slide1 l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS PowerPoint Presentation
Download Presentation
LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 26

LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS - PowerPoint PPT Presentation


  • 371 Views
  • Uploaded on

LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS. Competência de á rea 1: Aplicar as tecnologias da comunica ç ão e da informa ç ão na escola, no trabalho e em outros contextos relevantes para sua vida.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS' - salena


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

LINGUAGENS, CÓDIGOS

E SUAS TECNOLOGIAS

slide2

Competência de área 1:

Aplicar as tecnologias da comunicação e da informação na escola, no trabalho e em outros contextos relevantes para sua vida.

slide3

H1 - Identificar as diferentes linguagens e seus recursos expressivos como elementos de caracterização dos sistemas de comunicação.

slide4

O ouvinte imagina visualmente aquilo que o ______está transmitindo. O imaginar é algo personalizado, único, pessoal, intransferível. O ouvinte ouve a voz e a partir de experiências pessoais constrói a forma física, reelabora os seus desejos. Já a _____________ oferece algo pronto. É mais impositiva. (Ricardo Alexino Ferreira. Internet:<radio.unesp.br>)

O texto acima compara dois meios de comunicação e informação, que são

a) o telegrama e a revista impressa.

b) o jornal impresso e a Internet.

c) o rádio e a televisão.

d) o telefone e a carta.

e) a revista impressa e a carta.

slide5

O chefe de Manoel viajou por uma semana e pediu a ele que cuidasse da firma durante sua ausência. Para facilitar as coisas quando voltasse, o chefe pediu a Manoel que

registrasse por escrito todos os acontecimentos daquele período. Para atender corretamente ao seu chefe, o funcionário elaborou um

a) recado.

b) bilhete.

c) relatório.

d) site.

e) requerimento.

slide6

Concordo plenamente com o artigo "Revolucione a sala de aula". É preciso que valorizemos o ser humano, seja ele estudante, seja professor. Acredito na importância de aprender a respeitar nossos limites e superá-los, quando possível, o que será mais fácil se pudermos desenvolver a capacidade de relacionamento em sala de aula. Como arquiteta, concordo com a postura de valorização do indivíduo, em qualquer situação: se procurarmos uma relação de respeito e colaboração, seguramente estaremos criando a base sólida de uma vida melhor. Tania Bertoluci de Souza, Porto Alegre, RS, Disponível em: <:http://www.kanitz.com.br/veja/cartas.htm>. Acesso em: 2 maio 2009 (com adaptações).

slide7

Em uma sociedade letrada como a nossa, são construídos textos diversos para dar conta das necessidades cotidianas de comunicação. Assim, para utilizar-se de algum gênero textual, é preciso que conheçamos os seus elementos. A carta de leitor é um gênero textual que

a) apresenta sua estrutura por parágrafos, organizado pela tipologia da ordem da injunção (comando) e estilo de linguagem com alto grau de formalidade.

b) se inscreve em uma categoria cujo objetivo é o de descrever os assuntos e temas que circularam nos jornais e revistas do país semanalmente.

c) se organiza por uma estrutura de elementos bastante flexível em que o locutor encaminha a ampliação dos temas tratados para o veículo de comunicação.

d) se constitui por um estilo caracterizado pelo uso da variedade não-padrão da língua e tema construído por fatos políticos.

e) se organiza em torno de um tema, de um estilo e em forma de paragrafação, representando, em conjunto, as ideias e opiniões de locutores que interagem diretamente com o veículo de comunicação.

slide8

Nas estradas, é muito comum encontrarmos pessoas que utilizam gestos como o da ilustração ao lado.

Revista Malu. Edição Extra. Ano 5. nº54.

A mensagem transmitida é de

a) cumprimento ao motorista do caminhão.

b) solicitação de carona ao motorista do caminhão.

c) permissão ao motorista para seguir caminho.

d) indicação de que a estrada está em boas condições.

e) aviso de perigo.

slide9

A professora chegou na sala e disse aos alunos:

- Não olhem para os lados. Leiam atentamente todos os

enunciados da prova. Concentrem-se nas respostas e boa

sorte.

Os verbos usados na fala da professora indicam um

a) pedido.

b) comando.

c) favor.

d) agradecimento.

e) suge

slide10

Economia, Horácio

(...)

Minha filha é uma universitária; mas sempre que me escreve, do Rio, onde está morando, inicia invariavelmente suas cartas por aquele mesmo breve “Oi !” que eu, entretanto — em obediência a um velho hábito e para satisfazer antigas e obsoletas praxes do meu tempo de rapaz — traduzo mentalmente por “meu querido pai”. E vai ver que quer dizer isso mesmo. O Estado de S. Paulo, 26/9/1972.

O comentário feito acima sobre o emprego de “Oi!” indica que seu uso é próprio da linguagem

a) informal.

b) escrita.

c) profissional.

d) erudita.

e) regional.

slide11

Glossário das ruas

Pichação - Desenho sem preocupação estética, feito basicamente com símbolos e letras de alfabeto criados pelos pichadores, que só os iniciados conseguem ler. Feita, de preferência, em locais de difícil acesso.

Grafite - Pintura que nasceu na rua, com letras rebuscadas e hoje inclui desenhos; tem grande preocupação estética.

Grapicho - Mistura de pichação com grafite.

Decoração - Trabalho de grafite ou pichação feito para casas e

estabelecimentos comerciais.

