slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Tecendo a rede: Uma proposta de formação no campo da saúde mental PowerPoint Presentation
Download Presentation
Tecendo a rede: Uma proposta de formação no campo da saúde mental

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 12

Tecendo a rede: Uma proposta de formação no campo da saúde mental - PowerPoint PPT Presentation


  • 75 Views
  • Uploaded on

Tecendo a rede: Uma proposta de formação no campo da saúde mental a partir da articulação entre universidade, serviço e comunidade. Aline Aguiar Mendes (Prof. PUC- MINAS SG de Saúde e Coordenadora do Projeto)

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Tecendo a rede: Uma proposta de formação no campo da saúde mental' - simone-strong


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Tecendo a rede:

Uma proposta de formação no campo da saúde mental

a partir da articulação entre universidade, serviço e comunidade

Aline Aguiar Mendes (Prof. PUC- MINAS SG de Saúde e Coordenadora do Projeto)

Celso Renato Silva (Psicólogo CAPS-III Santa Luzia- Coordenador e Supervisor de Campo do Projeto)

slide2

Alunas Autoras:

Angélica Oliveira (Estagiária Bolsista CAPS-III Santa Luzia – Matriciamento)

Fernanda Guedes (Estagiária Bolsista CAPS-III Santa Luzia)

Francielle Nunes de Oliveira (Estagiária Bolsista – CAPS-i Santa Luzia)

Karine Assunção Andrade Dutra (Estagiária Bolsista – CAPS-i Santa Luzia)

Liam Rojas (Estagiária Bolsista CAPS-III Santa Luzia )

Mariana Antunes Henriques (Bolsista Projeto de Extensão)

Paulina Dias de Oliveira (Estagiária Bolsista CAPS-III Santa Luzia – Matriciamento)

Patrícia Chaves do Nascimento (Estagiária Bolsista CAPS-III Santa Luzia – Residência Terapêutica)

Rosania Camila Vieira (Ex-Estagiária Bolsista CAPS-III Santa Luzia – Residência Terapêutica

Tatiana Cristina da Silva (Estagiária Bolsista CAPS-III Santa Luzia – Matriciamento)

slide3

O projeto:

Parceria: PUC Minas São Gabriel e Prefeitura Municipal de Santa Luzia. O Campo: Saúde Mental (PSF, CAPS III, CAPS i, SRT).Objetivo Principal: Possibilitar a melhoria da formação de estudantes e profissionais em saúde mental para o trabalho de redes.

o projeto
O projeto:

O projeto também propõe uma interlocução entre serviço e universidade, possibilitando discussões de práticas concernentes ao campo de formação e atuação em saúde mental.

contexto da reforma psiqui trica
Contexto da reforma psiquiátrica

A reforma psiquiátrica regulamentada no Brasil pela Lei 10.216, tem como proposta a desinstitucionalização e humanização dos paciente portadores de saúde mental.

Nesta perspectiva são criados na década de 90 os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS).

contexto da reforma psiqui trica1
Contexto da reforma psiquiátrica

Em suas diversas modalidades (CAPS III, CAPS – AD, CAPSi) surgem como dispositivos para atender aos pacientes portadores de sofrimento mental, bem como seus familiares. Proposta que emerge no seio da reforma psiquiátrica no Brasil e tem como um dos objetivos a inclusão social.

metodologia
Metodologia

Primeiro Plano: Formação dos Alunos

Segundo Plano:Intervenção junto aos Profissionais

O projeto baseia-se na construção do caso clínico tendo como recurso para execução o dispositivo de conversação clínica.

campo de est gio
Campo de estágio

Em 2008: inserção do estágio curricular com 4 alunos do curso de psicologia

Em 2009: a contratação de 9 estagiários bolsistas e 4 curriculares.

Produções através do campo: 6 monografias acerca do trabalho desenvolvido na rede de saúde mental de Santa Luzia,1 um projeto de iniciação científica, 13 apresentações de trabalhos em congressos e eventos científicos diversos.

desafios
Desafios

Trabalhar em prol de uma prática interdisciplinar e desinstitucionalizante sistematizando projetos que ousem avançar práticas que coincidam com os propósitos da Reforma Antimanicomial.

