Oriente Médio - PowerPoint PPT Presentation

slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Oriente Médio PowerPoint Presentation
Download Presentation
Oriente Médio

play fullscreen
1 / 67
Oriente Médio
167 Views
Download Presentation
vivian
Download Presentation

Oriente Médio

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Oriente Médio Mauro Vranjac

  2. 1) Localização Geográfica Posição geográfica estratégica, localizado entre ÁFRICA, ÁSIA E EUROPA. Oriente Médio – termo sem localização definida.

  3. 2) GEOGRAFIA FÍSICA Formado predominantemente por PLANALTOS. As planícies são escassas, espremidas entre o mar e as montanhas, merecendo destaque a PLANÍCIE DA MESOPOTÂMIA, localizada entre os rios Tigre, Eufrates e Jordão.

  4. 3) CLIMA E VEGETAÇÃO 90% das regiões possuem climas semi-áridos ou desérticos. → baixo índice pluviométrico → chuvas irregulares →grande amplitude térmica diária – dia: +40 graus, e noite próxima de 0 grau. Presença de climas úmidos somente nas regiões próximas do litoral. Vegetação Xerófila (adaptada a lugares secos) e estepes.

  5. 4) ECONOMIA Industrialização muito recente e ainda discreta. Maioria da população vive de atividades agropastoris (ovelhas, carneiros e camelos). Agricultura restrita as planícies dos grandes rios – destaque para agricultura mediterrânea – olivas, de cereais, trigo e cevada. Sistema de Jardinagem em Israel.

  6. PETRÓLEO

  7. Golfo Pérsicouma das mais estratégicas regiões do globo: a área concentra os maiores campos petrolíferos do mundo. Os países que o margeiam têm 35% da produção mundial e cerca de 66% das reservas.

  8. Estreito de Ormuz: Atravésdele é realizado a maior parte do escoamento do petróleo do Golfo, 60% do petróleo consumido pelo ocidente. Os Emirados Árabes disputa esse território com o Irã.

  9. 5) QUADRO HUMANO População superior a 210 milhões de habitantes. Conhecida como CALDEIRÃO ÉTNICO: região com mistura de vários grupos étnicos: ÁRABES (maioria), TURCOS, PERSAS, E JUDEUS. 70 % da população é MUÇULMANA.

  10. Etnias e Religião

  11. 6) Conflitos Internos - Palestina • Expulsão da Palestina (70 d.C.) - Império Romano - diáspora • 395 d.C. – Ocupada pelo Império Bizantino (Romano do Oriente) • Séc. VII – conquistada pelos Árabes – expansão do islamismo – mas sem identidade única • Séc. XI e XII – criação de um Estado cristão • Séc. XVI – incorporada ao Império Turco-Otomano • Séc. XIX – Nasce o Movimento Sionista

  12. Movimento Sionista e os Pogrons • 1897 - início do Movimento Sionista internacional por parte de Theodor Herzl – escritor húngaro de origem que fundou o movimento sionista • A Rússia, que recebeu grande número de imigrantes judeus, eram comuns os Pogrons, manifestações coletivas e violentas contra judeus. A B A Quadro “Depois do Pogron – pintor judeu lituano Lasar Segall B Cartão do Ano Novo Judaico de 1900. Comemoração de família russa sendo recebida por comunidade judaica norte-americana.

  13. DECLARAÇÃO BALFOUR – 1917 "O Governo de Sua Majestade vê com simpatia o estabelecimento na Palestina de um lar nacional para o povo judeu e envidará seus melhores esforços para facilitar a conquista desse objetivos, ficando claramente entendido que nada será feito que possa prejudicar os direitos religiosos e civis das comunidades não judaicas existentes na Palestina ou os direitos e condições políticas usufruídas pelos judeus em qualquer outro país.” Arthur James Balfour Secretário da coroa britânica para Assuntos Estrangeiros • Primeira Guerra Mundial 1914 – 1918 • Palestina sobre o domínio inglês

  14. As Primeiras Reações Palestinas Jaffa - 1933 - policiais ingleses reprimem manifestações de nacionalistas árabes contra presença de judeus na Palestina

  15. As Primeiras Reações Palestinas Ruínas do hotel King David em Jerusalém, onde funcionava o QG dos britânicos. O edifício foi destruído por um atentado terrorista de sionistas radicais em 1946.

