Download
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
SEE CEMAT/DGREM/CGEB SME ATP/DEMANDA ESCOLAR Agosto/2014 PowerPoint Presentation
Download Presentation
SEE CEMAT/DGREM/CGEB SME ATP/DEMANDA ESCOLAR Agosto/2014

SEE CEMAT/DGREM/CGEB SME ATP/DEMANDA ESCOLAR Agosto/2014

112 Views Download Presentation
Download Presentation

SEE CEMAT/DGREM/CGEB SME ATP/DEMANDA ESCOLAR Agosto/2014

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. SEE • CEMAT/DGREM/CGEB • SME • ATP/DEMANDA ESCOLAR Agosto/2014

  2. PROGRAMA DE MATRÍCULA ANTECIPADA Portaria Conjunta SEE/SME - 01, de 31-7-2013 Define parâmetros comuns à execução da Chamada Escolar para o ensino fundamental em 2014, na cidade de São Paulo CEMAT/DEGREM/CGEB – Secretaria da Educação do Estado de SP

  3. PROGRAMA DE MATRÍCULA ANTECIPADA ASPECTOS LEGAIS Constituição Federal: estabelece que Estados e Municípios devam definir formas de colaboração de modo a assegurar a universalização do ensino obrigatório. Decreto Estadual 40.290/1995, que institui o Cadastramento Geral de Alunos do Estado de São Paulo, e a Deliberação CEE 2/2000, que dispõe sobre o cadastramento geral dos alunos; CEMAT/DEGREM/CGEB – Secretaria da Educação do Estado de SP

  4. PROGRAMA DE MATRÍCULA ANTECIPADA ASPECTOS LEGAIS Resolução SE n° 74, de 19.7.2012, que dispõe sobre a realização do Censo Escolar, no âmbito do Estado de São Paulo. CEMAT/DEGREM/CGEB – Secretaria da Educação do Estado de SP

  5. PROGRAMA DE MATRÍCULA ANTECIPADA • Diretorias de Ensino – DE/SEE e • Diretorias Regionais de Educação DRE/SME constituirão equipesde planejamento e execução do Programa de Matrícula Antecipada, em âmbito regional.

  6. MATRÍCULA ANTECIPADA 2014 III -Cadastramento e atendimento das situações de transferência no Sistema Integrado. II - chamada escolar e matrícula antecipada de crianças, adolescentes, jovens e adultos candidatos ao ensino fundamental na rede pública I - garantia de atendimento aos alunos já matriculados, em continuidade de estudos Todas as escolas estaduais e municipais constituem-se postos de cadastramento e informação ao cidadão que procurar uma escola pública para participar do processo de matrícula.

  7. FASES O Programa de Matrícula Antecipada para 2014 compreende: - 4 Fases - Cronograma No Sistema Integrado de Cadastro de Alunos da SEE/SME

  8. FASE I Definição das: • Crianças matriculadas na educação infantil • da Rede Municipalde Ensino • da Rede Indireta • da Rede Particular Conveniada, candidatas ao ingresso no ensino fundamental público, em 2014. As EMEIs e os CEIs da Rede Direta, Indireta e Creches Particulares Conveniadas, no período estabelecido no Anexo desta Portaria, deverão, obrigatoriamente, registrar no Sistema Integrado: I – o endereço residencial completo do aluno, inclusive com CEP válido, sendo que, no caso de o endereço residencial não ter CEP válido, a escola deverá proceder também ao preenchimento de endereço indicativo com CEP válido; II - quando solicitado pelos pais ou responsáveis, o endereço indicativo com CEP válido, além do endereço residencial, conferido pela escola.

  9. FASE II Cadastramento de crianças: • que não frequentam, em 2013, escola pública de educação infantil, • candidatas ao ingresso no ensino fundamental público, em 2014.

  10. CADASTRAMENTO DOS ALUNOS DEMANDANTES DE VAGA Para ingresso no ensino fundamental, crianças que já completaram ou completarão 6 anos de idade até 31/3/2014 (Artigo 4º).

  11. FASE III Cadastramento de: • candidatos à matrícula em qualquer série/ano do EF em escola estadual ou municipal e • que se encontram, em 2013, foradaescola pública, abrangendo: a) Crianças com idade a partir de 7 anos completos em 2014, para matrícula em qualquer série/ano do ensino fundamental;

  12. FASE III b) Jovens e adultos , para matrícula na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA), no segmento correspondente aos anos finais do ensino fundamental, observado o disposto na Resolução SE nº 38/2013 e nas normatizações expressas em portaria anual que rege o processo de matrículas na rede municipal de ensino.

