o sangue e o hemograma n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
O Sangue e o Hemograma PowerPoint Presentation
Download Presentation
O Sangue e o Hemograma

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 60

O Sangue e o Hemograma - PowerPoint PPT Presentation


  • 641 Views
  • Uploaded on

SOGAB Sociedade Gaúcha de Aperfeiçoamento Biomédico e ciências da Saúde Direção: Dr. Pablo FlôresDias Curso de Habilidades Clínicas e Curso de Fisioterapia Hospitalar. O Sangue e o Hemograma. Prof. César Luís Reichert Pós-graduado em Geriatria - PUCRS

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

O Sangue e o Hemograma


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
    Presentation Transcript
    1. SOGAB Sociedade Gaúcha de Aperfeiçoamento Biomédico e ciências da Saúde Direção: Dr. Pablo FlôresDias Curso de Habilidades Clínicas e Curso de Fisioterapia Hospitalar O Sangue e o Hemograma Prof. César Luís Reichert Pós-graduado em Geriatria - PUCRS Mestrando em Gerontologia Biomédica - PUCRS

    2. O Sangue e o Hemograma O Sangue • Líquido contido no aparelho circulatório, impulsionado pelo coração. • Em adultos, o volume sangüíneo é em torno de 5,5 litros.

    3. Constituição • O sangue apresenta-se com: • 1- glóbulos: eritrócitos (hemácias), leucócitos e plaquetas • 2- plasma: parte líquida, na qual os glóbulos estão suspensos. É parte do líquido extra-celular.

    4. À esquerda, sangue antes da centrifugação. À direita, sangue após a centrifugação. Hematócrito

    5. Sangue centrifugado sedimenta-se. Aprox. 43% hemácias. Aprox. 1% leucócitos. Plasma é o sobrenadante. Plaquetas não são visíveis, estando sobre os leucócitos. Hematócrito

    6. Hematócrito • Volume do sangue total ocupado pelas hemácias. • 40-50% no homem adulto • 35-45% na mulher adulta • 35% na criança até 10 anos • 45-60% no recém-nascido • Dados muito variáveis na literatura.

    7. Plasma • -Albumina • -Alfa e betaglobulinas • -Gamaglobulinas (imunoglobulinas) • -Fibrinogênio • -Lipoproteínas • -Aminoácidos e vitaminas • -Etc...

    8. São anucleados. Flexíveis, adaptando-se à forma dos capilares. Eritrócitos

    9. 4,5 milhões/mm³ na mulher. 5,0 milhões/mm³ no homem. - mais ou menos 0,5 milhão. Eritrócitos

    10. Reticulócitos • Eritrócitos jovens, liberados da medula à corrente sangüínea. • Apresentam, ainda, certa quantidade de ribossomas - RNA. • 1% do número total de hemácias. • Em 24 a 48 hs tornam-se hemácias “maduras”!

    11. Regulação da formação • Menor oxigenação tecidual (baixa hemoglobina, doença pulmonar, perda de sangue, etc) aumenta a produção de ERITROPOETINA. • 90% da eritropoetina é formada nos rins e 10% no fígado.

    12. Eritropoetina • Em baixa de oxigênio tecidual, síntese de eritropoetina começa em minutos, com pico em 24 horas. • Entretanto, novas hemácias só surgem no sangue em cinco dias.

    13. Maturação dos eritrócitos • Vitamina B12 - cianocobalamina • Ácido fólico • Ambos essenciais à síntese de DNA eritrocitário.

    14. Maturação dos eritrócitos • Ausência de vitamina B12 OU ácido fólico diminui a síntese de DNA, afetando a maturação nuclear e a divisão celular dos precursores das hemácias, na medula óssea.

    15. Anemia perniciosa • Deficiência de vitamina B12. • Atrofia da mucosa gástrica faz com que as células parietais secretem menos menos fator intrínseco. • Este combina-se com a B12 dos alimentos, permitindo sua absorção intestinal.