  16. 2ª Guerra Mundial “[...] todo cruzamento de dois seres de valor desigual dá como produto um meio termo entre os valores dos pais [...] Tal ajuntamento está em contradição com a vontade da natureza, que tende a elevar o nível dos seres. Este objetivo não pode ser atingido pela união de indivíduos de valores diferentes, mas só pela vitória completa e definitiva dos que representam o mais alto valor. O papel do mais forte é o de dominar e não o de se fundir com o mais fraco, sacrificando assim sua própria grandeza.”(Adolf Hitler – MeinKampfk)

  17. Fortalecimento da posição judáica • Holocausto – diante do horror do holocausto judaico a questão israelense voltou a ser discutida; • Tentativa de reparação histórica; • Tentativa de apaziguar os conflitos judeus – palestinos;

  18. O Estado de Israel e a Questão Palestina A Partilha da Palestina Formação de dois Estados: Israel e Palestina Proposta da ONU em 1947 Área do Estado Judeu 56,7% Área do Estado Árabe 42,6% Área Internacionalizada 0,7%de Jerusalém (cristianismo, islamismo, judaísmo)

  19. 1948 – Nasce o Estado de Israel • Rico, com liderança única e apoio dos EUA e Europa. 1º Conflito: Guerra de Independência de Israel 1948-1949 • Países Árabes:Egito, Síria, Jordânia, Líbano, Iraque e povo palestino atacam Israel. • Motivos:Impedir a formação do Estado de Israel e expulsar os judeus da Palestina. • Israel vence e ocupa parte do território dos Palestinos; Egito ocupa a Faixa de Gaza; Jordânia ocupa a Cisjordânia • Jerusalém é dividida: Parte Ocidental (domínio dos Judeus) e Parte Oriental (ocupação da Jordânia) • Palestinos ficam sem seu territórioe Estado

  20. Teatro de Guerra do Primeiro Conflito

  21. A LIGA ÁRABE Liga Árabe, nome corrente para a Liga de Estados Árabes, é uma organização de estados árabes fundada em 1945 no Cairo por sete países, com o objetivo de reforçar e coordenar os laços econômicos, sociais, políticos e culturais entre os seus membros, assim como mediar disputas entre estes. Atualmente a Liga Árabe compreende vinte e dois estados, que possuem no total uma população superior a 200 milhões de habitantes. Os países-membros originais eram Líbano, Egito, Iraque, Síria, Emirado da Transjordânia (atual Jordânia), Arábia Saudita, Iêmen e representantes dos árabes palestinos. Posteriormente juntaram-se Sudão, Líbia, Tunísia, Marrocos, Kuait, Argélia, Iêmem do Sul, Bahrein, Qatar, Omã, Emirados Árabes Unidos, Mauritânia, Somália, e Djibuti. Embora seja considerada pelas Nações Unidas uma organização regional, tal classificação não corresponde à realidade, visto que seus Membros estão espalhados pelos continentes africano e asiático. O principal fator de união, que era a vinculação com o mundo árabe, passou a ser a religião islâmica.

  22. Novo Posicionamento Geográfico Judeu

  23. Conflito: Guerra do Canal de Suez 1956 • Motivo: nacionalização do Canal de Suez pelo Egito frente a Inglaterra e França (GamalAbnel Nasser assume o poder no Egito) • Problema: reconhecimento de Israel cada vez mais difícil no mundo árabe • Egito, Jordânia e Síria preparam um novo ataque a Israel • Formação do Pan-arabismo • Israel antecipa o ataque dos árabes e ataca primeiro

  24. PAN-ARABISMO PAN-ARABISMO: movimento político tendente a reunir os países de língua árabe e de civilização árabe numa grande comunidade de interesses Fundamento: noção de existência de uma única nação árabe, fragmentada pelo imperialismo europeu Principal bandeira geopolítica: oposição a Israel, que sintetizava, aos olhos dos árabes, a opressão colonial européia e a arrogância imperial do Ocidente República Árabe Unida: projeto de formação de uma confederação, tentado por Egito e Síria (acabou fracassando melancolicamente) Guerra de Suez (retirada anglo-francesa humilhante) 1962 1956 1952 Golpe de oficiais militares: GAMAL ABDEL NASSER no poder 1952 Proclamação da República no Egito 1948-1949 Guerra árabe-israelense 1947 Plano de partilha da Palestina na ONU 2ª. Guerra Mundial 1922 Independência do Egito 1917 Declaração Balfour promete Estado judaico na Palestina Decadência otomana abre caminho para o IMPERIALISMO europeu A partirdo séc. XIX Sociedades árabes dominadas Pelo império Turco-Otomano A partirdo séc. XVI

  25. 2º Conflito: Guerra dos Seis Dias 1967 • Egito, Síria e Jordânia vs. Israel • Israel em apenas seis dias conquista: • Toda Faixa de Gaza e a Península do Sinai* (do Egito) • Colinas de Golan (da Síria) • Toda a Cisjordânia* (da Jordânia) • Toda cidade de Jerusalém.

