Download
laser acupuntura n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Laser – Acupuntura PowerPoint Presentation
Download Presentation
Laser – Acupuntura

Laser – Acupuntura

520 Views Download Presentation
Download Presentation

Laser – Acupuntura

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Laser – Acupuntura Maria Angela Borges.

  2. LASER • light amplification by stimulated emission of radiation • monocromática, coerente e polarizada

  3. Onda Eletromagnética

  4. Ondas Eletromagnéticas

  5. Espectro

  6. HISTÓRICO: O laser foi desenvolvido a partir das teorias de Albert Einstein, Artur Schawlow e Charles Townes inventaram o raio laser em 1958, patentearam em 1960 e ganharam o Nobel de física em 1981.

  7. ACTINOTERAPIA Rig Veda (1500 aC) Hipócrates (460-370 aC) Galeno (131-201 aC) LUZ VERMELHA Henri de Mondeville (1260-1320) John of Goddesden (1510) Niels Ryberg Finsen (1892) Europeus (1930) Histórico

  8. Alma-Ata, Cazaquistão • Luz Vermelha na regeneração tecidual • Laser para energizar sementes • Victor Inyushin – 1972: Bioplasma • 4º estado de matéria (átomos ionizados, elétrons, prótons e outras partículas subatômicas) • Membranas celulares são semicondutoras e o organismo vivo é um cristal gigante com zonas de condutância

  9. No Brasil • Olivério de Carvalho Silva - ABAA • 1983 - He-Ne 1mW, US$ 5.000.00 • Darcy Repetto – Etenge, Cosmotron • 1984 – GaAs 1mW • 1986 – GaAs 6mW Nogier • Eu Won Lee – Constitucional - Mikai • 1984 – He-Ne 1mW • 1989 – GaAs 60mW duplo, US$ 3.000,00 • Wu Tou Kwang • apoio para Darcy (Cosmotron) e Lee • 1984 – II Congresso Brasileiro de Acupuntura

  10. Característica do Laser A principal característica do laser é a precisão, por exemplo é muito usado em micro eletrônica, cortes e soldagens industrial, telecomunicação, orientação de projéteis, pesquisa espacial ou cauterização de retina.

  11. Utilização do Laser. Serve para produzir cores puras para fins artísticos e recentemente, a laser-terapia e a laser-acupuntura.

  12. Funcionamento do Laser O laser é gerado pela realimentação da própria luz, há uma excitação inicial por bombardeamento óptico ou eletrônico, esse fótons são alinhados através de 2 espelhos quando a corrente fotônica atinge determinada potência, atravessa o espelho frontal formando o raio laser.

  13. FORMAÇÃO DO LASER

  14. Polaridade

  15. Fibra Óptica • Silício

  16. Laser Usado na Acupuntura. A Laser Acupuntura usa laser de baixa potência (Soft-Laser) tipo baseado em Hélio-Neon ou de semi condutores.

  17. Diodos: Atualmente o laser e produzido através de um diodo, o mais comum é o de arsenato de gálio. O diodo apresenta tamanho milimétrico, alto rendimento, transforma toda a energia elétrica em luminosa.

  18. HÁ 3 TEORIAS PARA EXPLICAR PARA EXPLICAR A AÇÃO DO LASER: A)Alexandre Gurvich: Biólogo 1923. observou que a mitose que ocorria em um tubo de ensaio provocava a mitose no tubo de ensaio vizinho; esse fenômeno ele chamou de Indução Biológica.

  19. Teorias para explicar a ação do Laser (Cont.). B)Victor Inyushin: Escola de Biofísica de Alma-Ata de Cazaquistão, 1972 a teoria do Bioplasma. C)Fritz A. Popp: Universidade de Marburg, Alemanha 1979, a teoria do Biofóton.

  20. Conselhos Práticos • 1)      Duração da aplicação de 1 a 3 minutos por ponto. • 2)      As sessões devem ocorrer de acordo com a necessidade do paciente. • 3)      É de bom usar óculos de proteção para o paciente e para o terapeuta.

  21. Conselhos Práticos (Cont.). • 4) Trabalhar somente o ponto ou a área que deve ser tratada. • 5) Manter o aparelho em bom funcionamento fazendo sua manutenção preventiva. • 6) Não deixar o laser em lugar de fácil acesso para leigos.

