Projeto de Infra-estrutura de Tecnologias para Web - PowerPoint PPT Presentation

projeto de infra estrutura de tecnologias para web n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Projeto de Infra-estrutura de Tecnologias para Web PowerPoint Presentation
Download Presentation
Projeto de Infra-estrutura de Tecnologias para Web

play fullscreen
1 / 41
Projeto de Infra-estrutura de Tecnologias para Web
111 Views
Download Presentation
tulia
Download Presentation

Projeto de Infra-estrutura de Tecnologias para Web

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Projeto de Infra-estrutura de Tecnologias para Web Profa. Ms. Sandra Regina Costa FAntinato

  2. A decisão de quanto investir e qual tipo de infra-estrutura determinada empresa necessita é uma escolha estratégica decisiva para as empresas. • Para Weill & Broadbent (2000), a infra-estrutura de TI é a base da capacidade da tecnologia de informação, tida como serviços confiáveis compartilhados pela empresa e coordenados centralmente, geralmente pelo grupo de sistemas de informação. • O desafio para as empresas é saber qual conjunto de serviços de infra-estrutura são apropriados para seu contexto estratégico.

  3. Tecnologias WWW

  4. Infra-estrutura de Comunicação Servidor Web PROVEDOR PROVEDOR REDE PÚBLICA INTERNET PROVEDOR Clientes Informação e Dados Disponibilizados

  5. Aplicações • Publicação de Informações • Estáticas • Dinâmicas: integração com banco de dados • Groupware • Correio eletrônico, • videoconferência, • chat • Automação de processos (workflow) • Transações Financeiras • Bancárias • Comerciais

  6. Aplicações Web • O termo “Aplicações Web” abrange um amplo espectro de sistemas construídos para serem acessados via Web: • Informacional: provê conteúdo apenas de leitura, com navegação e links simples; • Download: permite que seus usuários “baixem” informações do servidor apropriado; • Interação: provê serviços de comunicação entre uma comunidade de usuários via salas de bate-papo, mensagens instantâneas etc; • Sistema de Informação Web: sistema de informação disponível na Web; • Portal: ponto de entrada geral, de um tema específico ou de uma organização, provendo acesso a diversos serviços; • etc.

  7. Por que WWW? CUSTO • Software do cliente gratuito. • Fácil implantação e atualização. • Tecnologia evolutiva, baseada em objetos incorporados. • A tecnologia é “quase padronizada” e “quase não-proprietária”. • A mesma informação pode ser disponibilizada no meio interno e externo. • Infra-estrutura de comunicação gratuita, de alcance global. TECNOLOG I A I NTEGRAÇÃO

  8. Migração de Aplicativos e Sistemas MainFrame aplicações + dados anos 70 DownSizing Cliente - Servidor aplicações e dados separados anos 80 anos 90 Browsers + Objetos Intranet interfaces homogêneas e Integração de Redes

  9. WWW: Interface Universalpara Dados e Aplicações WWW Informações Aplicações

  10. Os ObjetivosEmpresariais dos Sistemas de Informação • Excelênciaoperacional. • Novosprodutos, serviços e modelos de negócios • Relacionamentomaisestreito com clientes e fornecedores • Melhortomada de decisão • Vantagemcompetitiva • Sobrevivência

  11. Excelênciaoperacional • Ex. Wall-Mart conecta dgitalmente fornecedores a cada uma das 5.289 lojas espalhadas ao redor do mundo. Assim que um cliente compra um artigo , o fornecedor fica sabendo que deve enviar a reposião do mesmo na prateleira.

  12. Novosprodutos, serviços e modelos de negócio: • Os sistemas e as tecnologias de informaçãopermitemque as empresascriemnovosprodutos, serviços e modelos de negócio • Um modelo de negóciosincluicomoumaempresaproduz, entrega e vendeseusprodutos e serviços • A indústria de músicatestemunhoumudançasdrásticasnosmodelos de negócionosanosrecentes • A Apple tem sidomuitobem-sucedidaemintroduzirnovosprodutos e adotar um novo modelo de negócio (cd, fitascassetepor iPod e vídeo iPod.

  13. Relacionamento mais estreito com fornecedores e clientes: • Clientesbematendidossãoclientesfiéis, quecomprarãomais • Relacionamentosmaisestreitos com fornecedoresresultamemcustosmaisbaixos • O Mandarin Oriental em Manhattan usasistemas e tecnologias de informaçãoparaestimular um relacionamentoestreito com seusclientes, incluindomonitorarsuaspreferências. Por ex.: qual é a temperaturapreferida do cliente no quarto, programas de TV favoritos. Todosos dado sãoorganizadosem um servidor central e sãocontroladosobjetivandorealizarmudançasautomáticas de acordo com o perfil do clientecadastrado. • A JCPenneyusasistemas de informaçãoparaaumentarseurelacionametno com seufornecedor de Hong Kong. O estoque de camisasda Penney chegapraticamente a zero, assimcomo o custo de estoca-lo.

