Download
hist ria dos batistas n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
HISTÓRIA DOS BATISTAS PowerPoint Presentation
Download Presentation
HISTÓRIA DOS BATISTAS

HISTÓRIA DOS BATISTAS

1763 Views Download Presentation
Download Presentation

HISTÓRIA DOS BATISTAS

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. HISTÓRIA DOS BATISTAS OBJETIVO DA AULA: É importante sabermos nossa história? De onde veio esse nome “batista” ? Seria a Igreja Batista Uma Igreja Protestante? Quais as principais teorias sobre a origem dos batistas? Afinal de contas qual a nossa verdadeira Raíz?

  2. Vivemos num país de efervescência religiosa especialmente no segmento evangélico • 10.000 templos evangélicos por ano • A Igreja cresceu mais que o dobro do ritmo da população durante mais de 20 anos. De 1970até 1980 a Igreja cresceu 5,06% ao ano enquanto a população cresceu2,48% ao ano. De 1980 a 1991, este crescimento continuou numa taxa semelhante, apesar do crescimento da população diminuir um pouco(5,18% ao ano - Igreja e 1,93% ao ano - população). De 1991 a 2000, a diferença entre o crescimento da população e o crescimento dos evangélicos aumentou; o crescimento dos evangélicos chegou a superar em quatro vezes o crescimento da população do país (7,43% ao ano - Igreja e 1,63% ao ano – população).

  3. O RESULTADO DISSO: • O BÔNUS - HÁ UMA PROPAGAÇÃO MAIOR DO EVANGELHO • O ÔNUS – OS ESCÂNDALOS PROVENIENTES DESSE CRESCIMENTO, POR VEZES DESORDENADO

  4. A ORIGEM DO NOME BATISTA • 1- DIFERENTEMENTE DO MOMENTO ATUAL OS NOMES NÃO ERAM ESCOLHIDOS PELO GRUPO E SIM COLOCADOS COMO APELIDOS POR VEZES PEJORATIVOS PARA IDENTIFICAR UM DETERMINADO GRUPO: • EX: OS DO CAMINHO ( At. 9:2) Cristãos (At.11:26) – METODISTAS – PRESBITERIANOS - BATISTAS

  5. TEORIAS SOBRE AS ORIGENS DOS BATISTAS A TEORIA DO JJJ – JERUSALÉM, JOÃO, JORDÃO – • teoria que coloca o inicio do movimento batista na era pré-apostólica • Foi fortalecido nos EUA no movimento landmarkista do sec. XIX – “ raça superior” • Teve forte influência no movimento missionário no Brasil • Ponto fraco dessa teoria – falta de evidência histórica e incoerência entre alguns desses grupos e os princípios batistas

  6. RELAÇÃO COM OS ANABATISTAS • O Termo anabatista surge pela primeira vez no terceiro século • Com o passar do tempo surge um grupo que entende que a reforma de Lutero não foi eficaz, e cria um racha , formando um grupo extremamente radical e até mesmo fanático • Eles se dividiam em quatro grupos: racionalistas, escatológicos, espiritualistas e evangélicos • Separação Radical da vida comum – seus seguidores não podiam nem mesmo trabalhar como funcionários públicos • Tiveram sua derrota na Revolta de Munster 1530

  7. Dificuldades a essa teoria • Não identificação dos princípios batistas nesse grupo , havia uma ênfase no rebatismo. Ao passo que o movimento batista ele não rebatiza, mas batiza. • O perfil sectário e violento do grupo • Havia uma pregação de que se estabelecesse uma luta armada contra a igreja católica

  8. SEPARATISTAS INGLESES • SURGIMENTO DA IGREJA ANGLICANA • Em 1534, a Igreja da Inglaterra (Anglicana) se separou em definitivo da Igreja Católica Romana, por iniciativa do rei Henrique VIII, valendo-se da questão com o Papa Clemente VII, relacionada com o pedido de anulação de seu casamento com Catarina de Aragão

  9. A SITUAÇÃO NA INGLATERRA • Morre Henrique VIII assume seu filho Eduardo que Morreu aos 16 anos. Logo após quem assume é sua irmã Maria , a Sanguinária,que tinha ódio ao protestantismo e prometera restaurar o catolicismo na Inglaterra; após 05 anos sobe ao trono Elizabeth, que restaurou o anglicanismo mas perseguiu os que não concordavam com ele , independentemente da confissão

  10. TRÊS GRUPOS NA IGREJA INGLESA • OS ANGLICANOS • OS PURITANOS • OS SEPARATISTAS Thomas Helwys

  11. Os separatistas vão em 1609 para Holanda a fim de obter liberdade de adoração, e dão início a primeira Igreja Batista da História há 400 anos e a porta de entrada nessa Igreja foi o batismo. John Smyth ( ex pastor anglicano) batizou a si mesmo, e depois batizou a Thomas Helwys ( advogado)

  12. E desde então surge de maneira ininterrupta uma comunidade que prima pelos princípios batistas anteriormente apresentados

  13. Princípios Batistas segundo a Declaração doutrinária da CBB • 1- Bíblia como única e suficiente regra de fé e prática • 2- Igreja como sendo uma comunidade local, autônoma, democrática, formada de pessoas regeneradas e biblicamente batizadas • 3- separação entre Igreja e Estado • 4- absoluta liberdade de consciência • 5- responsabilidade individual diante de Deus • 6 – autenticidade e apostolicidade das Igrejas