  22. EfeitosBiológicos • Analgésico e Antiespasmódico • Relaxante muscular • Vasodilatação • Excita membranas mitocondriais - forma ATP • Kovinskii (1973), He-Ne em queimaduras: fagocitose, cicatrização rápida • Mester (1974): > colágeno em úlceras tróficas de ratos • Babayants (1972): cicatrização e analgesia de úlceras de vasculites alérgicas

  23. Hemácias Irradiadas

  24. CUIDADOS EM LASER-ACUPUNTURA: • Região Oftálmica. • Região ginecológica, durante a gravidez no primeiro trimestre. • Em pacientes com queimaduras extensas. • Em pacientes com lesões dérmicas graves tais como Sarcoma de Karposi.

  25. ALTERNATIVAS EM LASER-ACUPUNTURA. • Aurículo-Terapia. • Constitucional • Tec dos 4 pontos • Pés. • Face. • Quiropuntura

  26. Aurículo-Terapia

  27. PÉS

  28. FACE

  29. QUIROPUNTURA

  30. MODELOS DE LASER: • Laser Cirúrgico (Power-Laser): são considerados Laser de alta potência, de grande potencial destrutivo a nível tissular, o que favorece seu uso em atos cirúrgicos. Deste tipo de Laser encontramos o de CO2, Argônio, etc....

  31. Modelos de Laser (Cont.): Laser de Baixa Potência (Soft-Laser): Este tipo de Laser possui baixa Potência (30 a 8Omw), e não apresenta também potencial destrutivo de seu similar cirúrgico.

  32. DR. PAUL NOGIER: Pioneiro na sistematização do mapa auricular e descobridor da Auriculomedicina, depois 20 anos de pesquisas através do Reflexo Auriculocardíaco, também chamada de Sinal Vascular Autônomo, determinou com exatidão as melhores freqüências para estimular Pontos e áreas do corpo.

  33. Dr. Paul Nogier (Cont.). Tais freqüências são interessantes pois provocam fenômenos de ressonância, de forma que ocorra um aumento dos efeitos terapêuticos. Assim, um Laser estimulador de baixa potência consegue alcançar resultados equivalentes aos aparelhos 10 vezes mais potentes.

  34. VAS

  35. NOGIER • A 2,5hz • B 5hz • C 10hz • D 20hz • E 40hz • F 80hz • G 160hz

  36. FREQUÊNCIAS DE NOGIER

  37. FrequênciasParasitas

  38. TONIFICAÇÃO SEDAÇÃO • TEMPO: <30 seg. >60seg. • EMISSÃO: Intermitente Continua. • POTÊNCIA: Baixa Alta. • SENTIDO: A favor do Fluxo Contra o Fluxo. • NOGIER: 10Hz 5,0Hz

  39. COMO ESTIMULAR OS PONTOS DE ACUPUNTURA COM LASER : • Varredura: atuar sobre a área afetada. • Potência do Laser: quanto maior a potência menor o tempo de exposição.

  40. DOSAGEM EM JAULES: • Efeito analgésico: 2 a 4 J/cm2. • Efeito Antiinflamatório: 1 a 3 J/cm2. • Efeito cicatrizante: 3 a 6 J/cm2. • Efeito circulatório: 1 a 3 J/cm2.

  41. Dosagem em Jaules (Cont.) • Tonificação: < 8 J/cm2. • Sedação: > 8 j/cm2. • Estágio agudo: 1 a 3 J/cm2. • Subagudo: 3 a 4 J/cm2. • Crônico: 3 a 4 J/cm2.

  42. DESVANTAGEM: • Tempos que fazer a técnica ponto a ponto. • Devemos ser seletivos na utilização dos pontos.

  43. Tonif. Fígado: F8, R10, F4, P8 Tonif. Rim: R7, P8, R3, BP3 Sed. Fígado: F2, C8, F4, P8 Sed. Rim: R1, F1, R3, BP3 4 BIOTIPOS • I – Excesso Pulmão • II – Excesso Coração • III – Excesso Fígado • IV – Excesso Rim

  44. Laser 40mW – Freq. Nogier

  45. Laser a Semicondutor de 30mW650 nm

  46. Emissão de Medicamento