  14. Melhor tomada de decisão: • O resultado final de umaempresapode ser comprometidoporgerentessobrecarregados de dados inoportunosouinúteis, o queosobriga a trabalhar com suposições. • Dados em tempo real melhoram a capacidade de osgerentestomaremdecisões

  15. Vantagem competitiva: • Alcançarosobjetivosempresariaisqueacabamos de mencionaremgeralleva a vantagemcompetitiva • Vantagenssobreosconcorrentesincluem: • cobrarmenosporprodutossuperiores, • melhordesempenho e • melhorresposta a clientes e fornecedores • A Dell Computer é um dos melhoresexemplos de estabelecimento de vantagemcompetitiva à medidaque continua sendolucrativadurante um períodoemqueospreços do PC vêmcaindoconstantemente. Montagem de PC customizados de acordo com a necessidade do cliente.

  16. Sobrevivência • As empresastalvezpreciseminvestiremsistemas de informaçãoporqueeles se tornaramimprescindíveis à prática do negócio. • Por ex. Depoisque o Citibank introduziuosprimeiroscaixaseletrônicosem 1977, paraatrairclientes, seusconcorrentescorreramparaoferecer o serviçotambém. Hojetodososbancosoferecemesseserviçoquetornou-se imprescindível.

  17. Compreendendo os SI: a abordagem de Resolução de Problemas • Poucosproblemasempresariaissão simples oufáceis de compreender • Muitosproblemasempresariaisenvolvem um conjunto de fatoresquepodem ser categorizadoscomo: • organizacionais, tecnológicos e humanos

  18. Um Modelo para o Processo de Resolução de Problemas • Identificação do problema • Propostas de solução • Escolha • Implementação • A resolução de problemas é um processo, não um evento. Nãodeve-se encarar um problemacomo um eventoquetermina. Ex. As novas variedades de vírus de computadorobrigamosprogramasantivírus a evoluircontinuamente. • O processo é contínuo o evento é isolado.

  19. A Resolução de Problemas É um Processo Contínuo de Quatro Passos Durante e depois da implantação, o resultado precisa ser continuamente medido, e os solucionadores de problemas devem procurar saber em que medida a solução está funcionando. Desse modo, a identificação do problema pode mudar ao longo do tempo, as soluções podem ser alteradas e novas escolhas podem ser feitas, tudo com base na experiência.

  20. O Papel do Senso Crítico na Resolução de Problemas • Quatroelementos do sensocrítico: • Manter uma postura questionadora e adiar o julgamento • Ter consciência das diferentes perspectivas • Testar as alternativas e deixar que a experiência dite as regras • Ter consciência dos limites organizacionais e humanos

  21. Um Alto Executivo de Informações Coloca os Negócios Antes da Tecnologia • Leia a seçãoPessoasemDestaque e entãodiscuta as seguintesquestões: • Quais são os problemas e desafios enfrentados pela Sonic? • Como ela está tentando superá-los? • Quais são as soluções disponíveis? • O CIO Mitchell Gregory é um bom solucionador de problemas para a empresa? Por quê?

  22. Estudo de caso: Sonic Corporation • Visite o site da Sonic em www.sonicdrivein.com • Como o site da Sonic melhora o seunegócio? • Quem é o público-alvo do site? Hámais de um público-alvo? • O quetornaria o site melhor? • Como o site da Sonic se comparaaos de seusconcorrentes, taiscomo McDonald’s, Burger King, Wendy’s, Checkers e Jack in the Box?

  23. O Papel dos Sistemas de Informação em uma Empresa • Os sistemas de informação se relacionamaosseguintesobjetivosempresariais: • Alcançarexcelênciaoperacional • Desenvolvernovosprodutos e serviços • Desenvolverrelacionamentoestreito e serviçoaoconsumidor • Melhorar a tomada de decisão • Promovervantagenscompetitivas • Assegurar a sobrevivência

  24. Intranets e Extranets • Plataformas tecnológicas que aumentam a integração e aceleram o fluxo de informação • Intranets: redes internas baseadas em padrões Internet • Extranets: intranets que são estendidas para uso externo autorizado • As intranets geralmente utilizam um portal • As extranets facilitam a colaboração

  25. E-Business, E-Commerce e E-Government • E-business refere-se ao uso de tecnologia digital e Internet para orientar os principais processos empresariais • E-commerce é um conjunto do E-Business que consiste em comprar e vender mercadorias e serviços pela Internet • E-government refere-se ao uso da tecnologia Internet para entregar informação e serviços aos cidadãos, empregadores e empresas

  26. O Comércio Eletrônico Hoje • Comércioeletrônico (e-commerce): usoda Internet e da Web para conduzir negócios; transações comerciais realizadas digitalmente • Começouem 1995 e cresceuexponencialmente; continua crescendo a umataxa annual de 25 por cento • Empresasquesobreviveramaoestourodabolhaponto-com e agora prosperam • A revolução do comércioeletrônicoaindaestáemseusestágiosiniciais

  27. O Crescimento do Comércio Eletrônico O faturamento do varejo eletrônico vem crescendo exponencialmente desde 1995 e apenas recentemente ‘desacelerou’ para um crescimento anual, ainda muito rápido, de 25 por cento, taxa que provavelmente permanecerá até 2008.

