acordo de coopera o t cnica mdic mc ect n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA MDIC – MC – ECT PowerPoint Presentation
Download Presentation
ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA MDIC – MC – ECT

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 30

ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA MDIC – MC – ECT - PowerPoint PPT Presentation


  • 92 Views
  • Uploaded on

ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA MDIC – MC – ECT. Acordo de Cooperação Técnica nº 12, de 2011. Celebrado entre: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior – MDIC , Ministério das Comunicações – MC e Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – ECT

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA MDIC – MC – ECT' - kareem-wright


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide2

Acordo de Cooperação Técnica nº 12, de 2011

Celebrado entre:

  • Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior – MDIC,
  • Ministério das Comunicações – MC e
  • Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – ECT

Durante a 19ª Plenária do Fórum Permanente de Microempresas e Empresas de Pequeno Porte em 21/07/2011;

slide3

Acordo de Cooperação Técnica nº. 12, de 2011

Objetivos

Tem como objetivo principal promover a junção de esforços entre MDIC, MC e ECT para a consecução de iniciativas relacionadas ao:

Desenvolvimentode microempresas e empresas de pequeno e médio portecomofornecedores da cadeia de serviços postais, e à melhoria da infraestrutura logística e operacionalda indústria postal brasileira.

slide4

Acordo de Cooperação Técnica nº. 12, de 2011

Estímulo à adoção de práticas competitivas e sustentáveis em matéria de qualidade, segurança, meio ambiente, saúde, responsabilidade social e redução de custos, ao incremento de conteúdo local nos investimentos do setor e ao aumento da competitividade dos fornecedores brasileiros frente aos de outros países.

slide5

Acordo de Cooperação Técnica nº 12, de 2011

Formas de Cooperação

Desenvolvimento de estudos conjuntos sobre questões logísticas, visando ao aperfeiçoamento de produtos e serviços operados pela ECT, considerando o apoio à estruturação de arranjos produtivos locais e pólos econômicos;

Realização conjunta de seminários, fóruns, encontros, capacitações e outros eventos para qualificação de fornecedores da indústria postal, preferencialmente tendo como público-alvo microempresas e empresas de pequeno e médio porte, e empreendedores individuais; entre outros.....

slide6

Acordo de Cooperação Técnica nº. 12, de 2011

Grupo Técnico

  • Constituído Grupo Técnico (GT) - Portaria nº. 37 de 23/12/2011 publicado no DOU de 26/12/2011
  • Coordenação:
          • MDIC - Sergio Nunes de Souza
          • suplente: Fabio Souza
          • ECT -Ana Maria Ribeiro
          • suplente: Lucio da Silva Santos
slide7

METAS do Plano de Ação

META 1 – Realizar estudos sobre questões logísticas, visando o aperfeiçoamento de produtos e serviços operados pela ECT;

META 2 –Realizar atividades de qualificação e desenvolvimento de microempresas e empresas de pequeno e médio porte como fornecedores da cadeia de serviços postais;

META 3 - Estruturar sistema de garantia creditícia em operações de antecipação de recebíveis nas operações realizadas pela ECT;

META 4 - Incentivar a criação e consolidação de ambientes de intercâmbio de boas práticas de gestão, produção, comercialização e distribuição entre fornecedores da cadeia de serviços postais no Brasil.

slide9

A ECT atua em diversos seguimentos, destacando-se :

  • Distribuição de cartas, malotes e encomendas;
  • Entregas expressas: e-Sedex, Sedex 10, Sedex Hoje e Sedex Mundi;
  • Exporta Fácil e Importa Fácil;
  • CorreiosNet Shopping;
  • Logística de livros escolares, urnas eletrônicas, remédios, celulares, ENEM, e outros;
  • Serviços financeiros: Banco Postal;
  • Programas sociais;
  • Filatélia;
  • Patrocinio esportes tais como natação, futsal e tênis.
slide10

Estrutura da Cadeia de Suprimento

  • Unidades de Contratação
  • 01 Central de Compras (Contratações Centralizadas)
  • 27 Gerências de Administração (contratações Regionais)
  • Unidades de Suprimento
  • 01 Central de Suprimento (materiais e produtos estocáveis)
    • Centro de Distribuição Leste – CD Leste – São Paulo;
    • Centro de Distribuição Oeste - CD Oeste - Brasília.
slide11

Contratação Centralizada

São bens e serviços estratégicos que se destinem ao atendimento de projetos corporativos, bem como os materiais ou produtos de uso exclusivo da ECT.

Realizadas para atendimento de necessidades comuns envolvendo a Administração Central e as Diretorias Regionais quando o modelo apresentar-se vantajoso principalmente em função de variáveis como redução de custos por economia de escala, necessidade de padronização, imagem institucional, estocabilidade.

As contratações centralizadas representam em média 10% do quantitativo dos processos e 60% do valor contratado.

Contratação Descentralizada

Contratações processadas pelas Regionais, sendo composta principalmente por bens de serviços de uso local.

Representa aproximadamente 90% dos processos de contratação e 40% do valor anual contratado da ECT

slide12

CONTRATAÇÃO POR LICITAÇÃO

  • Principal meio de contratação que representa 80% do valor contratado pela ECT.
  • Dentro das modalidades licitatórias o Pregão Eletrônico representa 94% do valor contratado.

CONTRATAÇÕES DIRETAS

  • Representa 20% do valor contratado na ECT, tendo destaque as Locações de Imóveis (36%), Vale Transporte (17%), Água e Luz (20%).