  13. FASE IV Cadastramento de: • Candidatos à matrícula no ensino fundamental, inclusive na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA), na rede pública, • que nãose inscreveram nas fases II e III

  14. DEFINIÇÃO DE CONCEITOS • INSCRIÇÃO POR DESLOCAMENTO • INSCRIÇÃO POR TRANSFERÊNCIA • INSCRIÇÃO POR INTENÇÃO DE TRANSFERÊNCIA

  15. INSCRIÇÃO POR DESLOCAMENTO: • Alunos com matrícula ativa em escola pública, inclusive na modalidade de Educação de Jovens e Adultos, antes do iníciodo ano letivo. Duas formas de inscrição: • a) Por alteração de endereço residencial, quando essa mudança inviabilizar a permanência do aluno na mesma unidade escolar; • b) Por interesse do próprio aluno ou de seus responsáveis, não sendo necessário haver mudança de endereço para se efetivar a inscrição na escola pretendida e que, apesar da efetivação da inscrição, o aluno deverá permanecer na escola de origem aguardando a comunicação pela escola de destino da disponibilidade da vaga solicitada;

  16. INSCRIÇÃO POR TRANSFERÊNCIA: • Alunos com matrícula ativa em escola pública, inclusive na modalidade de Educação de Jovens e Adultos, • Mudaram de endereço residencial APÓS o início do ano letivo, • Só se justifica quando a alteração de endereço inviabilizara permanência do aluno na mesma escola.

  17. INSCRIÇÃO POR INTENÇÃO DE TRANSFERÊNCIA • Solicitação de mudança de escola por preferência enão por necessidade; • Não é necessária a mudança de endereço paraefetivar a inscrição; • O aluno permaneceestudando na escola pública de origem e será atendido na sua solicitação de intenção de transferência quando da existência da vaga na escola pretendida.

  18. Qual caminho seguir? Resposta: Tipo de inscrição Por Deslocamento ANTES do início do ano letivo APÓS o início do ano letivo Por Intenção de Transferência

  19. COLETA DE CLASSES/VAGAS • A coleta de classes/vagas do ensino fundamental para o ano letivo de 2014 será: • Realizada nas escolas, • Sob a supervisão dos respectivos Órgãos Regionais, • Assegurada a continuidade de estudos dos alunos matriculados em 2013. Na rede estadual, a digitalização do Quadro- Resumo é de responsabilidade das DEs.

  20. SISTEMA INTEGRADO DE CADASTRO DE ALUNOS DA SEE/SME O Sistema Informatizado fará: • a indicação da vaga compatibilizada automaticamente e • disponibilizará a opção para validação/conferência da DE-SEE/DRE-SME, respeitados os critérios definidos pelo Estado e o Município, de modo a garantir a efetivação de todas as matrículas.

  21. REUNIÕES REGIONAIS As reuniões regionais entre as equipes das DE-SEE/DRE-SME ocorrerão: • Conforme cronograma, • Sempre que necessário, • Sob a supervisão dos Órgãos Centrais de ambas as Secretarias, para o acompanhamento do processo de matrícula.

  22. ENDEREÇO • No ato do cadastramento, é obrigatório que a escola proceda ao: • preenchimento da ficha cadastral completa para alunos sem RA e • atualização do endereço dos alunos que já possuem RA, com endereço residencial completo, inclusive telefone para contato.

  23. ENDEREÇO INDICATIVO Quando solicitado pelos pais/responsáveis ou quando for necessário para facilitar a correta identificação do endereço do candidato, deverá ser preenchido, também, o endereço indicativo com CEP válido.

  24. A ESCOLA DEVE Deverá obrigatoriamente ser entregue ao aluno, pais ou responsáveis o comprovante de inscrição emitido pelo Sistema Integrado de Cadastro de Alunos da SEE/SME.

  25. COMPATIBILIZAÇÃO O processo de compatibilização deverá assegurar o atendimento à totalidade da demanda, observados os seguintes critérios comuns: 1 – de análise criteriosa de situações específicas das crianças, jovens e adultos, buscando a melhor solução, inclusive para aqueles com necessidades educacionais especiais; 2 – de proximidade, em relação à escola, do endereço de residência do aluno ou do endereço indicativo.

