slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Desafios da Responsabilidade Social Empresarial Paulo Itacarambi PowerPoint Presentation
Download Presentation
Desafios da Responsabilidade Social Empresarial Paulo Itacarambi

Loading in 2 Seconds...

  share
play fullscreen
1 / 45
Download Presentation

Desafios da Responsabilidade Social Empresarial Paulo Itacarambi - PowerPoint PPT Presentation

trumble
104 Views
Download Presentation

Desafios da Responsabilidade Social Empresarial Paulo Itacarambi

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Desafios da Responsabilidade Social Empresarial Paulo Itacarambi

  2. Missão: Mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios de forma socialmente responsável, tornando-as parceiras na construção de uma sociedade sustentável e justa. Empresas Associadas:

  3. PERFIL DAS ASSOCIADAS

  4. Contribuições das empresas associadas Patrocínios às atividades Apoios de Fundações estrangeiras Sustentabilidade

  5. Estratégia Lideranças Empresas Privadas Incentivos ao mercadoMudança Social ...identificar e fortalecer os dirigentes do processo de mudança de mentalidade e comportamento ...desenvolver ferramentas, estimular inovações e intercâmbio ...criar um ambiente favorável, facilitar o diálogo social e as parcerias

  6. 70 Nacionais Federações de Indústrias e Comércio, entidades de ensino e pesquisa, ONGs, Universidades, veículos de comunicação etc. 25 Internacionais Business for Social Responsibility (EUA) - BSR (EUA); Harvad (EUA); Sustainability (UK); Prince of Wales (UK); Business in the Community (UK); Global Compact (ONU); GRI (EUA); AccountAbility - AA1000 (UK); International Transparency (Alemanha); United Nations Volunteers - UNV (Alemanha); Fórum Empresa (America Latina) Apoio institucional Empresas associadas; Fundação Hewlett, ICCO, AVINA, Inter American Foundation, IFC e outras Parceiros

  7. O que queremos mudar

  8. Panorama Social • Os ativos das 3 pessoas mais ricas do mundo equivale à renda das 600 milhões de pessoas pobres - IPEA 2001 • Estima-se que cerca de 3,8 milhões de crianças e adolescentes entre 5 e 16 anos trabalhem no Brasil – Unicef 2001 • A comparação de renda, escolaridade e analfabetismo entre brancos e negros revela desigualdade e preconceito - IPEA 2001 • O Brasil é o quarto país em desigualdade de renda no mundo, depois da Suazilândia, Nicarágua e África do Sul - PNUD 2001

  9. Panorama Ambiental • A cada dia são descartados 2 milhões de toneladas de lixo domiciliar no mundo. Isso equivale a dez montanhas do tamanho do Pão de Açúcar - Cartilha “Sou Mais Nós” Instituto Akatu/ 2002 • Dentro de 20 anos, 2/3 da população mundial não terá acesso a água - Relatório ONU/2000 • A temperatura da terra poderá aumentar entre 1,4 a 5,8 ºC até o final deste século - Lester Braun , Eco-Economia

  10. Panorama Econômico • A produção mundial de bens e serviços cresce de 6 para 43 trilhões de US$ entre o ano de 1950 e 2000. E... • Aumenta desemprego estrutural; • Aumenta a desigualdade entre países ricos e pobres; • 1/3 das áreas agrícolas perdem a camada superior do solo • As florestas mundiais encolhem pela metade; • 2/3 dos sítios pesqueiros oceânicos estão sendo explorados além de sua capacidade; • Aumenta o uso inadequado da água com consumo superior à capacidade de renovação dos reservatórios naturais.

  11. Isto é sustentável?

  12. Desenvolvimento Sustentável é o que “satisfaz as necessidades do presente sem comprometer a capacidade de as futuras gerações satisfazerem suas próprias necessidades”. Comissão Brundtland, 1987 Conceito de Sustentabilidade Sustentabilidade Empresarial assegura o sucesso do negócio a longo prazo e ao mesmo tempo contribui para o desenvolvimento econômico e social da comunidade, um meio ambiente saudável e uma sociedade estável. Qual o papel da empresa diante destas questões ?