refer ncias bibliogr ficas
Referências Bibliográficas
  • AMARANTE, Paulo (org.) Loucos pela Vida: a trajetória da reforma psiquiátrica no Brasil. Rio de Janeiro: Ed. Fiocruz, 1995.
  • AMARANTE, Paulo. Saúde Mental e Atenção Psicossocial. 2 ed. Rio de Janeiro: Ed. Fiocruz, 2008.
  • BESSET, Vera Lopes & Rubim, Luiza Mendes. Psicanálise e educação:desafios e perspectivas. In: Estilos da Clínica, 2007, Vol. XII, no 23, 36-55.
  • BEZERRA, Benilton. O cuidado no caps: os novos desafios. s/d. Disponível em: http://www.saude.rio.rj.gov.br/media/cuidado_nos_caps.pdf Acesso em: 26 de jun. 2010
  • BRASIL, Eysler Gonçalves Maia; JORGE, Maria Salete Bessa; COSTA, Edmara Chaves. Concepções de usuários e trabalhadores de um Caps da SER-IV, de Fortaleza – CE, acerca do cuidado em saúde mental. Ciência, Cuidado e Saúde, v.7,n.3,jul/set, 2008. Disponível em: http://www.periodicos.uem.br/ojs/index.php/CiencCuidSaude/article/view/6504/3859 Acesso em: 26 de jun. 2010.
  • BRASIL. Ministério da Saúde. Legislação em saúde mental. 1990-2004. 5. ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2004. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/legislacao_mental.pdf Acesso em: 26 de jun. 2010.
  • DIMENSTEIN, Magda; LIBERATO, Mariana Tavares Cavalcanti. Desinstitucionalizar é ultrapassar fronteiras sanitárias: o desafio da intersetorialidade e do trabalho em rede. Cadernos Brasileiros de Saúde Mental, v. 1, p. 1-10, 2009. Disponível em: http://www.abrasme.org.br/cbsm/artigos/artigos/21_Magda_dimenstein.pdf Acesso em: 26 de jun. 2010.
  • ELIA, Luciano. Consolidar a Rede de Atenção Psicossocial e Fortalecer os Movimentos Sociais. Texto proposto para a IV CONFERÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE MENTAL, 2010. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/consolidarlucianoelia.pdf. Acesso em: 26 de jun. 2010.
  • EMERICH, Bruno Ferrari. Caps no território: cuidado onde a vida acontece. UNICAMP, 2006/2007. Disponível em: http://www.fcm.unicamp.br/grupos/saude_mental/artigos/aprimorandos/4.pdf. Acesso em: 26 de jun. 2010.
  • PASSOS, Eduardo. O Caps como matriz das ações psicossociais no território. s/d. Disponível em: http://www.saude.rio.rj.gov.br/media/cuidado_nos_caps.pdf Acesso em: 26 de jun. 2010.
  • RABELO, Ionara Vieira Moura; TORRES, Ana Raquel Rosas. O significado da reforma psiquiátrica para os trabalhadores de saúde mental de Goiânia. Estudos de Psicologia, Campinas, vol.23, n.3 pp. 219-228. 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-166X2006000300001 Acesso em: 26 de jun. 2010.
refer ncias bibliogr ficas1
Referências Bibliográficas

SCHNEIDER, Alessandra Ritzel. A construção da rede de atenção em saúde mental de um município do sul do Brasil. Barbarói, Santa Cruz do Sul, n. 28, jan./jun. 2008. Disponível em: http://online.unisc.br/seer/index.php/barbaroi/article/viewFile/358/582 Acesso em: 26 de jun. 2010.

SPINK, Mary Jane; LIMA, Helena. Rigor e visibilidade: a explicitação dos passos da interpretação. In: SPINK, Mary Jane (org). Práticas discursivas e produção de sentidos no cotidiano: aproximações teóricas e metológicas. 3ª Ed. São Paulo, Cortez, 2004.

TENORIO, Fernando. A reforma psiquiátrica brasileira, da década de 1980 aos dias atuais: história e conceitos. História, Ciências, Saúde . Manguinhos, Rio de Janeiro, vol. 9, jan.-abr. 2002. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-59702002000100003&script=sci_arttext&tlng=es. Acesso em: 26 de jun. 2010.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS. Relatório Final: “Investigação dos efeitos discursivos da capsização: avaliação qualitativa do modelo CAPS”. Belo Horizonte: 2009, 189p.

Vasconcelos, E. M. (1999). Mundos paralelos, até quando? Em A. M. Jacó-Vilela, F. Jabur, & H. B. C. Rodrigues (Orgs.), Clio-psyché: histórias da psicologia no Brasil (pp.121-147). Rio de Janeiro: UERJ/NAPE.