Modelos - PowerPoint PPT Presentation

modelos n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Modelos PowerPoint Presentation
play fullscreen
1 / 13
Modelos
197 Views
Download Presentation
vance
Download Presentation

Modelos

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Modelos Professor: Jucelito Wainer de Souza Alunos: Pedro Arruda Isis Couto Filipe Luiz e Souza Curso: Ciência da Computação – UGF – 4° período – Candelária Ciência da Computação – UGF – Candelária

  2. Sumário • Modelo – definições e utilização • Modelos de processo de software • Modelo de Cascata • Modelo de Espiral • Definições de Incremental e Iterativo • Rapid Application Development (RAD) • Características de Vários Modelos • Mapa Mental • Bibliografia • Duvidas? • Contatos Ciência da Computação – UGF – Candelária

  3. Modelo – Definições e Utilização • Modelo é a representação de algo abstrato ou real. • A utilidade dos modelos está na transmissão de conhecimento e informação, afim de ocasionar um entendimento. • Quanto mais detalhado for um modelo, menor será a probabilidade de um desentendimento. Ciência da Computação – UGF – Candelária

  4. Modelos de processo de software • Um modelo de processo de desenvolvimento de software consiste em uma representação, ou abstração dos objetos e atividades envolvidas no processo de software. • Exemplos: Cascata Espiral RAD Ciência da Computação – UGF – Candelária

  5. Modelo de Cascata • O modelo de ciclo de vida de cascata foi o primeiro modelo a ser conhecido em engenharia de software e está na base de muitos ciclos de vida utilizados hoje em dia. • Este consiste basicamente num modelo linear em que cada passo deve ser completado antes que o próximo passo possa ser iniciado. • Não deve ser utilizado quando é necessário flexibilidade. Ciência da Computação – UGF – Candelária

  6. Modelo de Espiral • Da necessidade de identificar e controlar riscos surge o modelo de espiral. • No modelo espiral as diferentes atividades são repetidas até uma decisão ser tomada e o documento de especificação de requisitos ser aceito. • Não deve ser utlizado quando os riscos não são importantes. Ciência da Computação – UGF – Candelária

  7. Definições de Incremental e Iterativo • Os passos fundamentais do processo está em iniciar o desenvolvimento com um subconjunto simples de Requisitos de Software e iterativamente alcançar evoluções subseqüentes das versões até o sistema todo estar implementado. É dito incremental pois a cada iteração, as modificações de projeto são feitas e novas funcionalidades são adicionadas. Ciência da Computação – UGF – Candelária

  8. RAD(Rapid Application Development) • Desenvolvimento Rápido de Aplicação, é um modelo de processo de desenvolvimento de software que enfatiza um ciclo de desenvolvimento extremamente curto (entre 60 e 90 dias). • É feito o uso de componentes reutilizáveis como as APIs • Cada função principal pode ser direcionada para a uma equipe RAD separada e então integrada para formar um todo. • Não deve ser utilizado quando a intenção é obter um software confiável ou com boa performance. Ciência da Computação – UGF – Candelária

  9. Características de Vários Modelos Ciência da Computação – UGF – Candelária

  10. Mapa Mental Ciência da Computação – UGF – Candelária

  11. Bibliografia • MAGELA, Rogerio. Engenharia de Software Aplicada: Princípios (volume 1). Alta Books. 2006. • MAGELA, Rogerio. Engenharia de Software Aplicada: Fundamentos (volume 2). Alta Books. 2006. • MOLINARI, Leonardo. Gerência de Configuração - Técnicas e Práticas no Desenvolvimento do Software. Florianópolis: Visual Books, 2007. 85-7502-210-5 • PRESSMAN, Roger. Software Engineering: A Practitioner's Approach, 6ªedição, Mc Graw Hill, 2005. Ciência da Computação – UGF – Candelária

  12. Dúvidas? Ciência da Computação – UGF – Candelária

  13. Contatos • Pedro Arruda prnta@hotmail.com • Isis Couto kicouto@hotmail.com • Filipe Luiz e Souza lipe_ls@hotmail.com Ciência da Computação – UGF – Candelária