slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
1 – CARACTERÍSTICAS GERAIS: Território acidentado: Desenvolvimento do comércio e navegação; Descentralização política (C PowerPoint Presentation
Download Presentation
1 – CARACTERÍSTICAS GERAIS: Território acidentado: Desenvolvimento do comércio e navegação; Descentralização política (C

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 20

1 – CARACTERÍSTICAS GERAIS: Território acidentado: Desenvolvimento do comércio e navegação; Descentralização política (C - PowerPoint PPT Presentation


  • 115 Views
  • Uploaded on

1 – CARACTERÍSTICAS GERAIS: Território acidentado: Desenvolvimento do comércio e navegação; Descentralização política (Cidade-Estado); Modo de produção escravista; Contribuições nas artes, ciências e filosofia (formadores da CULTURA OCIDENTAL).

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

1 – CARACTERÍSTICAS GERAIS: Território acidentado: Desenvolvimento do comércio e navegação; Descentralização política (C


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1
1 – CARACTERÍSTICAS GERAIS:
  • Território acidentado:
    • Desenvolvimento do comércio e navegação;
    • Descentralização política (Cidade-Estado);
  • Modo de produção escravista;
  • Contribuições nas artes, ciências e filosofia (formadores da CULTURA OCIDENTAL).
slide2
Instalação dos vários povos que formaram a Civilização Grega:
    • Aqueus, Eólios, Jônios e Dórios (violência);
    • 1ª Diáspora (Ilhas do Mar Egeu e Ásia Menor)
    • formação de colônias.
slide3
2 – FASES DA HISTÓRIA:
  • Período Pré-Homérico (2800 – 1100 a. C.) – povoamento da Grécia.
  • Período Homérico (1100 – 800 a. C.) – poemas Ilíada e Odisséia.
  • Período Arcaico (800 – 500 a.C) – formação da pólis (cidade-Estado).
  • Período Clássico (500 – 336 a.C) – auge da pólis.
  • Período Helenístico (336 – 146 a.C) – decadência da pólis/ domínio Macedônico.
slide4
3 – PERÍODO PRÉ-HOMÉRICO:
  • Civilização Creto-Micênica (cretenses + aqueus):
  • Cretenses: comércio marítimo, talassocracia (poder nas mãos de elite comerciante), escrita silábica (Linear A e Linear B), destaque para as mulheres;
  • Micênicos: Grécia Continental – aqueus. Conquistaram os cretenses, porém assimilaram alguns de seus valores culturais;
slide5
4 – PERÍODO HOMÉRICO:
  • Ausência de registros escritos (poemas épicos Ilíada e Odisséia);
  • GENOS – Organização básica familiar
    • Pater = líder;
    • Hierarquia = parentesco com Pater;
    • Propriedade coletiva;
  • Aumento da população dos genos e do consumo = em guerras;
  • União de GENOS = FRÁTRIAS;
  • União de FRÁTRIAS = TRIBOS;
  • União de TRIBOS = DEMOS (povo) – base da PÓLIS grega;
    • Líder: Basileu (rei).
slide6
Nova configuração social:
  • Necessidade de terras provoca 2ª diáspora (Mediterrâneo Ocidental) – Magna Grécia e Ibéria.

EUPÁTRIDAS (bem nascidos) – melhores terras

GEORGÓIS (pequenos agricultores) – piores terras

THETAS (marginalizados) – sem terras

slide7
5 – PERÍODO ARCAICO:
  • Consolidação das Cidades-Estado (Pólis);
  • Principais: Esparta e Atenas (disputas)
  • Evolução geral das póleis:
    • Monarquia
    • Oligarquia
    • Tirania
    • Democracia.
slide8
ESPARTA – modelo oligárquico.
    • Península do Peloponeso;
    • Sinecismo (união) de tribos dórias;
    • Militarismo acentuado (cidadãos-soldados: Licurgo);
    • CLASSES SOCIAIS:

+ Espartanos ou esparciatas: poder político, religioso e militar (cidadania);

+ Periecos: povos dos arredores. Estrangeiros, comerciantes e artesãos. Livres mas sem direitos políticos. Submetidos à autoridade dos espartanos.

