LUCAS - PowerPoint PPT Presentation

slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
LUCAS PowerPoint Presentation
play fullscreen
1 / 30
LUCAS
106 Views
Download Presentation
verdad
Download Presentation

LUCAS

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. LUCAS

  2. MITO? • Narração; fantasia; mágico; • Não científico, acrítico. Zeus: deus dos deuses na Grécia

  3. Mitologia Grega • Mito: Nenhuma fundamentação. Esquema do mundo. • Há em um miro várias contradições: quente e frio, vida e morte... • POETA RAPTOSO: escolhido dos deuses. • Tentativa de explicar e acalmar o homem. • Presente na nossa sociedade: filmes, jogos, desenhos animados, personagens (Pelé, Elvis).

  4. O que é filosofia??? • Filosofia= etimologia: Philia (amor, sabedoria) e sophia (sabedoria), significa: AMOR PELO SABER. • Discurso. • Racional. • Olha para o mundo de forma global, radical e com rigor.

  5. Meus Chutes:Mito, Relação mito e Filosofia; Sócrates, Platão, Aristóteles; Maquiavel; Kant; Nietzsche; Foucault

  6. História da Filosofia: • Linha do tempo: • Antiga Medieval Moderna Contemp. Ano 1: JC Séc XV Séc XVIII Antiga: Porque o mundo e as coisas são assim? Medieval: Entender melhor sobre as coisas divinas. Moderna: Conhecimento, política, consciência, razão. Contemporânea: Revolução, luta, linguagem, interdisciplinaridade.

  7. Filosofia Antiga • Filosofos: • SPA Sócrates, Platão, Aristóteles

  8. Períodos da Filosofia Antiga • Período Pré Socrático: ARCHÉ – Origem. • Características: Rompimento GRADUAL com o mito. O mundo não veio do nada. DEVIR. Heráclito: “Não se pode tomar duas vezes banho em um mesmo rio” Ser e não Ser. Parmênides: O ser é imutável, idêntico a si mesmo. Mudança é ilusória.

  9. Períodos da Filosofia Antiga • Período Socrático: • Com Sócrates a filosofia inicia sua preocupação com a antropologia (homem). • SOFISTAS: Mestres no discurso. Oratória. “Prostitutos do conhecimento”. (Sócrates e Platão)

  10. SÓCRATES:Ironiae Maiêutica. Ver além das aparências. “Só sei que nada sei; conhece a ti mesmo” PLATÃO: Mito da caverna. Dualidade do mundo: Tudo neste mundo é cópia do mundo perfeito!

  11. PLATÃO • Mundo das ideias (verdade: EPISTEME) • Luz / Bem • Formas perfeitas • Mundo das sombras (opiniões: DÓXA)  “Objetos” “Sombras”

  12. ARISTÓTELES • Ética: O que é virtude? • Virtude é o meio termo entre o excesso e a falta. Exige reflexão, questionamento. Metafísica: ciência das causas primeiras! 4 tipos de causas -> FORMAL, MATERIAL, EFICIENTE e FINAL.

  13. Helenismo: ALEXANDRE, o Grande Todas as escolas procuravam, estabelecer um conjunto de preceitos para dirigir a vida de cada um (a vida do indivíduo, não da pólis) e, através da ausência do sofrimento, chegar ao bem-estar. Estoicismo: O homem sábio obedece à lei natural reconhecendo-se como uma peça na grande ordem e propósito do universo, devendo assim manter a serenidade (indiferença) perante as tragédias e coisas boas.

  14. Epicurismo: o maior bem é a procura de prazeres moderados de forma a atingir um estado de tranquilidade e de libertação do medo, assim como a ausência de DOR através do conhecimento do mundo e da limitação dos desejos. • Ceticismo: questionam o saber estabelecido, e vêem o dogmatismo como uma doença da mente. "Nada pode ser conhecido, nem mesmo isto". Os céticos pirrônicos negam as proposições evidentes e permanecem num estado de averiguação constante.

  15. Cinismo: a vida dos cínicos baseia-se no impudor deliberado: comem sem utensílios, não usam vestimentas, etc., isto é, não se adaptam às conveniências sociais e à opinião. Desprezam o dinheiro, não querem posição estável na vida, não têm cidade, nem casa, nem pátria. Têm somente o necessário para sua sobrevivência.