  13. Conceito – Responsabilidade Social Empresarial É a forma de gestão que se define pela relação ética, transparente e solidária da empresa com todos os públicos com os quais ela se relaciona e pelo estabelecimento de metas empresariais compatíveis com o desenvolvimento sustentável da sociedade, preservando recursos ambientais e culturais para gerações futuras, respeitando a diversidade e promovendo a erradicação das desigualdades sociais

  14. RSE e Filantropia prestadores de serviços acionistas funcionários comunidade fornecedores consumidores meio ambiente governo Investimento Social Privado Ação social Filantropia Fonte: www.gife.org.br - GIFE/2003

  15. Responsabilidade Social Empresarial • Atitude estratégica, vai além da postura legal, filantropia e cidadania empresarial • Compromisso com os efeitos sócio-ambientais das atividades da empresa • Compromisso com a prática de princípios e valores éticos humanitários • Postura ética e transparente nos negócios • Cria valor para todas as partes envolvidas

  16. Responsabilidade Social Empresarial Estratégia de transformação social Estratégia empresarial Sustentabilidade Da Sociedade Dos Negócios

  17. Desenvolvimento de comportamento responsável em relação aos efeitos socioambientais Construção de compromissos entre as partes diretamente envolvidas nas atividades Atitudes e qualificação das relações como fatores indutores de mudanças efetivas Desenvolvimento de novos padrões de exigências da sociedade Fortalecimento de controles sociais sobre as atividades econômicas: controle direto das partes interessadas autoregulação do mercado regulamentação pública (efetividade) Visão de Processo

  18. Maior produtividade Clima organizacional Atração e retenção de talentos Maior competitividade Confiabilidade e reputação Fortalecimento da marca Melhor gestão dos riscos Menor custo de acesso à capitais e outros mercados Reconhecimento do valor social e ambiental agregado Maior rentabilidade Resultados para a Empresa

  19. Jan Jul Jan Jul 2002 2002 2003 2003 21,5% 20% 10,2% 0% -20% vs. Ethical Ibovespa novembro 2001 Valorização da aplicação Fundo ABN AMRO ETHICAL Retorno acumulado

  20. Valorização das ações • DJSI World – USD Performance and Risk (I)December 1993 -June 2004, USD, Total Return Index • DJSI World / DJGI World: • Correlation: 0.9633 Tracking Error: 4.30% • DJSI Volatility: 15.86% DJGI Volatility: 14.66% 149% 109%

  21. Lucros maiores aqui… 12,4% Rentabilidade das 500 maioresempresas do país12,4%17,2% Rentabilidade das 150 melhores empresas para trabalhar17,2%20,7% Rentabilidade das 10 melhores empresas para trabalhar20,7% A comparação entre a rentabilidade média sobre o patrimônio alcançado em 2003 pelas 500 maiores empresas do país e a do grupo das 150 e das 10 melhores empresas para trabalhar no Brasil mostra que as companhias que se relacionam bem com seus funcionários levam vantagem (1) Nas listas das 150 e 10 melhores empresas para trabalhar foram consideradas apenas as companhias que também estão entre as 500 maiores e melhores, de EXAME Fonte:Melhores Melhores e Maiores, Fipecafie The Great Place to Work Institute, publicado na Revista Exame, 15/09/04

  22. … Na Inglaterra 57,5 % Comparação entre o desempenho das ações das 50 melhores empresas para trabalhar e o da carteira FTSE All Share, que reúne as empresas de capital aberto da Inglaterra, no período de março de 1999 a março de 2004 • FTSE All Share Melhores empresas para trabalhar -19,8% Fonte: Great Place to Work Institute, publicado na Revista Exame, 15/09/04