+ Hilotas: servos do Estado. Sem direitos políticos e oprimidos pelos espartanos. Camponeses.

    • Educação: voltada para a obediência e aptidão física;
slide9
Educação espartana:
  • A sociedade espartana era conservadora, a educação era voltada para o militarismo, obediência a regras e vigor físico, e isso impunha um código moral bastante severo.
  • A criança ao nascer era examinada por um conselho de cidadãos, que avaliava sua condição física, caso houvesse alguma deficiência era atirada em um desfiladeiro. Crianças eram entregues ao estado a partir dos sete anos, para prepará-las para a educação militar, garantindo a proteção da cidade e a ordem interna.
  • A obrigação da mulher era a de gerar filhos saudáveis para servir ao Estado,praticavam exercícios que lhes garantissem uma vida forte e saudável.
slide10
ATENAS: modelo democrático;
    • Ática;
    • Aqueus + Eólios + Jônios;
    • Início oligárquico – controle político dos Eupátridas;
          • 9 Arcontes – exército, religião e poder judiciário;
          • Areópago – controle dos arcontes.
    • Aumento do comércio redefine classes sociais:

EUPÁTRIDAS (bem nascidos – melhores terras)

DEMIURGOS (comerciantes e artesãos prósperos)

GEORGÓIS e THETAS (pequenos agricultores e marginalizados)

METECOS (estrangeiros)

ESCRAVOS (povos conquistados)

slide11
Reformas políticas para atenuar conflitos;
  • DRÁCON (621 a.C): primeiras leis escritas (severas);
  • SÓLON (594 a.C): fim da escravidão por dívidas, divisão censitária da sociedade (4 tribos);
  • Estrutura Política: BULÉ (400 membros), ECLÉSIA (Assembléia Popular para aprovar leis da Bulé) e HELILEU (tribunal);
  • Principais Governantes: PSÍSTRATO, HIPARCO e HÍPIAS (561 – 510 a.C): Tiranos. Obras públicas para gerar empregos e diminuir atritos.
slide12
CLÍSTENES (510 a.C) – “pai da democracia” - Os gregos chamavam a palavra governo de Kratía,  e demo – povo,  por isso seu governo era chamado de democracia (governo do povo).
  • Redivisão social em 10 tribos;
        • Bulé ampliada (500 membros);
        • 10 Arcontes – um por tribo;
        • Eclésia: 6 mil membros, com mais poder;
        • Ostracismo – afastamento da cidade (10 anos);
        • Estabilidade social e progresso.
  • Mulheres, Metecos (estrangeiros) e escravos: sem direitos;
  • Cidadãos: Homens, adultos, filhos de pai e mãe atenienses, nascidos em Atenas.
slide13
Educação ateniense – tinha por objetivo a formação completa do cidadão (física, intelectual e artística). Aos 7 anos, eram entregues ao pedagogo, faziam aula de  música, ginástica e aprendiam a arte de falar em público.
  • As meninas ficavam sobre a proteção materna até casarem, eram submissas e raramente saíam de casa. Eram preparadas para o casamento.
slide14
6 – PERÍODO CLÁSSICO:
  • Guerras Médicas (490 – 449 a.C);
    • Gregos* X Persas (Xerxes);
    • Confederação ou Liga de Delos;
    • Supremacia naval e financeira de Atenas;
    • Batalhas de Maratona e Salamina.
  • 461 – 429 a.C. (séc V a.C.) – Auge de Atenas;
    • Século de Péricles (Idade de Ouro);
    • Soldo (Misthoy) para exército;
    • Cargos públicos remunerados;
    • Imperialismo com cidades da Liga de Delos;
    • Transferência de recursos financeiros de Delos para Atenas.
slide15
História da Maratona
  • Em todas as escolas da Grécia é contada a história épica da Batalha de Maratona (uma planície a cerca de 40 km de Atenas), no ano 490 a.C., quando 7000 guerreiros gregos derrotaram 20 000 invasores persas.
  • Depois da batalha, um corredor solitário foi enviado de Maratona a Atenas para contar ao povo o grande triunfo.Quando chegou ao centro de Atenas, completamente exausto, apenas conseguiu gritar "Ne niki kamen" (Ganhamos), para, de seguida, sofrer um colapso e morrer.
  • A distância da corrida da Maratona foi escolhida para igualar a distância corrida pelo soldado grego da cidade de Maratona até Atenas em 490 a.C. para levar a notícia da vitória grega sobre os Persas.
slide16
Guerra do Peloponeso (431 – 404 a.C.)
    • ESPARTA* X ATENAS;
    • Crise da democracia e das Cidades-Estado gregas;
    • Breves períodos de preponderância de Esparta e posteriormente Tebas.

