regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação PowerPoint Presentation
Download Presentation
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 36

REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação - PowerPoint PPT Presentation


  • 252 Views
  • Uploaded on

REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação. A função e a importância do Casal Ligação no Movimento das ENS Monique e Gérard Duchêne. REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação. RESPONSABILIDADE DOS CASAIS DE LIGAÇÃO

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação' - jocelyn


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

A função e a importância do Casal Ligação

no Movimento das ENS

Monique e Gérard Duchêne

regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o2
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

RESPONSABILIDADE DOS CASAIS DE LIGAÇÃO

  • Objetivo: esclarecer e completar o que está escrito  
  • Esta palestra tem duas partes

- Responsabilidade do Casal de Ligação

- a sua Forma de Atuação.

regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o3
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

A Responsabilidade dos CL

“O Senhor falou a Moisés, dizendo: ‘Fale a toda a comunidade dos filhos de Israel e dize-lhes: Sede santos, porque eu, o Senhor vosso Deus, sou Santo.’”

é preciso querer seguir esse caminho.

  • é difícil - Deus nos dá o auxílio do Espírito Santo,
  • precisamos também da ajuda de outros, e
  • precisamos ajudar os outros.
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o4
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

A Responsabilidade dos CL

  • Na realidade, a nossa santidade só é atingida na medida em que contribuímos para a santidade dos outros, e em primeiro lugar do nosso cônjuge.
  • “As Equipes de Nossa Senhora têm por objetivo essencial ajudar os casais a tender para a santidade. Nem mais, nem menos.” Pe. Caffarel
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o5
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

A Responsabilidade dos CL

  • não é uma responsabilidade material ou administrativa, mas antes de tudo uma responsabilidade espiritual

a responsabilidade pela santificação de todos aqueles que lhes foram confiados

regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o6
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

A Responsabilidade dos CL

  • cada cônjuge é responsável pela santificação do outro cônjuge,
  • ambos são responsáveis pela santificação dos filhos,
  • o CRE é responsável pela santificação de todos os casais de sua equipe,
  • o CL é responsável pela santificação das equipes que liga,
  • o CRS é responsável pela santificação de todos os casais do seu Setor
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o7
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

A Responsabilidade dos CL

  • impossibilidade material de acompanhar pessoalmente tantos casais
  • CRS não tinha tempo suficiente para acompanhar e visitar tantas equipes
  • instituiu-se o Casal de Ligação, que passou a acompanhar a caminhada de duas ou três equipes
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o8
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Formação para a Responsabilidade

  • ter consciência da natureza da responsabilidade que lhes era confiada,
  • querer assumi-la plenamente, e
  • ter uma formação adequada para o seu desempenho - preocupação constante do Pe. Caffarel
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o9
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Formação para a Responsabilidade

Tem duas facetas:

  • - a formação espiritual - uma formação cristã, e
  • - a formação “equipista” - conhecimento do Movimento
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o10
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Formação para a Responsabilidade

A formação espiritual

  • catequese, cursos bíblicos ou escolas de fé,
  • vida eclesial, participação em comunidades paroquiais,
  • vida de equipe bem entendida e bem vivida
  • Sessões de Formação
  • Missa semanal além do domingo
  • esforço contínuo e crescente na “oração interior”
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o11
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Formação para a Responsabilidade

A formação equipista

  • vivência numa equipe bem pilotada e bem ligada,
  • leitura e assimilação dos documentos das ENS
  • participação nos encontros organizados pelo Movimento - EACRES’S, Sessões de Formação, ...
  • pelo acompanhamento da evolução do Movimento no Brasil e no mundo
  • pela leitura da Carta Mensal.
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o12
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Formação para a Responsabilidade

A formação equipista

  • é necessário uma constante atualização
  • não perder de vista as propostas iniciais e o seu ensinamento, mantendo-se sempre fiel a elas e às diretrizes do Movimento
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o13
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

A Missão do Casal de Ligação

  • O Casal de Ligação tem uma dupla missão no Movimento:
  • uma missão espiritual - acompanhar o progresso das equipes que liga, ajudando-as a caminhar rumo à santidade, e
  • uma missão equipista - zelar pela fidelidade às propostas do Movimento - que os meios propostos pelo Movimento estejam sendo utilizados com compreensão de sua razão de ser, profundidade, criatividade e eficácia.
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o14
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