  26. RESPONSABILIDADES I - Na rede estadual, sob a coordenação das Diretorias de Ensino/SEE e responsabilidades das escola estaduais. II – Na rede municipal, sob a coordenação das Diretorias Regionais de Educação/SME e responsabilidade das escolas municipais. Toda demanda cadastrada nas Fases I, II e III deverá obrigatoriamente, estar matriculada até 14/11/2013, no Sistema Integrado.

  27. PROIBIÇÃO DE EXCLUSÃO DE MATRÍCULA DO SISTEMA • É vedada a exclusão de matrícula de alunos que não compareceremàs aulas ou abandonarem a escola, após sua efetivação no Sistema Integrado. • Nas situações a que se refere o parágrafo anterior, deverão ser utilizadas, obrigatoriamente, as opções do Sistema Integrado, próprias para esses registros.

  28. NÃO COMPARECIMENTO (N.COM) • Na hipótese de haver candidato cuja matrícula foi efetivada e que não compareceu às aulas no prazo de 15 dias consecutivos, contados a partir do primeiro dia letivo subsequente ao registro da matrícula do aluno,sem apresentar justificativa para as ausências, a escola deverá efetuar o lançamento de “Não Comparecimento” (N.COM) no Sistema Integrado, de forma a liberar a vaga reservada.

  29. NÃO COMPARECIMENTO (N.COM) • Para as matrículas realizadas após o dia 17 de fevereiro de 2014, o registro de “Não Comparecimento” (N.COM) deverá ser efetuado, obrigatoriamente, depois de 10 dias de ausências consecutivas, sem justificativa, considerando como primeiro dia letivo para o aluno aquele subsequente ao da efetivação de sua matrícula.

  30. NÃO COMPARECIMENTO (N.COM) Quando a contagem dos de ausências não justificadas coincidirem com o período destinado a escola deverá dar continuidade à contagem dos dias apenas 10 dias consecutivos a férias ou recesso escolar, a partir do próximo dia letivo

  31. RETORNO DO ALUNO Em caso de retorno do aluno, posteriormente ao lançamento de “Não Comparecimento” (N.COM) a escola deverá: 1 – na inexistência de vaga, efetuar a inscrição para nova compatibilização e definição da escola para o atendimento do aluno; 2 – na existência de vaga disponível, efetivar imediatamente, nova inscrição e matrícula no Sistema Integrado.

  32. ATIVIDADES Para viabilizar o Programa de Matrícula Antecipada do ensino fundamental, os trabalhos das equipes responsáveis pela demanda escolar das Redes Estadual e Municipal devem ser direcionados para as seguintes atividades: • Caracterização das respectivas redes físicas, identificando o número de salas de aula por escola, área de abrangência/setor e distrito;

  33. ATIVIDADES • Caracterização das escolas localizadas em áreas de congestionamento, número de turnos e horários de funcionamento e número de turmas e de alunos por classe, visando à adoção de providências conjuntas para o efetivo atendimento à demanda no ensino fundamental;

  34. ATIVIDADES • Levantamento de obras em execução e planejamento conjunto das necessidades de expansãoda rede física, nas duas instâncias, para o atendimento à demanda.

  35. ATIVIDADES • Identificação das escolas com Acessibilidade. • Divulgação ampla e diversificada de todo o processo de atendimento conjunto à demanda, pelas duas Secretarias, envolvendo seus Órgãos Centrais, Regionais e todas as escolas públicas;

  36. ATIVIDADES • Divulgação do resultado da matrícula–2014, na seguinte conformidade: • Pela Escola de origem, para os alunos cadastrados da Fase I; • Pela Escola de inscrição, para os candidatos das Fases II, III e IV. Escola de origem

  37. APÓS A CONCLUSÃO DA FASE III E DURANTE O ANO LETIVO 2014 A Secretaria de Estado da Educação e a Secretaria Municipal de Educação deverão dar continuidade ao processo de matrícula conjunta, cadastrando os candidatos no Sistema Integrado e procedendo à compatibilização automática, com divulgação semanal, cabendo à escola de destino a imediata comunicação aos pais ou responsáveis sobre a vaga disponibilizada para a Matrícula 2014. No cadastramento de candidatos à vaga na rede pública não deverão ser incluídos aqueles caracterizados como em situação de solicitação de Transferência de escola, sendo proibida a exclusão de aluno já matriculado.

  38. RECOMENDAÇÕES • Em todas as fases da matrícula e especialmente nas solicitações de deslocamento e transferência, para possibilitar melhor alocação da matrícula do aluno é recomendável a apresentação do comprovante de endereço, sendo obrigatório que a escola proceda ao cadastramento no Sistema Integrado e à atualização do endereço completo, inclusive com CEP válido e telefone para contato.

