slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Elaborado para: Sebrae Por: Diferencial Pesquisa de Mercado Abril de 2010 PowerPoint Presentation
Download Presentation
Elaborado para: Sebrae Por: Diferencial Pesquisa de Mercado Abril de 2010

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 182

Elaborado para: Sebrae Por: Diferencial Pesquisa de Mercado Abril de 2010 - PowerPoint PPT Presentation


  • 104 Views
  • Uploaded on

Sebrae Estudo do Ambiente Econômico e Institucional dos Municípios do Programa de Desenvolvimento. Carlópolis. Munhoz de Mello. Relatório Imbaú. Imbaú. Bom Sucesso do Sul. Elaborado para: Sebrae Por: Diferencial Pesquisa de Mercado Abril de 2010. Sumário. 1.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

Elaborado para: Sebrae Por: Diferencial Pesquisa de Mercado Abril de 2010


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
    Presentation Transcript
    1. SebraeEstudo do Ambiente Econômico e Institucionaldos Municípios do Programa de Desenvolvimento Carlópolis Munhoz de Mello Relatório Imbaú Imbaú Bom Sucesso do Sul Elaborado para: Sebrae Por: Diferencial Pesquisa de Mercado Abril de 2010

    2. Sumário

    3. 1 IntroduçãoIntrodução, Metodologiae Amostra

    4. Apresentação do Estudo O Sebrae está inserido em um novo projeto que visa fortalecer municípios em desenvolvimento do estado do Paraná, aplicando esforços e programas para que as condições de empreender e ter sucesso na condução das empresas melhore, e com isto, o município passe a gerar mais emprego e renda com as consequentes melhorias sociais. Neste projeto, o Sebrae opera como articulador, fazendo a ponte com as entidades municipais, estaduais e federais, públicas ou privadas, a fim de que trabalhem juntas em projetos que aproximem a instituição de seus objetivos com este programa. Para contribuir com estes programas de desenvolvimento, é necessário estabelecer uma estratégia para os municípios e um conjunto de ações pontuais que removam barreiras ao desenvolvimento e potencializem oportunidades naturais destes municípios. Para estabelecer os planos de ação, é fundamental conhecer a realidade econômica e institucional de cada município, a fim de obter o melhor resultado das ações aplicadas. Para isto, o Sebrae contratou este estudo, que aborda diversos aspectos da realidade econômica do município de Imbaú.

    5. Apresentação do Estudo Público-Alvo • Para os públicos pesquisados foram eleitos:Instituições presentes no local;Líderes comunitários e empresariais;Agentes relevantes do poder público;Empresários, autônomos, empreendedores e produtores rurais em geral.

    6. Apresentação do Estudo Objetivo do Estudo • Intensificar o conhecimento do ambiente econômico e institucional do município de Imbaú; • Identificar agentes locais do desenvolvimento, grupos organizados de trabalho, lideranças; • Levantar dados cadastrais de empreendedores dos setores mais importantes da região, sejam eles formais ou em processo de formalização, privilegiando aqueles mais organizados; • Detectar oportunidades e vazios econômicos do município e da região estudada como um todo; • Identificar a que os agentes locais mais associam o município (produtos, eventos, pontos turísticos ou outro ícone que possa ser ponto de partida para o desenvolvimento).