  26. PÓS – GUERRA DOS SEIS DIAS Aumento do Sionismo, Israel incentiva a criação de assentamentos Judaicos na Faixa de Gaza e na Cisjordânia

  27. 3º Conflito: Guerra do YomKippur1973 Egito, Síria e Jordânia vs. Israel Motivos: recuperar territórios perdidos e expandir o pan-arabismo. Ataque no Dia do Perdão (06/10) – vantagem militar e estratégica (Egito e Síria) Nova vitória israelense mas sem ocupação (URSS aliada dos árabes)

  28. Posição Mundial: CRISE MUNDIAL DO PETRÓLEO Resultante da derrota dos países da Liga Árabe na Guerra do Yom Kippur. Redução na produção de barris de petróleo.

  29. Fortalecimento da Petrobrás Autossuficiência em termos de produção de Petróleo Desenvolvimento do Pró-Álcool Posição Mundial: CRISE BRASILEIRA DO PETRÓLEO

  30. OLP – Organização para a Libertação da Palestina • 1975– Israel expulsa militantes da OLP da Cisjordânia e da Faixa de Gaza. Novo QG da OLP: Beirute – Líbano • 1988 – OLP reconhece as fronteiras de Israel Yasser Arafat líder da OLP

  31. ACORDO DE CAMP DAVID – 1978 e 1979 Israel devolve a Península do Sinai para o Egito. Em troca o Egito se compromete nunca mais atacar Israel e reconhece o Estado de Israel. • Anuar Sadat (Egito): Passa a ser considerado traidor pelos defensores da causa Palestina. Assassinado em 1981. • Jimmy Carter (EUA) • Menahem Begin (Israel)

  32. Judeus Palestinos

  33. 7) INTIFADAS Revolta dos palestinos contra a ocupação israelense. Guerra de Pedras 1987 – Primeira Intifada 2000 – Segunda Intifada

  34. ACORDO DE OSLO - 1993 Local: Noruega e EUA (política) Intermediação: Diplomatas da Noruega Partes: OLP-Yasser Arafat e Israel-Ytizak Rabin Acordo: Israel cede Jericó (na Cisjordânia) e mais 80% das cidades da faixa de Gaza para a ANP (Autoridade Nacional Palestina)

  35. ACORDO DE OSLO II - 1995 • Local: EUA • Partes: ANP (Yasser Arafat) e Israel (Ytizak Rabin) (eleições) • Acordo: Aumenta as áreas sob controle dos Palestinos: • * Seis cidades: Jenin, Naplouse, Tulkaren, Kalkiya, Rammallah e Belém; • * Nablus controle parcial 1995: Assassinato de Ytizak Rabin, por um radical Judeu quem assume é BanjaminNetanyahu(contra o acordo)

  36. 1995-1996: Ondas de atentados terroristas em Israel

  37. ELEIÇÕES EM ISRAEL - 1996 Vitória do Likud – Partido de Direita, elegendo o Primeiro Ministro: Benjamin Netanyahu Fim das Negociações

  38. NOVAS ELEIÇÕES - 1999 Vitória do Partido Trabalhista/Esquerda elegendo o Primeiro Ministro: Ehud Barak Retomada das Negociações Devolução do Sul do Líbano

  39. Levante de Jerusalém ou Nova Intifada - 2000 A crise começou no dia 28 de setembro, quando o político israelense Ariel Sharon visitou um local sagrado para os muçulmanos (Esplanada das Mesquitas) fazendo declarações ofensivas aos palestinos. Os palestinos ficaram irados com a visita, e responderam com a destruição de um local sagrado judeu.Nas três semanas de conflito que se seguiram, mais de 100 pessoas foram mortas -a grande maioria palestinas.

  40. MESQUITA DE AL AQSA

  41. 2000 - Novo Primeiro Ministro em Israel: Ariel Sharon – adepto a ataques preventivos contra palestinos

  42. Ações de Sharon Separação do território de Israel das áreas habitadas pelos palestinos: Muro da Vergonha ou Novo Muro de Berlim

  43. O Muro Israelense

  44. Invasão de cidades palestinas: repressão ao terrorismo - “Guerra Contra o Terror”

  45. Retirada das colônias judaicas da Faixa de Gaza e da Cisjordânia