A Arquitetura e a Escultura Modernas - PowerPoint PPT Presentation

vaughan-cantrell
a arquitetura e a escultura modernas n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
A Arquitetura e a Escultura Modernas PowerPoint Presentation
Download Presentation
A Arquitetura e a Escultura Modernas

play fullscreen
1 / 55
Download Presentation
A Arquitetura e a Escultura Modernas
79 Views
Download Presentation

A Arquitetura e a Escultura Modernas

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. A Arquitetura e a Escultura Modernas

  2. A Arquitetura Moderna, Século XIX • Segunda metade do século XIX; • utilização de novos materiais, como o ferro, o vidro, o cimento e o alumínio, que permitiram o nascimento de novas formas arquitetônicas; • o final do século XIX, rompeu com as formas tradicionais das construções.

  3. CrystalPalace, Joseph Paxton (1851)

  4. Literalmente Palácio de Cristal Joseph Paxton • Foi uma enorme construção em ferro fundido e vidro erguido no Hyde Park, em Londres, para albergar a Grande Exposição de 1851. Foram acolhidos mais de 14.000 expositores vindos de todo o mundo nos 92.000 metros quadrados (990.000 pés quadrados) de espaço de exibição, onde foram mostrados exemplos das últimas tecnologias desenvolvidas na Revolução Industrial.

  5. Torre Eiffel, A.G.Eiffel (1889)

  6. O Art Nouveau, Século XIX • Integração entre as chamadas artes aplicadas e a arquitetura; • tendência decorativa; • compreenderam que com o ferro e o vidro era possível criar formas novas.

  7. Interior da Casa Tassel, Victor Horta Bruxelas • Empregou amplamente o ferro em linhas sinuosas; • clara intenção decorativa nas grades dos corrimãos da escada e no piso.

  8. Casa do Povo, Victor HortaBruxelas • Usou grandes vitrais e ferro aparente na cobertura interna do edifício.

  9. Entrada do Metrô Parisiense,Hector Guimard • Emprego do ferro e vidro; • excessivo floralismo na decoração; • foi um dos mais importantes arquitetos franceses ligados ao Art-Nouveau.

  10. Casa Milá e sua Escadaria, Antônio Gaudí, Barcelona • Final do século XIX e início do século XX; • ganhou caráter decorativo e fantasioso sem limites; • o inusitado das formas e da decoração; • a casa parece ter sido construída de pedra pomes; • predominância de linhas sinuosas.

  11. Casa Milá, Antônio Gaudí, Barcelona

  12. Escadaria Casa Milá, Antônio Gaudí, Barcelona

  13. Parque Güell, Antônio Gaudí Barcelona (1900-1904)

  14. Igreja da Sagrada Família Antônio Gaudí, Barcelona • Formas e decoração surpreendentes; • inacabada.

  15. Louis Sullivan • Pai da moderna arquitetura americana; • ornamentação muito próxima do Art-Nouveau europeu; • propôs o princípio fundamental da arquitetura: “a forma segue a função”, perfeita adequação do espaço à função a que se destina; • projetou prédios de escritórios e conjuntos comerciais em grandes cidades americanas.

  16. Louis Sullivan

  17. A Arquitetura do Século XX • O Art Nouveau no final do século XIX rompeu com a formas tradicionais da construção, transformando-se num estilo com excessos ornamentais; • foi superado (no século XX) por nova tendência arquitetônica denominada racionalismo; • mais tarde, a Bauhaus, a arquitetura orgânica e a planta livre de Le Corbusier deram novos rumos à arquitetura do século.

  18. A Casa da Michaelerplatz Adolf Loos, Viena(Áustria) • É considerada a representante da tendência racionalista; • concretiza perfeitamente a intenção de negar toda ornamentação e de tornar evidente a praticidade e destinação social do edifício.

  19. Arranha - Céus • Na América, essa concepção racionalista toma forma nos modernos arranha – céus; • criação típica dos Estado Unidos; • posteriormente espalha-se por todas as grandes metrópoles do século XX; • progresso técnico: a estrutura dos edifícios passou a ser feita em ferro, e, conseqüentemente, as paredes laterais perderam a função de sustentar o teto.

  20. PSF, William Lescaze e George HoveFiladélfia, 1932 • Início da era dos arranha – céus.

  21. Malásia – Torres pedrona

  22. BURJ KHALIFA

  23. CASA TUGENDHATMies van der Rohe • Linhas horizontais; • de pouca altura.

  24. Galeria do século XX, Mies van der Rohe, Berlim (1962)

  25. Palácio da Justiça - Brasília

  26. Bauhaus • Escola de arte que propunha a integração da arte na indústria • A arte deveria superar a fase artesanal e servir-se dos meios de produção industrial para ser uma atividade adequada ao modo de vida do século XX; • levar os alunos a dominar as possibilidades de materiais como a pedra, a madeira, o metal, a argila, o vidro e as tintas.

  27. Bauhaus • Não descuidava do estudo convencional da natureza, da geometria, do desenho, dos volumes e das cores; • seu objetivo maior era adquirir a respeitabilidade que lhe permitisse influir no trabalho dos desenhistas que criavam os modelos dos objetos da vida cotidiana, industrializados.