  16. Períodos da Filosofia Medieval • Santo Agostinho (Patrística) • A razão é serva da fé. Sem fé o homem não vê a Verdade. Cidade de Deus e a cidade dos homens. MAL? Surge do Livre Arbítrio. (Antigo famoso: Platão). • Santo Tomás de Aquino (Escolástica) • Redescoberta de Aristóteles; A razão auxilia muito na fé do homem. Cinco Provas da existência de Deus. (Antigo famoso: Aristóteles).

  17. Filosofia Medieval • Agostinho:Deus=bom. De ondevem o mal? Mau é ausência de Bondade. • “Enfiou Platão na água benta” • Livre arbítrio. A vontade do homem fazer mal vem do pecado original.

  18. Filosofia Medieval • Tomás: A razão pode dar provas da existência de Deus. Harmonia entre Fé e Razão. • Existem 5 provas: • Primeiro motor; • Causaeficiente; • Contingência; • Perfeição infinita; • Inteligênciaordenadora.

  19. Filosofia Moderna • Preocupação com a ciência, com o social, com a razão. • Filósofos: • Francis Bacon (No Brasil: Xico Toucinho) Empirista! • Cuidados com os ídolos • Atrapalham o conhecimento do homem. • Indução: do particular ao geral

  20. Filosofia Moderna • Descartes: • “Penso, logo, existo” • Duvidar de tudo • Os sentidos nos enganam. • A certeza vem da RAZÃO. • Racionalista!

  21. Filosofia Moderna • Maquiavel: • Verdade efetiva das coisas: olhar as coisas como são! • Os homens “são ingratos, volúveis, simuladores, covardes, ante os perigos, ávidos lucro” (O Príncipe, capítulo XVII). • “Os fins justificam os meios”. • Separação da moral cristã da política. • Virtú (capacidade do indíviduo) X • Fortuna (sorte).

  22. Filosofia Moderna • Contratualistas: -- Hobbes: o homem é mau (lobo). É necessário um monstro para detê-lo. -- Rousseau: o homem é bom. A sociedade o corrompe, cria diferenças. Educação.

  23. Filosofia Moderna • Contratualistas: • Montesquieu: Divisão dos poderes. Se ficar só na mão de um fica=ditadura. • Locke: governo: garantir o que é natural do homem. Propriedade privada, vida e liberdade.

  24. Filosofia Moderna • Hume: Causa e efeito= lógico, mas não é! Essa relação é invenção do homem. Para o psicológicoexistem POSSIBILIDADES. Ceticismo de Hume. • ConceitosdaFilosofia: • INDUÇÃO X DEDUÇÃO. • INTUIÇÃO: momento em que temos uma evidência. Ex. Dr. House, Shallot Homes. • VERDADE: Veritas (exato), Alétheia (desvelado), Emunah ( confiança)

  25. Filosofia Moderna • Kant: os racionalistas e empiristas estão errados, pois a estrutura racional é inata e os conteúdos são aprendidos. • Conhecer é dar forma: emitir um juízo • Juízos: a priori (anterior a experiência), a posteriori (necessita da experiência), sintético (traz algo novo, inovador) e analítico (não traz conhecimento novo). • Juízo que faz como que a ciência progrida: sintético a priori. • Conhecemos apenas os fenômenos (aquilo que aparece) e não o noumênon (essência das coisas)

  26. Kant (moral - ética) • Ética do dever: baseada em algo a priori (que não muda) e não a posteriori. • “Age sempre de tal maneira que a máxima de tua ação possa ser erigida em regra universal" • "Age sempre de maneira a tratares a humanidade em ti e nos outros sempre ao mesmo tempo como um fim e jamais como um simples meio”.

  27. Filosofia Contemporânea • Nietzsche: Moral cristã é uma moral de rebanho. • Apolo X Dionísio. • Super-homem.

  28. Filosofia Contemporânea • Escola de Frankfurt: crítica a sociedade industrial. Os meios de comunicação e a linguagem dominam o homem fazendo dele uma peça de um sistema. • Adorno, Marcuse • Benjamim, Habermas.

  29. Filosofia Contemporânea • Sartre: “O mundo é um teatro sem roteiro nem diretor”. • Homem é condenado a ser livre e responsável por isso. Vive angustiado.

  30. Filosofia Contemporânea • Foucault: disciplinar como poder. • Panoptismo: VIGIAR e Punir