as mortes nas estradas n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
As mortes nas estradas PowerPoint Presentation
Download Presentation
As mortes nas estradas

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 15

As mortes nas estradas - PowerPoint PPT Presentation


  • 87 Views
  • Uploaded on

As mortes nas estradas. Campos de actuação e regulação da autarquia. As autarquias têm o dever de: Manter as estradas em bom estado;

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'As mortes nas estradas' - sukey


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
as mortes nas estradas

As mortes nas estradas

Trabalho elaborado por: Paula Alexandre

campos de actua o e regula o da autarquia
Campos de actuação e regulação da autarquia

As autarquias têm o dever de:

  • Manter as estradas em bom estado;
  • Manter a sinalização em bom estado de conservação e bem visível devendo cortar todo e quaisquer planta que possa ter crescido ao seu redor e possa tornar a visibilidade deste mais reduzida;

Trabalho elaborado por: Paula Alexandre

slide3

Deve tentar resolver todo e quaisquer problema que possa existir nas estradas e as possa tornar menos segura;

  • Se esse problema não for da sua alçada deve fazer pressão para que as entidades responsáveis o resolvam o mais rapidamente possível.

Trabalho elaborado por: Paula Alexandre

o lcool e a condu o
O álcool e a condução

O código da estrada proíbe-nos de conduzir mediante o efeito de álcool. Porquê?

  • Diminui os reflexos;
  • Perturba os movimentos;
  • Faz com que o tempo de reacção aumente;
  • Faz com que tenhamos uma percepção errada da velocidade a que circulamos;

Estes são apenas alguns dos efeitos que o álcool provoca no nosso organismo.

Trabalho elaborado por: Paula Alexandre

import ncia do pelouro do urbanismo na gest o do territ rio
Importância do pelouro do urbanismo na gestão do território
  • No nosso país existem muita habitações construídas junto às estradas. Este comportamento está errado, pois podem existir crianças, ou até mesmo os adultos, ao sair de casa, no mais pequeno descuido… e pode haver um acidente.
  • Deveria haver mais fiscalização na construção das estradas.

Trabalho elaborado por: Paula Alexandre

slide6

Existe também outro ponto que acho importante focar, o estado de conservação das estradas, por vezes estas estão em estado deplorável. Deveria haver mais cuidado por parte das autarquias e partes intervenientes.

  • A G.N.R. deveria muitas vezes preocupar-se com outras coisas e não andar à procura da “Caça à multa” como se costuma dizer.

Trabalho elaborado por: Paula Alexandre

slide7

A velocidade é outro dos pontos que penso valer a pena falar.

  • Os automobilistas, não respeitam muitas vezes os limites de velocidade, são irresponsáveis, não respeitam a distância de segurança.
  • Enfim, são condutores sem responsabilidade naquilo que andam fazendo, esquecem-se que não estão a pôr só a vida deles em risco, também a dos outros automobilistas depende do seu comportamento enquanto condutores responsáveis que devem ser.

Trabalho elaborado por: Paula Alexandre

mecanismos de seguran a existentes nos autom veis
Mecanismos de segurança existentes nos automóveis

A segurança de um automóvel é cada vez mais levada em conta na escolha de um automóvel

  • Nos testes de colisão verifica-se que quanto maior for a segurança do automóvel menores serão os danos que os ocupantes deste podem sofrer;

Trabalho elaborado por: Paula Alexandre

slide9

O objectivo é que o automóvel consiga efectuar uma suavização dos efeitos da colisão. Esta pode ser conseguida através de vários mecanismos tais como:

  • Airbags, pré-tensores nos cintos de segurança e a colocação de reforços em alguns locais da carroçaria (principalmente nas portas).

Trabalho elaborado por: Paula Alexandre

o airbag
O Airbag é:
  • Uma componente de segurança dos carros;
  • Este é colocado em locais estratégicos de um carro para que quando um carro sofre um grande impacto sejam accionados;
  • São emitidos sinais para uma unidade de controle que por sua vez checa qual sensor foi atingido e assim acciona o airbag mais adequado.

Trabalho elaborado por: Paula Alexandre

slide11

É constituído por:

  • Pastilhas de nitrogénio que são accionadas por uma descarga eléctrica pela central electrónica dentro de um balão de ar muito resistente, que é o próprio Airbag, este por sua vez se enche rapidamente amortecendo assim o choque e evitando que motorista e passageiros sofra danos físicos principalmente no rosto, peito e coluna. Para evitar o sufocamento o Airbag vai perdendo pressão após o accionamento.

Trabalho elaborado por: Paula Alexandre

benef cios
Benefícios
  • Os airbags são um adicional ao cinto de segurança;
  • Reduz a chance de que a cabeça e a parte superior do corpo de um ocupante bata em alguma parte no interior do veículo;
  • Ajudam a reduzir o risco de lesões graves distribuindo os efeitos da batida mais uniformemente ao longo do corpo do ocupante;

Trabalho elaborado por: Paula Alexandre

slide13

“Um estudo recente concluiu que cerca de 6.000 vidas já foram salvas graças aos airbags.”

Trabalho elaborado por: Paula Alexandre

mecanismo de seguran a obrigat rio nos autom veis
Mecanismo de segurança obrigatório nos automóveis

Num veículo deveria existir um sensor que disparasse à medida que o seu condutor ao entrar dentro dele se fosse alcoolizado, podia também bloquear se o condutor excedesse o limite de velocidade. Era o carro ideal.

Trabalho elaborado por: Paula Alexandre

a utilidade da fiscaliza o do estado dos pneus
A utilidade da fiscalização do estado dos pneus
  • Um veiculo com os pneus em bom estado de conservação torna-se muito mais seguro que um que os tenha num elevado estado de degradação.
  • É dever da G.N.R. nas suas acções de fiscalização fazer essa fiscalização;
  • Uma estrada está molhada, e vão dois carros a circular, um tem os pneus em bom estado de conservação o outro nem tanto; O que tem os pneus em bom estado consegue ter uma melhor aderência em caso de travagem brusca que o outro. É uma questão de segurança rodoviária…

Trabalho elaborado por: Paula Alexandre