  28. Bauhaus • Em 1926, mudou-se para Dessau e aí continuou a existir como um centro de artes e ofícios, cuja atenção estava voltada para projetos que poderiam ser produzidos pelas industrias; • Baby Cradle (bercinho).

  29. Bauhaus • Em 1926, ao lado de Walter Gropius estavam: Moholy-Nagy, Breuer, Kandinsky, Paul Klee e Schemmer; • a Bauhaus existiu durante tempos difíceis (1919- 1933) quando foi dissolvida, e passou por três sedes em três diferente cidades alemães (Weimar, Dessau e Berlim) mas seu espírito criativo e inovador, permaneceu atuante: “a Bauhaus não pretende criar um estilo mas fomentar um processo de contínua evolução”, Gropius.

  30. Arquitetura Orgânica • Integração do edifício na natureza (valorização de materiais como a madeira e a pedra); • humanização da arquitetura (formas mais humanas, independentes de uma rígida ordem geométrica); • “ a forma deve ser baseada no espaço em movimento”, Frank Lloyd Wright.

  31. FallingWater (Casa da Cascata)Wright, Pensilvânia (1936) • Residência individual; • permite ao arquiteto maior liberdade de criação; • espaços desiguais, harmônicos e linhas dinâmicas.

  32. Museu Guggenheim, WrightNova York • Linhas dinâmicas; • grande liberdade de concepção do espaço;

  33. Hotéis em Dubai

  34. Uma Cidade Moderna, Segundo Le Corbusier • Deve integrar perfeitamente sua arquitetura e sua urbanização; • os espaços devem ser claramente definidos; • separação dos centro residenciais dos setores administrativos e políticos; • reunião das áreas de lazer em um vale.

  35. Uma Cidade Moderna, Segundo Le Corbusier • Traçado de grande artérias retilíneas para o tráfego, de tal forma que não apresentem os problemas das metrópoles que crescem desordenadamente; • essas idéias influenciaram a arquitetura moderna brasileira, principalmente nos projetos de Lúcio Costa e Oscar Niemeyer, para a construção de Brasília.

  36. Vila savoy, Le CorbusierPoissy, França • Uso de pilotis; • concreto armado; • integração do ambiente interno com a natureza por meio de amplas paredes de vidro.

  37. Vila savoy, Le CorbusierPoissy, França

  38. Pavilhão Takara, Expo 1970 (Osaka)NoriakiKirokawa • Composto por elementos pré-fabricados.

  39. Teatro da Ópera de Sidney (1965)Jörn Utzon

  40. Oscar NiemeyerOscar Ribeiro de Almeida de Niemeyer Soares Filho • Nascido em 15 de dezembro de 1907.É um arquiteto brasileiro, considerado um dos nomes mais influentes na Arquitetura Moderna internacional. Foi pioneiro na exploração das possibilidades construtivas e plásticas do concreto armado.

  41. EDIFICIO COPANconsiderada a maior estrutura de concreto armado do Brasil O Copan foi um dos grandes projetos para São Paulo apresentados por Oscar Niemeyer em 1951. É conhecido por sua geometria sinuosa, que lembra uma onda, e pelos números superlativos de suas estatísticas.

  42. Brasília foi um grande desafio; a cidade foi construída na velocidade de um mandato, e Niemeyer teve de planejar uma série de edifícios em poucos meses. • O projeto de Lúcio Costa, vencedor do concurso, punha em prática os conceitos modernistas de cidade, os blocos de edifícios afastados, em pilotis sobre grandes áreas verdes.

  43. Igreja Nossa Senhora de Fátima ou A Igrejinha da 307/308 Sul (28/05/1958). O teto lembra um chapéu de freira Nas laterais, azulejos de Athos Bulcao.

  44. FranciscoGaleno Nos painéis laterais, Galeno faz uma referência às três crianças que viram Nossa Senhora de Fátima. Elas são representadas por colunas coloridas e pipas. As duas meninas estão rodeadas por flores, que fazem alusão aos vestidos delas.  A imagem da santa está no painel central, que fica nos fundos do altar.

  45. Arquitetura Piramidal Pirâmides astecas Teatro Nacional de Brasília

  46. Henri Matisse Seu último trabalho foi o projeto de decoração de uma pequena capela na cidade montanhesa de Vence. Para a construção, despojada e banhada de sol, desenhou vitrais azulados e murais com finos traços negros sobre azulejos brancos.

  47. ALGUNS TRABALHOS DE Henry Matisse

  48. Escultura ModernaCaracterísticas • Pesquisa de novos materiais, do espaço, da transparência, da abstração, do movimento, da luz, da cor; • o valor plástico adquirido pelo espaço na escultura, é conseguido por meio de aberturas na massa escultórica; • a escultura que tem por objetivo a criação de volume, incorporou nela própria o vazio, que é exatamente o oposto do volume; • esses espaços passaram a ter a mesma função expressiva das superfícies maciças.