RADIO DIGITAL - PowerPoint PPT Presentation

slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
RADIO DIGITAL PowerPoint Presentation
Download Presentation
RADIO DIGITAL

play fullscreen
1 / 43
RADIO DIGITAL
174 Views
Download Presentation
whitney-grant
Download Presentation

RADIO DIGITAL

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. RADIO DIGITAL DIAGRAMA GERAL

  2. RADIO DIGITAL ESTAÇÕES REPETIDORAS

  3. RADIO DIGITAL VANTAGENS DO RADIO DIGITAL Não depende de rede primária; Pode ser utilizado em regiões de relevo acidentado ou de difícil acesso ;  Baixo Custo;  Disponibiliza aos assinantes, serviços integrados de voz / dados equivalentes aos existentes no acesso por fibra;  Gerência e monitoração do sistema;

  4. RADIO DIGITAL DESVANTAGENS DO RADIO DIGITAL Capacidade de transmissão muito inferior ao do sistema óptico;  O meio de comunicação influencia fortemente o sinal transmitido, tornando-o susceptível a interferências eletromagnéticas, atmosféricas ;  Alcance limitado em torno de 50 km entre antenas;

  5. PROPAGAÇÃO EM ATMOSFÉRA REAL EFEITOS DO MEIO SOBRE O FEIXE DE MICROONDAS OS PRINCIPAIS EFEITOS LIMITANTES DO RADIOENLACE EM MICROONDAS SÃO: • REFRAÇÃO. • REFLEXÃO. • DIFRAÇÃO. • DESVANECIMENTO ("FADING"). • DUTOS TROPOSFÉRICOS.

  6. PROPAGAÇÃO EM ATMOSFÉRA REAL REFRAÇÃO DO FEIXE DE MICROONDAS

  7. PROPAGAÇÃO EM ATMOSFÉRA REAL REFRAÇÃO DO FEIXE DE MICROONDAS

  8. PROPAGAÇÃO EM ATMOSFÉRA REAL REFRAÇÃO DO FEIXE DE MICROONDAS

  9. PROPAGAÇÃO EM ATMOSFÉRA REAL REFRAÇÃO DO FEIXE DE MICROONDAS

  10. REFRAÇÃO DO FEIXE DE MICROONDAS CONCEITO DE RAIO TERRESTRE EQUIVALENTE

  11. REFRAÇÃO DO FEIXE DE MICROONDAS ELIPSÓIDE DE FRESNEL

  12. REFRAÇÃO DO FEIXE DE MICROONDAS ELIPSÓIDE DE FRESNEL

  13. REFRAÇÃO DO FEIXE DE MICROONDAS ELIPSÓIDE DE FRESNEL CE = b =

  14. REFRAÇÃO DO FEIXE DE MICROONDAS CARTA GRÁFICA: R’ = R.4/3

  15. REFRAÇÃO DO FEIXE DE MICROONDAS CONDIÇÕES MÍNIMA E PLENA DE ESPAÇO LIVRE (PLENA) (MÍNIMA)

  16. REFRAÇÃO DO FEIXE DE MICROONDAS EXEMPLO DE APLICAÇÃO Seja um radioenlace entre as cidades A e B, distantes 50 km entre si, operando na freqüência de 7,5 GHz. Na cidade A a torre de sustentação da antena, com 100m de altura, está instalada no topo de uma elevação com 200m de altitude (em relação ao nível do mar). Na cidade B a torre de sustentação da antena, com 150m de altura, está instalada no topo de uma elevação com 150m de altitude. Existe no percurso entre as cidades, uma única elevação com 275m de altitude, distante 30 km da cidade A. Verifique se o enlace pode ser considerado em espaço livre.

