MODELOS - PowerPoint PPT Presentation

slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
MODELOS PowerPoint Presentation
play fullscreen
1 / 43
MODELOS
130 Views
Download Presentation
lester
Download Presentation

MODELOS

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. MODELOS Parte integrante da experiência humana Necessidade de entender / dominar o mundo • Cria-se modelos baseados nos: • Cinco sentidos humanos: • Visão • Olfato • Audição • Tato • Paladar • Conhecimentos existentes

  2. Conhecimento • Construção de esquemas / modelos mentais • Baseado: • num processo de comunicação entre pessoas, negociações interativas • modelos mentais existentes • Experiências diferentes: • Modelos mentais diferentes ---------- --------- ---------- ?????? --------

  3. Limitação Humana • Necessidade de um meio de comunicação • Externo • Compartilhado • Formal ( dado ) • Linguagem falada / escrita • Figuras • Gestos

  4. PROCESSO DE COMUNICAÇÃO AMBIENTE EXTERNO referência projeção RECEPTOR EMISSOR MEIO codificação decodificação RUÍDO MENSAGEM

  5. LINGUAGEM CONJUNTO DE SINAIS LIGADO POR REGRAS DE : • SINTAXE • MODOS DE COMO OS SINAIS SÃO LIGADOS EM CONJUNTOS MAIORES • SEMÂNTICA • CORRESPONDÊNCIA ENTRE OS SINAIS E O MUNDO REAL ( SIGNIFICADO ) • PRAGMÁTICA • CONDIÇÕES E EFEITOS DO USO DOS SINAIS

  6. INFORMAL SOFTWARE USUÁRIO FORMAL FÍSICO MENTAL HARDWARE TEORIA DOS TRÊS MUNDOS POPPER INFORMÁTICA COMO INSTÂNCIA DOS 3 MUNDOS

  7. INTERCOMUNICAÇÃO HOMEM - COMPUTADOR protocolos Ruídos deteção de erros usabilidade HARDWARE SOFTWARE USUÁRIO ergonometria linguística

  8. REALIDADE MUNDO FÍSICO AGÊNCIA MUNDO MENTAL MODELO IMPLEMENTAÇÃO USUÁRIO ENTENDIBILIDADE ELEGÂNCIA O quê estrutura SOFTWARE comportamento como DESEMPENHO USABILIDADE OPERAÇÕES OPERADOR PROGRAMA

  9. Desenvolvimento de Sistemas ( software ) Todas as pessoas da equipe de desenvolvimento devem ter o mesmo entendimento das necessidades e propósitos do sistema • Pontos de vista naturalmente conflitantes • Especialista do problema • Especialista da tecnologia • Especialista da gerência • Usuário do Sistema • Visão comum • Modelos • Textos • Diagramas

  10. Modelo • Feito de acordo com um certo ponto de vista de um • Especialista • Deve entender suas percepções e suposições à cerca da realidade • Compartilhar com todos os membros da equipe • Usar modelos

  11. Modelo Simplificação de um sistema complexo, com a finalidade de se comunicar detalhes específicos • Foca a atenção nos interesse específicos • Esconde ou omite a visão nos outros aspectos do problema • Exige a capacidade de abstração

  12. Modelos • Compromisso entre • Entendimento • Precisão • O “modelo” que é uma descrição de 100% do sistema • ( isomorfo / idêntico ) • Não pode ser considerado um modelo • Não torna possível o entendimento da realidade É necessário sacrificar a precisão do modelo em favor de sua entendibilidade

  13. O número 7 2 O homem é capaz de perceber somente a interação de cinco a nove, em média sete, conjuntos de informação • Insuficiência para captar / reter informação • Necessidade de partir o sistema em partes menores • Dominar completamente essas partes e de volta integralizá-las no todo

  14. Tipos de Modelos Existem muitas formas de modelagem • Uma certa estória pode ser contada ( modelada ) de diversas formas: • Poesia • Livro • Peça de teatro • Novela • Jogo multimídia • A escolha do modelo correto depende da • Experiência • Educação • do Modelador • da Audiência

  15. Para se construir um modelo deve-se conhecer a audiência objeto do processo de desenvolvimento de sistemas • O contrário teremos: • Modelos ineficazes • Falta de comunicação

  16. Percepção do Modelo • Quais os modelos mentais existentes no leitor ? • Contexto existente: • abstrato • físico • Representação do Modelo • Influencia a interpretação dos símbolos usados no modelo • Letras • Números • Icons Se a audiência não sabe ler e escrever ?

