slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
CULTURA Plano Nacional da Cultura PowerPoint Presentation
Download Presentation
CULTURA Plano Nacional da Cultura

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 27

CULTURA Plano Nacional da Cultura - PowerPoint PPT Presentation


  • 118 Views
  • Uploaded on

Programa de Qualificação de Museus para o Turismo: uma parceria entre o Ministério do Turismo e o Ministério da Cultura. CULTURA Plano Nacional da Cultura.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

CULTURA Plano Nacional da Cultura


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
    Presentation Transcript
    1. Programa de Qualificaçãode Museus para o Turismo: uma parceria entreo Ministério do Turismo e o Ministério da Cultura

    2. CULTURAPlano Nacional da Cultura Trata-se de um mecanismo de planejamento para médio e longo prazo com vistas a assegurar os direitos culturais aos brasileiros, em suas três dimensões: • Simbólica: expressas em modo de vida, motivações, crenças religiosas, valores, práticas, rituais e identidades. • Cidadã: acesso universal à cultura, garantido possibilidades de fruição e condições de produção. • Econômica: parte constitutiva da dinâmica de desenvolvimento econômico socialmente justo e sustentável.

    3. Plano Nacional da Cultura - PNC O PNC foi construído a partir de ampla discussão com a sociedade, por meio de fóruns como: • Seminário Cultura para Todos (2003); • Câmaras Setoriais (2004); • 1ª e 2ª Conferência Nacional de Cultura-CNC (2005 e 2009), entre outros encontros temáticos. O Sistema Nacional de Cultura (SNC) é o modelo de gestão idealizado para articular e integrar os 3 entes da federação e a sociedade civil para a promoção conjunta de políticas públicas na área da cultura.

    4. Plano Nacional da Cultura - PNC Estratégias e Diretrizes: • Fortalecer a ação do Estado no planejamento e na execução das políticas culturais; • Consolidar os sistemas de participação social na gestão das políticas culturais; • Incentivar, proteger e valorizar a diversidade artística e cultural brasileira; • Universalizar o acesso dos brasileiros à fruição e à produção cultural; • Ampliar a participação da cultura no desenvolvimento socioeconômico sustentável.

    5. Plano Nacional da Cultura - PNC • Na perspectiva do PNC, a cultura é vista como parte do processo propulsor da criatividade, gerador de inovação econômica e tecnológica, e, também, de trabalho, renda e oportunidades de inclusão social. • Sob essa perspectiva, o PNC compreende algumas áreas de atuação da política cultural

    6. Plano Nacional da Cultura - PNC • Formação Profissional; • Regulamentação do mercado de trabalho para as categorias envolvidas com a produção cultural; • Estímulo aos investimentos e ao empreendedorismo nas atividades econômicas de base cultural: turismo, comunicações, indústria gráfica, fonográfica, arquitetura, moda, dentre outras.

    7. O Plano Nacional da Cultura e o Turismo Em relação ao turismo: O PNC reconhece o valor das práticas culturais e identitárias das distintas localidades brasileiras e considera que é a partir da valorização dessas expressões culturais locais que a política de articulação do turismo com a cultura deve estar orientada. Para dar conta desse desafio, o PNC estabelece as seguintes propostas de ações para consolidar o segmento do Turismo Cultural no país.

    8. O Plano Nacional da Cultura e o Turismo • Incentivar modelos de desenvolvimento turístico que respeitem as necessidades e interesses dos visitantes e populações locais, garantindo a preservação do patrimônio, a difusão da memória sociocultural e a ampliação dos meios de acesso à fruição da cultura; • Realizar campanhas e programas integrados com foco na informação e educação do turista para difundir o respeito e o zelo pelo patrimônio material e imaterial dos destinos visitados; • Instituir programas integrados que preparem as localidades para a atividade turística por meio do desenvolvimento da consciência patrimonial, formação de guias e de gestores;

    9. O Plano Nacional da Cultura e o Turismo • Elaborar portais federais de internet para a difusão de conhecimentos sobre as artes e as manifestações culturais, em âmbito nacional e internacional, por meio da disponibilização de bancos de dados e sistemas de compartilhamento livre de informações. • Desenvolver metodologias de mensuração dos impactos socioculturais do turismo de massa em pequenas e médias cidades; • Criar políticas fiscais capazes de arrecadar recursos do turismo cultural em benefício dos bens e manifestações de arte e cultura. • Apoiar e zelar pelo turismo baseado nas festas, tradições e crenças do povo brasileiro.