  23. ...E NOS ESTADOS UNIDOS 134% Quanto ganharia um investidor que tivesse colocado seu dinheiro nas 100 melhores empresas americanas para trabalhar e nas 500 companhias cotadas pelo índice Standard&Poors no período de janeiro de 1998 a janeiro de 2004 25% • S&P 500 • 100 melhores para trabalhar (2) Fonte: Frank Russel company, publicado na Revista Exame, 15/09/04 (2) Carteira atualizada anualmente, conforme a lista na revista Fortune

  24. Metas Do Milênio Indicadores Ethos RSE Matriz De Evidências Sociedade Sustentável Comportamento Socialmente Responsável Negócios Sustentáveis

  25. CONTRIBUIÇÃO DAS EMPRESAS COM AS METAS DO MILÊNIOMaio 2004

  26. Exemplos Cresc. Econom. Local Desenvolv. Comunidade Gestão RH Processos Ambientais Produtos Ambientais Governança e Gestão Engajam. de Stakeholders Crescimento de receita e acesso ao mercado Economia de custos e produtividade Native – Produto: açúcar orgânico Premio de preço por ser orgânico: 60% Itaú – Conselho Adminnistração independente e criação`de área de RI Marca Valiosa Acesso a capital Gestão de riscos e credibilidade Petrobrás – Acidente na P36 em 2001 Preço da ação caiu de R$90 para R$65 Muana Alimentos – Fornecedora de palmito orgânico – paga 28% a mais de salário Aporte de R$1,5 milhões Capital humano Aracruz – Programa de Fomento Florestal Licença ambiental Valor da marca e reputação

  27. Visão geral do processo de Gestão O Instituto Ethos oferece um conjunto de ferramentas para atender às necessidades da empresa nas etapas do processo de gestão da RSE • Guia de Elaboração de Balanço Social • Indicadores Ethos de RSE 2004 Diagnóstico • Relatório de desempenho de indicadores • Localizador de Ferramentas • Guia de Compatibilidade de Ferramentas Prática da RSE Divulgação para os públicos de interesse, transparência e aprendizagem Planejamento Implementação das ações de RSE • Banco de práticas • Manuais • Banco de Práticas

  28. Implementação de Boas Práticas • Implantação dos Princípios Ethos de RSE • Implantação de Sistema de boa governança • Diálogo com as partes envolvidas • Gestão participativa • Promoção da diversidade e equidade na empresa • Combate sistemático da corrupção pública e privada • Investimento social articulado com políticas públicas e em parceria com OSCs

  29. CARTA DE PRINCÍPIOS Considerando que nossa Empresa é associada ao Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social e que compartilhamos a visão de que cabe às empresas o desafio de aperfeiçoar suas práticas de gestão, de modo a gerar impactos sociais e ambientais positivos e a reduzir e minimizar eventuais impactos negativos, resolvemos adotar os seguintes princípios:

  30. CARTA DE PRINCÍPIOS Primazia da éticaO princípio ético do recíproco respeito aos direitos de cidadania e à integridade física e moral das pessoas constitui a base que orienta e fundamenta nossas relações com toda e qualquer pessoa envolvida e/ou afetada por nossas ações. Responsabilidade socialReconhecemos a responsabilidade pelos resultados e impactos das ações de nossa empresa no meio natural e social afetados por nossas atividades empresariais e envidaremos todos os esforços no sentido de conhecer e cumprir a legislação e de, voluntariamente, exceder nossas obrigações naquilo que seja relevante para o bem-estar da coletividade. Procuraremos desenvolver e divulgar a todas as partes interessadas um programa ativo e contínuo de aperfeiçoamento ético de nossas relações com as pessoas e entidades públicas ou privadas envolvidas em nossas ações.