  17. Como a percepção é afetada pelo contexto

  18. Objetivo da Modelagem • Integrar • A descrição de um sistema complexo • A expectativa da audiência que receberá a descrição O modelo deve exibir aspectos do sistema numa maneira que favoreça o entendimento da audiência

  19. Análise de Sistemas complexos Fatorização de sistemas – Abordagens utilizadas Descrição de alto nível do domínio complexo Detalhes Cima para Baixo ( top-down ) Detalhes concretos do sistema Descrições abstratas / funcionalidades do sistema De baixo para Cima ( bottom-up ) Levantamento de um ponto de começo ( uso do sistema ) Detalhar ( o uso ) descobrindo, simultaneamente, as funções do sistema Dentro para Fora ( middle-out )

  20. Abordagens para fatorização de um sistema • Exemplo: Sistema legado sem documentação Definição das funcionalidades do sistema com a observação da hierarquia das interfaces Entendimento do modelo de dados sem conhecer a lógica dos negócios que manipula os dados Análise de um módulo de código e levantamento das telas e dados que são manipulados pelo uso do mesmo

  21. Abordagens para fatorização de um sistema

  22. Análise de Sistemas Clássica Elementos Básicos de um Sistema • Limites • Diferença entre o que é interno e externo ao sistema • Interface • Comunicação através dos limites do sistema, do exterior ao interior e vice-versa • Componentes • Elementos que interagem para realizar o comportamento do sistema • Entidades : elementos manipuláveis do sistema • Controladores: elementos que provem a lógica do sistema • Relacionamentos • Relações entre os componentes do sistema

  23. Visão sistêmica • Sistema: Interruptor • Limites : parede • Interface : tecla • Controlador: temporizador • Componentes: • Caixa / Placa /Corpo • Relacionamento Estrutural: • Caixa na parede • Corpo do interruptor na caixa

  24. Modelagem clássica de um Sistema Uso de ícones para representar os elementos de um sistema

  25. Processo de Análise de Sistemas Fatorização x Modelos Ícones para representar os elementos do sistema, na medida que os detalhes são localizados e elaborados Os elementos: são conectados por relações de dependência São agrupados por componentes

  26. Levantamento do Sistema Descoberta de informações sobre o sistema • Por Observação Direta • Usada quando não se quer interferir no sistema em estudo • Por experimentação • Com manipulação do sistema • No desenvolvimento de sistemas ( software ) • Observação: levantamento do sistema atual para definição dos requisitos • Experimentação: protótipos usados como base para tomada de várias decisões

  27. Definidos • A forma do modelo ( visual ) • O mecanismo de investigação ( observação ) • Próximo Passo: • Captura de informação do sistema • De forma usável • Técnicas de Análise • ABSTRAÇÃO / ESPECIALIZAÇÃO • FATORIZAÇÃO / SÍNTESE • OCULTAÇÃO / ENFATIZAÇÃO • ENCADEAMENTO

  28. Habilidade de se achar fatores comuns ou diferenças entre os elementos que compõem o sistema em desenvolvimento ABSTRAÇÃO / ESPECIALIZAÇÃO Achar Características comuns entre dois ou mais elementos, afim de se reduzir redundância e prover uma descrição comum Achar Diferenças entre os elementos do sistema, levantando as características únicas de cada um

  29. Agrupamento por abstração • Cor • Forma • Tamanho Não existe maneira errada ou certa para se agrupar.O modelo correto é definido pelo uso desejado do mesmo: Por exemplo: Estudo de cores, princípios de geometria congruente, efeitos da mudança de volumes

  30. FATORIZAÇÃO / SÍNTESE “Dividir para Conquistar “ • Divisão do problema em partes componentes • Cada parte é investigada independentemente • É feita uma recomposição para se voltar ao modelo inicial

  31. OCULTAÇÃO / ÊNFASE Objetivo: Criar um modelo que de forma seletiva focaliza ( ou desfocaliza ) um certo elemento do sistema Desenvolvimento de sistemas Por exemplo: Definir os atributos e as operações das classes relativas a uma certa atividade

  32. ENCADEAMENTO dos elementos do sistema • Necessário para: • Se integrar as visões de • Fatorização • Abstração • Enfatização • Ligar as diversas seções do modelo Com o encadeamento descobre-se dependência entre as partes do sistema

  33. Organização de um Modelo

  34. Propósito de um Modelo • Cada modelo deve identificar de forma clara seu objetivo • Um modelo deve servir a um único propósito • Exceção: • Diagrama de Caso de Uso • Provê informação para • Teste • Gerência de Projeto • Design / Construção • Aceite pelo Usuário

  35. Modelos e seus Propósitos

  36. Forma de um Modelo • O modelo sensibiliza os 5 sentidos, estabelecendo um canal de comunicação

  37. Desenvolvimento de Software Modelos Visuais Textos/Símbolos/Sinais Formas/ Imagens / Grafos / Ícones Cores Textura

  38. Todo o bom modelo deve ter um • Tema Central( Princípio de Organização ) • Define os limites: O que incluir / Não incluir no Modelo • Centro de Atenção(correspondente a uma visão do sistema ) • Base para a informação necessária • Definido em função do que é mais importante para mostrar • Exemplos: Função do sistema / Tempo / Posição Contexto Informações do Modelo definidas em função do meio ambiente do sistema

  39. Modelo de Controle de Tráfego Aéreo

  40. Modelo de Controle de Vendas

  41. Modelo de Casos de Uso • Centro de Atenção • Cor Amarela Função de trading • Cor Azul Outras funções

  42. Contexto do Modelo • Influencia o que colocar no modelo • Sistema Carro

  43. Construção de um Modelo Propósito Contexto Cima para Baixo Dentro para For a Baixo para Cima Forma Tema Encadeamento Fatorização Abstração Enfatização Centro de Atenção Localização dos Elementos e seus Relacionamentos