    10. Museus Perfil do Setor Museológico • Existem em torno de 2.600 museus no país; • O conjunto desses museus recebe em torno de 30 milhões de visitantes/ano; • Empregam 24.905 profissionais, dos quais em torno de 20% atuam diretamente com visitantes • 13.977 profissionais de museus nas cidades-sede da Copa 2014. Fonte: Cadastro Nacional de Museus- Instituto Brasileiro de Museus

    11. Museus • Espaços de excelência de representação da diversidade cultural de um povo e/ou de uma localidade; • Espaços sociais que trabalham com o poder da memória em diálogo com a sociedade e cujo foco se dá na difusão do conhecimento e na promoção de reflexão; • Despertam o interesse do turista sobre a diversidade cultural.

    12. Museus • Transformam o turista de expectador em testemunha dos acontecimentos, fatos, curiosidades que compuserem e compõem a história; • Sensibilizam o turista para o respeito ao patrimônio cultural bem como para a noção de pertencimento da comunidade ao espaço onde ela está inserida; • Aproximam o turista da comunidade.

    13. Cultura e Turismo Parceria Ministério da Cultura – Ministério do Turismo A estratégia conjunta de atuação MinC / MTur é a de somar seus conhecimentos específicos nas respectivas áreas, com vistas a criar as condições necessárias para que o turismo no Brasil seja identificado especialmente pela sua diversidade cultural. O Programa de Qualificação dos Museus para o Turismo representa o passo fundamental para a consolidação dessa estratégia conjunta de promover o turismo cultural brasileiro.

    14. Programa de Qualificação de Museus para o Turismo

    15. Objetivo Estruturar os museus localizados nos municípios relacionados aos destinos indutores do desenvolvimento regional, definidos pelo Plano Nacional do Turismo 2007–2010, de forma a torná-los um atrativo aos visitantes e valorizados como equipamento cultural pela comunidade local.

    16. Objetivos específicos 1. Ampliar o número de visitantes dos museus, observada a capacidade de visitação. 2. Apoiar a renovação ou inovação das técnicas expositivas utilizadas pelos museus. 3. Disponibilizar oficinas de capacitação para os profissionais dos museus e guias de turismo na área de hospitalidade ao turista. 4. Disseminar a importância dos museus como espaços de excelência na troca de experiência e de observação da cultura local – história, tradições e avanços tecnológicos, entre outros.

    17. Objetivos específicos 5. Incrementar o potencial turístico dos museus, por meio de consultoria nas áreas de museologia e museografia, visando preservar sua identidade, missão e o melhor desempenho na comunidade em que se encontra inserido. 6. Promover o diálogo entre os profissionais dos museus e do turismo para que, de forma conjunta, possam gerir as respectivas atividades, sem provocar qualquer impacto negativo sobre o patrimônio ou à comunidade. 7. Integrar os museus aos roteiros de Turismo Cultural, contribuindo para fortalecer esse segmento no País. 8. Oferecer apoio na elaboração e produção do material de divulgação dos museus contemplados nos destinos indutores a serem trabalhados pelo programa.

    18. Estratégia Público-Alvo • Profissionais de turismo; • Profissionais de museus; • Turistas. Linhas de Ação Estratégica • Qualificação dos museus; • Qualificação dos profissionais do turismo e dos museus; • Divulgação dos museus como atrativos turísticos.