A Missão do Casal de Ligação

Casal Ligação:

  • - traço de união entre cada equipe e o Setor, e com o Movimento em todo o mundo.
  • - leva à equipe o carinho e o incentivo do Setor e do Movimento, as suas sugestões para ajudar a equipe na sua caminhada, as informações sobre as suas atividades.
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o15
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

A Missão do Casal de Ligação

Casal Ligação

  • - leva ao Setor a imagem da vida da equipe e de seu progresso espiritual, do seu crescimento na espiritualidade, no auxílio mútuo e no testemunho
  • - leva também o fruto da reflexão em grupo

cada equipe um “laboratório de espiritualidade”

regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o16
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

A Missão do Casal de Ligação

Casal Ligação

  • -caso note que a equipe desvirtua sua finalidade

não se esforça em progredir,

ignora os meios propostos pelo Movimento e/ou

realiza reuniões meramente sociais,

  • ele tem por dever informar o CRS estudando com ele as atitudes a tomar
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o17
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

A Missão do Casal de Ligação

Casal Ligação

  • - zelar pela abertura das equipes que liga
  • - estimula os CRE a participar e levar os seus membros a participar das respectivas paróquias e dioceses, prioritariamente no campo da Pastoral Familiar, e a manter-se informados da vida da Igreja no país e no mundo
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o18
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Forma de atuação do Casal de Ligação

Com relação às equipes ligadas:

  • Encontro inicial com o predecessor: Ao receber uma equipe para ligar, o CL deve antes de mais nada conhecer a história dessa equipe.

entrega ao novo CL da pasta da equipe,

tomar conhecimento dos problemas que eventualmente ocorrem na equipe

Caso a pasta não exista, procurar organizá-la, é um instrumento precioso para a sua atuação

regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o19
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Forma de atuação do Casal de Ligação

Com relação às equipes ligadas

  • Primeira comunicação com a equipe ligada:

telefona ao CRE anunciando que está assumindo a Ligação da equipe

CRE convida-o para a reunião seguinte, enviando-lhe o seu roteiro.

Caso a equipe apresente algum problema grave, o CL combina um encontro prévio com o CRE e eventualmente com o SCE

regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o20
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Forma de atuação do Casal de Ligação

Com relação às equipes ligadas

  • Primeira visita do CL

O CL sugere ao CRE que ambos cheguem um pouco mais cedo no dia da reunião para travarem conhecimento.

apresentação do Casal Ligação

Durante a reunião o CL ouve sem comentários, a não ser que se lhe pergunte algo, e participa da oração pessoal

  • Embora tenha assistido à reunião, deve pedir ao CRE que faça um relatório normal da mesma
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o21
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Forma de atuação do Casal de Ligação

Com relação às equipes ligadas

  • Resposta escrita do CL ao Relatório do CRE

- seus comentários sobre a reunião: pontos fortes e pontos fracos

- conselhos para melhorar ou progredir onde lhe pareceu necessário

- e se o relatório é apenas uma ata...

Uma segunda visita, em princípio, somente será realizada entre 6 meses e um ano depois

regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o22
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Forma de atuação do Casal de Ligação

Com relação às equipes ligadas

O Relatório da Reunião:

  • principal instrumento de que dispõe o CL para acompanhar a vida da equipe
  • é indispensável que seja vivo e bem feito

- relato comentado pelo CRE da vida da equipe durante o mês que decorreu

  • informação sobre os contatos havidos com e entre os demais casais
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o23
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Forma de atuação do Casal de Ligação

Com relação às equipes ligadas

O Relatório da Reunião

  • a descrição sucinta da Reunião Preparatória, e
  • o desenrolar da Reunião mensal - o conteúdo e a participação dos casais

- o CR deve dar a sua opinião sobre os progressos realizados e informar as dificuldades encontradas e não resolvidas

regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o24
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Forma de atuação do Casal de Ligação

Com relação às equipes ligadas

O Relatório da Reunião

  • É preciso que, ao ler esse Relatório, o CL tenha a impressão de ter participado da reunião
  • O Relatório deve ser escrito e enviado pelo CRE ao CL com tempo para Resposta antes da próxima reunião preparatória
  • Convém que em anexo ao Relatório sejam enviadas cópias das respostas escritas ao Tema de Estudo
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o25
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Forma de atuação do Casal de Ligação

Com relação às equipes ligadas

A Resposta ao Relatório:

- principal instrumento do CL no desempenho de sua missão junto à equipe que liga.