    7. Áreas de Investigação Características Sócio-Demográficas e Econômicas de Imbaú: evolução dapopulação, número de empresas formais, número de funcionários, PIB e PIB per capita, dados de produção agrícola, entre outros; Aspectos Gerais do Município de Imbaú: aspectos gerais da economia do município, setores mais aquecidos, setores em crescimento, setores em desenvolvimento na cidade, ambiente institucional etc.; Como são os Estabelecimentos em Imbaú?: setor de atuação dos estabelecimentos, gênero e idade dos empreendedores, tempo de atuação como empreendedores e ano de fundação dos estabelecimentos; Como os Estabelecimentos da Cidade de Imbaú Atuam?: situação legal, atividade principal, principais produtos ou serviços, número de funcionários; Ambiente Econômico e Organizacional: controle do estabelecimento, faturamento, percepção de queda ou aumento do faturamento nos últimos anos e motivos, principais dificuldades na condução e administração do estabelecimento; Apoio Institucional aos Empreendedores: recebimento de apoio institucional, tipos de contato realizado com o Sebrae, motivos para procurar o Sebrae, associações e parcerias; Avaliação do Ambiente Econômico e Social de Imbaú: Vantagens e dificuldades por estarem instalados no município, percepção de setores mais e menos aquecidos, oportunidades de desenvolvimento, necessidade de mão de obra etc.

    8. Metodologia Coleta, Organização e Análise de Dados Secundários • Foram coletados, organizados, tratados e analisados centenas de dados secundários. As informações abordam dados demográficos e de infraestrutura como: população, escolaridade, taxa de alfabetização, área territorial, densidade demográfica, índice de desenvolvimento humano,número de empregados e de empresas. Dados econômicos como: PIB, PIB per Capita, produção agrícola, receitas municipais, finanças públicas, potencial de consumo, entre outros. • As principais fontes consultadas foram: • RAIS - Relação Anual das Informações Sociais do MTE • IBGE – principalmente os dados do Banco de Dados da SIDRA (Sistema IBGE de Recuperação Automática) • Atlas do Desenvolvimento Humano • IPARDES – Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social • Brasil em Foco – Target Marketing

    9. Metodologia Entrevistas em Profundidade com os Principais Agentes Econômicos e Institucionais A entrevista em profundidade segue um roteiro previamente definido pelo instituto de pesquisa e pelo contratante, é previamente agendada com o entrevistado, devendo ocorrer no escritório ou local do entrevistado, seu conteúdo é gravado, transcrito e posteriormente analisado. Foram realizadas 7 entrevistas com lideranças e instituições do município. Entre estes entrevistados, estão representantes de entidades atuantes, os principais empreendedores e representantes do poder público.

    10. Metodologia Pesquisa Quantitativa As entrevistas com empresários e empreendedores foram realizadas em seus estabelecimentos ou propriedades e em pontos de fluxo, que permitiram abordar empresários circulando na cidade. Foram realizadas 155 pesquisas entre os dias 09 e 20 de novembro de 2009.

    11. Amostra Para se detectar mudanças de comportamento entre os segmentos de interesse, são apontadas diferenças de comportamento quando elas são estatisticamente relevantes, através de teste Z para diferenças de proporções, bi-caudal, com 90% de confiança, que corresponde a um teste unicaudal com 95% de confiança. O comportamento do segmento sempre é comparado com os demais segmentos de sua subdivisão. Os segmentos utilizados foram assim divididos: Urbana – 127 Rural - 28 Tipo de Área Masculino – 103 Feminino - 52 Gênero do Entrevistado Tempo de Atuação dos Empreendedores* Menos experientes (até 15 anos) – 85 Mais experientes (mais de 15 anos) – 63 * Sete entrevistados não informaram o tempo de atuação como empreendedor.

    12. 2 Características Sócio-Demográficas e Econômicas de Imbaú Dados Demográficos, Econômicos e de Desenvolvimento

    13. Dados Demográficos O município de Imbaú está localizado no centro do estado do Paraná, mais especificamente na microrregião de Telêmaco Borba, que é composta por 6 municípios. Para referência, os dados apresentados neste capítulo serão, em sua maioria, comparados com os dados da microrregião de Telêmaco Borba e com os dados do Estado do Paraná.

    14. Dados Demográficos Municípios Pertencentes à Microrregião de Telêmaco Borba População

    15. Dados Demográficos População de Imbaú– 2000 e 2007 18% O município de Imbaú registrou um aumento de 18% na população em 2007. Enquanto isto, o estado e a microrregião de Telêmaco Borba cresceram apenas 7,5% e 5,6%, respectivamente. Fonte: IBGE - Cidades e BDE - IPARDES (IBGE - Censo) * Não existem dados para datas antes de 2000, pois o município foi fundado em 1997.

