slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Desenvolvimento Humano PowerPoint Presentation
Download Presentation
Desenvolvimento Humano

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 29

Desenvolvimento Humano - PowerPoint PPT Presentation


  • 102 Views
  • Uploaded on

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA (UFRB) CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE (CCS) CURSO PSICOLOGIA. Desenvolvimento Humano. . ORGANIZAÇÃO : Chirley Reis Fernanda Carneiro Osni de Jesus Raíssa Figueiredo. Relacionamento com outras crianças. Relacionamento com outras crianças.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Desenvolvimento Humano' - una


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA (UFRB)

CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE (CCS)

CURSO PSICOLOGIA

Desenvolvimento Humano

ORGANIZAÇÃO:

Chirley Reis

Fernanda Carneiro

Osni de Jesus

Raíssa Figueiredo

relacionamento com outras crian as1
Relacionamento com outras crianças
  • As pessoas mais importantes na vida das crianças são os adultos;
  • Na 2ª infância seu relacionamento com amigos e irmãos torna-se cada vez mais importante.
  • Ao relacionar-se com outras crianças, pode aferir suas competências;
slide4

Irmãos relacionam-se melhor sem a mãe por perto;

  • A partir de 5 anos, irmãos tornam-se menos físicos e mais verbais;
  • Irmãos de mesmo sexo brincam mais juntos do que pares de sexo oposto;
  • Crianças dominadas por irmãos mais velho, podem assumir papel dominante com outras crianças;
parceiros e amigos
Parceiros e amigos
  • Através de amizades e de interações as crianças pequenas aprendem:

-A se relacionar com os outros;

  • -Resolver problemas;
  • -colocar-se no lugar do outro;
  • -valores morais e normas;
slide7

Pré- escolares são seletivos em relação aos parceiros para brincar;

  • Geralmente gostam de brincar com crianças da mesma idade e do mesmo sexo. Eles são muito seletivos em relação a com quais brincam;
  • Nas salas de aula as crianças tendem a passar maior parte do tempo com crianças com as quais já tiveram experiências positivas;
slide8

Para crianças de 4 a 7 anos as características mais importantes nas amizades são: fazer coisas juntas, ter afeto, importar-se com o outro, compartilhar e ajudar mutuamente, morar perto e frequentar a mesma escola;

  • Enquanto as menores consideram mais as características físicas, como aparência e tamanho;
slide9

Crianças pré- escolares preferem parceiros pró-sociais;

  • Essas crianças cujos os pais e professores consideram socialmente competentes geralmente lidam bem com a raiva, evitando insultos e ameaças. Enquanto crianças pouco populares tendem a revidar ou fazer mexericos;
caracter sticas e consequ ncias da amizade
Características e consequências da amizade
  • Pré- escolares não agem da mesma forma com amigos e com outras crianças;
  • As amizades são mais satisfatórias quando as crianças as consideram harmoniosas e neles encontram ;confirmação do seu valor pessoal;
o filho nico
O filho único
  • Em termos de realização ocupacional e educacional e de inteligência, os filhos únicos superam as crianças que possuem irmãos;
  • Pesquisas na China, também produziram descobertas positivas em relação aos filhos únicos;
  • A República popular da China estabeleceu uma política oficial de limitar as famílias em apenas uma criança;
um pa s de filhos nicos
Um país de filhos únicos
  • As pessoas que têm filhos sem pedir permissão enfrentam multas e perdas de emprego;
  • A Comissão de Planejamento Familiar proibiu as esterilizações e os abortos forçados e iniciou uma transição para um sistema mais flexível e generoso;
  • Em um pequeno, mais crescente número de municípios, as cotas fixas e a necessidade de autorização foram eliminadas;
um pa s de filhos nicos1
Um país de filhos únicos
  • Entre 4 mil crianças de terceira a sexta série de áreas rurais e urbanas, as diferenças de personalidade entre filhos únicos e crianças com irmãos foram poucas;
  • O pequeno número de problemas graves que aparecem em filhos únicos foram atribuídos a excesso de indulgência e superproteção por parte dos pais;
slide15

Quando questionários foram aplicados a 731 crianças e adolescentes urbanos, as crianças com irmãos relataram níveis mais elevados de medo, ansiedade e depressão do que os filhos únicos;

  • Um estudo randomizado em escolas de Beijing constatou que filhos únicos superaram colegas de primeira série com irmãos nas capacidades de memória, de linguagem e matemática;
  • Filhos únicos de quinta série, os quais nasceram antes de a política de restrição de filhos ter sido instituída não demonstraram uma vantagem cognitiva significativa;
cria o e popularidade
Criação e popularidade

Crianças populares geralmente possuem relacionamentos afetuosos e positivos tanto com a mãe quanto com o pai;

slide17

As crianças cujos pais utilizam a troca de idéias tendem mais a revolver os conflitos com os amigos dessa forma;

slide18

As crianças cujas brincadeiras físicas com seus pais se caracterizam de ambas as partes por , raiva, provocações, zombaria, tendem a compartilhar menos e a serem mais agressivas verbal e fisicamente e a evitar o contato social;

slide19

As crianças que têm apego inseguro ou cujos pais são severos, negligentes ou deprimidos ou possuem casamentos perturbados estão em risco de desenvolver padrões sociais e emocionais pouco atraentes e de serem rejeitados pelos pares;

As crianças cujos pais utilizam disciplinas de asserção de poder tendem a utilizar táticas coercivas nas relações com os pares;

ajudando as crian as nas rela es com os amigos
Ajudando as crianças nas relações com os amigos
  • Os adultos podem ajudar o relacionamento entre as crianças promovendo encontros e monitorando as brincadeiras e sugerindo estratégias de aproximação;
slide21

Estimular as crianças ditas “solitárias” a brincar com outras crianças solitárias e a elogiar sinais de empatia e de responsividade;

slide22

Como os pré-escolares respondem aos pares com base na experiência passada, é importante ajudar as crianças a aprender estratégias efetivas antes de serem rotuladas de estranhas;

slide23

"A melhor maneira de tornar as crianças boas, é torná-las felizes." 

  • Oscar Wilde