  31. CARTA DE PRINCÍPIOS ConfiançaA confiança recíproca entre as partes envolvidas é um valor básico e fundamental sobre o qual se assentam todas as nossas relações. A observância aos compromissos assumidos e a sinceridade em assumir apenas aqueles compromissos que somos capazes de cumprir são condições que sempre podem ser cobradas de nós e que cobraremos dos demais. Procuraremos identificar, discutir e agir em situações, atuais ou potenciais, que ponham em risco a coerência e a consistência de nossos princípios e valores. IntegridadeProcuraremos conduzir todas as nossas atividades com integridade, combatendo a utilização do tráfico de influência e o oferecimento ou o recebimento de suborno ou propina por parte de qualquer pessoa ou entidade pública ou privada; buscaremos influenciar nossos fornecedores e parceiros para que também combatam práticas de corrupção, nas esferas pública e privada.

  32. CARTA DE PRINCÍPIOS Valorização da diversidade e combate à discriminaçãoRespeitamos e valorizamos as diferenças como condição fundamental para a existência de uma relação ética e de desenvolvimento da humanidade. Procuraremos estimular a promoção da diversidade cultural, social e étnica como um diferencial positivo de desenvolvimento da nossa missão. Não toleraremos a discriminação sob qualquer pretexto. Diálogo com as partes interessadasAcreditamos que o diálogo é o único meio legítimo de realização da persuasão, superação de divergências e resolução de conflitos. Buscaremos identificar e atender aos legítimos interesses das várias partes interessadas - pessoas ou grupos de pessoas e organizações afetadas pela nossa atuação – de maneira equânime, transparente e sem subterfúgios, garantindo-lhes veracidade e objetividade nas informações.

  33. CARTA DE PRINCÍPIOS TransparênciaConsideramos indispensável que a sociedade tenha acesso às informações sobre o comportamento ético e responsável das empresas. Buscaremos disponibilizar, de forma satisfatória e acessível, os dados e informações que permitam a avaliação das contribuições e impactos sociais e ambientais de nossas atividades, ressalvadas as informações confidenciais. Marketing responsávelBuscaremos orientar nossa política de marketing e comunicação pelo respeito à veracidade, consistência e integralidade das afirmações, refletindo nossos valores e estimulando o comportamento ético e responsável do público.

  34. CARTA DE PRINCÍPIOS InterdependênciaConsideramos que o sucesso do nosso empreendimento é interdependente com o bem-estar da sociedade. A saudável disputa nos negócios deve promover a sustentabilidade social, econômica e ambiental. Comunidade de aprendizagemSomos parte de uma comunidade em processo de aprendizagem e evolução baseada no contínuo aperfeiçoamento das práticas e processos de gestão das empresas. Participar do Instituto Ethos é participar desta comunidade.

  35. Avanços da Responsabilidade Social no Brasil

  36. Principais avanços Instituto Ethos:+891empresas Global Compact:+200 empresas brasileiras+500 Práticas empresariais(10% são relacionadas ao público interno)Políticas Públicas: Presença nas agendas CDES - Conselho para o Desenvolvimento Econômico e Social Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional.UNCTAD- Confederação Nações Unidas para Comércio e Desenvolvimento.Novo Mercado Bovespaclassificação para companhias (governança corporativa + ética)

  37. Programa de RSE dos Fundos de Pensão critérios de RSE para seus investimentose gestão Fundo Ethicaldo ABN-Amro Brasil SA 8000:+40 empresas brasileiras (70 até final 2004) Balanço Social Prêmio Balanço Social (Ibase;Aberje;Ethos; Fides; Apimec) Envolvimento das entidades empresariais e sindicais (Federações de industrias; Cut- Observatório Social) Principais avanços

  38. Internalizar conceitos e práticas nas empresas e na cadeia produtiva; Aprofundar conhecimento sobre processos de gestão e impactos da RSE; Engajar agentes indutores de mercado públicos e privados; Articular RSE com políticas públicas Principais desafios

  39. www.ethos.org.br

  40. Obrigado pela sua atenção! www.ethos.org.br 11-3897-2400