    19. Projeto 1 Qualificação dos Museus Objetivo: dotar os museus de infra-estrutura adequada para o melhor atendimento ao turista. Escopo: garantir o apoio financeiro às instituições museológicas para a implantação de projetos relativos às melhorias nas condições físicas de atendimento ao turista. Área de Atuação (2008): Foram atendidas, em uma primeira etapa, oito instituições museológicas federais em 5 estados inseridos nos destinos prioritários para a indução do desenvolvimento regional.

    20. Projeto 1Museus priorizados (1ª etapa):

    21. Projeto 1 Descritivo das ações de apoio • Aquisição de equipamentos e mobiliário para receptivo, comunicação (ex.: audioguides, equipamentos audiovisuais) e exposição. • Execução de obras e serviços para implantação de lojas, adaptação para portadores de deficiência ou mobilidade reduzida e serviço de receptivo. • Elaboração e execução de projetos de desenvolvimento de produtos tematizados dos museus e de embalagens customizadas. • Elaboração e execução de projetos de sinalização trilíngüe (português, inglês e castelhano) e em braile. • Instalação e montagem de exposições. • Folheteria trilíngüe (português, inglês e castelhano) e em braile.

    22. Projeto 1 - 2ª Etapa 2009 Julho – Edital de Qualificação de Museus para o Turismo , com prioridade para instituições das cidades sede da Copa de 2014.

    23. Projeto 2 Qualificação dos Gestores e Profissionais do Museu Objetivo: oferecer capacitação que permita aos profissionais dos museus ter uma maior proximidade com o tema turismo e, ao mesmo tempo, desenvolver e implantar estratégias de gestão direcionadas ao setor. Escopo: realizar oficinas, envolvendo os profissionais de museus e do turismo, no âmbito do Programa de Formação e Capacitação em Museologia do Instituto Brasileiro de Museus. As oficinas devem contemplar temas como: • estratégias de marketing para o turismo; • qualidade do atendimento ao turista; • parcerias com agentes de turismo; • concepção de itinerário cultural; • experiência de guias intérpretes. Área de Atuação: o projeto priorizará as capitais sede da Copa do Mundo 2014, bem como aquelas cidades que estão contempladas no Projeto “Qualificação dos Museus”.

    24. Projeto 3 Guia de Atendimento ao Turista Objetivo: oferecer aos profissionais das áreas de museus e de turismo um material de orientação que os apóie a pensar e a gerenciar o espaço museológico para receber o turista com qualidade. Escopo: disponibilizar material didático que deverá contemplar os principais aspectos a serem observados pelos profissionais dos museus no recebimento do turista nacional e internacional. Área de Atuação: serão priorizadas as capitais sede da Copa do Mundo 2014, bem como aquelas cidades que estão contempladas no Projeto “Qualificação dos Museus”. Será também distribuído como material didático nas oficinas de capacitação.

    25. Projeto 4 Divulgação dos Museus Brasileiros Objetivo: divulgar o potencial turístico dos museus brasileiros. Escopo: elaborar e distribuir diferentes tipos de materiais trilíngües com informações sobre os museus brasileiros, tais como mapas com a representação gráfica da localização dos museus; catálogo com informações de roteiros de museus; vídeos promocionais para a divulgação dos museus brasileiros. Estimular a articulação com canais de promoção e comercialização da atividade turística. Área de Atuação: serão priorizadas as capitais sede da Copa do Mundo 2014, bem como aquelas cidades que estão contempladas no Projeto “Qualificação dos Museus”. Trade turístico nacional e internacional.

    26. Projeto 4 Material de Divulgação: Mapa dos Museus: Foram elaborados 250 mil mapas de museus de 5 capitais: • Brasília, • Rio de Janeiro, • São Paulo, • Salvador, e • Porto Alegre. Essas capitais correspondem às cinco primeiras capitais com maior número de instituições museológicas.

    27. Obrigada! Eneida Braga Rocha Departamento de Difusão, Fomento e Economia dos Museus Instituto Brasileiro de Museus (61) 3414.6211 – eneida@iphan.gov.br