    16. Dados Demográficos Participação da População Rural e Urbana em Imbaú – 2007 Município de Imbaú Microrregião de Telêmaco Borba Estado do Paraná % Pop. Urbana 62% 70% 84% % Pop. Rural 38% 30% 16% Enquanto a microrregião de Telêmaco Borba possui 30% da população na área rural e no estado apenas 16%, a cidade de Imbaú atinge 38% da sua população residindo na área rural da cidade. Fonte: Brasil em Foco

    17. Dados Demográficos Densidade Demográfica (hab/km2) – 2000 a 2007 Área territorial do município de Imbaú: 330,154 km² Fonte: IBGE-IPARDES * Não existem dados para datas antes de 2000, pois o município foi fundado em 1997.

    18. Dados Demográficos População e PEA* (População Economicamente Ativa) – 2007 O dado significa que, em Imbaú, existem 2,52 habitantes para cada cidadão economicamente ativo A relação entre população e população economicamente ativa mostra o quanto existem geradores de renda para apenas consumidores de renda. Quanto menor a relação, mais dinâmica é a economia da área analisada. Neste sentido, Imbaú esta acima do estado do Paraná e da microrregião de Telêmaco Borba. Fonte: BDE-IPARDES e IBGE * PEA é a soma das pessoas a partir de 10 anos de idade que estão trabalhando mais as pessoas que estão desempregadas que estão procurando emprego. A PEA de 2007 foi estimado com base no crescimento da população de 2000 para 2007. Por exemplo, Imbaú teve um crescimento populacional de 18%. Assim esse será o crescimento da PEA

    19. Dados Demográficos Empregos Formais e PEA (População Economicamente Ativa) – 2007 Em Imbaú , existem 4,9 potenciais candidatos para cada emprego formal. A relação entre a PEA e os empregos formais mostra o quanto a população economicamente ativa conta com empregos formais, ou empregos de carteira assinada para sua subsistência. Quanto menor esta relação, mais empregos existem para cada potencial trabalhador, e consequentemente mais renda a cidade pode gerar. Também por este indicador, nota-se que Imbaú apresenta uma relação um pouco mais elevada que o estado e a Microrregião de Telêmaco Borba. Fonte: BDE-IPARDES (IBGE), RAIS-MTE

    20. Dados Demográficos Empregos Formais e PEA (População Economicamente Ativa) – 2007 Fonte: BDE-IPARDES (IBGE), RAIS-MTE

    21. Dados Demográficos Número de Eleitores – 2000 e 2008 Município de Imbaú Microrregião de Telêmaco Borba Estado do Paraná Ano de 2000 5.757 101.562 6.504.491 Ano de 2008 7.613 108.276 7.299.999 32% 7% 12% Variação Fonte: BDE-IPARDES (Tribunal Regional Eleitoral – TRE, Tribunal Superior Eleitoral - TSE )

    22. Dados Demográficos Número de Domicílios no Município de Imbaú – 2000 e 2007 Número médio de habitantes por domicílio: 2,98 Número médio de habitantes por domicílio: 3,78 O número de domicílios está diminuindo, mas o número de pessoas por família cresceu 27% entre 2000 e 2007. O número de habitantes por domicílio em Imbaú é maior que na microrregião de Telêmaco Borba e também do estado do Paraná. Fonte: Para os dados de 2000 - BDE-IPARDES (IBGE) e para os dados de 2007 - TARGET

    23. Dados Demográficos Classe Econômica – 2007 População AB Imbaú: 15% Telêmaco Borba: 18% Paraná: 34% Na cidade de Imbaú 15% dos domicílios são das classes AB, valor abaixo da microrregião de Telêmaco Borba, com 18%, e muito abaixo do estado do Paraná, onde esse percentual é de 34%. Fonte: Brasil em Foco – 2007