- necessariamente escrita

- enviada ao CRE o mais rapidamente possível após o recebimento do Relatório

regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o26
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Forma de atuação do Casal de Ligação

Com relação às equipes ligadas

A Resposta ao Relatório

  • Essa Resposta deve ser bem meditada, escrita após troca de ideias entre marido e mulher e à luz do Espírito Santo, pois, além de uma palavra amiga, ela
  • - vai transmitir ao CRE a sua avaliação da equipe e de seus progressos;
  • - oferecer estímulo e sugestões, ...
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o27
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Forma de atuação do Casal de Ligação

Com relação às equipes ligadas

A Resposta ao Relatório

  • - às vezes reprimendas ou puxões de orelha fraternos
  • - explicações visando um melhor uso dos meios propostos pelo Movimento;
  • - sugestões para evitar a rotina;
  • - auxílio na resolução de eventuais problemas
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o28
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Forma de atuação do Casal de Ligação

Com relação às equipes ligadas

A Resposta ao Relatório

  • Convém mandá-la por e-mail para que chegue rapidamente e possa ser impressa pelo CRE
  • embora dirigida ao CRE, essa resposta destina-se a toda a equipe e, a não ser que aborde algum ponto confidencial, é normalmente lida na Reunião.
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o29
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Forma de atuação do Casal de Ligação

Com relação às equipes ligadas

A Resposta ao Relatório

  • resposta apenas verbal - embora seja melhor do que deixar de acusar o recebimento do relatório - não é recomendável
  • O modelo da Resposta ao relatório são as Cartas deSão Paulo, que escrevia periodicamente às comunidades sob sua responsabilidade
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o30
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Forma de atuação do Casal de Ligação

Com relação às equipes ligadas

Outros contatos com a Equipe Ligada:

- o CL visitará as Equipes ligadas uma, no máximo duas vezes ao ano

- necessário contato com os CRE nos Pre-Eacres e nos Eacres

- é interessante o CL programar uma reunião ou duas em conjunto com os CRE das equipes que liga.

regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o31
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Forma de atuação do Casal de Ligação

Com relação às equipes ligadas

Outros contatos com a Equipe Ligada

- uma troca de ideias entre os vários CRE

- passar um pouco de formação, tanto espiritual como equipista

- oportunidade para incentivar a participar das programações do Setor, de Sessões de Formação do Movimento, dos Retiros, das Interequipes e da vida da Igreja

regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o32
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Forma de atuação do Casal de Ligação

Com relação às equipes ligadas

Outros contatos com a Equipe Ligada

  • Essa reunião evidentemente não dispensa os Relatórios das reuniões da equipe nem as Respostas do CL
  • Telefonemas de vez em quando podem ser úteis

entretanto, não dispensam de forma alguma o CL da Resposta ao Relatório do CRE

regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o33
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Forma de atuação do Casal de Ligação

Com relação ao Setor:

  • O CL participa das reuniões da Equipe de Setor, ou outras

- colabora na programação do Setor

- informa o seu CRS

dos progressos apresentados pelas equipes que liga, ou

regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o34
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Forma de atuação do Casal de Ligação

Com relação ao Setor

... ou das dificuldades encontradas, inclusive

de situações extraordinárias

[número insuficiente de membros, desinteresse ou falta de SCE, etc.,

  • mantendo sempre discrição em relação a problemas particulares dos membros das equipes ligadas caso tenha conhecimento deles.
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o35
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Forma de atuação do Casal de Ligação

Com relação ao Setor

  • É particularmente importante informar o CRS quando o CL percebe que uma equipe não se está esforçando por viver o que o Movimento propõe
  • Nesse caso, o CRS, após ter ouvido o CL e eventualmente o SCE da Equipe, convocará o CRE dessa equipe para esclarecer, não só os motivos pelos quais a equipe não está vivendo as propostas do Movimento, mas se sente que ela deseja efetivamente vivê-las.
regi o sp capital i sess o de forma o casal liga o36
REGIÃO SP - CAPITAL I Sessão de Formação - Casal Ligação

Conclusão

“Prega a Palavra, insiste a tempo e contratempo, corrige, adverte, exorta, mas sempre com paciência e sem deixar de instruir”. (2 Tim. 4, 2)