informa es assistenciais na sa de suplementar n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Informações assistenciais na saúde suplementar PowerPoint Presentation
Download Presentation
Informações assistenciais na saúde suplementar

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 30

Informações assistenciais na saúde suplementar - PowerPoint PPT Presentation


  • 85 Views
  • Uploaded on

Informações assistenciais na saúde suplementar. Gerência Geral Técnico-Assistencial dos Produtos Diretoria de Normas e Habilitação dos Produtos. INFORMAÇÕES EM SAÚDE. INFORMAÇÕES EM SAÚDE. SISTEMA DE INFORMAÇÃO

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Informações assistenciais na saúde suplementar' - sal


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
informa es assistenciais na sa de suplementar
Informações assistenciais

na saúde suplementar

Gerência Geral Técnico-Assistencial dos Produtos

Diretoria de Normas e Habilitação dos Produtos

informa es em sa de1
INFORMAÇÕES EM SAÚDE

SISTEMA DE INFORMAÇÃO

  • Conjunto de partes, organizadas e interdependentes entre si que tem por objetivo:
  • a coleta, registro, armazenamento, e processamento de dados;
  • análise de dados, geração e fornecimento de informações.
informa es em sa de2
INFORMAÇÕES EM SAÚDE

INDICADOR

  • Aferições quantitativas e ou qualitativas que mostram pontos significativos de uma situação, auxiliando em sua análise e avaliação.
  • Podem medir:
    • recursos,
    • processos e
    • resultados.
informa es em sa de3
INFORMAÇÕES EM SAÚDE

INFORMAÇÕES EM SAÚDE

  • Conjunto das informações:
  • demográficas, sociais, econômicas, ambientais, epidemiológicas, dos serviços de saúde, dentre outras;
  • com potencial de conhecimento e ou apoio à ação em saúde.
informa es em sa de4
INFORMAÇÕES EM SAÚDE

INDICADORES DE SAÚDE

  • Medidas-sínteses que contêm informações relevantes sobre:
  • determinados atributos e dimensões da saúde, individual e coletiva,
  • a produção de bens e serviços relacionados à saúde
informa es assistenciais na sa de suplementar1
INFORMAÇÕES ASSISTENCIAIS NA SAÚDE SUPLEMENTAR

Possibilidades de análises:

  • Mortalidade : dados SIB X SIM
  • Nascidos vivos: dados SIB X SINASC
  • Morbidade hospitalar: dados das CIHs – comprometida pelo sub-registro
  • Morbidade hospitalar: dados SIB X AIHs – ressarcimento
  • Produção de Serviços e alguns eventos de morbidade hospitalar: dados SIP
sistema de informa es de produtos
SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE PRODUTOS

SIP

Sistema de Informações da prestação de serviços aos beneficiários de planos privados de assistência à saúde

Instituído para:

  • Coleta de dados pelas operadoras
  • Envio dos dados para ANS
  • Geração de informações assistenciais
sistema de informa es de produtos2
SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE PRODUTOS

COORDENADOR MÉDICO

  • Médico, designado pela operadora, responsável pelo fluxo de informações relativas à assistência à saúde prestada aos beneficiários de planos privados.
  • Instituído pela RDC Nº 64 de 10/04/2001; e
  • RDC Nº 78, de 20/07/2001 - prorroga prazo para indicação do Coordenador Médico.
sistema de informa es de produtos4
SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE PRODUTOS

Os dados e o aplicativo SIP permitem:

  • Emissão de relatórios gerenciais (anexos II consolidado e por plano, IIA, III e IV) com:
    • Freqüência de todos campos dos anexos
    • 27 Indicadores de: Freqüência de utilização; Valor médio por evento; Valor médio por exposto; Taxa de co-participação; Taxa de recuperação Eventos Indenizáveis; Despesa assistencial líquida por exposto (anexo II)
    • Indicadores de serviços – anexo II (10) e anexo IV (31)
  • Indicadores do Programa de qualificação
slide13