    24. Dados Econômicos PIB a Preços Correntes do Município de Imbaú –2007 Município de Imbaú Cidade de Telêmaco Borba Estado do Paraná PIB (em R$ mil) R$ 59.077 R$ 1.186.006 R$ 161.581.852 O PIB de Imbaú representa 0,04% do PIB do estado PIB per capita (R$/Hab) R$ 5.279 R$ 18.025 R$ 15.711 Os dados mostram que a geração de riquezas por habitante em Imbaú é inferior que a registrada na cidade de Telêmaco Borba e no Paraná Fonte: BDE-IPARDES Nota: PIB a preços correntes e o valor do PIB global expresso em moeda corrente, resultante da multiplicação do valor constante por um índice de preço.

    25. Dados Econômicos PIB a Preços Básicos dos Setores de Agropecuária, Indústria e Serviços (em R$ 1 mil) -2007 Participação de cada setor na economia do Município: 57% 33% 22% 14% 7% Fonte: BDE-IPARDES * Inclui administração. saúde e educação pública

    26. Dados Econômicos Dados de Produção de Imbaú - 2008 Fonte: IBGE-IPARDES * O Rendimento Médio é a relação entre a quantidade produzida (em toneladas) dividida pela área colhida (em hectare). ** O Valor Médio é a relação entre o valor total da produção dividido pela quantidade produzida.

    27. Dados Econômicos Quantidade de Soja e Milho Produzidos entre os Anos de 2000 e 2008 – em m³ De 2000 parar 2008 o município de Imbaú registrou aumento na produção de feijão e de trigo. O feijão apresentou crescimento de 204%, já o trigo apresentou um crescimento de 1090% no mesmo período. Fonte: IBGE-IPARDES

    28. Dados Econômicos Quantidade de Madeira em Tora Produzida entre os Anos de 2000 e 2008 – Em Metros Cúbicos De 2000 parar 2008 o município de Imbaú registrou um crescimento de 28% na produção de madeira em tora. Fonte: IBGE-IPARDES

    29. Dados Econômicos Número de Estabelecimentos Agropecuários com Tratores - 2006 Imbaú Cidade de Telêmaco Borba Paraná Média de tratores por estabelecimento: 20,71* Média de tratores por estabelecimento: 1,23 Média de tratores por estabelecimento: 1,49 Estabelecimentos com tratores Estabelecimentos sem tratores * Em Telêmaco Borba as principais atividades econômicas estão relacionadas à empresa Klabin S.A., que possui em seu parque de tratores 115 veículos, o que eleva abruptamente a média de tratores por estabelecimento do município. Fonte: IBGE

    30. Dados Econômicos Número de Contratos e Montante do Crédito Rural do Pronaf* - 2000 e 2009 Na cidade de Imbaú, entre os anos de 2000 e 2009, houve um grande aumento, 3.700%, no número de contratos do Pronaf, já no estado do Paraná foi registrada queda de 23%. O valor médio dos contratos na cidade de Imbaú no ano de 2009 foi 15% menor que o valor médio no Paraná. Fonte: SAF – MDA *Pronaf – Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar. Montante a preços correntes

    31. Dados Econômicos Potencial de Consumo de Imbaú (em R$ 1 mil) - 2007 Município de Imbaú Microrregião de Telêmaco Borba Estado do Paraná Potencial de Consumo Urbano R$ 36.928 R$ 488.708 R$ 86.047.386 Imbaú corresponde a 4,55% da microrregião e 0,04% do estado Potencial de Consumo Rural R$ 9.242 R$ 98.745 R$ 5.733.410 Imbaú corresponde a 8,55% da microrregião e 0,16% do estado Potencial de Consumo Total R$ 46.170 R$ 587.453 R$ 91.780.796 5,02% da microrregião e 0,05% do estado 80% urbana e 20% rural Posição de Imbaú no Ranking Estadual de Consumo*: 207º Fonte: TARGET-2007 * Este ranking inclui todos os 399 municípios que integram o estado do Paraná.