DESPESAS GERAIS

  • Composta por: Pequenas Despesas, Cartão de Compras, ressarcimentos, condomínios, alvarás, taxas, etc.
slide13

Sistemas de Compras

  • Licitações-e: sistema de compras eletrônicas do Banco do Brasil
  • Sistema de Editais (ECT);
  • Sistema de Valor Presente (ECT);
  • ComprasNet (em fase de implantação);
  • SICAF;
  • Portal de Compras (ECT);
  • ICMS-NET (ECT);
  • ERP (ECT).
slide14

34% - Ticket Alimentação/Refeição

16% - Rede Corporativa

36% - Locação de Imóvel

22% - Despesas Gerais

5% - Patrocínio

20% - Energia

17% - Vale transporte

* Outras formas de licitação

slide15

Licitações - Outubro 2010/2011

Valores(R$)

Quantidades (unid.)

slide16

Licitações por Tipo de Fornecedor

Pregão Eletrônico (qtde)

Licitações (qtde)

slide17

Contratações por Tipo de Fornecedor

Fornecedores (Qtde)

Contratações (R$)

slide19

Fornecedores por Região

4.500 itens contratados anualmente =

bens e serviços

Aproximadamente 700 itens são considerados específicos da atividade logística ou postal.

3.800 itens comuns

slide20

Pedidos efetuados em 2011

Incidência de Ocorrências de Atraso e Inexecução

Itens Estocáveis

Solicitado e Ocorrências – EPP/ME e Outros

slide22

Pedidos efetuados em 2011

Ocorrências de Atraso e Inexecução

Distribuição de Ocorrências

slide23

Pedidos efetuados em 2011

Ocorrências de Atraso e Inexecução – Itens Estocáveis

Média de Atraso

Inexecução - ocorrências

slide24

Itens específicos de atividade logística e postal

  • Para estes itens existe um reduzido número de fornecedores no mercado nacional. Principais carências:
  • Unitizadores de cargas (caixetas, paletes, conteineres, mangas, bases);
  • Embalagens Segurança;
  • Lacres de segurança;
  • Serviços de Manutenção e/ou fornecimento de Peças de reposição de equipamentos postais e/ou de franqueamento (máquinas de triagem, máquinas de franqueamento);
  • Insumos químicos (vernizes, tintas, entre outros ) para equipamentos postais ou de segurança;
  • Customização de veículos para transporte de carga;
  • Mobiliário postal (mesas de triagem, carrinhos de carga, etc.);
  • Mobiliário Ergonômico
  • Equipamentos de Proteção Individual – EPI.
  • Malas, malotes e bolsas impermeáveis;
  • Equipamento de radiofrequência
slide25

Principais Ramos de Fornecimento - EPP

CADEIRAS / POLTRONAS / SOFÁS

MATERIAIS ESCRITÓRIO – DIVERSOS

MOBILIÁRIO ADMINISTR. (ESCRITÓRIO) E OPERACIONAL

ETIQUETAS DIVERSAS

GÊNEROS ALIMENTÍCIOS

CONTAINERES / ENGRADADOS / PALETES

LOCAÇÃO DE EMPILHADEIRAS E DE VEÍCULOS LEVES

SERVIÇOS DIVERSOS DE ENGENHARIA

SERVIÇOS MUDANÇAS

TRANSPORTE RODOVIÁRIO

CARRINHOS NÃO MOTORIZADO

CONTAINERES / ENGRADADOS / PALETES

EQUIPAMENTOS INTERCOMUNICAÇÃO E ELETRÔNICOS

MANUTENÇAO VEICULOS PESADOS, EM EQUIP. ELÉTRICOS, DE MÁQUINAS/EQUIP. DE INFORMATICA

MÃO-DE-OBRA TEMPORÁRIA

MATERIAIS INFORMÁTICA – DIVERSOS

SERVIÇOS INFORMÁTICA – DIVERSOS

slide26

Principais Dificuldades

  • Desconfiança das empresas em relação a atrasos de pagamento por parte de entes públicos;
  • Desconhecimento dos ritos de contratação público;
  • De entendimento de cláusulas contratuais (descumprimento contratual);
  • De acesso ou desconhecimento de sistema de contratações eletrônicas;
  • Desconhecimento de processos de garantia de qualidade (NBR, técnicas de inspeção, etc);
  • A emissão de Nota Fiscal Eletrônica e/ou vinculadas a destaque de substituição tributária federal
  • De gerenciamento no crescimento/expansão da empresa.
slide29

Grupo Técnico

ECT -Ana Maria Ribeiro – anaalmeidaribeiro@correios.com.br

ECT – Lucio da Silva Santos – luciodasilvasantos@correios.com.br

MDIC - Sergio Nunes de Souza – sergio.souza@mdic.gov.br

MDIC - Fabio Souza – fabio.souza@midic.gov.br

MC - Francklin Andrade Mattar Furtado – francklin.furtado@mc.gov.br

MC -Myriam Damiani Duarte Godot – myriam.godoy@mc.gov.br

Esta apresentação é fruto do trabalho dos empregados da ECT da Vice-Presidência de Administração (VIPAD): Ana Maria Ribeiro, Lucio da Silva Santos e Ana Paula do Nascimento; Central de Suprimentos(CESUP): Ércole Tramontano/Chefe da Central; Ricardo Caron/Gerente de Obtenção; da Departamento de Gestão de Suprimentos(DEGES): Fabio de Souza Oliveira.