Freqüência de Utilização – Consultas Médicas

Comparativo anual de 2002 ,2003, e 2004 por tipo de contratação

Fonte: SIP/DIPRO/ANS, posição em 10/01/2006

slide14

Custo Médio por Evento – Consultas

Comparativo anual de 2002, 2003 e 2004 por tipo de contratação

Fonte: SIP/DIPRO/ANS, posição em 10/01/2006

slide15

Freqüência de Utilização – Internação

Comparativo anual de 2002, 2003 e 2004 por tipo de contratação

Fonte: SIP/DIPRO/ANS, posição em 10/01/2006

slide16

Custo Médio por Evento – Internação

Comparativo anual de 2002, 2003 e 2004 por tipo de contratação

Fonte: SIP/DIPRO/ANS, posição em 10/01/2006

situa o de envio do sip 2006
Situação de Envio do SIP – 2006

Sistema de Informações de ProdutosSIP

Fonte: Relatório de Acompanhamento da Entrega do SIP - 4º trimestre de 2005 - Processado em 20/04/2006.

60,87% das operadoras ativas enviaram o SIP

corresponde a 91,51% (38.827.647) dos beneficiários.

Fonte: Relatório de Acompanhamento da Entrega do SIP – 1º trimestre de 2006 - Processado em 10/07/2006.

programa de qualifica o dimens o aten o sa de

PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DIMENSÃO ATENÇÃO À SAÚDE

2ª FASE

ANO BASE 2005

PROCESSAMENTO JULHO 2006

linhas de cuidado
Linhas de cuidado
  • Saúde materno-neonatal;
  • Saúde bucal;
  • Transtornos cardiovasculares;
  • Neoplasias.
slide21

Indicadores de Atenção à Saúde

Linha do Cuidado Materno-neonatal

slide22

Indicadores de Atenção à Saúde

Linha do Cuidado Saúde Bucal

slide23

Indicadores de Atenção à Saúde

Linha do Cuidado Transtornos Cardiovasculares

slide24

Indicadores de Atenção à Saúde

Linha do Cuidado às Neoplasias

pontua o por desempenho
Pontuação por Desempenho
  • Índice de Desempenho (ID) é um valor calculado pela razão entre a pontuação obtida pela operadora (O) e pontuação esperada pela ANS (E).

Índice de Desempenho (ID) = Pontuação Obtida (O) Pontuação Esperada (E)

Pontuação esperada definida em função da % de alcance da meta estabelecida para cada indicador (Fichas Técnicas).

situa o de desempenho
Índice de desempenhoSituação de Desempenho

1

0

Situação que atinge a pontuação esperada por atingir a meta estabelecida

Situação em que não é possível a pontuação

Sem informação ou com inconsistências

dimens o aten o sa de cr ticas
Dimensão Atenção à Saúde: Críticas

Objetivo das críticas: limpeza dos dados enviados pelas operadoras à ANS, permitindo a pontuação por qualidade da assistência apenas aos dados consistentes.

Aprimoramento do processo – quantidade de críticas:

Ano 2003 => 15 críticas

Ano 2004 => 35 críticas

Ano 2005 => 49 críticas

dimens o aten o sa de cr ticas1
Dimensão Atenção à Saúde: Críticas

CRÍTICAS GERAIS e ESPECÍFICAS

  • Identificação de casos aos quais não se aplica a análise
  • Identificação de informações sem qualidade: inconsistentes
  • Cruzamento de informações das bases de dados da ANS:
    • SIP
      • Enviou?
      • Expostos, Eventos, Despesas e BE/BNE/ENB
    • SIB:
      • Enviou?
      • Sexo, Faixa Etária, nº do Plano
    • RPS: Segmentação Assistencial do plano
    • TSS: foi paga?
slide29

Atenção à Saúde - ID 2º Processamento 2004

Distribuição das Operadoras por nível de desempenho e motivo de inconsistência

13,84%

2,90%

22,90%

0,69%

16,56%

19,72%

3,73%

42,87%

56,69%

20,11%

ID=1

0,75 > ID =< 1

não envio do SIP

0,5 > ID =< 0,75

Diferença partos nascidos

0,25 > ID =< 0,5

Diferença Sistemas Informação

0 > ID =< 0,25

ID=0

Qualidade Ruim

slide30

Afonso Teixeira dos Reis

Gerência Geral Técnico-Assistencial

dos Produtos

Diretoria de Normas e Habilitação dos Produtos