  17. REFRAÇÃO DO FEIXE DE MICROONDAS SOLUÇÃO

  18. REFLEXÃO DO FEIXE DE MICROONDAS REFLEXÃO EM TERRENO IRREGULAR

  19. REFLEXÃO DO FEIXE DE MICROONDAS REFLEXÃO NA ÁGUA (LAGO)

  20. REFLEXÃO DO FEIXE DE MICROONDAS COEFICIENTE DE REFLEXÃO

  21. REFLEXÃO DO FEIXE DE MICROONDAS INVERSÃO DE FASE NA REFLEXÃO

  22. REFLEXÃO DO FEIXE DE MICROONDAS INVERSÃO DE FASE NA REFLEXÃO

  23. REFLEXÃO DO FEIXE DE MICROONDAS BLOQUEIO DO FEIXE REFLETIDO

  24. DIFRAÇÃO DO FEIXE DE MICROONDAS DIFRAÇÃO EM OBSTÁCULOS

  25. DIFRAÇÃO DO FEIXE DE MICROONDAS DIFRAÇÃO NA SUPERFÍCIE DA TERRA

  26. DIFRAÇÃO DO FEIXE DE MICROONDAS LIGAÇÃO ALÉM DO HORIZONTE COM DIFRAÇÃO EM MONTANHA

  27. DESVANECIMENTO -“FADING” DESVIO DA ENERGIA DA ANTENA RECEPTORA

  28. MEDIDAS CONTRA O DESVANECIMENTO -“FADING” TÉCNICA DE DIVERSIDADE DE ESPAÇO

  29. DUTOS TROPOSFÉRICOS DUTO SUPERFICIAL

  30. DUTOS TROPOSFÉRICOS DUTO ELEVADO

  31. DIMENSIONAMENTO – SISTEMA DE RÁDIOVISIBILIDADE.

  32. DIMENSIONAMENTO – SISTEMA DE RÁDIOVISIBILIDADE.

  33. DIMENSIONAMENTO – SISTEMA DE RÁDIOVISIBILIDADE.

  34. Exercício – 1 Numa ligação com radiovisibilidade, supondo-se a utilização de torres de mesma altura e a existência de um obstáculo a meio caminho, com 45m de altura e que a distância entre transmissora e receptora é de 50 km e ainda que a freqüência de operação do sistema é de 6 GHz, determine: a) A altura mínima das torres a fim de que se possa considerar a ligação em visada direta (não considerar os efeitos da reflexão). b) A potência mínima do transmissor, em Watts, sabendo-se que as antenas disponíveis para a transmissão e recepção são parabólicas e apresentam ganhos com relação a antena isotrópica de 40,4 dBi e 25 dBi respectivamente. Sabe-se também que a margem de desvanecimento é de 35 dB e que os guias de onda utilizados para interligar os transceptores com as antenas, têm atenuação de 0,08 dB/m na freqüência especificada. Considerar a atenuação total dos circuitos de derivação do transmissor e do receptor de 10 dB e a sensibilidade do receptor de -80 dBm. c) Se as antenas estiverem na altura correspondente a condição mínima de espaço livre e se mantivermos as demais características do sistema inalteradas, determine a margem real do rádioenlace.

  35. Exercício – 2 Numa ligação com radiovisibilidade, supondo-se a utilização de torres de mesma altura e a existência de um obstáculo a meio caminho, com 45m de altura e que a distância entre transmissora e receptora é de 7 km e ainda que a freqüência de operação do sistema é de 11 GHz, determine: a) A altura mínima das torres a fim de que se possa considerar a ligação em visada direta (não considerar os efeitos da reflexão). b) A sensibilidade mínima do receptor, em dBm, sabendo-se que as antenas disponíveis para a transmissão e recepção são parabólicas e apresentam ganhos com relação a antena isotrópica de 42,9 dBi e 20 dBi respectivamente. Sabe-se também que a margem de desvanecimento é de 40 dB e que os guias de onda utilizados para interligar os transceptores com as antenas, têm atenuação de 0,056 dB/m na freqüência especificada. Considerar a atenuação total dos circuitos de derivação do transmissor e do receptor de 4,5 dB e a potência máxima do transmissor de 40W. c) Se as antenas estiverem na altura correspondente a condição mínima de espaço livre e se mantivermos as demais características do sistema inalteradas, determine a margem real do rádioenlace.

  36. Exercício – 3 Numa ligação com radiovisibilidade, supondo-se a utilização de torres de mesma altura e a existência de um obstáculo a meio caminho. Sabe-se também que o sinal transmitido apresenta uma freqüência de 3GHz. Sabe-se ainda que na condição plena de espaço livre, a altura mínima das antenas é de 90m e que na condição mínima de espaço livre, a altura mínima das antenas deve ser de 80m. a) Determinar a distância máxima entre as antenas. (não considerar os efeitos da reflexão). b) Escolha as antenas para a transmissão e a recepção (condição plena de espaço livre), sabendo-se que as antenas disponíveis são parabólicas e apresentam ganhos com relação a antena isotrópica de 15 dBi, 20 dBi, 25 dBi, 40,4 dBi, 42,9 dBi, 44,8 dBi, 46,1 dBi, 47,7 dBi e 48,1 dBi. dados: A sensibilidade mínima do receptor é de -50dBm. A margem de desvanecimento é de 39 dB e que os guias de onda utilizados para interligar os transceptores com as antenas, têm atenuação de 0,047 dB/m na freqüência especificada. Considerar a atenuação total dos circuitos de derivação do transmissor e do receptor de 8,4 dB e a potência máxima do transmissor de 20W. c) Em função das antenas escolhidas, determine a margem real do rádioenlace. d) Se as antenas estiverem na altura correspondente a condição mínima de espaço livre e se mantivermos as demais características do sistema inalteradas, determine a margem real do rádioenlace.

  37. Exercício – 4 • O ganho, em dB, da antena transmissora do satélite, em relação a antena isotrópica. • b) A potência na entrada do receptor da estação terrena.

  38. Exercício – 5

  39. Exercício – 5

  40. Exercício – 5

  41. Exercício - 6

  42. Exercício - 6

  43. Exercício – 7