concep es sobre a sa de e a doen a n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
CONCEPÇÕES SOBRE A SAÚDE E A DOENÇA PowerPoint Presentation
Download Presentation
CONCEPÇÕES SOBRE A SAÚDE E A DOENÇA

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 14

CONCEPÇÕES SOBRE A SAÚDE E A DOENÇA - PowerPoint PPT Presentation


  • 259 Views
  • Uploaded on

CONCEPÇÕES SOBRE A SAÚDE E A DOENÇA. Nutrição – FAMA Saúde Pública e Saneamento Prof. Gilvan Luciano Lima. Concepções sobre saúde & doença.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

CONCEPÇÕES SOBRE A SAÚDE E A DOENÇA


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
concep es sobre a sa de e a doen a

CONCEPÇÕES SOBRE A SAÚDE E A DOENÇA

Nutrição – FAMA

Saúde Pública e Saneamento

Prof. Gilvan Luciano Lima

concep es sobre sa de doen a

Concepções sobre saúde & doença

A saúde é um estado de isonomia, ou seja, de harmonia perfeita entre os quatro elementos que compõem o corpo humano: TERRA, AR, ÁGUA e FOGO. A doença aparece como consequência da ação de fatores externos que provocam, no organismo, uma disonomia entre os elementos.

nas condi es de vida e trabalho do homem que as causas das doen as dever o ser buscadas

É nas condições de vida e trabalho do homem que as causas das doenças deverão ser buscadas.

Na VIII Conferência Nacional de Saúde (1986) ficou estabelecido que o conceito de saúde deveria ser desvinculado da questão de ausência/presença de doenças em indivíduos isolados, para em uma visão mais abrangente, perceber a saúde como resultado das condições de alimentação, habitação, educação, renda, meio ambiente, trabalho, transporte, emprego, lazer, liberdade, acesso aos serviços de saúde. .

hist ria natural da doen a
História Natural da Doença

É o nome dado ao conjunto de processos interativos compreendendo “as inter-relações do agente, do suscetível e do meio ambiente que afetam o processo global e seu desenvolvimento, desde as primeiras forças que criam o estímulo patológico no meio ambiente, ou em qualquer outro lugar, passando pela resposta do homem ao estímulo, até as alterações que levam a um defeito, invalidez, recuperação ou morte” (Leavell & Clark, 1976).

per odo de pr patog nese
Período de Pré-Patogênese

O primeiro período da história natural é denominado como período pré-patogênese, que envolvem, de um lado, os condicionantes sociais e ambientais e, do outro os fatores próprios do suscetível, até que se chegue a uma configuração favorável à instalação da doença.

per odo de patog nese
Período de Patogênese

A história natural da doença tem seguimento com a sua implantação e evolução no homem. É o período de patogênese. Este período se inicia com as primeiras ações que os agentes patogênicos exerce sobre o ser afetado. Seguem-se as perturbações na forma e na função, evoluindo para defeitos permanentes, morte ou cura.

preven o
PREVENÇÃO

“Saúde Pública é a ciência e a arte de evitar doenças, prolongar a vida e desenvolver a saúde física e mental e a eficiência, através de esforços organizados da comunidade para o saneamento do meio ambiente, o controle de infecções na comunidade, a organização de serviços médicos para o diagnóstico precoce e o tratamento preventivo de doenças, que irá assegurar a cada indivíduo, dentro da comunidade, um padrão de vida adequado à manutenção da saúde”.

preven o prim ria
PREVENÇÃO PRIMÁRIA

PROMOÇÃO DA SAÚDE

  • moradia adequada
  • escolas
  • áreas de lazer
  • alimentação adequada
  • educação em todos os níveis

PROTEÇÃO ESPECÍFICA

  • imunização
  • saúde ocupacional
  • higiene pessoal e do lar
  • proteção contra acidentes
  • controle dos vetores
preven o secund ria
PREVENÇÃO SECUNDÁRIA

DIAGNÓSTICO PRECOCE

  • Inquéritos para descoberta de casos na comunidade
  • exames periódicos, individuais, para detecção precoce dos casos
  • isolamento para evitar a propagação de doenças
  • tratamento para evitar a propagação da doença

LIMITAÇÃO DA INCAPACIDADE

  • evitar futuras complicações
  • evitar seqüelas
preven o terci ria

PREVENÇÃO TERCIÁRIA

reabilitação (impedir a incapacidade total)

fisioterapia

terapia ocupacional

emprego para o reabilitado.

determinantes e condicionantes do processo sa de doen a
Determinantes e condicionantes do processo Saúde – Doença
  • É consenso na literatura a correlação do acesso ao saneamento básico com a ocorrência de morbimortalidades. O acesso ao saneamento é considerado um importante fator no desenvolvimento socioeconômico dos países e na qualidade de vida das pessoas.
slide12
Os projetos de saneamento acrescenta à finalidade de promoção da saúde, apontada como uma das condições para o alcance do desenvolvimento sustentável.
  • Brasil – insuficiências e desigualdades na distribuição dos serviços de saneamento básico.
saneamento b sico
Saneamento Básico
  • Abastecimento de água
  • Esgotamento sanitário
  • Coleta de resíduos sólidos
saneamento b sico no brasil
Saneamento Básico no Brasil
  • 1980 – 2000 (Fonte: IBGE)
  • Coleta Pública: 1991 – 60%

2000 – 76%

  • Abastecimento: 1980 – 52%

2000 – 76%

  • Esgotamento: 1980 – 25%

2000 – 44%