    32. Dados Econômicos Número de Estabelecimentos Formais - 2005 a 2008 Participação de empresas com pelo menos 1 funcionário no total: Em 2008, 39% das empresas possuíam pelo menos 1 funcionário registrado. Valor próximo ao registrado na microrregião de Telêmaco Borba e no estado do Paraná 39% 40% 38% 33% Fonte: RAIS – MTE

    33. Dados Econômicos Crescimento do Número de Empresas Formais com Pelo Menos 1 Funcionário – 2005 a 2008 A cidade de Imbaú teve um crescimento de 26% quanto ao número de empresas com pelo menos 1 funcionário entre 2005 e 2008. 2% 8% 15% Crescimento do Número de Empresas Formais de 2005 a 2008 Imbaú: 26% Microrregião de Telêmaco Borba: 13% Estado do Paraná: 13% Fonte: RAIS – MTE

    34. 4% Dados Econômicos Número de Famílias Beneficiadas pelo Bolsa Família** - Janeiro 2010 Crescimento do Número de Empregos Formais* – 2005 a 2008 Paraná: 433.051 Imbaú: 1.016 Imbaú registrou um crescimento de 14% no número de empregados formais entre 2005 e 2008, crescimento este maior que o registrado na microrregião, porém menor que o registrado no estado do Paraná. 14% 5% Crescimento do Número de Empregos Formais de 2005 a 2008 Imbaú: 14% Microrregião de Telêmaco Borba 8% Estado Paraná: 19% *Fonte: RAIS – MTE **Fonte: SIBEC – Sistema de Benefícios ao Cidadão / Caixa Econômica Federal

    35. Dados Econômicos Crescimento do Tamanho Médio das Empresas* – 2005 a 2008 Fonte: RAIS – MTE *Número de funcionários por empresa

    36. Percentual de Funcionários Públicos em Algumas Capitais Florianópolis – 42% Munhoz de Mello – 42% Brasília – 41% Bom Sucesso do Sul – 27% Curitiba – 23% São Paulo – 20% Carlópolis – 20% Dados Econômicos Distribuição das Empresas e Funcionários por Setores no Município de Imbaú - 2008 Fonte: RAIS – MTE* Média de funcionários por empresa. Considerando apenas as empresas com pelo menos 1 funcionário. *Esta seção compreende as atividades que, por sua natureza, são normalmente realizadas pela Administração Pública e, como tal, são atividades essencialmente não-mercantis, compreendendo a administração geral (o executivo, o legislativo, a administração tributária etc., nas três esferas de governo) e a regulamentação e fiscalização das atividades na área social e da vida econômica do país; as atividades de defesa, justiça, relações exteriores etc.; e a gestão do sistema de seguridade social obrigatória

    37. Dados Econômicos Distribuição das Empresas e Funcionários por Setores no Município de Imbaú - 2008 Fonte: RAIS – MTE* Média de funcionários por empresa. Considerando apenas as empresas com pelo menos 1 funcionário.

    38. Dados Econômicos Distribuição das Empresas e Funcionários por Setores no Município de Imbaú - 2008 Fonte: RAIS – MTE* Média de funcionários por empresa. Considerando apenas as empresas com pelo menos 1 funcionário.

    39. Ensino superior Ensino médio Ensino fundamental completo Ensino fundamental incompleto Dados Econômicos Escolaridade da Mão de Obra no Município de Imbaú – 2005 e 2008 2005 2008 A escolaridade dos funcionários de Imbaú está em ascensão. O número de funcionários com ensino fundamental incompleto caiu 15% em 3 anos. 4% 4% 27% 38% 18% 23% 50% 35% Mas ainda carece de gerar ocupações para mão de obra de nível superior. Fonte: RAIS – MTE