    16. Hemácias • Anisocitose: variação do diâmetro das hemácias. • Micrócitos: hemácias pequenas; freqüentes em anemia ferropriva. • Macrócitos: hemácias grandes; ocorrem em anemia por deficiência de ácido fólico ou vitamina B12.

    17. Hemoglobina • Constitui 32% do peso total da hemácia - concentração hemoglobínica globular média. • Cada hemácia contém 29 pg de hemoglobina - hemoglobina globular média. • O total de hemoglobina no corpo humano é cerca de 800 gramas.

    18. Hemoglobina • É uma proteína contendo 4 subunidades. • Ferro integra a hemoglobina. • Há vários tipos, interessando: A1, A2 e F. • -Hb A1: 97% da hemoglobina • -Hb A2: 2% • -Hb F: fetal. 100% no feto, 80% no recém-nascido, 1% a partir do 8º mês de vida.

    19. Hemoglobina • Nos pulmões, cada molécula de Hb combina-se com 4 átomos de oxigênio (um para cada Fe) - oxi-hemoglobina. • Combinação da Hb com o CO2 tecidual gera a carbamino-hemoglobina (embora a maior parte do CO2 vá dissolvida no plasma).

    20. Concentração normal de Hb • Homem: 13,5 a 18 gramas/dl • Mulher: 11,5 a 16,4 gramas/dl

    21. Hemograma • Ao analisar um hemograma, observar que constam os seguintes dados: • -nº de hemácias • -hemoglobina • -hematócrito • Seguem-se os índices hematimétricos

    22. Índices hematimétricos • -Volume globular médio - VGM: • hematócrito x 10 / hemácias • - mícrons cúbicos Normal: 86 a 98 • Ex: 5.200.000 hemácias e Ht 46% • VGM = 46 x 10 / 5,2 • VGM = 88,4

    23. Índices hematimétricos • Hemoglobina globular média - HGM: • hemoglobina x 10 / hemácias • -picogramas Normal: 27 a 32 • Ex: 5.200.000 hemácias e Hb 16 • HGM = 16 x 10 / 5,2 • HGM = 30,7

    24. Índices hematimétricos • Concentração hemoglobínica globular média - CHGM: • hemoglobina x 100 / hematócrito • -% Normal: 33 a 37 • Ex: Hb 16 e Ht 46 • CHGM = 16 x 100 / 46 = 34,7%

    25. Anemia • Baixa concentração de hemoglobina nos eritrócitos. • Causas: • -hemorragia • -menor produção de eritrócitos pela medula • -Hb insuficiente nos eritrócitos (causa mais comum: deficiência de Fe na alimentação) • -destruição acelerada de eritrócitos

    26. Classificação de anemiasThe Merck Manual of Geriatrics - 3rd edition 2000

    27. Exemplo de eritrograma em anemia • Normocítica e normocrômica: • hemácias: 2,6 milhões • Hb: 7,6 g/dl Ht: 23% • VGM: 88 HGM: 29 CHGM: 33% • 86-98 27-32 33-37 • História: paciente com úlcera péptica e sangramento digestivo

    28. Exemplo de eritrograma em anemia • Microcítica e hipocrômica: • hemácias: 3,6 milhões • Hb: 7,8 g/dl Ht: 27% • VGM: 75 HGM: 22 CHGM: 29% • 86-98 27-32 33-37 • História: paciente com deficiência nutricional (anemia ferropriva).

    29. Exemplo de eritrograma em anemia • Macrocítica e hipercrômica: • hemácias: 1,5 milhões • Hb: 5,4 g/dl Ht: 17% • VGM: 113 HGM: 36 CHGM: 32% • 86-98 27-32 33-37 • História: paciente portador de anemia perniciosa.

