita

150 a 180ºC

250ºC

CaSO4•2H2O + calor →

CaSO4•1/2H2O + 11/2H2O

150 a 180ºC

Gesso de Paris

CaSO4•2H2O + calor →

CaSO4 + 2H2O

250ºC

Gesso anidro

slide22

Consiste na reidratação do material.

  • CaSO4•2H2O se recristaliza formando agulhas que se entrelaçam.

Endurecimento do gesso

slide23

Gesso de Paris

+

Gesso anidro

Reações rápidas

Reações lentas

GESSO COMERCIAL

Reações dos gessos

50 a 80% do material

Tempo médio de pega de 30 min

QUANTIDADE DE ÁGUA

Influencia o produto final:

DENSIDADE

RESISTÊNCIA

Temperatura

Aditivos

slide24

SIM.

Se é um aglomerante aéro, onde entra o ar nisso tudo?

Não tem atuação em ambientes saturados.

Não resiste à dissolução.

Usado para fabricar ornamentos INTERNOS.

É só adicionar água?

  • Isolante térmico-acústico.
  • Boa resistência para fins não estruturais.
  • Baixa adesão à madeira e à agregados lisos.
  • Oxida armaduras de aço.
aglomerantes hidr ulicos
Aglomerantes hidráulicos

O que tem a cal hidráulica de especial?

O que confere hidraulicidade à ela?

Cimentantes: se hidratam e formam cristais.

CaO (parte dele)

A/C=0,5

Silicatos e aluminatos de cálcio

Componentes argilosos

Óxido de cálcio

+

~ 900ºC

CaO que não se combinou com a argila

Continua a ser cal aérea

slide26

Aumento da temperatura até próximo da fusão.

Maior combinação da mistura

Mais compostos cimentantes

Formação de nódulos duros (clinker).

Necessária moagem.

MAIOR quantidade de argila.

A/C=0,6~0,8

Se a temperatura for > 900ºC?

MENOR quantidade de argila.

Liberam maior calor de hidratação.

Cimento de pega rápida.

Maior teor de aluminatos

Cimento de pega mais lenta.

obrigado pela aten o
Obrigado pela atenção!

BAUER, L. A. F. “Materiais de construção” [691 M425]

NEVILLE, A. M. “Propriedades do concreto” [624.183 4]

PETRUCCI, E. G. R. “Materiais de construção” [691 P498m]