  39. PROCEDIMENTOS NÃO PREVISTOS Os procedimentos não previstos nesta Portaria deverão ser definidos e divulgados, por meio de comunicado conjunto, pelas duas redes de ensino.

  40. CRONOGRAMA 2013 e 2014

  41. CRONOGRAMA DE 2013 • Anexo da portaria conjunta SEE/SME Nº1 Até 09/08 - Treinamento e orientação às DEs e às DREs sobre os procedimentos para matrícula antecipada Até 16/08 - Orientações às escolas sobre os procedimentos da matrícula antecipada Até 30/08/2013 - Envio, pela SME, de arquivos de matrícula pré-escola

  42. CRONOGRAMA DE 2013 Até 13/09 - Tratamento das inconsistências no arquivo da educação infantil no Sistema Integrado • FASE I - 26/08 a 13/09 - Definição dos alunos: • Matriculados em 2013 na Educação Infantil • Completarão 6 anos até 31/03/2014 • Candidatos ao ensino fundamental público • Com endereço atualizado, inclusive CEP válido, por meio de consulta aos pais ou responsáveis

  43. CRONOGRAMA DE 2013 14/09 a 30/09 - Migração de dados do EOL para o Sistema de Cadastro de Alunos, com acompanhamento pelas Diretorias Regionais de Educação das definições migradas e inscrição e definição direta das inscrições para alunos matriculados após 13/09 ou “inconsistidos”. • FASE II – 03/09 a 30/09 - Chamada escolar e cadastramento de crianças que: • Não frequentam, em 2013, escola pública de educação infantil • Nasceram em 2008 • Tenham idade mínima de 6 anos completos ou a completar até 31/03/2014 FASES II e III

  44. CRONOGRAMA DE 2013 • FASE III – 03/09 a 30/09 - Chamada escolar e cadastramento de candidatos a: • Matrícula em qualquer série/ano do ensino fundamental • Inclusive na modalidade EJA • Escola Estadual ou Municipal • Idade a partir de 7 anos completos • Estejam fora da escola pública FASES II e III

  45. CRONOGRAMA DE 2013 19/08 a 13/09 - Digitação do Quadro-Resumo e coleta de classes previstas para o ano letivo de 2014 das Escolas Estudais e Municipais no Sistema Integrado, de acordo com o planejamento prévio, homologado por ambas as redes de ensino. 16/09 a 27/09 - Ajuste do quadro-resumo e coleta de classes de todos os níveis de ensino, previstas para o ano letivo de 2014, do Sistema Integrado, com vistas ao atendimento da totalidade dos inscritos nas fases I, II e III

  46. CRONOGRAMA DE 2013 • 04/10 a 06/10 - Compatibilização prévia automática: • Entre a demanda das Fases I e II e vagas existentes 7/10 a 24/10 - Validação pelas DE/SEE e DRE/SME das matrículas e encaminhamentos realizados pelo Sistema Integrado FASES I e II

  47. CRONOGRAMA DE 2013 25/10 a 27/10 - Compatibilização definitiva automática entre demanda das Fases I e II e vagas existentes, pelo Sistema Integrado 28/10 a 8/11 – Tratamento e solução das pendências da compatibilização definitiva automática entre demanda das Fases I e II e vagas existentes, pelo Sistema Integrado 28/10 a 14/11 – Formação de classes e efetivação da matrícula, no Sistema Integrado, das Fases I e II FASES I e II

  48. CRONOGRAMA DE 2013 25/10 a 27/10 - Compatibilização automática entre demanda da Fase III e vagas existentes, pelo Sistema Integrado 28/10 a 08/11 – Validação pelas DE/SEE e DRE/SME das matrículas e encaminhamentos realizados pelo Sistema Integrado 11/11 a 14/11 – Formação de classes e efetivação da matrícula dos candidatos da Fase III FASE III

  49. CRONOGRAMA DE 2013 10/10 a 23/10 – Digitação das matrículas, para o ano letivo de 2014, dos alunos do ensino fundamental em continuidade de estudos, inclusive EJA, no Sistema Integrado

  50. CRONOGRAMA DE 2013 A partir de 18/11 - Divulgação do resultado das compatibilizações da Fase I, a ser realizada pelas EMEIs A partir de 18/11 - Divulgação do resultado da matrícula dos alunos cadastrados nas Fases II e III, pela escola de cadastro, aos pais/responsáveis, informando a escola onde foi disponibilizada a vaga para 2014