    40. Dados Econômicos Faixa Salarial* dos Empregados – 2008 A maioria dos trabalhadores de Imbaú recebem entre 1 e 1,5 salários mínimos por mês, ou seja, entre R$ 415,00 e R$ 622,50. Apenas 8% da população da cidade recebe mais de 3 salários. Fonte: RAIS – MTE *Considerando o salário mínimo brasileiro em dezembro de 2008, R$ 415,00

    41. Dados de Desenvolvimento Taxa de Alfabetização do Município de Imbaú – 2002 e 2007 2,6% A taxa de alfabetização de Imbaú está crescendo. Passou de 76% pata 78% em 5 anos, ou seja, 2,6%, porém a microrregião de Telêmaco Borba e o estado do Paraná cresceram no mesmo período 3% e 3,4% respectivamente. Fonte: TARGET

    42. Dados de Desenvolvimento Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de Imbaú – 1991 e 2000 13% Com esse IDH, Imbaú, em 2000 ocupa a 395º posição do ranking dos 399 municípios do estado, uma posição acima da ocupada em 1991. O IDH de Imbaú não é superior ao registrado no estado como um todo e também ao da cidade de Telêmaco Borba. NOTA: Apesar da cidade de Imbaú ter sido fundada em 1997, a região fazia parte de um setor censitário em 1991, tornando possível o cálculo do IDH. Fonte: Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil

    43. Dados de Desenvolvimento Posição no Ranking Estadual* * Este ranking incluí todos os 399 municípios que integram o estado do Paraná. ** Fonte: TARGET – 2007 *** Fonte: Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil – 2000 **** Fonte: IBGE - Cidades e BDE - IPARDES (IBGE - Censo) - 2007

    44. 3 Análise dos Aspectos Gerais do Município Localização, Acessos, Principais Características e Atividades Econômicas

    45. Análise dos Aspectos Gerais do Município Localização do Município Imbaú está localizada a cerca de 217 km da capital Curitiba e 28 km de Telêmaco Borba, principal Município da Microrregião da qual faz parte. A cidade é privilegiada por estar dentro do corredor econômico do Paraná, graças a BR-376, conhecida como Rodovia do Café, que corta o município e o coloca exatamente na metade do caminho entre Curitiba e o Norte do Paraná. Além disso, há também a PR-160 ou Rodovia do Papel, que liga Imbaú até o município de Telêmaco Borba gerando um desenvolvimento econômico pela presença de madeireiras e outras empresas do ramo. A cidade foi oficialmente desmembrada de Telêmaco Borba em 1997, é um município novo que ainda está se desenvolvendo, atualmente a população está em torno de 12.000 habitantes. Este capítulo traz as informações coletadas com as lideranças do município. Em alguns casos, as informações foram comparadas com dados do IBGE e da pesquisa realizada com empreendedores do município.

    46. Análise dos Aspectos Gerais do Município A Silvicultura e o Setor Madeireiro A produção florestal e comercialização de toras de pinus e eucalipto é a principal atividade da cidade. Cerca de 70% de sua produção é destinada in natura à Klabin, indústria de papel localizada no município de Telêmaco Borba. O restante divide-se entre a comercialização das toras para outras empresas, a transformação da madeira por serrarias da cidade e a produção, em menor escala, de carvão vegetal. Além disto, os resíduos produzidos pelas serrarias, cavaco e serragem, e os galhos e copas da arvores extraídas, são destinados a Klabin para a produção de biomassa, fonte de energia renovável. Cultivo de Pinus e Eucalipto já ocupa cerca de 40% da extensão territorial do município de Imbaú Produção de cavacos de madeira, fonte de energia limpa utilizada para alimentar fornalhas e caldeiras em indústrias

    47. A implementação de uma indústria moveleira na cidade é vista pelas lideranças como oportunidade para adensar a cadeira da madeira. Análise dos Aspectos Gerais do Município A Silvicultura e o Setor Madeireiro De uma maneira geral, apesar do segmento contribuir com a geração de impostos e propiciar alternativas de renda para famílias rurais, não gera produtos de alto valor agregado, nem uma boa quantidade de empregos nem absorve ou desenvolve mão de obra qualificada. Entre as lideranças locais, há a opinião de que a atividade poderia ser mais bem aproveitada, se a cadeia de madeira pudesse ser adensada, com a instalação de segmentos tanto a jusante, como a montante. Pensando principalmente nisto, a prefeitura cogitou a criação de um parque industrial na divisa do município com Telêmaco Borba, através da aquisição de terreno da Klabin, porém as negociações estagnaram.