  28. PorQue o ComércioEletrônico É Diferente • Ubiqüidade (marketplace, custos de transação) • Alcance global • Padrõesuniversais (custos de entrada no mercado, custos de busca) • Interatividade • Densidadedainformação (transparência de preços, transparência de custos, discriminação de preços) • Personalização/Customização

  29. Personalização do Site As empresas podem criar páginas Web exclusivas e personalizadas que apresentam conteúdo ou anúncios de produtos e serviços de especial interesse para clientes individuais, aprimorando a experiência deles e criando valor adicional.

  30. Conceitos-chave no Comércio Eletrônico: Mercados Digitais e Mercadorias Digitais • Simetriadainformação • Custos de menu • Determinaçãodinâmica de preços • Desintermediação

  31. Conceitos-chave no Comércio Eletrônico: Mercados Digitais e Mercadorias Digitais • Mercadorias digitais: fornecidas através de uma rede digital • Modelos de negócios de Internet • Comunicação e comunidade (banners de propaganda, anúncios pop-up, redes de relacionamento social) • Conteúdo digital, entretenimento e serviços

  32. Categorias do ComércioEletrônico • Comércio eletrônico empresa-consumidor (B2C) • Comércio eletrônico empresa-empresa (B2B) • Comércio eletrônico consumidor-consumidor (C2C) • Comérciomóvel (m-commerce)

  33. Conquistando Intimidade com o Cliente: Marketing Interativo, Personalização e Auto-atendimento • Marketing interativo e personalização • Rastreamento de cliques • Filtragemcolaborativa • Blogs • Auto-atendimento do cliente

  34. Comércio Eletrônico Empresa-Empresa: Novos Relacionamentos e Eficiências • TrocaEletrônica de Dados (EDI) • Procurement/E-procurement (é uma aplicação Web, e permite que os compradores gerenciem suas compras e otimizem seu tempo na redução operacional em relação aos sistemas de cotações convencionais.) • Redessetoriaisprivadas • Bolsasprivadas • E-marketplaces • Bolsas

  35. Tipos de Sistemas de Pagamento Eletrônico • Sistemas digitais de pagamento por cartão de crédito • Carteirasdigitais • Micropagamento • Sistemas de pagamento digital de saldo devedor acumulado • Sistemas de pagamento de valor pré-armazenado • Dinheiro digital • Sistemas peer-to-peer (P2P) • Chequesdigitais • Sistemas eletrônicos de apresentação e pagamento de faturas

  36. Sistemas de Apoio à Decisão do Cliente Baseados na Web • Interatividade e personalização • Intensidadedainformação • Sistemas de apoio à decisão do cliente (SADC) dão apoio ao processo de decisão de um cliente existente ou potencial • Mecanismos de busca, agentes inteligentes, catálogos on-line, diretórios Web, grupos de discussão, e-mail etc.

  37. Troca Eletrônica de Dados (EDI) As empresas usam a EDI para automatizar transações de comércio eletrônico B2B e para reposição contínua de estoque. Os fornecedores podem enviar automaticamente dados sobre encomendas às empresas compradoras. Estas, por sua vez, podem usar a EDI para transmitir aos fornecedores dados de pagamento e solicitações de estoque e produção.

  38. Serviços e Aplicações de M-commercemobile • Pagamento de contasmóvel • Conteúdo e produtos • Serviçosbancários e financeiros • Publicidadesemfio • Serviçosbaseadosemlocalização • Jogos e entretenimento

  39. Interatividade: M-Commerce • Quetipos de serviços de m-commerce seuprovedor de telefoniacelularoferece? • Quaisdessesserviçosvocêutiliza? • Quetipos de transaçõesvocêrealizaatravés de seutelefonecelularououtrodispositivosemfio? • Quetipos de transaçõesvocêgostaria de realizar, masnãoestãoatualmentedisponíveis? • Qual é suaopinião a respeitodapublicidadesemfio e do marketing móvel?

  40. Desafios do M-commerce • Inconveniência de teclados e telas • Velocidades de transferência de dados • Custos • Memória e baterialimitada • Conteúdo

  41. Personalização para o Cliente Graças à Ubiqüidade da Internet Empresas podem usar equipamentos móveis sem fio para entregar novos serviços de valor agregado diretamente a clientes a qualquer hora e lugar, ampliando a personalização e aprofundando seus relacionamentos.