slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Simpósios sobre Saúde Brasil – Portugal 200 anos (1808-2008) (Rio de Janeiro, 7-9/07/2008). PowerPoint Presentation
Download Presentation
Simpósios sobre Saúde Brasil – Portugal 200 anos (1808-2008) (Rio de Janeiro, 7-9/07/2008).

Loading in 2 Seconds...

  share
play fullscreen
1 / 16
Download Presentation

Simpósios sobre Saúde Brasil – Portugal 200 anos (1808-2008) (Rio de Janeiro, 7-9/07/2008). - PowerPoint PPT Presentation

talon-fuller
69 Views
Download Presentation

Simpósios sobre Saúde Brasil – Portugal 200 anos (1808-2008) (Rio de Janeiro, 7-9/07/2008).

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Saúde e Medicina na Metrópole Portuguesa e no Brasil ColôniaMªRachel Fróes da FonsecaCasa de Oswaldo Cruz/Fiocruz Simpósios sobre Saúde Brasil – Portugal 200 anos (1808-2008) (Rio de Janeiro, 7-9/07/2008).

  2. A saúde no Brasil colonial • Medidas de higiene: Comissários do Físico-Mor e do Cirurgião-Mor • Orientações: normas da metrópole • Junta do Protomedicato: 1782-1809 • Restabelecimento: Físico-Mor e de Cirurgião-Mor • Questionário/insalubridade da cidade: Bernardino Antonio Gomes, Antonio Joaquim de Medeiros, Manuel Joaquim Marreiros • Causas apontadas: clima, umidade, topografia, arruamento, da dieta alimentar, hábitos, causas morais. • Fundamento: teoria miasmática.

  3. Práticas de cura no Brasil colonial • assistência médico-hospitalar • reduzido nº de médicos, cirurgiões e boticários • físicos ou licenciados, os cirurgiões-barbeiros, os cirurgiões-aprovados e os cirurgiões-examinados • curadores populares (origem indígena, africana ou portuguesa) • prática de sangrias: ventosas, sanguessugas. • influxo médico trazido da metrópole: medicina popular – navegadores, imigrantes, degredados, padres • elementos das enfermidades/práticas coletivas: ex-votos • Saberes populares e conhecimentos de médicos e cirurgiões

  4. Práticas de cura no Brasil colonial(cont.) • Obras referenciais: Luís Gomes Ferreira - Erário Mineral (1735) Bernardino António Gomes (1768-1823) - Observações botanico‑medicas sobre algumas plantas do Brasil, escriptas em latim e portuguez (1803) Chernoviz (1812-1881) - Diccionario de Medicina Popular e das Sciencias Accessorias para uso das famílias contendo a descripção das causas, symptomas e tratamento das molestias (1842)

  5. A Saúde e a Medicina na capital do Império • Sede do Império • primeiras obras médicas publicadas: “Reflexões sobre alguns dos meios propostos por mais conducentes para melhorar o clima da cidade do RJ” (1808)/de Manoel Vieira da Silva “Ensaio sobre os perigos das sepulturas dentro das cidades e nos seus contornos” (1812). José Correia Picanço • Regulamentos da Fisicatura-mor • Escola de Cirurgia da Bahia (fev.1808) • Escola Anatômica, Cirúrgica e Médica do Rio de Janeiro (nov.1808) • Instituição Vacínica da Corte (1811)

  6. A Saúde e a Medicina portuguesas - daReforma Pombalina às Escolas Médico-Cirúrgicas • cenário político das guerras napoleônicas e seus desdobramentos • Condições de salubridade das cidades: Aqueduto das Águas Livres de Lisboa (1731 / 1799) teorias da aeração - necessidade de arrasar os morros e levantar o nível das cidades teorias aromáticas de purificação atmosféricas - desodorização da cidade como medidas de combate às enfermidades

  7. A Saúde e a Medicina portuguesas - daReforma Pombalina às Escolas Médico-Cirúrgicas (cont.) • Trajetórias: Bernardino António Gomes (1768-1823)- médico e químico / isolamento da cinchonina, considerada o 1º alcalóide da quina a ser isolado José Pinheiro Freitas Soares (1796-1831) / “Tratado de polícia médica” (1810) • Instituição Vacínica (1812)- • Régias Escolas de Medicina e Cirurgia, de Lisboa e do Porto (1825) • Sociedade de Ciências Médicas de Lisboa (1832)