    30. Leucócitos • 1- granulócitos (polimorfonucleares) • -núcleo irregular com grânulos citoplasmáticos específicos • -neutrófilos, eosinófilos, basófilos • 2- agranulócitos • -núcleo mais regular e citoplasma sem granulações específicas • -linfócitos e monócitos

    31. Leucócitos • 15.000 a 25.000/mm³ ao nascimento • cerca de 12.000/mm³ a partir do 4º dia • 4.000 a 10.000/mm³ a partir dos 12 anos de idade

    32. Leucócitos • Ao nascimento, neutrófilos predominam. • A partir da segunda semana, os linfócitos predominam - 60%. • Aos 4 anos, equilíbrio entre granulócitos e linfócitos. • A partir daí, aumento progressivo de granulócitos, com padrão adulto aos 14-15 anos.

    33. Leucócitos • Leucocitose: aumento do número de leucócitos no sangue - um único tipo, dois, três ou todos. • Leucopenia: diminuição do número de leucócitos no sangue.

    34. Proporção dos leucócitos • Neutrófilos 45-70% • Eosinófilos 02-04% • Basófilos 0-01% • Linfócitos 20-30% • Monócitos 03-08%

    35. Neutrófilos • Bastonete: é neutrófilo em fase anterior ao segmentado (núcleo em bastonete). • Segmentado: é o neutrófilo “maduro”. • Neutrófilos são fagócitos ativos de partículas de pequena dimensão. • Emitem pseudópodos, que circundam o agente estranho.

    36. Neutrófilos • No leucograma relata-se: • -mielócitos - 0 mm³ • -metamielócitos (jovens) - 0-80 mm³ • -núcleo em bastão - 150-400 mm³ • -segmentados - 2800-5000 mm³

    37. Desvio à esquerda • Aumento de formas imaturas - núcleo em bastão e metamielócitos. • Encontrado em infecções agudas, estados tóxicos. • A extensão do desvio é proporcional à gravidade do quadro. • Fisiologia: medula solicitada intensamente, para controle da causa.

    38. Neutrofilia - aumento dos neutrófilos • Infecções bacterianas e virais. • Destruição de tecidos - IAM, queimaduras. • Neoplasias (por necrose do tecido neoplásico ou inflamação no local) • Transitória - exercício físicos mobilizam neutrófilos das paredes venosas e arteriolares à circulação

    39. Papel em: 1- doenças alérgicas: inativam mediadores químicos de alergia, como a histamina. 2- parasitoses Eosinófilos

    40. Sua membrana possui receptores para IgE. Assim, têm papel em processos alérgicos. Basófilos

    41. A diferenciação de linfócitos T e B requer técnicas especiais. Linfócitos

    42. T: mais numerosos; envolvidos na imunidade celular. B: produzem anticorpos (quando ativados pelo antígeno, transformam-se em plasmócitos, que secretam anticorpos). Linfócitos

    43. Permanecem no sangue por alguns dias, indo, após, ao conjuntivo e alguns órgãos - macrófagos. Monócitos

    44. Hemograma • Após análise das células vermelhas: • -nº total de leucócitos • -% e número absoluto de cada sub-tipo de leucócitos • nº de plaquetas

    45. São anucleadas. Originam-se de células gigantes da medula óssea, os megacariócitos. Plaquetas

    46. São fragmentos citoplasmáticos dos megacariócitos. 200.000 a 400.000/mm³. Plaquetas

    47. BLOOD SMEAR - very lucky view 3 PMNs/Neutrophils2 Lymphocytes1 Monocyte1 Eosinophil1 BasophilClumped platelets Many RBCs Mon PMN PMN The presence of the rare basophil makes this an unlikely view. Beware of mistaking the clumped chromatin of a small lymphocyte’s nucleus for the purple cytoplasmic granules of the basophil Eos Lym PMN Bas Lym Pla

    48. Hemocitopoese • As células sangüíneas são constantemente renovadas, a partir de mitoses das stem cells. • Estas “células pluripotenciais” situam-se na medula óssea.

    49. Hemocitopoese • Mitose das células pluripotenciais leva a duas possibilidades: • -células-filhas permanecem na medula como novas células-fonte; • -diferenciação em outros tipos celulares.

    50. Células pluripotenciais • Proliferam em duas linhagens: • -células linfóides; • -células mielóides.