7 – PERÍODO HELENÍSTICO:

  • Domínio Macedônico na Grécia;
  • Filipe II (359 – 336 a.C.) – domínio da Grécia;
  • Alexandre (336 – 323 a.C.) – conquistas territoriais amplas (Egito, Fenícia, Palestina, Mesopotâmia e Pérsia), fundação de cidades (Alexandrias);
slide17
Após a morte de Alexandre, Império esfacela-se entre disputas de generais;
  • Helenismo: fusão da cultura grega com oriental;
    • Artes plásticas – realismo, violência, dor, sensualidade;
    • Ciências – PTOLOMEU (Geocentrismo) e ERASTÓSTENES (cálculo da circunferência da Terra);
    • Filosofia – ZENÃO (Estoicismo – aceitação), EPÍCURO (Epicurismo – busca do prazer), PIRRO (Ceticismo – não emitir julgamentos definitivos. Nada é o que parece).
slide18
8 – A CULTURA GREGA:
  • Teatro: tragédias e comédias. Ar livre, utilização de máscaras e coros, atores homens. ÉSQUILO, SÓFOCLES e EURÍPEDES (tragédias) e ARISTÓFONES (comédias);
  • História: HERÓDOTO (Guerras Médicas), XENOFONTE e TUCÍDIDES (Guerra do Peloponeso);
  • Poesia: HOMERO (Ilíada e Odisséia), PÍNDARO (Jogos Olímpicos);
  • Filosofia: TALES, PITÁGORAS, PROTÁGORAS, SÓCRATES, PLATÃO e ARISTÓTELES;
  • Arquitetura: Estilos JÔNICO (elegância, beleza), DÓRICO (funcionalidade e peso), CORÍNTIO (luxo, riqueza de detalhes);
  • Escultura: FÍDIAS e MIRÓN
  • Ciências: TALES e PITÁGORAS (mat), HIPÓCRATES (medicina);
slide19
Religião: politeísta e antropomórfica

POSÊIDON

(águas);

APOLO (luz);

HERA

(mulheres e casamento);

ZEUS (principal);

AFRODITE

(amor e beleza feminina).

ARTÊMIS (caça);

HERMES

(mensageiro – comércio);

DIONÍSIO

(vinho);

ATENA

(artes e sabedoria);

slide20
Dados sobre a Grécia:
  • Nome oficial: República Helênica (Hellenike Demokratía).
  • Localização: sudeste  da Europa, é constituída por uma zona continental e por ilhas. Tem áreas montanhosas, planaltos e planícies. A montanha mais alta é o Monte Olimpo, considerada sagrada pelos gregos antigos, que acreditavam ser o lugar dos deuses.
  • Desde 1 de Junho de 1975, com a adoção da nova Constituição, a Grécia é uma democracia republicana parlamentar.
  • Capital: Atenas.
  • População: 13,6 milhões de habitantes  (2005).
  • Religião:ortodoxa.
  • Moeda: euro.
  • Idioma: grego.