    48. Análise dos Aspectos Gerais do Município A Silvicultura e a Klabin – A Dependência em Torno de Apenas Uma Grande Empresa na Região A Klabin é a maior produtora e exportadora de papéis do Brasil. Com 109 anos de existência, possui 18 unidades industriais (17 no Brasil e 1 na Argentina), produzindo papéis e cartões para embalagens, caixas de papelão ondulado, sacos industriais e madeira em toras. Em Imbaú suas atividades estão concentradas somente no reflorestamento e é possível notar certa dependência do município com relação à Klabin. O patrimônio da empresa corresponde hoje a 31% da área total de Imbaú, dentre áreas próprias e arrendadas*, sendo que apenas 38% deste patrimônio é tomado por áreas cultivadas. Um dos maiores motivos desta atividade ser hoje uma das principais da cidade é o Programa de Fomento Florestal da Klabin, detalhado no próximo slide. Visão aérea da unidade florestal da Klabin, situada em Telêmaco Borba e municípios vizinhos, que possui 3.000 km² 31%da extensão territorial de Imbaú pertence a Klabin * Os contratos de arrendamento possuem modelos diversos. O prazo de duração varia de 14 a 21 anos e são praticados em áreas acima de 100 hectares.

    49. Análise dos Aspectos Gerais do Município A Silvicultura e a Klabin – A Dependência em Torno de Apenas Uma Grande Empresa na Região O programa que conta hoje com 405 produtores participantes em Imbáu, consiste na formação de parcerias com pequenos e médios proprietários de áreas rurais a fim de formar florestas de corte. Os parceiros recebem mudas de árvores e têm garantida a compra da produção de madeira. Trata-se de uma forma da empresa terceirizar a produção florestal e dedicar-se à produção de papel. A companhia fornece assistência técnica bem como toda tecnologia para produção. A seleção dos beneficiários fica a cargo da EMATER. Além disso, a Klabin atua como avalista junto ao Banco Itaú e linhas de crédito como o PRONAF, para pequenos agricultores que não teriam condições de conseguir empréstimos bancários, abrindo perspectivas para que eles possam fazer parte de sua cadeia produtiva. A dívida do fomentado para com a Klabin é paga com parte da madeira resultante do projeto financiado. Esta conversão vem tornando-se um risco para a região, já que toda atividade está sujeita a ciclos econômicos, além do foco permanecer em atividades de baixo valor agregado. 51%das áreas reflorestadas para a Klabin em Imbaú fazem parte do Programa de Fomento Florestal. Cerca de75%dos produtores de Imbaú aderiram ao programa de fomento florestal*. * Fonte: IBGE – Censo Agropecuário 2006 e Klabin S.A.

    50. Análise dos Aspectos Gerais do Município Setor Madeireiro – Oportunidade de Adensamento da Cadeia A silvicultura é importante como geradora de impostos, mas há a percepção por parte das lideranças que a atividade poderia gerar mais valor ao município com a inclusão de mais etapas do processo. É necessário portanto tentar melhorar o aproveitamento da cadeia da madeira, através da utilização do Pinus para uma série de finalidades que podem potencializar a atividade na região. Foram identificadas as seguintes alternativas para adensamento da cadeia da madeira na região: 1. Fabricação de Móveis Rústicos de Pinus Tratado 2. Pinus para uso na Construção Civil 3. Artesanato em Pinus 4. Fabricação de Paletes de Madeira Reflorestada