Revista da Folha, 26/3/2006 (com adaptações). Esse texto foi escrito com objetivo de

a) analisar uma realidade.

b) opinar sobre conceitos.

c) descrever uma situação.

d) definir palavras.

e) denunciar um problema.

slide13

H2 - Recorrer aos conhecimentos sobre as linguagens dos sistemas de comunicação e informação para resolver problemas sociais.

slide14

José Dias precisa sair de sua casa e chegar até o trabalho, conforme mostra o Quadro 1. Ele vai de ônibus e pega três linhas: 1) de sua casa até o terminal de integração entre a zona norte e a zona central; 2) deste terminal até outro entre as zonas central e sul; 3) deste último terminal até onde trabalha. Sabe-se que há uma correspondência numérica, nominal e cromática das linhas que José toma, conforme o Quadro 2.

slide15

Quadro 1 Quadro 2

ZONA NORTE (CASA) Linha 100 Circular zona sul Linha Amarela

ZONA CENTRAL Linha 101 Circular zona central Linha Vermelha

ZONA SUL (TRABALHO) Linha 102 Circular zona norte Linha Azul

José Dias deverá, então, tomar a seguinte sequência de linhas de ônibus, para ir de casa ao trabalho:

a) L. 102 – Circular zona central – L. Vermelha.

b) L. Azul – L. 101 – Circular zona norte.

c) Circular zona norte – L. Vermelha – L. 100.

d) L. 100 – Circular zona central – L. Azul.

e) L. Amarela – L. 102 – Circular zona sul.

slide16

Paulo mora em Natal, Ana, em Fortaleza, Carlos, em Teresina. Antes de sair de casa, essas pessoas resolveram consultar o mapa meteorológico abaixo, publicado em um jornal diário, para saber se deveriam ou não levar um guarda-chuva.

De acordo com o mapa, deverá usar guarda-chuva

a) apenas Paulo.

b) Paulo e Ana.

c) apenas Carlos.

d) Carlos e Ana.

e) Carlos e Paulo.

slide18

O código de barras, presente em embalagens, tem várias finalidades de informação. Uma delas é permitir às empresas

a) controlar o estoque dos produtos.

b) atrair os consumidores.

c) ocultar os preços dos produtos.

d) fazer propaganda dos produtos.

e) enfeitar a embalagem dos produtos.

slide19

Uma secretária resolveu recorrer a um mapa da região para ir ao hospital mais próximo. Ela sai do ponto A e chega até o ponto B percorrendo o trajeto indicado no mapa. Observando o mapa utilizado, pode-se dizer que a secretária

slide20

a) seguiu em frente três quadras, entrou à esquerda, andou mais três quadras, entrou à direita e seguiu em frente.

b) seguiu em frente duas quadras, entrou à esquerda, andou mais três quadras, entrou à direita e seguiu em frente.

c) seguiu em frente duas quadras, entrou à direita, andou mais duas quadras, entrou à esquerda e seguiu em frente.

d) seguiu em frente três quadras, entrou à direita, andou mais três quadras, entrou à direita e seguiu em frente.

e) seguiu em frente uma quadra, entrou à direita, andou duas quadras e seguiu em frente.

slide22

Um policial precisa chegar ao seu local de trabalho, situado na Praça do Mar. Ele está na rua Bolívia e utiliza o caminho assinalado no mapa para chegar a seu destino, passando pelos seguintes pontos:

a) rua Argentina, rua Equador, avenida Canárias e rua

Inglaterra.

b) rua Argentina, rua Peru, avenida Canárias e rua Madeira.

c) avenida Canárias, rua Espanha, rua Madeira e rua Japão.

d) avenida Canárias, rua Japão, rua Madeira e rua Espanha.

e) avenida Canárias, rua Espanha, avenida Canárias e rua Argentina.

slide23

Conservar o produto em temperatura ambiente entre 15 e 30 ºC, protegido da umidade. O prazo de validade do produto é de 36 meses a partir da data de fabricação impressa na embalagem. Não utilize medicamento com o prazo de validade vencido.

Da leitura desse texto, impresso em uma bula de remédio, o usuário deve compreender que

a) o produto vale por 36 meses a partir do dia da compra.

b) pode guardar o produto perto de torneiras de água corrente.

c) pode conservar o produto perto do fogão na cozinha.

d) é preciso conferir na embalagem do produto a data de

fabricação.

e) a temperatura não interfere na conservação do remédio.

slide24

Volta às aulas. Hora de rever os amigos, contar as histórias das férias, e, também, de saber que o cinto de segurança é obrigatório e fundamental para todos os passageiros do veículo. É importante ficar atento a algumas dicas que evitam acidentes e

aborrecimentos.

< Nas faixas onde houver semáforo, só atravesse quando o sinal estiver fechado para os carros.

< Sempre atravesse na faixa.

< Sinalize antes de atravessar pela faixa.

< No ponto de ônibus, só atravesse após a saída do ônibus.

< Atravesse longe das curvas.

A função predominante do texto acima, retirado de um folheto do

Departamento de Trânsito, é

a) advertir os motoristas.

b) valorizar os motoristas.

c) orientar os pedestres.

d) consultar os pedestres.

e) organizar o trânsito de motocicletas.

slide26

Referências dos exercícios:

ENCCEJA 2002

ENCCEJA 2006

Simulado ENEN 2009